Breaking News
Home / Esportes / Esqui Alpino

Esqui Alpino

PUBLICIDADE

Esqui Alpino
Esqui Alpino

O que é

É o mais popular dos desportos de inverno e o mais realizado em todas as estâncias de ski.

Existem 4 disciplinas dentro do ski alpino que testam a técnica, o equilíbrio, a força e a coragem:

Downhill: Uma corrida que inclui uma variedade de curvas desafiadoras, assim como saltos e fases de deslize em que os esquiadores atingem as velocidades máximas de todas as disciplinas de ski alpino.
Slalom Super Gigante (Super-G):
Uma corrida de alta velocidade, com curvas largas, disputada numa única mão. Inclui também fases de salto e de deslize.
Slalom Gigante:
Competição que tem como objetivo atingir o melhor dos tempos de duas corridas em pistas diferentes. É uma disciplina que requer viragens precisas.
Slalom:
É realizado em dois percursos diferentes onde os tempos são combinados. Exige extrema agilidade e equilíbrio.
Combinado:
As provas alpinas de combinado testam a habilidade do competidor nas provas de Downhill e Slalom onde no final se conjugam os dois tempos.

No esqui alpino, os competidores esquiam por um percurso em declive, em alta velocidade e desviando de obstáculos.

O objetivo é completar o trajeto no menor tempo possível.

A modalidade é disputada por homens e mulheres, nas categorias: downhill, slalom, slalom gigante, super gigante e combinado.

Além disso, existe um espaço de passagem obrigatória. E é justamente esse espaço que diferencias as categorias na modalidade.

No downhill elas estão mais distantes, permitindo atingir velocidades de 120km/h.

Já no slalom super gigante, no slalom gigante e no slalom essa distância é menor, respectivamente, o que vai aumentando a dificuldade do competidor.

O esqui alpino é esporte dos Jogos Olímpicos de Inverno desde 1936, em Garmisch-Partenkirchen, na Alemanha.

História

Esqui Alpino
Esqui Alpino

O esqui alpino faz parte do calendário olímpico desde 1936, quando foi realizada a prova combinada. Já em 48, o evento teve a inclusão do downhill e do slalom.

Quatro anos depois, o giant slalom foi introduzido, enquanto a prova combinada foi excluída da programação. O evento só retornou em 1988, quando também foi iniciada a disputa do super-G.

A Áustria detém o domínio das provas de esqui alpino em toda a história. O país ganhou 77 medalhas, sendo 24 de ouro. Suíça vem em segundo lugar, com 48 medalhas, seguida pela França, que tem 37.

Esqui Alpino – Esporte

Este esporte é mais uma variação do esqui, onde o participante deve realizar uma descida com velocidade, passar por pontos obrigatórios e “lutar” contra o relógio. Ele está nas olímpiadas desde 1938 na edição de Garmisch-Partenkirchen na Baviera, Alemanha.

Os jogos olímpicos também eram o Campeonato Mundial do esporte, foi em 1985 que o Mundial começou a ser realizado de forma independente.

O Esqui alpino é uma evolução do esqui cross-country, foi desenvolvida uma estrutura para poder levar os participantes de volta ao topo da montanha para poder desfrutar do esporte inúmeras vezes sem se desgastar com a subi.

O principal desafio dos praticantes do Esqui alpino é controlar a velocidade na descida, para isso é necessário saber a técnica de esqui downhill que é o controle da velocidade por meio de alternar a posição entre esquerda e direita.

Origem

O esqui alpino foi introduzido no programa olímpico em 1936, nos Jogos de Garmisch – Partenkirchen, na Alemanha, com duas provas para homens e mulheres.

Com o cancelamento dos Jogos Olímpicos de 1940 e 1944, em virtude da Segunda Guerra Mundial, a modalidade voltou em Saint-Moritz Suíça , em 1948, com seis provas.

No esqui alpino, o atleta desce a montanha em alta velocidade com seus esquis sobre a neve e tem de desviar de obstáculos e correr contra o tempo. O espaço entre as passagens obrigatórias diferencia as provas.

No downhill, elas estão mais distantes, permitindo atingir velocidades de mais de 120km/h, e vão ficando mais próximas no slalom supergigante, no slalom gigante e no slalom (também chamado de slalom especial), respectivamente.

No combinado, vence o atleta que tiver a menor soma de tempo em uma descida de downhill e uma de slalom especial.

Os Equipamentos necessários para a prática do esporte são:

Esqui Alpino
Dois bâtons.
Dois esquis (para cada pé).
Capacete, para prevenir impactos

Provas

Downhill (masculino e feminino)
Slalom supergigante (masculino e feminino)
Slalom gigante (masculino e feminino)
Slalom (masculino e feminino)
Combinado (masculino e feminino)

Downhill (DH) – Tem o percurso mais longo e, por isso, apresenta as velocidades mais elevadas do esqui alpino. Cada esquiador faz uma descida única e o melhor tempo determinará o vencedor.
Super Gigante (SG) 
– Prova que combina a velocidade do downhill com a precisão do Slalom Gigante. Cada esquiador faz uma descida única, sendo classificados de acordo com os tempos mais baixos.
Slalom Gigante (GS) 
– Versão similar ao Slalom, com poucas curvas em uma pista mais larga. É uma prova de alta velocidade e técnica. Cada atleta fará duas descidas (senão for desclassificado na primeira) com percursos diferentes na mesma inclinação. Os tempos das duas descidas são somados e o menor tempo total determinará o vencedor.
Slalom Especial (SL) 
– Prova técnica. Tem o menor percurso e as curvas mais rápidas. Como no Slalom Gigante, cada um dos esquiadores faz duas descidas com percursos diferentes na mesma inclinação e no mesmo dia. Os tempos das duas descidas são somados e vence quem fizer o menor tempo total.
Combinado (C) – 
Prova que combina em um só dia o Downhill com o Slalom Especial. 

Em todas as modalidades, se o atleta perder qualquer uma das portas (gates), será desclassificado. 

Fonte: www.geocities.com.www.conhecimentosgerais.com.br

Esqui Alpino

Consiste em descer a montanha passando pelo meio das marcações ao longo do percurso no menor tempo possível.

Este esporte tem mais de 150 anos de existência e ganhou força no início do século 20, com o aparecimento de estações de esqui e teleféricos (evitaram o desgaste de subir a montanha a pé). 

É disputado em cinco modalidades: downhill, slalom, slalom gigante, supergigante e combinado.

A diferença entre cada uma é o tamanho e a inclinação do percurso, e quantas vezes o atleta pode descer a montanha para fazer seu melhor tempo. 

Conheça as regras por categorias

Downhill feminino: É a prova que tem o percurso mais longo e em que as atletas atingem a maior velocidade (aproximadamente 130 km/h). Cada esquiadora tem direito a apenas uma descida e a que fizer o menor tempo fica com o título.

É a mais veloz das provas (pode chegar a mais de 150km/h) no maior dos percursos. Cada esquiadora sai sozinha do starter, no topo da montanha, disparando o cronômetro. Desce num trajeto sinuoso (largura média de 30m) com curvas mais abertas e saltos, até cruzar a linha de chegada. Cada esquiadora tem apenas uma descida que determina a classificação final. Uma queda durante o percurso, desclassifica a atleta.

Downhill masculino: É a prova que tem o percurso mais longo e em que os atletas atingem a maior velocidade (aproximadamente 130 km/h). Cada esquiador tem direito a apenas uma descida e o que fizer o menor tempo fica com o título. Mesmo sistema que o feminino, porém num percurso mais desafiador.

Slalom feminino: Considerada a prova mais difícil deste esporte pois, por ser praticada na montanha mais baixa, o espaço de passagem entre os obstáculos é menor. Como no slalom gigante, são duas descidas. Somam-se os tempos para determinar o campeão.

Considerada a prova mais técnica do esqui alpino, pois cada esquiadora desce a montanha em zigue-zague, passando bem junto às várias bandeiras (ou portas), tendo espaço menor para as manobras. A distancia é a menor de todas. Uma queda ou erro de porta acarreta eliminação. A classificação também é a soma dos tempos de duas baterias. Na segundo descida participam apenas os 30 melhores tempos da primeira.

Slalom gigante feminino: É uma versão similar a do slalom, só que com menos obstáculos. A competidora tem direito a duas descidas, cada uma em percursos diferentes, mas ambas com a mesma distância. Os tempos são somados, e quem fizer a menor marca é o vencedor.

Parecida com a descida em slalom especial, mas aqui o número de obstáculos é menor. Cada uma das duas descidas é feita em pista diferente e a soma dos tempos é que possibilita também a classificação.

Slalom gigante masculino: É uma versão similar a do slalom, só que com menos obstáculos. O competidor tem direito a duas descidas, cada uma em percursos diferentes, mas ambas com a mesma distância. Os tempos são somados, e quem fizer a menor marca é o vencedor. Mesmo sistema que o feminino.

Slalom masculino: Considerada a prova mais difícil deste esporte pois, por ser praticada na montanha mais baixa, o espaço de passagem entre os obstáculos é menor. Como no slalom gigante, são duas descidas. Somam-se os tempos para determinar o campeão.

Slalom supergigante feminino: Combina a velocidade do downhill com a agilidade requerida no slalom. Também nesta prova, a esquiadora tem apenas uma chance de fazer o melhor tempo e conquistar a medalha de ouro.

Slalom supergigante masculino: Combina a velocidade do downhill com a agilidade requerida no slalom. Também nesta prova, o esquiador tem apenas uma chance de fazer o melhor tempo e conquistar a medalha de ouro.

Supercombinado feminino: Consiste de uma descida de downhill seguida de duas de slalom. As três marcas são somadas, e a vencedora é a que fizer o menor tempo total.

Supercombinado masculino: Consiste de uma descida de downhill seguida de duas de slalom. As três marcas são somadas, e o vencedor é o que fizer o menor tempo total.

Vídeo – Esqui Alpino

Fonte: rederecord.r7.com

Veja também

Nilton Santos

Nilton Santos, Jogador, Futebol, Vida, Clubes, Títulos, Nascimento, Seleção Brasileira, Titular, Carreira, Nilton Santos

Gilmar

Gilmar, Futebol, Jogador, Títulos, Goleiro, História, Clubes, Gols, Seleção Brasileira, Atuação, Mundial, Jogos, Carreira, Gilmar

Leônidas

Leônidas, Jogador, Futebol, Clubes, Títulos, Biografia, Capitão, Ídolo, Diamante Negro, Treinador, Vida, Carreira, Leônidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.