Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Biologia / Cerejeira

Cerejeira

PUBLICIDADE

 

Nome Científico: (Prunus avium).

Origem: ÁSIA

Cerejeira
Cerejas

Cerejeira
Cerejas

Maravilhosamente delicioso, fruto da cereja é embalado com cheio de nutrientes que beneficiam a saúde e antioxidantes únicas.

As cerejas são nativo de regiões da Europa Oriental e Ásia Menor.

Cereja é o fruto da cerejeira, planta originária da Ásia, que deve ser cultivada em regiões frias.

A cereja é um fruto pequeno, com 2 cm aproximadamente, arredondado, de cor vermelha, polpa macia e suculenta.

Botanicamente, o fruto é uma “drupa” (caroço), pertencente à família Rosaceae amplo de pequenos frutos de árvores do gênero, Prunus. Alguns dos “drupas” frutos familiares comuns são ameixas , pêssegos , damascos etc.

Embora existam várias espécies de cerejas, duas cultivares populares são selvagens ou doce-cereja, e azedo ou tart-cereja. Enquanto cerejas doces pertencem às espécies de Prunus avium, variedade azeda pertence à de Prunus cerasus.

As cerejas são frutos drupas com uma semente central “pedregoso-hard” cercado por um fruto carnudo comestível medindo 2 cm de diâmetro.

Externamente as frutas têm cor brilhante “brilhante” vermelho ou roxo com casca muito fina.

Cerejeira
Cereja

Existem muitas variedades da fruta, todas contendo vitamina A, cálcio e fósforo.

As árvores que não produzem fruto são cultivadas como planta ornamental no Japão.

A cereja pode ser consumida ao natural, como sobremesa. É usada na preparação de conservas, compotas, bebidas como o cherry e o kirsh. Ao natural a cereja tem propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas. Dá um toque de elegância na decoração de doces, sorvetes, coquetéis.

No Brasil, não há consumo in natura da cereja, uma vez que toda a fruta consumida é importada na forma industrializada.

Características: a cerejeira é uma planta arbórea, que produz frutos pequenos, arredondados, de coloração variável do quase incolor com traços amarelos ao vermelho escuro.

Clima e Solo: a cerejeira é uma planta cujo cultivo deve ser realizado em regiões frias, visto que os cultivares mais importantes necessitam de 800 a 1000 horas de frio para produzirem satisfatoriamente.

Com ideais, são considerados aquelas áreas com invernos frios e chuvosos e verões secos e amenos.

Propagação: a cerejeira, usualmente, é propagada por enxertia, sendo os porta-enxerto Mazzard e Mahaleb, propagados por sementes, e Stockton Morello, propagado por estacas ou perfilhos enraizados, os mais recomendados.

O porta-enxerto Mahaleb também pode ser propagado facilmente por estaquia.

Variedades: os cultivares Anonay, Black Tartarian e Sunburst têm-se mostrado bastante promissores.

Fonte: as19frutas.wordpress.com

Cerejeira

Dois tipos de cerejas podem ser plantadas: doce para comer e azedo, para tortas e conservas.

As cerejas são cultivadas em todas as áreas do mundo onde as temperaturas de inverno não são muito severas e onde as temperaturas do verão são moderados.

Cerejeira é o nome dado a várias espécies de árvores originárias da Ásia, algumas frutíferas, outras produtoras de madeira nobre. Estas árvores classificam-se no sub-gênero Cerasus incluído no gênero Prunus (Rosaceae).

Os frutos da cerejeira são conhecidos como cerejas, algumas delas comestíveis.

As cerejas são frutos pequenos e arredondados que podem apresentar várias cores, sendo o vermelho a mais comum entre as variedades comestíveis.

A cereja-doce, de polpa macia e suculenta, é servida ao natural, como sobremesa.

A cereja-ácida ou ginja, de polpa bem mais firme, é usada na fabricação de conservas, compotas e bebidas licorosas, como o Kirsch, o Cherry e o Marasquino.

As cerejas contém proteínas, cálcio, ferro e vitaminas A, B, e C. Quando consumida ao natural, tem propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas.

Como a cereja é muito rica em tanino, consumida em excesso pode provocar problemas estomacais, não sendo aconselhável consumir mais de 200 ou 300 gramas da fruta por dia.

O cultivo da cerejeira é realizado em regiões frias.

Necessitam de 800 a 1000 horas de frio para que possam produzir satisfatoriamente em áreas com Invernos frios e chuvas.

Outras cerejeiras

A amburana é uma árvore brasileira da família Fabaceae, produtora de madeira nobre.
O Jatobazeiro Jatobá é uma árvore da familia Fabaceae, produtora de madeira nobre.
A cereja-do-rio-grande é uma árvore frutífera brasileira, da família Myrtaceae.
O pêssego-do-mato é outra árvore frutífera brasileira da família Myrtaceae.

Variedades

Existem dois tipos principais de cerejas: doce e azedo.

Os benefícios da cereja

Cerejeira
Cereja

As cerejas são uma das frutas muito baixa caloria; no entanto, são rica fonte de nutrientes, vitaminas e minerais. Ambos doce, bem como ácido cerejas são embalados com numerosos saúde beneficiando compostos que são essenciais para o bem estar.

Frutas da cereja são muito ricos em melatonina estável anti-oxidante. A melatonina pode atravessar a barreira hemato-encefálica facilmente e produz efeito calmante sobre os neurônios do cérebro, acalmando irritabilidade do sistema nervoso para baixo, o que ajuda a aliviar a neurose, insônia e dor de cabeça condições.

A Cerejeira é o nome dado a várias espécies de árvores, algumas frutíferas, outras produtoras de madeira nobre.

Estas árvores classificam-se no sub-género Cerasus incluído no género Prunus (Rosaceae).

Os frutos da cerejeira são conhecidos como cerejas, algumas delas comestíveis.

A cerejeira foi introduzida na Europa, sendo uma planta originária da Ásia.

A cereja tem vários benefícios para a saúde pois é um óptimo fruto que serve para neutralizar ácidos no organismo e também é recomendado para o reumatismo, gota, artrite, arteriosclerose, diarreia e problemas intestinais.

Simbologia

Originária da Ásia, na cultura japonesa (chamada de Sakura no ki , sendo o significado de Sakura flor de cerejeira, a cerejeira era associada ao samurai cuja vida era tão efémera quanto a da flor que se desprendia da árvore.

Já o fruto tem o significado de sensualidade. Por seu vermelho intenso e maduro, a cereja suculenta é talvez o exemplo mais proeminente.

O suco de cereja madura é de tão intenso sabor e cor que tem sido freqüentemente comparado ao primeiro gosto do amor.

Na aparência, das cerejas têm sido dito que lembram os lábios de uma amante, e quando mordê-lo em uma cereja, o fruto dá a aparência de sangrar.

Há muito tempo existe uma ligação erótica para o fruto da árvore de cereja.

Como tatuagem, a cereja representa a castidade feminina e a pureza do amadurecimento da fruta.

Uma vez arrancada, no entanto, a cereja representa a perda da inocência e da virtude. Uma cereja provada, sua carne perfurada pelo apetite, não é mais virgem.

Uma cereja em chamas fala do desejo insaciável, paixão e luxúria.

A flor da cerejeira já foi considerada uma das flores mais belas, tanto pelo seu formado como pela delicadeza e espessura das suas pétalas, na Índia essa flor é considerada sagrada, e nas casas que tem essa flor nunca falta nada, diz a lenda da flor de cerejeira da Índia.

Fonte: informacaosobre.com

Cerejeira

Cerejeira-ornamental – Prunus serrulata

Nome Científico: Prunus serrulata
Sinonímia:
Prunus paniculata, Cerasus serrulata, Cerasus lannesiana, Prunus lannesiana, Prunus tenuiflora
Nome Popular:
Cerejeira-ornamental, Cerejeira, Cerejeira-branca, Cerejeira-do-japão, Sakura, Cerejeira-ornamental-do-japão, Cerejeira-japonesa
Família:
Rosaceae
Divisão:
Angiospermae
Origem:
Japão
Ciclo de Vida:
Perene

A cerejeira-ornamental é uma árvore decídua, de médio porte e floração decorativa, largamente utilizada no paisagismo. Seu tronco é cilíndrico, delgado, simples e curto, com casca rugosa, de cor marrom-acinzentada e lenticelas horizontais proeminentes.

A árvore apresenta altura de 4 a 10 metros, com copa mais ou menos densa, em forma de vaso e 3 a 4 metros de diâmetro. As folhas são alternas, ovaladas, acuminadas, com margens serrilhadas e nervuras bem marcadas.

Elas surgem com uma tonalidade bronzeada, se tornam verdes e mudam para o amarelo ou vermelho no outono, antes de cair.

As flores desabrocham no fim do inverno e primavera, unidas em grupos de duas a cinco em inflorescências do tipo rácemo. Elas não têm perfume e podem ser simples ou dobradas, de cor branca ou em diversas tonalidades de rosa, de acordo com a cultivar.

As cerejas surgem no verão atraindo muitos passarinhos.

Elas são frutos do tipo drupa, com forma globosa a ovóide, casca brilhante, de cor vermelha escura a preta, polpa carnosa e adocicada, envolvendo uma única semente. As cultivares desta espécie raramente frutificam.

A cerejeira-ornamental é uma árvore de beleza incomparável, que se modifica a cada estação. O melhor efeito se obtém com a planta isolada, em destaque, mas também pode ser utilizada em renques, ao longo de alamedas ou em grupos, formando pequenos bosques.

De baixa manutenção, praticamente não requer podas, necessitando apenas a remoção de ramos doentes, mal-formados e secos.

É a árvore símbolo do Japão, onde anualmente atrai milhares de pessoas às praças e parques durante sua floração. Os frutos são comestíveis quando maduros e de suas flores se faz chá.

Entre as cultivares mais importantes podemos citar: ‘Amonogawa’, ‘Kwanzan’, ‘Kiku-shidare’, ‘Shirofugen’, ‘Shirotae’, ‘Tai Haku’, ‘Royal Burgundy’, ‘Shogetsu’, ‘Ukon’ e ‘Snowgoose’. Presta-se ainda para o plantio em vasos e para a formação de Bonsai.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, neutro, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Planta de clima temperado, necessita de estações bem marcadas para florescer de forma satisfatória.

Por este motivo não é indicada para regiões equatoriais e tropicais, salvo em regiões de altitude elevada. Seu crescimento é moderado e a floração é precoce. Não tolera encharcamento e podas drásticas.

Resiste ao frio, geadas e curtos períodos de estiagem. Multiplica-se por enxertia, estaquia e mais facilmente por sementes.

Fonte: jardineiro.net

Cerejeira

Quem quer Cereja da Mata Atlântica?

Popularmente conhecida também como cerejeira, cerejeira-do-mato e cerejeira-da-terra, a cereja, Eugenia involucrata, ocorre naturalmente do Rio Grande do Sul à Minas Gerais, principalmente nas floresta Semideciduais e na floresta com araucárias.

É uma planta de mata densa. Quando cultivada a pleno sol não se desenvolve em altura.

Com uma copa arredondada, chega a ter de 5 a 8 metros de altura quando isolada e de 10 a 15 metros, quando na mata.

Seu tronco é ereto e mais ou menos cilíndrico, de 30 a 40cm de diâmetro, com casca lisa e descamante.

Floresce durante os meses de setembro a novembro e os frutos amadurecem em novembro e dezembro.

A cereja da Mata Atlântica é amplamente cultivada em pomares domésticos da região sul do país. Seus frutos são também avidamente consumidos pela avifauna, tornando a espécie bastante interessante para o plantio em áreas degradadas.

As cerejas são frutos pequenos e arredondados que podem apresentar várias cores, sendo que a mais comum dentre as variedades comestíveis é a de cor vermelha.

É rica em vitamina A, cálcio e fósforo. Com um aroma muito delicado, é utilizada para decorar doces, sorvetes, coquetéis e licores. Quando consumida in natura, a cereja tem propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas. Porém, o consumo excessivo pode provocar problemas estomacais.

Sua madeira é moderadamente pesada, compacta, elástica, muito resistente e de boa durabilidade. É empregada para confecção de cabos de machado e outras ferramentas.

A árvore é extremamente ornamental e pode ser utilizada no paisagismo, principalmente na arborização de ruas estreitas e sob redes elétricas.

Cerejeira
Cerejas

Cerejeira
Cerejas no pé

Cerejeira
Árvore produzindo

A Cereja

Nome científico: Eugenia involucrata DC.
Família:
Myrtaceae.
Utilização:
madeira utilizada para lenha e cabo de ferramentas agrícolas. Possuem frutos comestíveis que podem ser transformados em geléias, doces e licores. Aves de diversas espécies se alimentam de seus frutos.
Coleta de sementes:
diretamente da árvore ou no chão após a queda.
Época de coleta de sementes:
agosto a novembro.
Fruto:
vermelho-roxo.
Flor:
branca.
Crescimento da muda:
lento.
Germinação:
normal.
Plantio:
mata ciliar, área aberta, solo degradado.

Observação: espécie frequentemente atacada por fungo causador da ferrugem, muito comum em plantas da família das Myrtaceaes.

Fonte: apremavi.org.br

Cerejeira

Cerejeira do Japão

Nome popular: Cerejeira-do-japão, Cerejeira-ornamental, Cerejeira-japonesa, Cerejeira, Cerejeira-branca, Sakura, Cerejeira-ornamental-do-japão
Sinonímia:
Prunus paniculata, Cerasus serrulata, Cerasus lannesiana, Prunus lannesiana, Prunus tenuiflora
Família:
Rosaceae
Divisão:
Angiospermae
Origem:
Japão
Altura:
de 5 a 10 metros.

Cerejeira
Cerejeira do Japão

Flor de Cerejeira

Flor de cerejeira, o fruto é uma drupa globosa, vermelha ou preta, muito apreciado.

O óleo extraído da semente da cereja tem a propriedade de desfazer verrugas e é considerado bom remédio para eliminar os cálculos renais e vesicais.

Cerejeira
Flor de Cerejeira

A Cerejeira

Árvore da família das Rosáceas.

Das duas espécies principais, uma produz cereja doce c a outra cereja ácida.

Ambas preferem os solos areno-calcários bem drenados.

Cerejeira
Cerejeira

Fonte: plantas-medicinais.me

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Terra Primitiva

Terra Primitiva

PUBLICIDADE O que é terra primitiva? A história da Terra diz respeito ao desenvolvimento do …

Respiração Branquial

Respiração Branquial

PUBLICIDADE O que é respiração branquial? As brânquias ou guelras são órgãos da respiração, são …

Mecanismos de Feedback

Mecanismos de Feedback

PUBLICIDADE O que são mecanismos de feedback? Um mecanismo de feedback é um processo que usa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+