Breaking News
Home / Biologia / Mangue-Preto

Mangue-Preto

PUBLICIDADE

 

Mangue-Preto – Avicennia schaueriana

Ocorrência – litoral brasileiro, do Amapá a Santa Catarina.

Outros nomes – siriúba, sereíba, canoé.

Mangue Preto
Mangue-Preto

Características – apresenta raízes horizontais e radiais a poucos centímetros abaixo da superfície, de onde surgem os pneumatóforos, que crescem verticalmente para propiciar melhor condição de respiração às plantas, expondo-se como “palitos” para fora do solo.

Estas estruturas são importantes para as trocas gasosas entre a planta e o meio pois possuem pequenos “poros” chamados lenticelas

O tronco possui casca lisa, com tonalidade castanho-clara e quando raspado tem uma tonalidade amarelada, as folhas são esbranquiçadas na parte inferior devido a presença de minúsculas escamas e dão frutos com geometria assimétrica.

Habitat – manguezais.

Utilidade – a madeira é utilizada para a construção de canoas de tronco único e, na flora medicial, possui importância no tratamento de erupções da pele. É utilizada pelas conhecidas curandeiras que aproveitam os vegetais do mangue para a cura de diversas moléstias, através de suas propriedades bactericidas e adstringentes.

Cuidados – a legislação determina que o mangue é Área de Preservação Permanente. Os manguezais estão incluídos em diversas leis, decretos, resoluções. Os instrumentos legais impõem ordenações de uso e ações em áreas de manguezal.

Ameaças – destruição do habitat, pesca predatória, a captura de caranguejos durante a época de reprodução das espécies, ocupação desordenada do litoral, aterros e desmatamentos.

Fonte: www.vivaterra.org.br

Mangue-Preto

O mangue-preto é uma árvore de porte médio que pode atingir alturas de 60 pés, embora muitos espécimes Flórida tendem a ser menores, especialmente os que estão no ponto mais ao norte da faixa, onde eles são pequenos e arbustivo-like. Eles são caracterizados por suas pneumatophores, pequenos tubos, que crescem para cima em volta da base da árvore e fornecer oxigénio para as raízes abaixo.

As folhas são opostas, 2 – 4 polegadas de comprimento, e de forma oblonga.

As superfícies superiores das folhas são brilhantes, enquanto as partes inferiores são mais maçantes e coberto de cabelos finos. As folhas podem ter uma crosta de sal, e margens da folha muitas vezes rolar sob ligeiramente.

As flores são branco cremoso e florescer em junho e julho. Estes são seguidos por propágulos em forma de ovo que contêm uma única semente.

Mangue-preto é o nome popular de uma planta da Ordem Lamiales, família das Acantáceas, que vivem em áreas do litoral, sujeita às marés altas ou em águas salobras dos estuários. Pode ser um arbusto ou uma pequena árvore, dependendo da região que habita. Ocorre nas Américas, África, Oceania e Sudeste da Ásia.

Sua casca é rica em tanino.

Também é chamaada de:

Mangue-amarelo
Mangue-ciriúba
Mangue-guapirá

O nome científico do mangue-preto é uma sinonímia, podendo ser:

Avicennia Germinans
Avicennia Nitida
Avicennia Marina

Habitat

Mangues Preto crescem em áreas costeiras de baías, lagoas, riachos de maré, estragar ilhas e represamentos de mosquito. Eles normalmente crescem sequeiro de mangue vermelho, em áreas acima da linha da maré alta.

Espécies semelhantes

As folhas de mangue preto são semelhantes aos de outras espécies de mangue. Eles se distinguem dos ambos os mangues vermelhos e brancos com base em forma de folha. Mangues vermelhos têm folhas amplamente elípticas. Folhas de mangue preto são mais estreitas, têm suas barrigas cobertos com pêlos finos e podem ser sal com crosta. Folhas de mangue brancos são mais verde-amarelo na cor, são mais arredondadas do que quer folhas de mangue vermelho ou preto, e levam duas pequenas glândulas na base da folha.

Os manguezais são ainda distinguidos por suas raízes.

Mangues vermelhos têm sapopemas conspícuos que crescem para baixo dos galhos; mangue preto tem numerosas Peumatóforos que crescem para cima em torno da base da árvore; mangue e branco pode ter qualquer um destes tipos de raízes, dependendo das condições ambientais.

Fonte: www.sms.si.edu

Mangue-Preto

Mangue Preto
Mangue-Preto

O Mangue-Preto é um arbusto lenhoso subtropical que cresce em salinas. Os manguezais são muito resistentes e têm se adaptar a ambientes agressivos onde a água e níveis de salinidade.

Também conhecida no Brasil por mangue-preto, canoé ou siriúba, é uma espécie de mangue típica dos manguezais brasileiros, maior parte no litoral sudeste, e sul-americanos.

Encontra-se também espalhada um pouco por todo o mundo.

Mangue Preto
Mangue-Preto

O mangue-preto apresenta estruturas de respiração chamadas de pneumatóforos, que são raízes que crescem num sistema radicular e que depois sobem, ficando acima do solo, auxiliando assim a respiração da árvore.

Além disso, o mangue-preto tem estruturas especializadas denominadas glândulas de sal, que são assim chamadas pelo fato de excretar o sal que é absorvido pela planta.

O Mangue-Preto serve como habitat berçário para crustáceos e peixes.

Usos

Controle da erosão: Mangue Preto é valioso na restauração das águas salobras e água salgada dos pântanos, devido à sua capacidade de filtrar os sedimentos.

As florestas de mangue, que incluem mangue preto, tem uma alta capacidade como um dissipador para o excesso de nutrientes e poluentes. Também se mistura bem com outros plantas nativas para reduzir a energia das ondas.

Fonte: plants.usda.gov

Mangue-Preto

Características

Em solos lamacentos, úmidos, temporariamente inundados, muito profundos e formados por resíduos orgânicos e inorgânico. Menos sensível a concentrações elevadas de sal no solo e a fortes oscilações na salinidade.

A siriúba, gênero Avicennia, conhecido como mangue preto, é uma árvore com casca lisa castanho-claro, que quando raspada mostra cor amarelada, tem folhas esbranquiçadas por baixo devido à presença de minúsculas escamas.

O sistema radicular dessa espécie é muito interessante, desenvolve-se horizontalmente, a poucos centímetros abaixo da superfície do sedimento.

Dessas raízes axiais saem ramificações que crescem eretas (geotropismo negativo), expondo-se ao ar como autênticos paliteiros, são chamados pneumatóforos.

Estes apresentam consistência esponjosa, e tem função destacada no processo das trocas gasosas entre a planta e o meio.

O mangue-preto tem estruturas especializadas denominadas glândulas de sal, que são assim chamadas pelo fato de excretar o sal que é absorvido pela planta.

Fonte: www.ibama.gov.br

Veja também

Água de Reuso

Água de Reuso

PUBLICIDADE O que é a água de reuso? É grande a preocupação com a disponibilidade …

Torniquete

PUBLICIDADE Definição Um torniquete pode ser definido como um dispositivo de constrição ou compressão usado …

cetose

Cetose

PUBLICIDADE Definição Cetose é um estado metabólico caracterizado por níveis aumentados de corpos cetônicos nos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.