Breaking News
Home / Biologia / Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

PUBLICIDADE

Ipê Rosa – O que é

Ipê Rosa é uma das árvores mais belas quando resolve dar o ar da graça em mostrar suas belas flores. O Ipê sempre ganha destaque entre as demais plantas.

ipê-rosa é uma árvore brasileira.

Ocorrência: da Bahia até o Rio Grande do Sul.

Outros nomes: ipê roxo de sete folhas, ipê preto, ipê rosa, pau d’arco roxo, cabroé, graraíba, ipê de flor roxa, ipê piranga, ipê uva, peúva, piuva.

De crescimento bem rápido em regiões livres de geadas (em dois anos ela atinge 3,5 metros), pode atingir até 35 m. A Tabebuia impetiginosa é originária da Bacia do Paraná, conhecida também por piúva.

Floresce abundantemente de Junho a Agosto, e prefere climas mais quentes, porém num Inverno seco e ameno, ela oferece também uma linda florada no começo da Primavera. Ideal para áreas isoladas, ou paisagismo de grandes avenidas, o Ipê Rosa prefere solos férteis e bem drenados. É largamente empregada no paisagismo em geral por apresentar belíssimas inflorescências de cor rosa.

É uma espécie recomendada para recuperação de ecossistemas degradados, sendo considerada promissora para revegetação de áreas contaminadas com metais pesados.

Alguns autores consideram a Tabebuia avellanedae e a Tabebuia impetiginosa da mesma espécie.

Ipê Rosa, é o primeiro dos Ipês a florar no Brasil, entre os meses de maio a agosto, dependendo do clima e região.

Seu nome científico é Tabebuia pentaphylla ou Tabebuia rosea. É melhor memorizar Ipê Rosa mesmo.

Alguns governantes e técnicos adotam essa árvore como paisagismo urbano, ou seja, plantam essa espécie para que o ambiente urbano fique mais agradável, devido ao seu rápido desenvolvimento.

Suas flores duram de Maio a Agosto. As suas numerosas flores são recortadas e na forma de sino.

A sua madeira é preciosa. É uma espécie conspícua e famosa com uma história longa do uso humano, usada como medicamento, e é utilizada na medicina alternativa. O ipê contem potássio, cálcio, ferro, bário, estrôncio e iodo. Contem também um potente antibiótico. Possuindo vários nomes populares, ipê-comum, ipê-reto, ipê-rosa, ipê-roxo da mata, pau d’arco-roxo, etc. A madeira às vezes é comercializada como “pau-brasil”.

Caule do tipo tronco, chegando a mais de 30 metros de altura e 90 cm de diâmetro. Folhas de coloração verde-escura, compostas, de distribuição oposta, medindo 6x10cm. A margem é serreada, há um pecíolo longo, liso e cilíndrico e a venação é nítida, do tipo peninérvea. As flores estão agrupadas em inflorescências do tipo corimbo, medindo de 5 a 8 cm, com corola 5-mera, de coloração roxa, zigomorfa, gamopétala.

O cálice é do tipo cupular, 5-mero, verde e gamossépalo. Existem 4 estames, didínamos, 2 anteras e um disco nectarífero. O ovário é súpero, bicarpelar, bilocular.

A floração ocorre de junho a setembro e a polinização é realizada por abelhas e pássaros. Os frutos medem até 50cm, são pretos, secos e deiscentes, do tipo síliqua. A dispersão é realizada através do vento, as sementes medem de 2,5 a 3cm de comprimento e são aladas.

Ipê Rosa – Árvore

Árvore decídua, de porte até 12,0 m, tronco largo até 90 cm de diâmetro e folhas compostas de 5 folíolos coriáceos e pubescentes.

As flores são campanuladas e reunidas em racemo tipo bola.

Floresce a partir de maio em algumas regiões e as flores surgem com a árvore despida de folhas.

Ipê Rosa – Características

Espécie decídua que atinge de 10 a 20 m de altura.

Tronco roliço revestido de casca parda-acinzentada, rugosa, finamente fissurada vertical e transversalmente, gerando placas persistentes, com 40 a 80 cm de diâmetro. Os ramos dicotômicos, tortuosos e grossos formam uma copa moderadamente ampla e globosa. Ramos novos cobertos de pêlos.

Folhas digitadas, opostas, longamente pecioladas, 5 a 7 folíolos oblongos, coriáceos, com margem com pequenos dentes e ápices agudos, de coloração verde-escura. Flores arroxeadas pouco pilosas.

São muito abundantes, nascendo nos ramos ainda sem folhas, com lenho adulto. O cálice é pequeno, campanulado e a corola campanulada-afunilada.

Fruto cápsula, seco e deiscente, é linear ou sinuoso, estriado, muito longo de 9 a 47 cm de comprimento, com sementes em grande quantidade, grandes e aladas.

Medem de 2,5 a 3,0 cm de comprimento e cerca de 6 a 7 mm de largura. São acastanhadas e membranáceas mais ou menos brilhantes e delicadas. Para cada quilo obtém-se 29.000 sementes.

Habitat – formações florestais do complexo atlântico e ocasionalmente no cerradão e na caatinga.

Propagação: sementes.

Madeira: Muito pesada, dura e de ótima durabilidade, resistente ao ataque de insetos e ao apodrecimento. Estas características as tornam moderadamente difícial de trabalhar, principalmente com ferramentas manuais, que perdem rapidamente a afiação. Coloração escura e alburno claro. A superfície é pouco brilhante, lisa e de aspecto oleoso. É considerada “madeira de lei”.

Ipê Rosa – Utilidade

Madeira usada em obras externas como mourões, pontes e dormentes; na construção civil como vigas, caibros e assoalhos e na confecção de carroçerias e bengalas. Indicada para paisagismo em geral, reflorestamento e regeneração de áreas degradadas em locais sem inundações. É muito usado em medicina popular.

Da entrecasca faz-se um chá que é usado no tratamento de gripes e depurativo do sangue. As folhas são utilizadas contra úlceras sifilíticas e blenorrágicas. A espécie também tem propriedades anticancerígenas, anti-reumáticas e antianêmicas. Também é usado como recurso medicinal para tratamento de diabetes mellitus.

Florescimento: julho a setembro com a árvore totalmente desprovida de folhagem. No período que antecede a floração, as folhas caem e surgem no ápice dos ramos magníficas panículas com numerosas flores tubulosas, de coloração rósea ou roxa, perfumadas e atrativas para abelhas e pássaros.

Frutificação: setembro a novembro

Ipê Rosa – Paisagismo

Adapta-se a cultivo em todas as regiões do país, inclusive litorâneas e ocorre desde os Estados do Piauí até São Paulo.

Para paisagismo urbano é indicada para áreas de parques e canteiros centrais de avenidas.

Jardins residenciais e condominiais que têm piscina deverão evitar seu cultivo, pois as folhas que caem poderão trazer problemas de manutenção.

Ipê Rosa – Classificação

Nome popular: Ipê Rosa
Nome Científico:
 Tabebuia impetiginosa
Família Botânica:
 Bignoniaceae
Nome popular: ipê rosa, ipê preto, ipê rosa de folha larga, ipê rosado, ipê róseo, ipê roxo, ipê roxo de casca lisa, ipê roxo de bola, ipê roxo do grande, ipeúna, ipê de flor roxa, ipê de minas, pau cachorro, pau darco, pau darco rosa, pau darco roxo, piúna, piúva preta.
Família: 
Angiospermae ? Família Bignoniaceae.
Origem: 
Nativa brasileira.
Crescimento:
 árvore
Ocorrência: 
floresta estacional semidecídual , floresta ombrófila densa, cerrado , caatinga.
Distribuição Geográfica:
 AC AL BA CE GO MA MG MS MT PA PB PE PI RJ RN SP
Polinização:
 melitofilia
Floração: 
JUL AGO SET OUT
Frutificação: 
AGO SET OUT NOV
Utilizada para: 
Construção Carvão Arborização Urbana Medicina Paisagismo
Densidade da Madeira: 
1
Forma da Flor: 
campânula
Cor:
 rosada
Tipo:
 Inflorescencia
Descrição da Doença: 
Seus frutos são atacados por insetos.

Ipê Rosa – Fotos

 

Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

Ipê-Rosa

Fonte: plantearvore.ning.com/www.vivaterra.org.br/www.tudoverde.org.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.