Breaking News
Home / Biologia / Guariroba

Guariroba

PUBLICIDADE

 

Guariroba – Syagrus oleracea

Guariroba 

Guariroba 

Ocorrência: nordeste e sudeste até o Paraná.

Outros nomes: gueroba, gueiroba, palmito amargoso, catolé, coco babão, paty amargoso, coco amargoso, coco guariroba, gariroba, coco catolé.

Características

Espécie com estipe simples, ereto, acinzentado, podendo atingir até 20 m de altura e 20 a 30 cm de diâmetro.

Copa crispada e deflexa. Folhas grandes em número de 15 a 20, de até 3 m de comprimento, dispostas em espiral e levemente arqueadas.

Folíolos em número de 100 a 150, em grupos de 2 a 5, dispostos em diferentes planos. Espécie monóica.

Flores surgem em cachos.

Frutos elipsóides, lisos, com 4 a 5 cm de comprimento, mesocarpo espesso, carnoso, adocicado e fibroso, verde-amarelados, com uma amêndoa branca, oleaginosa e comestível.

Habitat: floresta semidecídua em altitudes entre 400 e 1.200 m, tanto na caatinga como no cerrado.

Época de Floração: Primavera, Verão, Outono.

Propagação: Sementes.

Mês(es) da Propagação: Janeiro, Fevereiro, Outubro, Novembro, Dezembro.

Utilidade

Seus coquinhos, quando amadurecem e caem, são importante complemento na alimentação do gado.

Deles, também, a população nativa retira as amaproveitadas na produção de doces caseiros.

Além disso, dessa amêndoa, que contém mais de 60% de matérias graxas, extrai-se um abundante e êndoas, excelente comestível e de notada utilidade na indústria de sabões.

Porém, entre todos os produtos extraídos da guariroba, destaca-se o seu palmito ou broto óleo terminal.

Considerado por muitos como verdura de sabor amargo – o que de fato é quando comparado aos palmitos doces das espécies da Mata Atlântica -, o . palmito da guariroba é uma iguaria de largo aproveitamento culinário. Especialmente em algumas regiões de Minas Gerais e de Goiás.

A madeira é empregada para estacasmoirões, ripas e calhas d’água.

As folhas são usadas para confecção de vassouras.

Palmeira ornamental e indicada para regeneração de áreas, degradadas.

Florescimento: setembro a maio.

Frutificação: outubro a fevereiro.

Ameaças

Nos últimos 30 anos, com a transformação das matas em terras para cultivo e pastagens, essas palmeiras foram se tornando mais escassas, mesmo com a fiscalização do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), que proíbe a extração do palmito nativo.

Fonte: www.vivaterra.org.br

Guariroba

Guariroba – Syagrus oleracea

Nomes Comuns: Guariroba, GuerobaFamília: PalmaeGênero: SyagrusEspécie: oleraceaOcorrência: mata mesofítica,cerradãoFloração: de setembro a marcoFrutificação: de outubro a fevereiroPorte: estipe,10mFolhas: 2-3m,bainha estreita,bainha caducaFlores: inflorescência,amarelas.

A Guariroba é uma palmeira nativa do Brasil. Ela também é conhecida como gueiroba, gariroba, palmito-amargoso, catolé, coco-babão, pati-amargoso, coco-amargoso.

A Guariroba é uma Palmeira de estipe solitário ereto e acinzentado e pode atingir uma altura aproximada de 20 metros.

As folhas da Guariroba são grandes e podem atingir 3 metros de altura. Suas flores surgem em cachos durante a primaveira até o outono.

O fruto da Guariroba é levemente elíptico num tom verde amarelado, onde seu mesocarpo e amêndoa são comestíveis. Ocorre entre o período de outubro e fevereiro.

O cultivo da guariroba e feito por sementes, mesmo que ela cresça espontâneamente nas matas do Sudeste brasileiro e também no Centro oeste. A guariroba prefere solos bem drenados e regiões com clima quente. As sementes da guariroba levam aproximadamente de 2 a 3 meses para germinarem.

Destaca-se em seus produtos, o broto terminal que é bem mais conhecido como palmito. Considerado por muitos como verdura de sabor amargo comparado aos palmitos doces das espécies da Mata Atlântica.

O palmito da guariroba é uma de bom aproveitamento culinário em alguns estados, principalmente em Goiás e Minas Gerais.

Uso

Seu palmito, de consistência firme e sabor amargo, é usado na culinária regional.

Origem

Ocorre na floresta semidecidual de maior altitude e sempre no alto dos morros ou em escarpas, estando presentes nos estados: Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo e Paraná, Brasil.

Nomenclatura e Siginificado

Guariroba vem do Tupi Guarani, e significa “palmito amargoso”.

Também recebe os nomes de: Gariroba, Gueiroba, Coco babão, Catolé do mato, Jerivazão, Pati e Palmito amargoso.

Guariroba é o nome de uma palmeira que ocorre nas regiões nordeste e sudeste e no estado do Paraná. Tam- bém é conhecida por gueroba, gariroba, gueiroba, catolé, palmito-amargoso , coco-amargoso, etc. Tem tronco ereto de até 20 metros de altura e com até 30 cm. de diâmetro.

Seu habitat natural são matas, caatinga e cerrados. Seus frutos são lisos, com 4 ou 5 cm. de comprimento, em forma elíptica, adocicados e fibrosos; de cor verde-amarelados, com uma amêndoa, branca, oleaginosa e comestível. Suas folhas são usadas na fabricação de vassouras.

É uma planta muito vistosa e indicada como ornamental e para a rege- neração de áreas degradadas.Seu palmito é usado na culinária, com sabor bastante amargo.

Características

Palmeira de caule solitário, cilíndrico e liso, atingindo de 4 a 7 m de altura.

O tronco é colunar, de cor acinzentada e anelado no diâmetro com marcas enegrecidas deixadas pelas bases das folhas caixas.

A copa é alta e rala com 7 a 18 folhas espiraladas e arqueadas para baixo.

As folhas são pinadas (como penas) com raque (eixo ou nervura central) de 1,8 a 3,8 m de comprimento, sob pecíolo (haste ou suporte) semelhante a bainha (que envolve metade do tronco) com base expandida, fibrosa de 40 a 95 cm de comprimento, com 95 a 150 pinas ou folíolos estreitos da cada lado.

As pinas ou folíolos medem 30 a 45 cm de comprimento por 2,5 a 4 cm de largura.

A inflorescência é interfoliar (nasce entre as folhas), protegidas por espádice (invólucro) lenhoso, glabro (sem pelos), com pedúnculo (base ou suporte) longo de 18 a 48 cm de comprimento, que com o tempo se abre tornando-se espata ou bráctea (tecido modificado) fusiforme (com forma encaracolada), profundamente frisada e acinzentada, medindo 80 a 128 cm de comprimento.

Depois que a espata abre, surgem milhares de flores numa panícula (cacho composto) formado por raque central de 40 a 50 cm de comprimento das quais surgem raquilas (nervuras em forma de filetes) secundários (cerca de 100) com 15 a 55 cm de comprimento. Cada raquila contem de 40 a 110 flores amareladas.

Os coquinhos são drupas elipsóides ou ovóides, de cor verde amarelada na maturação, com 4 a 6 cm de comprimento por 3 a 4 cm de diâmetro, com polpa ou mesocarpo carnoso, pouco fibroso e adocicado.

Utilidade

O seu palmito, de sabor amargo, é considerado uma iguaria na culinária regional de alguns estados sendo inclusive cultivado para sua produção comercial. O mesocarpo e a castanha também são comestíveis, esta ultima usada também para a extração de óleo comestível. A planta é bastante ornamental e cultivada no paisagismo.

Produção de Mudas

Frutifica abundantemente durante a primavera.

Um kg de fruto desprovidos de sua polpa contém cerca de 70 unidade, cujas sementes germinam em 2 – 3 meses.

Guariroba
Guariroba

Guariroba
Palmito da Guariroba

Fonte: www.rosesementes.com.br/guariroba.com.br

Veja também

Água de Reuso

Água de Reuso

PUBLICIDADE O que é a água de reuso? É grande a preocupação com a disponibilidade …

Torniquete

PUBLICIDADE Definição Um torniquete pode ser definido como um dispositivo de constrição ou compressão usado …

cetose

Cetose

PUBLICIDADE Definição Cetose é um estado metabólico caracterizado por níveis aumentados de corpos cetônicos nos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.