Breaking News
Home / Biologia / Tataré

Tataré

PUBLICIDADE

 

Tataré – Pithecolobium tortum

Tataré
Tataré

Tataré
Tataré

Tataré
Tataré

Ocorrência: Rio de Janeiro.

Outros nomes: jurema, angico branco, jacaré, vinhático de espinho.

Características

Planta espinhenta decídua, com 6 a 12 m de altura, tronco canelado de 30 a 50 cm de diâmetro.

Folhas compostas com 3 jugos de pinas.

Folíolos em número de 5 a 8 pares por pina, de 10 a 15 mm de comprimento por 3 a 5 mm de largura.

Fruto legume helicoidal deiscente. Um Kg contém aproximadamente 22.500 sementes.

Habitat: restingas ao longo da costa Atlântica.

Propagação: Sementes.

Madeira

Moderadamente pesada, dura, compacta, bastante decorativa, de longa durabilidade quando em ambientes internos.

Utilidade

A madeira é própria para obras internas, marcenaria fina, trabalhos de tornos e cabos de ferramentas.

A árvore é extremamente ornamental, principalmente pela forma e coloração do tronco.

É bastante apropriada para o paisagismo, principalmente para arborização urbana. Presta-se também para plantios mistos em áreas degradadas.

Florescimento: outubro a novembro.

Frutificação: agosto a setembro com a planta totalmente destituída de folhagem.

Fonte: www.vivaterra.org.br

Tataré

Tataré – Pithecolobium tortum

A Tataré, também conhecida como Angico-branco ou Vinhático-de-espinho, é uma espinhenta árvore da família das Fabaceae.

Nativa do Brasil, pode atingir 12 metros de altura.

Esta é uma árvore nativa bastante peculiar e por isso usada com frequência em paisagismo.

Apresenta galhos retorcidos, com muitos espinhos, um tronco esbranquiçado como o pau ferro, e frutos em forma de espiral.

Árvore nativa de porte pequeno,que chega a atingir o tamanho máximo de 10 metros.

O  aspecto retorcido de seu tronco e galhos, a faz ter uma beleza tão singular.

Não há olhos que passem desapercebidos diante de sua estampa. Tanto que é bastante usada como exemplar decorativo, principalmente em projetos paisagísticos contenporâneos.

Embora sua madeira tenha varias utilidades, é um crime não usá-la apenas para admirar.

Floresce entre outubro e novembro, quando apresenta uma flor que mais parece um pequeno pompom, em cor branco/bege. Já a maturação de seus frutos (que também são muito interessantes), ocorre em agosto/setembro.

Serve também, para plantios mistos em áreas degradadas de preservação permanente.

Características

O tataré, cujo nome científico é Pithecellobium tortum, é um membro da família das leguminosas.

É uma árvore de madeira maciça, com espinhos e folhas compostas que fecham à noite e reabrem pela manhã.

Elas produzem flores pequenas e cheirosas que ficam amareladas depois de alguns dias e são substituídas por vagens.

Podem chegar a altura e largura de 4,5 m quando cultivadas como árvores externas.

Fonte: sobasombradasarvores.wordpress.com/www.ehow.com.br

 

Veja também

Água de Reuso

Água de Reuso

PUBLICIDADE O que é a água de reuso? É grande a preocupação com a disponibilidade …

Torniquete

PUBLICIDADE Definição Um torniquete pode ser definido como um dispositivo de constrição ou compressão usado …

cetose

Cetose

PUBLICIDADE Definição Cetose é um estado metabólico caracterizado por níveis aumentados de corpos cetônicos nos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.