Breaking News
Home / Biologia / Peroba do Campo

Peroba do Campo

PUBLICIDADE

Peroba do Campo – O que é

Peroba do Campo – Paratecoma peroba

Peroba do Campo é uma árvore madeireira originária da região da Mata Atlântica do Brasil, sua distribuição nativa se estende ao longo da faixa litorânea do estado da Bahia, passando pelo Espírito Santo, até o Rio de Janeiro.

Pode crescer até se tornar uma grande árvore atingindo alturas de até 40 m, embora tenha mais tipicamente 20 a 30 m de altura com um tronco reto, redondo, quase sempre sem ramos de até 90 cm de diâmetro.

Isso suporta uma copa de ramos moderadamente folhosa mantida perto do tronco. A casca é marrom-amarelada, lisa nas árvores jovens, tornando-se enrugada e áspera com o tempo.

As folhas são compostas, sendo constituídas por até sete folíolos em forma de lança, dispostos palmatemente. Eles se agrupam nas pontas dos galhos e na estação seca caem da árvore para conservar água, deixando os galhos nus até a estação das chuvas, quando os novos folíolos começam a crescer. Emergindo em um vermelho carmesim, os folhetos tornam-se verdes escuros com o tempo.

Flores brancas, em forma de trombeta e nascidas em cachos piramidais surgindo nas extremidades dos ramos. Elas florescem na primavera, coincidindo com a transição da estação seca para a chuvosa e logo são seguidas por vagens em forma de charuto de até 30 cm de comprimento. Verdes quando jovens, as vagens longas tornam-se marrom-escuras e secas quando maduras, então se dividem no sentido do comprimento para liberar suas sementes, que são aladas para dispersão pelo vento.

Ocorrência: Sul da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e norte do Rio de Janeiro.

Outros nomes: peroba, peroba amarela, ipê, peroba tremida, ipê claro, peroba branca, perobinha, peroba manchada, peroba tigrina, ipê peroba, ipê rajado.

Peroba do Campo – Características

Peroba do Campo, Paratecoma perobaé uma árvore semidecídua com altura de 20 a 40 m, tronco com 40 a 80 cm de diâmetro. Os troncos são cilíndricos e retos.

A árvore fornece uma madeira de boa qualidade e por isso é freqüentemente colhida na natureza para uso comercial.

As árvores crescem moderadamente rápido quando jovens, atingindo uma altura de cerca de 2,5 metros em dois anos a partir da semente.

Folhas compostas, digitadas, 5 folíolos membranáceos, glabros, com 10 a 20 cm de comprimento por 3 a 7 cm de largura. Um Kg de sementes contém 16.700 unidades.

Habitat: Mata Atlântica.

Propagação: Sementes.

Utilidade

A madeira é apropriada para mobiliário de luxo, revestimentos decorativos, laminados, esquadrias, tacos, assoalhos, rodapés, peças torneadas, vigas, caibros e construção naval.

É ornamental podendo ser usada em paisagismo em parques, praças e grandes jardins.

Cor: O cerne é bege rosa ou bege amarelado a marrom rosa. Freqüentemente com listras mais escuras.
Florescimento:
 setembro a novembro.
Frutificação:
 setembro a outubro.

Peroba do Campo – Classificação

Nome cientifico: Paratecoma peroba
Família:
 Bignoniaceae
Nomes populares:
 Ipê peroba, Ipê baiano, Ipê-rajado, Peroba amarela.
Distribuição:
 florestas costeiras do leste do Brasil que vão desde a Bahia até o Rio de Janeiro.
Altura média: 
20-40 metros
Folhas:
 Compostas, digitadas, 5 folíolos de até 20 cm.
Flores: 
Brancas, pequenas.
Fruto:
 Vagem cilíndrica de casca muito dura, que se abre em duas partes quando madura.
Sementes:
 3 cm, aladas por membrana transparente, com um tom amarelado.

Peroba do Campo – Espécie

A Peroba de Campo é nativa da Mata Atlântica e ocorre no Sul da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e norte do Rio de Janeiro.

Seu nome científico é paratecoma peroba, da família das bignoniaceae. Muito conhecida como ipê-peroba, peroba-amarela e ipê-baiano.

Sua altura média é de 20 a 40 metros, sendo considerada de grande porte. No passado, foi muito explorada pela boa qualidade de sua madeira.

Peroba de Campo ( Paratecoma peroba ), espécie florestal nativa de grande interesse econômico e ecológico, está em risco de extinção pela exploração se letiva e ilegal.

A Paratecoma peroba (Bignoniaceae), conhecida como Peroba de Campo, é uma espécie arbórea nativa de grande int eresse econômico e ecológico, estando em risco de extinção pela exploração seletiva e ilegal de árvores.

Tem como características principais: altura de 20 – 40m, tronco de 40 – 80 cm de diâmetro; folhas compostas 5-digitadas e é anemocórica.

Sua madeira é dura e apresenta boa resistência, muito explorada comercialmente

Casca: A casca fendida longitudinalmente, formando cristas e ligeiramente fissurada em sentido transversal, espessa, rígida, pardo – claro – acinzentada.

Madeira

Moderadamente pesada (densidade 0,73 g/cm 3 ), dura, medianamente resistente, grã direita ou ondulada, superfície irregularmente lustrosa, pesada, de boa durabilidade quando em condições favoráveis ao apodrecimento.

Variável do bege-rosado ou, em regra geral, bege-amarelado ao pardo-acastanhado, uniforme ou exibindo finos veios paralelos algo mais escuros; superfície irregularmente lustrosa, algo áspera.

Os vasos encerram lapachol sob a forma de finíssimos e brilhantes cristais.

A madeira é apropriada para mobiliário de luxo, revestimentos decorativos, lâminas faqueadas, esquadrias, tacos e tabuas para assoalhos, rodapés, peças torneadas, laterais de escadas, vigas, caibros e, para construção naval em geral. A árvore é elegante e muito ornamental, podendo ser empregada no paisagismo; entretanto, devido à sua grande altitude, deve – se restringir seu plantio para parques, praças e grandes jardins.

Usos

Móveis finos, marcenaria interior, decks e pisos, cubas e tanques de géneros alimentícios, folheados decorativos.

A Peroba de Campo produz uma madeira moderadamente pesada, com média em torno de 750 kg por metro cúbico, com alta resistência natural à podridão, decomposição e ambientes marinhos.

Isso o coloca na classe de madeira dura durável, adequada para uso interno e externo.

O cerne pode variar em cor, mas geralmente é marrom claro com tons de oliva e vermelho, e pode ser tingido e polido para um brilho muito alto.

É uma das principais exportações de madeira do Brasil e foi inicialmente importada para os Estados Unidos para fins de construção de navios, mas agora é mais amplamente acessível em todo o mundo e é normalmente usada para móveis e armários finos, marcenaria interna e externa, pisos internos e externos, incluindo parquete e decks, bem como construção de barcos. Também é fatiado para verniz decorativo.

Peroba do Campo – Fotos

Peroba do Campo 

Peroba do Campo
Peroba do Campo – Madeira

Peroba de Campo


Peroba de Campo

Fonte: www.vivaterra.org.br/www.tropicaltimber.info/arvores.brasil.nom.br/www.ciflorestas.com.br/tropical.theferns.info/www.iplantz.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Estrogênio

PUBLICIDADE Estrogênio – Definição O estrogênio é um dos dois principais hormônios sexuais das mulheres. O outro …

Axônio

PUBLICIDADE Definição de Axônio Um axônio é uma fibra longa de uma célula nervosa (um neurônio) que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.