Breaking News
Home / Biologia / Cupuaçuzeiro

Cupuaçuzeiro

PUBLICIDADE

Cupuaçuzeiro – O que é

cupuaçu é originário da floresta Amazônica.

Sua polpa é largamente utilizada na culinária local, principalmente no estado do Pará.

Seu suco é costumeiramente, oferecido aos que visitam a região para que conheçam o sabor símbolo da Amazônia.

O sabor exótico do cupuaçu e suas propriedades revitalizastes vêm conquistando cada vez mais adeptos em todo o mundo.

A árvore que produz o cupuaçu chama-se cupuaçuzeiro. Esta árvore pode chegar a 15 metros de altura.

É uma fruta típica da região da floresta amazônica.

A casca deste fruto é de consistência dura e lisa. Sua cor é castanho-escuro, quase preta.

A época desta fruta é de janeiro a maio.

Possui sementes em sua parte interna, que são envoltas numa polpa branca de sabor ácido.

Esta fruta é muito utilizada para a fabricação de sucos, sorvetes, geléias, vinhos e licores.

O sabor do cupuaçu á azedo, porém muito suave.

Esta fruta é rica em proteínas, cálcio e fósforo.

Com relação às vitaminas, possui vitamina A, B1, B2 e C.

Além das vitaminas e sais minerais, esta fruta é rica em pectina.

Os melhores usos do cupuaçu são obtidos na forma de sorvetes, sucos e vitaminas, que são muito consumidos e admirados em todo o País. Doces à base de cupuaçu são também muito admirados, tais como o creme, compotas. Dentre outros usos importantes, acham-se o “vinho” (refresco sem álcool) e licores, geléias e refrescos.

Composição (100g)

Calorias: 72kcal
Umidade: 
81.30g
Proteínas: 
1.70g
Fibra: 
0.50g
Cálcio: 
23.00mg
Fósforo: 
26.00mg
Ferro: 
2.60mg
Vitam.B1: 
0.04mg
Vitam. B2: 
0.04mg
Niacina: 
0.50mg
Vitam. C: 
65.00mg
pH: 
3.70
Brix: 
17.00%
Acidez: 
2.50%

Cupuaçuzeiro – Classificação

Nome científíco: Theobroma grandifloum

Nome popular: Cupuaçu.

Luminosidade: Meia sombra.

Porte: Até 10 metros de altura.

Frutos: De dezembro a Abril.

Aplicações: A polpa pode ser utilizada na preparação de sucos, sorvetes, vinhos, licores ou doces. As sementes podem substituir as do cacau na fabricação do chocolate.

Colheita: Frutifica de janeiro a março.

Cupuaçuzeiro – Espécie

cupuaçuzeiro é uma espécie nativa da Amazônia, com fruto de agradável aroma e excelente sabor.

É uma das frutas mais populares da Amazônia e vem sendo implantada comercialmente também no sudeste da Bahia. Seu fruto mede até 25 cm e pesa até 1 Kg.

Possui 30% de polpa e cerca 35 sementes.

Apresenta três variedades: Cupuaçu-redondo (extremidade arredondada, pesando em média 2,5 Kg e é o mais comum); Cupuaçu mamorama (extremidade alongada, pesando em média 2,5 Kg); Cupuaçu mamau (não apresenta sementes, formato redondo, peso médio de 2,5 Kg, chegando a atingir 4,0 Kg).

cupuaçuzeiro é uma árvore de até 10 m de altura com ramos flexíveis; folhas longas de até 60 cm de comprimento, de coloração ferrugínea na face inferior; flores grandes, de cor vermelha escura presas diretamente ao tronco. A colheita do cupuaçu ocorre de janeiro a maio. O fruto pode ser encontrado em mercados e feiras das capitais amazônicas, sendo bastante utilizada na culinária local como ingrediente de diversas sobremesas e sucos.

O cupuaçu é rico em proteínas, cálcio, fósforo e vitaminas A, B1, B2 e C. Além das vitaminas e sais minerais, a fruta é rica em pectina, uma fibra solúvel que ajuda a manter bons níveis de colesterol.

Sua casca é bastante dura, é utilizada como adubo orgânico.

A polpa é utilizada no preparo de sorvetes, sucos, geléias, doces, mouses, bombons, balas, biscoitos e iogurtes. Recentemente, a polpa tem sido empregada também na indústria cosmética como ingrediente de cremes e shampoos.

As sementes de cupuaçu, depois de secas, são utilizadas por seu alto teor de gordura, prestam-se à fabricação de chocolate e já foram utilizadas para esse fim, em lugar das sementes de cacau. Na região, costuma-se chamar o chocolate feito das sementes da fruta de cupulate. Por esse emprego, o cupuaçu recebeu no passado nomes como cacau-do-peru e cacau-de-caracas.

cupuaçu, fruto da mesma família do cacau, é originário da Amazônia brasileira, sendo muito popular no Pará e na cidade de Presidente Figueiredo (AM), onde é organizada uma festa que acontece todo mês de abril.

O cupuaçu contém vitaminas, minerais e pectina, uma fibra solúvel que ajuda a manter bons níveis de colesterol.

As variedades conhecidas agrupam-se de acordo com o formato dos frutoscupuaçu– redondo (fruto com extremidades arredondadas); cupuaçu– mamorana (fruto com as extremidades alongadas); cupuaçu-mamau (caracteriza-se por não apresentar sementes). A árvore, conhecida como cupuaçuzeiro, cupuaçueiro ou cupu atinge uma média de 10 a 15 m de altura. As folhas são longas, medindo até 60 cm de comprimento.

As flores são grandes, de cor vermelho-escura, com características peculiares: são as maiores do gênero, não crescem grudadas no tronco, mas sim nos galhos.

Cupuaçuzeiro – Fruta

cupuaçu é uma fruta originária da floresta Amazônica, mas precisamente do Pará, e vem sendo implantada comercialmente também no sudeste da Bahia. Neste estado, a área cultivada é de aproximadamente 1200ha, com mais da metade em desenvolvimento. Esta fruta geralmente é procurada pelo seu sabor típico, e há aproveitamento da polpa e das sementes pelas indústrias de alimentos e de cosméticos em virtude de suas propriedades sensoriais e químicas.

Existem muitas variedades conhecidas e exploradas comercialmente e elas estão agrupadas conforme o formato dos frutos.

cupuaçu representou, tanto para as populações indígenas quanto para os animais, uma fonte primária de alimento na floresta Amazônica. Nas tribos indígenas, o suco de cupuaçu, depois de ser abençoado por um pajé, era utilizado para facilitar nascimentos difíceis. As sementes do cupuaçu são utilizadas por indígenas até hoje para aliviar dores abdominais.

No ano 2000, a empresa japonesa Asahi Foods fez um pedido de patente do cupuaçu no Japão e na Europa e registrou a marca “cupulate” como sua propriedade. O fato gerou uma grande polêmica. Passados quase 4 anos, o departamento do governo japonês responsável pelo registro de patentes recusou o pedido da empresa Asahi Foods para o processo de obtenção do cupulate.

O órgão acatou o pedido da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) reivindicando a autoria do processo e reconheceu as provas apresentadas pelos brasileiros.

A polpa e a semente de cupuaçu apresentam muitos usos e grandes perspectivas de utilização tecnológica na indústria de alimentos. Atualmente, a polpa é usada na produção industrial ou artesanal de refrescos, sorvete, picolé, néctar, doce, geléia, licor, xarope, biscoito, bombom e iogurte. Na culinária doméstica, a polpa do cupuaçu tem larga aplicação, entre as quais se destacam os cremes, pudins, tortas, bolos e pizzas.

As sementes constituem-se matéria-prima para obtenção do cupulate O cupulate é similar ao chocolate produzido com cacau e foi criado por pesquisadores da Embrapa em Belém do Pará na década de 1980.

Tem como vantagem em relação ao outro o preço da gordura do cupuaçu, que custa cerca de um terço da gordura do cacau. Além disso, essa fruta tem o teor de teobromina, substancia com efeitos estimulantes como o da cafeína, bem menores que os do cacau.

Da manteiga também é possível produzir produtos para o cabelo e loções, batons, óleos par banhos, condicionadores e máscaras capilares, emulsões pós barba, desodorantes cremosos, protetores solares, e ainda ser utilizado no tratamento da pele para estimular o processo de cicatrização.

A casca do fruto apresenta razoáveis teores de potássio ferro, manganês e outros nutrientes, e é usada, em mistura com outros resíduos da agroindústria de frutas, como adubo orgânico.

Cupuaçuzeiro – Variedades

As variedades conhecidas e exploradas comercialmente estão agrupadas conforme o formato dos frutos:

Cupuaçu-redondo – fruto com extremidades arredondadas, casca com 6 a 7 mm de espessura, peso médio de 1,5 kg, sendo o tipo mais cultivado na região amazônica.
Cupuaçu-mamorana – 
fruto com as extremidades alongadas, casca com 6 a 7mm de espessura, pesando em média 2,0 kg.
Cupuaçu-mamau 
também conhecido como ?sem-caroço?, tem formato semelhante ao cupuaçu-redondo, caracteriza-se por não apresentar sementes. O peso médio do fruto é de 2,5 kg, chegando a atingir 4,0 kg.

Cupuaçuzeiro – Usos

De sabor forte, o cupuaçu é comumente usado em chocolates, sucos e vitaminas, que são muito consumidos e admirados em todo o país. Doces à base de cupuaçu são também muito admirados, tais como o creme, compotas, geléias e refrescos. Dentre outros usos importantes, acham-se o “vinho” (refresco sem álcool) e licores.

O cupuaçu é utilizado, também tradicionalmente, como ingrediente na confecção de chocolate, que obtiveram sucesso reconhecimento em todo o país.

Outro uso relevante do cupuaçu é na fabricação do cupulate, que é um produto cujo sabor se assemelha ao chocolate.

Na Bolívia, é fabricada uma bebida feita do cupuaçu que é vendida para vários países da Europa.

Há diversos estudos científicos, tanto no Brasil quanto no exterior, que utilizam as sementes do cupuaçu e sua polpa para tratar doenças no trato gastrointestinal.

Essas pesquisas apontam também o uso do cupuaçu como antioxidante e como base para desenvolvimento de produtos de beleza.

Cupuaçuzeiro – Fotos

Cupuaçuzeiro
Cupuaçuzeiro

Cupuaçuzeiro
Cupuaçu

Cupuaçuzeiro
Cupuaçu

Cupuaçuzeiro
Cupuaçu

Fonte: www.camta.com.br/www.nutricaoemfoco.com.br/www.saolucas.edu.br/www.floraefauna.com/www.ceplac.gov.br/www.taodocerrado.eco.br

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.