Breaking News
Home / Turismo / Antígua e Barbuda

Antígua e Barbuda

PUBLICIDADE

“Antigua é um paraíso tropical localizado no Caribe, com ventos e águas mornas perfeitas para esportes e navegação, é um dos principais destinos de ferias no mundo, com maravilhosas praias, hotels, uma cultura vibrante, excelentes restaurantes e vida noturna.”

Antígua e Barbuda

Brasileiros estão isentos de visto para turismo com permanência de até 30 dias.Representado pelo Consulado Britânico.

O turismo é a principal fonte de renda. As 365 praias de Antígua, o festival anual de regatas e o Carnaval atraem milhares de turistas.

Barbuda é menos desenvolvida, mas muito procurada pela beleza de suas praias de areia vermelha.

Redonda é uma pequena ilha de preservação natural, parte de Antigua & Barbuda que não tem morador permanente.

Vida Norturna

A vida noturna em Antigua é deliciosa, com boates e bares temáticos onde voce ira encontrar pessoas interessantes e dispostas a se divertir depois de uma tarde em uma de suas praias fantásticas . veja abaixo alguns dos bares e boates que vale apena conferir: Russell’s Bar & Restaurante de frutos do mar – Foredeck Waterfront

Patio e Bar – Conor’s Esportetbar

Antigua & Barbuda Pool Championship e O Spotlight Bar todos com excelentes referencia.

Gastronomia

Antígua é conhecida pela sua diversidade gastronômica. Podendo encontrar uma grande variedade de pratos, caracteriza-se por ter uma cozinha internacional.

Tem muitos restaurantes realmente bons, assim como bares a beira-mar de boa qualidade e com um ambiente mais descontraído.

Encontrará ali imensos restaurantes e a dificuldade será mesmo escolher. Desde os mais típicos, com pratos tradicionais da ilha, passando pela cozinha italiana, francesa, mexicana ou chinesa, aqui pode encontrar um pouco de tudo. Muitos deles combinam sabores de todo o mundo para criar uma cozinha leve e muito convidativa.

Transporte

Infraestrutura rodoviária – A condução é feita pela esquerda. Deverá ser prudente nas ruas e estradas, devido ao seu mau estado, pouca sinalização e excesso de velocidade.A capital St. John’s conta com um Porto e 3 aeroportos bem movimentados, pois o turismo é a principal fonte de renda dessas ilhas Caribenhas.

A posse ou consumo de droga são severamente punidos por lei.Deverá fazer as suas próprias malas e não transportar qualquer objecto/pacote de uma outra pessoa na alfândega.

Dinheiro

A moeda oficial do país é o dólar do Caribe do Leste EC$.Por questões de segurança, a troca de moeda deve ser feita de preferência nas raras casas de câmbio.

A pequena delinqüência tem vinda a aumentar, nomeadamente durante o período das festas de fim do ano.

É aconselhável o respeito dos conselhos habituais de segurança:

não passear durante a noite ou em locais isolados

evitar as praias desertas

os documentos de viagem e outros objetos de valor deverão ser guardados no cofre no hotel

transporte consigo uma cópia do passaporte

Ponte Devils

Antígua e Barbuda

Situada na zona Norte Oriental da Antigua está localizada uma área distante e selvagem, que ficou conhecida por Indian Town Point. Esta zona foi legalmente transformada no Parque Nacional em 1950. No interior do parque encontra-se um exemplo excepcional da erosão do mar.

Geologicamente, Devil’s Bridge nao é mais do que um arco esculpido pelo mar, das saliencias de pedra da formaçao da Antigua. A ponte foi criada por uma formação natural quando uma parte da pedra foi esculpida pelas bravas ondas e erosão provocada pelo Atlântico há inúmeros séculos. Quem olha pela primeira vez, não tem uma visibilidade fácil, mas é bastante agradável de ver.

Carnaval Caribenho

10 dias de um festival de cores e fantasias, lindas garotas, show de talentos e especialmente uma musica divertida e alegre.O festival celebra a emancipação e conta com parada de banda e concurso de Miss Antigua e Barbuda e de Rainha do Caribe. Alem desses eventos o carnaval caribenho conta com inúmeros pequenos festivais com concertos locais, festivais de comida típicas e shows culturais.O carnaval de Antigua e Barbuda geralmente é realizado no incio do mês de Agosto, por tanto, se você esta pensando em ir para lá nesse período se prepare pra muita festa e diversão.

Green Castle Hill

O principal aspecto que inicialmente atraíu a curiosidade dos visitantes do Green Castle Hill foram certamente os traços geológicos, mas estes nao eram de forma alguma menos impressionantes e pitorescos que as suas características naturais.

Para além disso, a colina do castelo também proporciona uma excelente vista do interior da ilha, incluindo o aglomerado vulcânico do sul e o plano interior da ilha por tanto, vale apena dar uma conferida em esse que é mais um das centenas de atrativos que esse paraiso tropical conta.

Informações Extras

As amplas baías, que oferecem portos seguros, a difereciam do resto do Caribe. Barbuda tem origem coralina, com uma grande lacuna no lado ocidental. Ela se compõe de um pequeno vulcão unido a uma planície calcária. Praias de areia fina completam sua paisagem.

As ilhas têm um clima tropical, com temperaturas bastante constantes ao longo de todo o ano e chuvas abundantes. Os furacões são habituais de julho a outubro.

Fonte: www.souturista.com.br

Antígua e Barbuda

Área: 442 km² (Antigua: 281 km², Barbuda: 161 km²)

Idioma: inglês (oficial), dialetos locais

Maiores cidades: Saint John´s

População: 68.320 (est. 2004)

Unidade monetária: East Caribbean dollar

As duas ilhas que dão nome ao país fazem parte do arquipélago das Pequenas Antilhas, no Caribe. A ilha de Antígua, formada principalmente por coral e calcário, com uma pequena região de origem vulcânica, é a maior e mais desenvolvida; a sudeste possui um litoral bastante recortado e apresenta inúmeras praias e baías.

Barbuda é pouco desenvolvida, possui uma única cidade e abriga menos de 2% dos habitantes do país. Uma terceira ilha, Redonda, situa-se a sudoeste de Antígua e é desabitada.

Antígua e Barbuda

O arquipélago localiza-se no Mar do Caribe, a leste da América Central. O clima é tropical. A população apresenta a seguinte composição étnica: afro-americanos (91,3%), eurafricanos (3,7%), europeus meridionais (2,4%), sírios e libaneses (0,6%), indianos e paquistaneses (0,4%), ameríndios (0,3%), outros (1,3%).

História

O país foi explorado por Cristóvão Colombo em 1493 e deve seu nome à Igreja de Santa Maria de la Antigua, em Sevilha. Antígua foi efetivamente colonizada em 1632, pela Grã-Bretanha, enquanto que Barbuda recebeu seus primeiros colonos apenas em 1678.

O país uniu-se à Federação das Índias Ocidentais em 1958; ao dissolver-se a Federação, tornou-se um dos Estados Associados das Índias Ocidentais em 1967, com autonomia em relação aos assuntos internos, até que, em 1º de novembro de 1981, foi-lhe concedida total independência.

Sistema Político

O Estado é dividido administrativamente em 6 regiões e duas dependências (Barbuda, Redonda, Saint George, Saint John, Saint Mary, Saint Paul, Saint Peter e Saint Phillip).

Poder Executivo: o chefe de Estado é a Rainha Elizabeth II, representada pelo Governador Geral James B. Carlisle, que ocupa o cargo desde 1993. O chefe de Governo é o Primeiro-Ministro Baldwin Spencer, desde 24 de março 2004. O Governador Geral é nomeado pelo Monarca, sob orientação do Primeiro-Ministro, o qual, por sua vez, é escolhido pelo Governador Geral.

Poder Legislativo: Congresso bicameral, composto pela Casa dos Representantes, com 17 membros eleitos por voto proporcional para mandato de 5 anos, e Senado, com 17 Senadores nomeados pelo Governador Geral. A próxima eleição para a Casa dos representantes será em 2009.

Poder Judiciário: Sistema legal, baseado na Common Law do Reino Unido, exercido pela Suprema Corte de Justiça do Caribe Oriental, com sede em Santa Lúcia. Um dos juízes da Corte deve residir no país. Há possibilidade de apelações ao Conselho Privado, em Londres.

Economia

A indústria do açúcar, introduzida nas ilhas a partir de São Cristóvão, sofreu forte golpe com a abolição da escravatura em 1834 e seu declínio culmina em 1985, ano a partir do qual não se produziu mais açúcar em níveis industriais.

O turismo continua dominando a economia e responde por mais da metade do PIB. A partir do início de 2000 o volume de chegada de turistas vem se reduzindo, o que reduziu a atividade econômica no país e forçou o governo a adotar políticas fiscais mais estritas.

A produção agrícola das ilhas concentra-se no mercado doméstico e é restringida pela escassez de água e de mão-de-obra, atraída pelos melhores salários na indústria do turismo e na construção civil.

A produção industrial restringe-se à montagem de produtos para exportação, como camas, artesanato e componentes eletrônicos. As perspectivas para o desenvolvimento econômico estão diretamente vinculadas ao crescimento da renda nos países desenvolvidos, especialmente nos EUA, que responde por cerca de um terço do volume de turistas que visita a ilha.

Indicadores Econômicos

PIB: PPP US$ 750 milhões (est. 2002)

PIB per capita: PPP US$ 11,000

Inflação: 0,4% (est. 2000)

Desemprego: 11% (est. 2001)

Composição setorial do Produto Interno Bruto

Agricultura: 3,9%

Iindústria: 19,2%

Serviços: 76,8%

Exportação

US$ 40 milhões

Pauta de exportação: algodão, frutas, vegetais, mangas, cana-de-açúcar.

Destino: França, Alemanha, Itália.

Importação

US$ 357 milhões

Pauta de importação: alimentos e animais vivos, máquinas e equipamentos de transpórte, manufaturas, produtos químicos,petróleo.

Origem: França, Alemanha, EUA, Polônia, Coréia do Sul, Singapura, Inglaterra.

Principais parceiros comerciais: EU, Reino Unido, Canadá, Barbados.

Relações Bilaterais

O Brasil estabeleceu sua Embaixada em Saint John’s, cumulativa com a Embaixada residente em Havana – Cuba, em 17 de fevereiro de 1982, poucos meses após a independência do país. As relações do Brasil com Antígua e Barbuda têm-se caracterizado pela cordialidade, apesar de distantes. Mais recentemente, têm-se pautado pelo reconhecimento mútuo do potencial para seu estreitamento. Tomados em conjunto, os países caribenhos representam um mercado bastante atraente.

Tais considerações vêm conduzindo a uma análise pelo Itamaraty dos meios para adensar as relações do Brasil com os países da região, buscando estabelecer uma pauta que adote um enfoque integrado para as atividades brasileiras na América Central e no Caribe. Dentro dessa orientação, o Brasil aderiu à Associação dos Estados Caribenhos (AEC), na qualidade de observador, e tem procurado intensificar o fluxo de visitas recíprocas.

Acordo Bilateral em vigor

Acordo de Cooperação Cultural, Científica e Técnica: 19/07/1996

Fonte: www2.mre.gov.br

Antígua e Barbuda

Religião: cristianismo 84,5% (protestantes 73,7%, católicos 10,8%), rastas 0,8%, outras 14,7%.

GEOGRAFIA

Localização: leste da América Central, mar do Caribe. 
Área: 442 km². 
Clima: tropical.

POPULAÇÃO

Total: 70 mil (1998), sendo afro-americanos 91,3%, eurafricanos 3,7%, europeus meridionais 2,4%, árabes, sírios e libaneses 0,6%, indianos e paquistaneses 0,4%, ameríndios 0,3%, outros 1,3% (1991).

Densidade: 151,58 hab./Km²

População urbana: 36% (1998).

População rural: 64% (1998).

Crescimento demográfico: 1% ao ano (1998).

Fecundidade: 1,7 filho por mulher (1995-2000)

Expectativa de vida M/F: 71/77 anos (1999).

Mortalidade Infantil: 17% (1998).

Analfabetismo: 10% (1990).

IDH (0-1): 0,833 (1998).

POLÍTICA

Forma de governo: Monarquia parlamentarista.

Divisão administrativa: 6 paróquias e 2 territórios.

Principais partidos: Trabalhista de Antígua (ALP), Progressista Unido (UPP).

Legislativo: bicameral-Senado, com 17 membros ( 11 indicados pelo primeiro-ministro, 4 pela oposição, 1 pelo governador-geral e 1 pelo Conselho de Barbuda); Casa dos Representantes, com 17 membros eleitos por voto direto para mandato de 5 anos.

Constituição em vigor: 1981.

ECONOMIA

Moeda: dólar do Caribe do Leste.

PIB: US$ 617 milhões (1998).

PIB agropecuária: 4% (1998).

PIB indústria: 19% (1998).

PIB serviços: 77% (1998).

Crescimento do PIB: 3,5% ao ano (1998).

Renda per capita: US$ 8.450 (1998).

Força de trabalho: 30 mil (1991).

Agricultura: Principalmente pepino, batata-doce, abacaxi, limão e lima, manga, coco e melão.

Pecuária: bovinos, ovinos, caprinos.

Pesca: 500 t (1997).

Mineração: petróleo, sal, calcário.

Indústria: construção, vestuário, produtos eletroeletrônicos (domésticos).

Exportações: US$ 45 milhões (1997).

Importações: US$ 300 milhões (1997).

Principais parceiros comerciais: países-membros do Caricom, EUA, Reino Unido, Canadá.

DEFESA

Efetivo total: 200 (1998). 
Gastos: US$ 4 milhões (1998).

RELAÇÕES EXTERIORES

Organizações: Banco Mundial, Caricom, Comunidade Britânica, FMI, OEA, OMC, ONU.

Embaixada: Tel. (202) 362-5122, fax (202) 362-5225 – Washington D.C., EUA. Não possui embaixada no Brasil.

O PAÍS

O país é formado por três ilhas do arquipélago das Pequenas Antilhas, no leste do mar do Caribe. A ilha Redondo é apenas uma ilhota rochosa e desabitada sem qualquer importância comercial ou turística e tem apenas 2 km2. Barbuda, com 160 km2, tem uma única cidade e abriga menos de 2% dos habitantes.

A ilha de Antígua, com 280 km2, é a maior e mais desenvolvida possui praias de areia clara que atraem milhares de turistas ao ano. Principal fonte de renda é o turismo. Cerca de 50% da população empregada depende dele para o sustento. A floresta original das ilhas foi devastada durante a colonização. Hoje só existem pântanos, lagoas de sal e uma vegetação típica semelhante à caatinga brasileira.

Fonte: www.portalbrasil.net

Antígua e Barbuda

Os Siboney foram os primeiros a habitar as ilhas de Antígua e Barbuda em 2400 aC, mas eram tribos de ameríndios arawaks e caribes que povoavam as ilhas quando Cristóvão Colombo lá desembarcou na sua segunda viagem em 1493.

Aos primeiros povoamentos por espanhóis e franceses sucederam-se os ingleses que formaram uma colónia em 1667.

A escravatura, estabelecida para dar uma força de trabalho para as plantações de cana-de-açúcar em Antígua, foi abolida em 1834.

As ilhas transformaram-se num estado independente dentro da Commonwealth em 1981.

Fonte: www.saberweb.com.br

Antígua e Barbuda

Um passado rico em História feita por homens mais ou menos famosos. Um presente feito de praias paradisíacas, recifes de coral e muita descontracção à beira das águas límpidas do Mar das Caraíbas. Siga o ritmo do calypso! Venha conhecer duas pérolas do Novo Mundo.

Texto: Maria João Marques

A maior das ilhas Leeward inglesas tem uma complexa linha costeira de portos abrigados e uma protectora e inquebrável parede de recifes de coral. Seria um local perfeito para guardar uma frota, como aconteceu em 1784, quando o lendário Almirante Horácio Nelson navegou para a Antígua e estabeleceu a mais importante base Britânica nas Caraíbas.

Não poderia ele imaginar que, 200 anos depois, as mesmas características que atraíram a Marinha Real fariam de Antígua um dos destinos mais desejados das Caraíbas. Esta ilha faz parte do grupo central das ilhas Leeward inglesas, sendo o seu ponto mais alto o Pico Boggy (400m), localizado a sudoeste da ilha. A Barbuda, um banco de coral com cerca de 161 km2, fica sensivelmente 40 km a norte.

A Antígua foi ocupada em 1493 por Cristóvão Colombo que lhe deu o nome de uma Igreja de Sevilha. Em 1632, os Britânicos colonizaram a ilha. Aí estabeleceram uma colónia em Parham, na parte este, sendo evidente a influencia britânica tanto em algumas tradições, como a religião e a prática do cricket, como na língua oficial, o inglês, apesar de se poder ouvir falar o dialecto local.

Em 1674, Sir Christopher Codrington chegou à ilha e estabeleceu a primeira plantação de açúcar. A sua propriedade prosperou bastante no final desse século, principalmente devido à chegada de escravos e à plantação de cana-de-açúcar em áreas florestais que foram desbastadas. Sir Codrington arrendou à Coroa Britânica a ilha de Barbuda para cultivo de forma a alimentar os escravos, dando o seu nome à maior localidade dessa ilha.

Os ventos que outrora mandaram os soldados britânicos de volta ao Porto Inglês são agora o que torna possível a existência dum dos mais importantes eventos marítimos do mundo: a Semana da Navegação. A extensa e ventosa linha costeira que outrora protegeu a Antígua de estrangeiros é onde hoje se podem encontrar maravilhosas praias de areia fina, num total de 365, segundo a entidade local de promoção turística: “uma para cada dia do ano”.

Os recifes de coral que antes mantiveram afastados navios piratas atraem agora praticantes de mergulho e de “snorkelling” de todo o mundo. A Antigua tem excelentes locais para a prática destes desportos, seja nos recifes ou nas grutas marinhas, assim como para a prática de windsurf, slalon e wave-slalon.

A fascinante e pequena ilha de Barbuda, paraíso para mergulhadores, à procura de tesouros escondidos provenientes dos barcos que naufragaram nos recifes, é hoje um dos mais importantes santuários de aves fragata, sendo a Lagoa Codrington o melhor local para observação de aves. A Fauna Marítima inclui tartarugas, tubarões, barracudas e red fish.

A melhor altura do ano para visitar estas ilhas é entre Dezembro e Abril, sendo a época mais fresca e seca. Janeiro e Fevereiro são amenos, com temperaturas na ordem dos 27ºC, e Julho e Agosto os meses mais quentes, com temperaturas na ordem dos 30ºC.

A Semana da Navegação é o evento com maior importância e que tem início no último Domingo de Abril, atraindo cerca de 150 embarcações. Conjuntamente com um total de 5 provas, existem também as Festas do Rum e um Baile Formal, que se realizam principalmente na Doca de Nelson e no Porto Falmouth.

Outro importante acontecimento em Antigua é o Carnaval. É o maior Festival Anual, começando no fim de Julho e terminando na 1ª Terça-Feira de Agosto.

A maior parte dos acontecimentos tem lugar em St. John’s com muita música Reggae e Calypso, bandas de metais, mascarados e carros alegóricos. Nos últimos dias, se ainda tiver energia para dançar nas ruas até às 4 horas da madrugada, pode ainda fazer parte do “J’Overt”, o ponto alto das celebrações. O maior evento musical é o Festival de Jazz de Antigua que se realiza em Outubro.

Relativamente a locais a visitar, destaca-se a capital e centro de comércio, St. John’s. Este é o centro turístico da ilha que mantém inalterados certos aspectos de sabor indígena.

A actividade turística faz-se principalmente no complexo portuário do Heritage Quay, onde atracam a maioria das embarcações de passageiros e no rústico Redcliff Quay, onde se situam lojas, restaurantes e galerias, situadas em edifícios de pedra e cabanas de madeira que foram restaurados.

Outrora base naval, o Porto Inglês é hoje a maior atracção turística de Antigua e é onde se podem encontrar os melhores locais a visitar. Poderíamos passar grande parte do dia a vaguear pelas ruas e apreciar o restauro dos edifícios, os fortes e os museus.

A maior atracção deste porto é a Doca de Nelson do séc. XVIII, base naval britânica cujo nome é uma homenagem ao Capitão Britânico Horácio Nelson. Sendo um paraíso para veleiros, ainda hoje atrai marinheiros do mundo inteiro. Também nesta zona, poderá ver a residência rural do Governador em estilo Georgiano.

O Forte James é um pequeno forte situado na parte norte do porto de St. John’s que foi construído em 1675 (embora a maior parte da presente estrutura data de 1739), possuindo ainda alguns dos iniciais 36 canhões, o paiol e uma grande parte das muralhas.

O Museu de Antigua & Barbuda, em St. John’s, tem várias exposições sobre a história das ilhas, uma secção onde se pode tomar contacto com utensílios feitos de pedra e de conchas, uma casa Arawak (primeiro povo a habitar estas ilhas) e uma pequena exposição sobre história natural, a era colonial e a luta pela independência.

Outro local que poderá ser visitado é a Catedral Anglicana de St. John’s que data de 1847, quando foi reconstruída depois de um terramoto ter destruído o edifício original que datava de 1681. O templo esconde um interior pouco comum pois está construído em forma de caixa de madeira de pinho, de forma a proteger o edifício de possíveis estragos causados por desastres naturais.

Fora dos circuitos turísticos habituais, poderá visitar a Deep Bay, a oeste de St. John’s. Uma pequena baia com bonitas praias e águas calmas, onde existe alguma actividade turística devido ao Hotel Royal Antiguan. Tem uma extensão apreciável de praia e é um bom local para nadar e para a prática snorkelling.

As ruínas do Forte Barrington, que outrora protegeu a entrada sul do Porto de St. John’s, situam-se no topo do promontório do lado norte da baía. O forte fora construído nos meados do séc. XVII, embora a maior parte do que resta da fortificação date de 1779.

Antigua & Barbuda são destinos procurados principalmente pelas suas praias paradisíacas e por pessoas que preferem repousar nas areias brancas e desfrutar das águas límpidas do mar das Caraíbas.

Na costa noroeste da ilha, encontramos a Dickenson Bay que possui uma longa e maravilhosa extensão de praia de areia branca e água azul-turquesa, com excelentes condições para natação. Toda a actividade desta baia centra-se na praia, nos desportos naúticos e nos restaurantes ao ar livre.

Sendo um pouco mais turística que a Runaway Bay, nesta baía poderá encontrar músicos Reggae e vendedores de t-shirts e bijutaria. A Runaway Bay é um local calmo com atractivas praias de areia branca e águas calmas e onde se pode observar pelicanos a mergulhar em busca de peixe.

A maioria das praias na costa sudoeste da Antigua são menos desenvolvidas do que as que se situam ao redor de St. John’s, mais a norte. Na Rendezvous Bay é onde se situam as praias mais calmas, mas também de acesso mais difícil e Pigeon Point é um excelente bálsamo para um fim de dia.

No canto sudeste da ilha fica Half Moon Bay, actualmente Parque Nacional, pode ser uma boa opção para uma visita em família. No ponto mais a este da ilha, fica a Long Bay, outra excelente escolha para passeios familiares, visto estar completamente protegida pelo recife.

A suave costa da Barbuda tem como principal característica as grandes extensões de praias com areia rosa na parte sudoeste e praias de areia branca na parte este, mas com piores acessos, sendo toda a costa protegida pelas barreiras do recife, o que a torna excelente para a prática de desportos naúticos.

Fonte: www.soltropico.pt

Antígua e Barbuda

Nome Oficial: Antigua and Barbuda (Antígua e Barbuda)

Capital de Antígua e Barbuda: Saint John’s

Área: 442 km² (180º maior)

População: 67.448 (2002)

Idioma Oficial: Inglês

Moeda: Dólar do Caribe Oriental

Nacionalidade: Antiguana

Principais Cidades: Saint John’s, Codrington

Fonte: www.webbusca.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.