Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Bem-Estar / DHA

DHA

Ácido Docohexanóico

PUBLICIDADE

Fitoterápicos: DHA

AÇÃO E INDICAÇÃO

É indicado para melhorar o metabolismo do colesterol aumentando o HDL (colesterol bom), evita formação de coágulos, retarda o envelhecimento do cérebro, melhora a concentração e memória, reduz a hipertensão, diminui o risco de demência e Mal de Alzheimer em idosos.

FORMAS UTILIZADAS

Cápsulas oleosas

DHA

Peixe pode retardar doença de Alzheimer

Laura Nelson (free-lance para a Folha de S.Paulo) escreve o seguinte:

”Uma dieta rica em gorduras de peixe pode proteger contra o mal de Alzheimer, afirmam pesquisadores da Califórnia, nos EUA. Durante cinco meses, os cientistas administraram uma dieta à base de peixe a camundongos geneticamente modificados a desenvolver Alzheimer, doença que destrói as células do cérebro, causando demência e morte. Os sintomas da enfermidade nesses animais no período e o dano aos neurônios foram reduzidos drasticamente em relação a camundongos que receberam uma alimentação regular. Os cientistas sabem que certos tipos de peixe, que têm uma alta concentração de alguns ácidos graxos (do tipo ômega 3), podem proteger contra doenças de cérebro. Isso foi verificado, por exemplo, em imigrantes japoneses no Brasil -eles sofriam mais de demência que os japoneses no Japão, provavelmente porque seu consumo de peixe foi reduzido.

Esse estudo apóia a opinião de que uma dieta com muito peixe pode reduzir o risco de mal de Alzheimer”, afirmou o neurocientista Greg Cole, da Universidade da Califórnia em Los Angeles, autor do estudo, publicado no periódico científico “Neuron” (http://www.neuron.org/). Não há tratamentos capazes de impedir ou retardar o mal de Alzheimer. As causas da doença tampouco são bem compreendidas pelos cientistas. O novo estudo oferece, porém, uma nova forma de combater os sintomas da moléstia. Ele mostrou que um ácido graxo em particular, o DHA (ácido docosahexaenóico), reduziu de forma acentuada o efeito do géne associado à doença, ao menos nos camundongos. Sem DHA na dieta, os animais sofreram os sintomas. Também descobriu que camundongos sem DHA na dieta apresentavam falhas de memória. Quando eles receberam o ácido graxo, o problema foi eliminado.

“O DHA tem o papel importante do proteção das células de cérebro”, afirmou Cole à Folha. Os cientistas não têm certeza de como o DHA funciona, mas eles acreditam que ele se integra à membrana das células do cérebro, aumentando a sua flexibilidade. Acredita-se também que o DHA proteja contra reações que prejudicam proteínas neuroniais.”Esse estudo investiga a questão interessante: um fator ambiental importante -a dieta- aumenta a probabilidade de dano pelo mal de Alzheimer?”, perguntam os neurocientistas Lennart Mucke e Robert E. Pitas, da Universidade da Califórnia em San Francisco, em comentário ao estudo de Cole na “Neuron”. Mucke e Pitas acreditam que mais trabalho seja necessário para determinar o que o DHA faz, mas eles têm certeza de que, enquanto se espera mais informação, comer peixe é uma boa idéia. Fontes baratas de DHA são peixes de água fria, como salmão, sardinha e arenque. Esses peixes comem algas, que contêm DHA”.

Potencializador das funções cerebrais

BENEFÍCIOS

Inibe o leucotrieno;
Inibe eficazmente o PAF (Fator Ativador de Plaquetas);
Combate alergias;
Eficiente para crianças com deficiências no aprendizado;
Auxilia no tratamento de pessoas com problemas mentais, convulsões, ausências;
Combate a arteriosclerose;
Melhora a visão, principalmente em idosos;
Auxilia no tratamento de doenças degenerativas ;
Eficiente para auxiliar no tratamento de problemas cardíacos.
Apresentação do Produto: Cápsulas de 450mg

Modo de Administração: 1 a 5 cápsulas ao dia

O DHA é o ácido Docosahexaenóico, encontrado, principalmente , na porção fosfolipídica do cérebro humano – massa cinzenta e sinapse – e também nos diversos tecidos corporais. Esse ácido graxo pode ser encontrado, no mundo animal, em grandes quantidades, exclusivamente nos peixes. A gênese se processa a partir do plâncton vegetal marinho que, ao ser ingerido pelos peixes, o transformam em DHA, sendo armazenado principalmente nos olhos, mais especificamente na órbita existente na parte posterior.

O DHA é um nutriente que: ativa as células cerebrais, auxiliando a memória; normaliza a pressão sangüínea; ativa a circulação do sangue impedindo a aglutinação das plaquetas; auxilia no controle docolesterol e triglicerídeos; melhora a visão, eficaz sobre a febre do feno e dermatite atópica.

Torna a célula cerebral maleável, aumentando a capacidade do aprendizado. O DHA está presente no cérebro e é uma das poucas substâncias que podem penetrar na célula cerebral. O cérebro controla o corpo de ponta a ponta, se algo tóxico penetrar nas importantes células cerebrais, a função das mesmas ficará alterada, impedindo o controle adequado dos estados físico e mental ou na pior das hipóteses, ocasionar a morte. Supõe-se que o corpo humano possui uma barreira cerebral de sangue para impedir isto. O DHA consegue passar por esta barreira. Tornar a célula cerebral maleável e facilitar a passagem da informação (sinal elétrico) na sinapse (proeminência da célula cerebral) tanto na transmissão como na recepção. Se a célula ficar maleável, a transmissão da informação torna-se mais rápida, ocorrerá um aumento da capacidade de memorização e do aprendizado.

DHA É IMPRESCINDÍVEL POR TODA A VIDA DO HOMEM

É uma substância importante para o homem desde a fase embrionária até a fase adulta. Sabe-se que aos 25-30 anos ocorre diminuição das células cerebrais que vão diminuindo dia-a-dia. Podemos dizer que é um nutriente necessário para a concentração nos estudos (ex.: fase de vestibular).

Os idosos têm uma diminuição maior de células nervosas e, consequentemente, são sujeitos a problemas como a demência senil. Para que isso não aconteça, deve-se comer peixe diariamente para obter DHA.

COMO É EXTRAÍDO O DHA ?

Tendo como matéria-prima principal o lipídio da órbita ocular do Atum e do Bonito (peixes que apresentam uma excepcional concentração de DHA), através de um complexo processo de refinação, pode oferecer DHA da maior pureza. Somando-se a isso o fato de o DHA atuar diretamente no cérebro, ao contrário de outras substâncias que necessitam ser transformadas pelo organismo, ocasionando com isso aproveitamento imediato e integral.

Fonte: www.oficinadeervas.com.br

DHA

Ácido docosahexaenóico ( DHA ) é um ácido gordo omega-3, que é um componente estrutural primário do cérebro humano, córtex cerebral , da pele, do esperma, dos testículos e retina. Ele pode ser sintetizado a partir de ácido alfa-linolénico ou obtidos diretamente a partir de leite materno, ou óleo de peixe.

De água fria oceânica óleos de peixe são ricos em DHA. A maior parte do DHA em peixes e organismos multicelulares com acesso a água fria oceânica origina fotossintética e heterotróficas microalgas, e torna-se cada vez mais concentrada em organismos para a cadeia alimentar. DHA também é fabricado comercialmente a partir de microalgas; Crypthecodinium cohnii e outro do gênero Schizochytrium .

Herbívoros e carnívoros que não comem frutos do mar, o DHA é fabricado internamente a partir de a-linolénico, um curto ácido omega-3 fabricado por plantas (e também ocorre em produtos de origem animal tal como obtido a partir de plantas). Ácidos eicosapentaenóico e docosapentaenóico são os principais produtos de a-linolênico metabolismo do ácido em homens jovens , e ilustra a importância da produção de DHA para o desenvolvimento do feto e no leite materno saudável.

Giltay, Gooren, Toorians, e Katan (2004) valores encontrados de conversão superior a 15% para as mulheres, e que aqueles que tomam contraceptivos orais demonstraram níveis de DHA 10% mais elevados. A administração de testosterona ou o inibidor da aromatase anastrozole, que bloqueia a conversão de testosterona em estradiol, reduz a conversão de DHA. DHA é um ácido gordo maior no esperma e cerebrais fosfolípidos e na retina.

DHA em dietéticos podem reduzir o risco de doença cardíaca, reduzindo o nível de sangue triglicéridos em humanos. Níveis abaixo do normal de DHA têm sido associadas com a doença de Alzheimer. Um baixo nível de DHA é também visto em pacientes com retinite pigmentosa.

Constituinte do sistema nervoso central

DHA é o ácido mais abundante omega-3 no cérebro e na retina. DHA compreende 40% dos ácidos gordos poli-insaturados (PUFAs) no cérebro e 60% dos PUFAs na retina. Cinquenta por cento do peso de um neurónio membrana de plasma é composto de DHA. DHA é ricamente fornecido durante a amamentação, e os níveis de DHA são elevadas no leite humano, independentemente de escolhas alimentares.

DHA modula a portadora de transporte mediado de colina, glicina e taurina, a função de retificador retardado canais de potássio, e a resposta de rodopsina contido nas vesículas sinápticas, entre muitas outras funções.

Deficiência de DHA é associado com o declínio cognitivo. A fosfatidilserina (PS) controla a apoptose, e baixos níveis de DHA inferiores célula neural PS e aumentar a morte celular neuronal. São reduzidos de DHA no tecido cerebral de pacientes com depressão grave.

Efeitos potenciais para a saúde

Déficit de atenção e hiperatividade

Pesquisa sobre DHA suplementação e déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) têm mostrado resultados mistos. Um estudo da suplementação de DHA pura em crianças com TDAH não encontraram melhorias comportamentais, enquanto outro estudo descobriu óleo de peixe contendo tanto EPA e DHA fez melhorar o comportamento, embora estes estudos e a maioria dos outros em relação à influência do DHA sobre o comportamento são confundidos por não controlar as diferenças de gênero.

Doença de Alzheimer e declínio da saúde mental

Estudos preliminares indicaram que o DHA pode retardar a progressão da doença de Alzheimer em ratinhos, acendendo o interesse na investigação adicional. No entanto, os primeiros testes em larga escala em humanos demonstraram que o DHA não retarda o declínio da função mental em idosos com doença leve a moderada de Alzheimer. Estes ensaios foram parte de uma grande EUA National Institutes of Health estudo de intervenção (NIH) para avaliar DHA na doença de Alzheimer.

Pesquisadores do Instituto Nacional de Aging Study apoiado Doença de Alzheimer Cooperativa realizaram um estudo duplo-cego, randomizado, controlado por placebo DHA ensaio clínico de comparação e placebo ao longo de 18 meses, em 402 pessoas (idade média = 76) com diagnóstico de leve a moderada de Alzheimer aos 51 sites. Segundo este estudo, o tratamento com DHA aumento dos níveis sanguíneos de DHA, e parece aumentar os níveis cerebrais de DHA, com base num aumento de DHA medido em participantes do estudo de fluido cerebrospinal.

No entanto, o tratamento DHA não diminui a taxa de mudança em testes de função mental, condição global de severidade da demência, atividades da vida diária, ou sintomas comportamentais da população em estudo como um todo. Os efeitos do tratamento não diferiu entre as leves e moderadas pacientes de Alzheimer, levando autores do estudo a concluir que os resultados não suportam o uso rotineiro de DHA para pacientes com Alzheimer.

Os estudos em animais no modelo de rato transgénico TG3 da doença de Alzheimer tinham ligado DHA dietético para diminuições em placas amilóides e tau. Os estudos em animais mostraram também, quando o DHA foi combinado com ácido araquidónico (também presente no óleo de peixe), a formação de placa foi maior com o ácido araquidónico em relação ao DHA isoladamente.

DHA deficiência provavelmente desempenha um papel no declínio da função mental em adultos saudáveis, o que é indicado em um estudo de 2010 realizado em 19 locais dos EUA clínicos em 485 indivíduos com 55 anos ou mais, que preencheram os critérios para associado à idade perda de memória. O estudo descobriu algas DHA tomadas por seis meses diminuição da freqüência cardíaca e melhora da memória e aprendizagem em adultos saudáveis e idosos com queixas de memória leve. Estes resultados indicam a importância da intervenção precoce e DHA forneceu um benefício estatisticamente significativo para a função cognitiva em indivíduos com mais de 50 anos de idade.

Níveis mais elevados de DHA em adultos de meia idade está relacionada a um melhor desempenho em testes de raciocínio não-verbal e flexibilidade mental , memória de trabalho e vocabulário.

Câncer

Em ratinhos, o DHA foi encontrado para inibir o crescimento de humano de carcinoma do cólon células, mais do que outros omega-3 PUFAs . O efeito citotóxico do DHA não foi causado pelo aumento da peroxidação lipídica ou qualquer outro dano oxidativo, mas sim uma diminuição de reguladores de crescimento de células. No entanto, as linhas diferentes de câncer pode lidar com PUFAs diferente e exibir diferentes sensibilidades em relação a eles.

Tais resultados preliminares apontam para a necessidade de mais pesquisas, e não são à prova de DHA faz ou não fornecer qualquer benefício para o tratamento pretendido, cura ou mitigação de câncer. No entanto, o DHA foi mostrado para aumentar a eficácia da quimioterapia em células de cancro da próstata in vitro, e um efeito quimiopreventivo em um modelo de rato foi relatado. Por outro lado, um ensaio clínico, a “Prostate Cancer Prevention Trial”, descobriram que o DHA foi correlacionado com um aumento em alto grau do cancro da próstata. Para além de DHA do possível efeito anti-cancro, que pode também ser um não-tóxica adjuvante para aumentar a eficácia da quimioterapia.

Gravidez e lactação

As concentrações de DHA no leite materno variam de 0,07% a mais do que 1,0% do total de ácidos gordos, com uma média de cerca de 0,34%. Os níveis de DHA no leite materno são maiores se a dieta da mãe é rico em peixes. A Administração de Alimentos e Medicamentos notou preocupações específicas para as mulheres que estão grávidas ou pode tornar-se mães grávidas, lactantes e crianças pequenas em relação aos níveis de mercúrio em peixes e mariscos. DHA recentemente ganhou atenção como um complemento para as mulheres grávidas, observando estudos de atenção melhor e acuidade visual. Dada a atenção recentemente adquirida, a maioria das mulheres grávidas em os EUA não conseguem obter a quantidade recomendada de DHA em suas dietas.

Um grupo de trabalho da Sociedade Internacional para o Estudo dos Ácidos Graxos e Lipídeos recomendado 300 mg / dia de DHA para as mulheres grávidas e lactantes, enquanto que a média de consumo ficou entre 45 mg e 115 mg por dia de mulheres no estudo. A March of Dimes recomenda as mulheres grávidas consomem pelo menos 200 DHA mg por dia. Outros requisitos estão disponíveis a partir de outras fontes.

Docosahexaenóico óleo de uma única célula (DHASCO) tem sido um ingrediente em várias marcas de prêmio de fórmula infantil vendido na América do Norte desde 2001, após a Mead Johnson , o fabricante primeira fórmula infantil para adicionar DHASCO e ácido araquidônico de uma única célula óleo organismo ao seu produto LIPIL Enfamil, recebeu um “geralmente conhecidos como seguros” status pelo Food and Drug Administration e Saúde do Canadá . Vários estudos passados e recentes indicam suplementação com ácido araquidónico (omega-6), podem ser inadequadas para alguns lactentes e crianças pequenas, uma vez que pode potenciar a resposta inflamatória.

DHASCO não faz fórmulas infantis mais como o leite humano do que a fórmula “convencional” contendo ácido alfa-linolénico e ácido linoleico , que são precursores para DHA. Fórmula vendido na América do Norte utiliza os lipídios de microorganismos cultivadas em biorreatores como fontes de DHA. Não há estudos científicos mostram revisão aditivos DHA desenvolvimento do cérebro benefício de bebês nascidos a termo, como os fabricantes de fórmula alegam em suas propagandas, o que levou alguns pública grupos de interesse a apresentação de queixas com a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos, alegando publicidade falsa e enganosa.
Um estudo descobriu que bebês prematuros alimentados com fórmulas infantis fortificadas com DHASCO proporcionaram melhores resultados de desenvolvimento do que as fórmulas não contendo o suplemento.

Um estudo patrocinado pelo March of Dimes e dos Institutos Nacionais de Saúde sugere que mulheres que tomam suplementos de DHA durante a gravidez dar a seus bebês algum grau de proteção contra ficando resfriados comuns. Os bebês cujas mães tomaram suplementos de DHA parecia ficar mais frio sintomas mais rápidas quando o fizeram ficar doente.

A pesquisa atual

Embora a maioria dos estudos demonstram os efeitos positivos do DHA da dieta sobre a saúde humana, resultados contrários existem. Por exemplo, um estudo descobriram que o uso de DHA ricos em cápsulas de óleo de peixe não reduz depressão pós-parto nas mães ou melhorar o desenvolvimento cognitivo e linguagem em sua prole durante a primeira infância (embora este não é um efeito negativo, apenas não mostra efeito).

Estudos adicionais confirmaram os benefícios de DHA para outras funções do sistema nervoso, a saúde cardiovascular, e órgãos potencialmente outros. Num estudo, os homens que tomaram suplementos de DHA por 6-12 semanas diminuiu as concentrações de vários marcadores inflamatórios no sangue em aproximadamente 20%. Foi demonstrado que os pacientes com doença cardíaca um maior consumo de DHA e EPA sobreviveram mais tempo. Um novo estudo descobriu que a maior ingestão de DHA foi associado a taxas mais lentas de encurtamento dos telômeros, que é um marcador de DNA de nível básico de envelhecimento. Estudos preliminares mostraram que um alto consumo de DHA foi associado com o risco reduzido para desenvolver a doença de Alzheimer e diminui os sintomas de depressão na Doença de Parkinson consistente com DHA é o ácido mais abundante graxos ômega-3 no cérebro. É hoje considerado tão importante para o desenvolvimento do cérebro e dos olhos que o DHA está incluído na maioria das fórmulas infantis. Por fim, em pesquisa preliminar, verificou-se que uma dieta rica em DHA pode proteger vítimas de derrame de danos cerebrais e da deficiência e ajuda na uma recuperação mais rápida. De acordo com um estudo, o DHA é muito provavelmente importante na formação do acrossoma, uma estrutura de arco, como na parte superior do esperma, o que é crítico na fertilização porque abriga uma variedade de enzimas que esperma usar para penetrar um ovo. Uma vez que os seres humanos e outros mamíferos, é capaz de fazer o seu próprio DHA a partir de outros ácidos gordos, a deficiência de DHA não é muito comum. Mas, se a enzima DHA-síntese é defeituoso, pode levar a problemas com infertilidade.

Pesquisadores na Noruega estão testando um tratamento para a psoríase com uma molécula sintetizada com base em DHA.

Nutrição

Tipos comuns de salmão cozido contém 500-1500 mg de DHA e EPA 300-1000 mg por 100 gramas. (USDA) Outras fontes de peixes de topo de DHA são: atum, anchova, cavala, espadarte, anchovas, arenque, sardinha e caviar.

A descoberta da base de algas DHA

No início de 1980, a NASA patrocinou a pesquisa científica em busca de uma fonte de alimento à base de plantas que poderão gerar oxigênio e nutrição em vôos espaciais de longa duração. Os pesquisadores descobriram que certas espécies de algas marinhas produzido nutrientes ricos. Esta investigação levou ao desenvolvimento de uma base de algas, óleo vegetal, como o que contém dois ácidos gordos poli-insaturados essenciais: DHA e ARA ( ácido araquidónico ).

Uso como aditivo alimentar

DHA é amplamente usado como um suplemento alimentar. Ele foi o primeiro usado principalmente em fórmulas infantis. Em 2004, a Food and Drug Administration EUA aprovou alegações de saúde qualificados para DHA, e em 2007 itens DHA enriquecidos lácteos (leite, iogurte, óleo de cozinha) começaram a aparecer nos supermercados.

DHA é acreditado para ser útil para as pessoas com história de doença cardíaca, para prematuros, e apoiar o desenvolvimento saudável do cérebro, especialmente em crianças pequenas, juntamente com o apoio ao desenvolvimento da retina. Alguns DHA fabricado é um vegetariano produto foi extraído a partir de algas, e compete no mercado com o óleo de peixe que contém DHA e outros omega-3 tais como EPA. Tanto o óleo de peixe e DHA são inodoro, insípido e depois do processamento, como um aditivo alimentar.

Estudos de vegetarianos e vegans

Dietas vegetarianas tipicamente contêm quantidades limitadas de DHA. Os vegetarianos e os veganos têm níveis substancialmente mais baixos de DHA em seus corpos, e de curto prazo suplementar. No entanto, pré-formado suplementar DHA, disponível em algas derivados de óleos ou cápsulas, tem sido mostrado aumentar os níveis de DHA. Embora haja pouca evidência de saúde adversos ou efeitos cognitivos devido à deficiência de DHA em vegetarianos ou vegans adultos, os níveis fetais de leite e de mama continuam a ser uma preocupação.

DHA e EPA em óleos de peixe

O óleo de peixe é largamente vendido em cápsulas de gelatina mole contendo uma mistura de ácidos omega-3 ácidos gordos, incluindo EPA e menores quantidades de DHA. Um estudo revelou óleo de peixe superior em DHA do que EPA reduziu inflamatórios citocinas, tais como IL-6 e IL-1ß , associados neurodegenerativas e doenças auto-imunes . Eles observam o cérebro normalmente contém DHA, mas não EPA, embora ambos DHA e EPA concentrações plasmáticas aumentaram significativamente para os participantes.

Papel hipotético na evolução humana

Uma abundância de DHA no marisco tem sido sugerida como sendo útil no desenvolvimento do cérebro, embora outros investigadores afirmam uma dieta terrestre também poderia ter previsto a DHA necessário.

Referências Bibliográficas

1. ^ Guesnet P, Alessandri JM (2011). “O ácido docosahexaenóico (DHA) e do desenvolvimento do sistema nervoso central (SNC) – Implicações para as recomendações dietéticas”. Biochimie 93 (1): 7-12. doi : 10.1016/j.biochi.2010.05.005 . PMID 20478353 .
2. ^ http://www.websters-online-dictionary.org/definitions/Docosahexaenoic 20Acids%
3. ^ A fim omega é o mais distante um do grupo carboxilo .
4. ^ um b c Martek Biosciences Corporation (5 de Abril de 2007). “História da Martek” . Arquivado dooriginal em 05 de fevereiro de 2007 . Retirado 10 de marco de 2007 .
5. ^ . British Journal of Nutrition, 88, 355-363 doi : 10.1079/BJN2002662
6. ^ Malone, JP (2011, Agosto). Autistogenesis: A teoria dos sistemas, com a perspectiva evolutiva.Poster apresentado no American Psychological Association Convenção Anual 119, Washington, DC Resumo recuperado de http://forms.apa.org/convention/viewabstract.cfm?id=110999 .
7. ^ um b Giltay, EJ, Gooren, LJG, Toorians, AWFT, Katan, MB & Zock, PL (2004). Concentrações de ácido docosahexanóico são maiores nas mulheres do que nos homens por causa dos efeitos estrogênicos. American Journal of Clinical Nutrition, 80 (5), 1167-1174. Retirado dehttp://www.ajcn.org/cgi/reprint/80/5/1167
8. ^ Gary J. Nelson, Darshan S. Kelley. “DHA reduz o triglicérides no sangue no estudo da dieta” . De Pesquisa Agrícola (USDA) . Retirado setembro 1998 .
9. ^ Meharban Singh (Março de 2005). “Ácidos graxos essenciais, DHA eo Cérebro Humano do Indian Journal of Pediatrics, Volume 72” (PDF) . Retirado 08 de outubro de 2007 .
10. ^ Arthur A. Spector (1999). “Essencialidade de ácidos graxos de Lipídios, Vol. 34.” . Retirado 08 de outubro de 2007 .
11. ^ Lukiw WJ, Cui JG, Marcheselli VL, Bødker M, Botkjaer A, Gotlinger K, Serhan CN, Bazan NG. . (Outubro de 2005) “Um papel para o ácido docosahexaenóico derivados D1 neuroprotectin na sobrevivência de células neurais e doença de Alzheimer” . J Clin Invest. 115 (10):. 2774-83 doi :10.1172/JCI25420 . PMC 1199531 . PMID 16151530 .
12. ^ Serhan CN, Gotlinger K, Hong S, Arita M (2004). “Resolvins, docosatrienes e neuroprotectins, novela ômega-3 derivados de mediadores, e seus aspirina acionados epímeros endógenos: uma visão geral de suas funções de proteção em catabasis”. prostaglandinas MEDIAT Lipid Outros. 73 (3-4): 155-72. doi : 10.1016/j.prostaglandins.2004.03.005 . PMID 15290791 .
13. ^ RK McNamara, Hahn CG, Jandacek R et al. (2007). “Os déficits seletivos no ácido graxo ômega-3 docosahexaenóico no córtex orbitofrontal post-mortem de pacientes com transtorno depressivo maior”. Biol. Psiquiatria 62 (1):. 17-24 doi : 10.1016/j.biopsych.2006.08.026 . PMID 17188654 .
14. ^ <Please adicionar primeira autores que faltam para preencher metadata.> (Setembro de 2007).”DHA Déficit Detectado no córtex frontal de pacientes severamente deprimidos” . Gorduras de vida .Retirado 2007/10/31 .
15. ^ De Caterina, R e Basta, G (Junho de 2001). “N-3 os ácidos gordos e da resposta inflamatória – fundo biológico”. Suplementos European Heart Journal 3 (Suplemento D): D42-D49. doi :10.1016/S1520-765X (01) 90118-X .
16. ^ Um Voss, M Reinhart, S e H Sankarappa Sprecher (Outubro de 1991). “O metabolismo do ácido docosapentaenóico 7,10,13,16,19-a 4,7,10,13,16,19-docosahexaenóico no rato fígado é independente de um 4-desaturase ” . The Journal of Biological Chemistry 266 (30):. 19995-20000PMID 1834642 . Retirado 02 de janeiro de 2011 .
17. ^ RG Voigt, Llorente AM, Jensen CL, Fraley JK, Berretta MC, Heird WC. (2001 Agosto). “Um estudo randomizado, duplo-cego, placebo-controlado da suplementação com ácido docosahexaenóico em crianças com déficit de atenção / hiperatividade”. J Pediatr. 139 (2): 173-4. doi :10.1067/mpd.2001.116050 . PMID 11487742 .
18. ^ . Sinn N, Bryan J. (2007 Abril) “Efeito da suplementação com ácidos graxos poliinsaturados e micronutrientes na aprendizagem e problemas de comportamento associados com ADHD criança” . J Pediatr Dev Behav. 28 (2):. 139-44 doi : 10,1097 / 01.DBP.0000267558.88457.a5 .PMID 17435458 .
19. ^ Malone, JP (2011, julho). Autistogenesis: A teoria dos sistemas, com a perspectiva evolutiva. Poster apresentado na Sociedade de Autismo, 41 Conferência Nacional, Orlando, Florida. Abstract recuperado http://asa.confex.com/asa/2011/webprogram/Paper1750.html
20. ^ “DHA Lutas placas de Alzheimer cérebro em camundongos”. EUA Departamento de Assuntos de Veteranos.
21. ^ Lim, Giselle, Frederic Calon et al. (23 de março de 2005). “uma dieta enriquecida com o ácido ácido graxos ômega-3 reduz a carga docosahexaenóico amilóide em um modelo Idoso Rato Alzheimer” . The Journal of Neuroscience .
22. ^ JF Quinn, Raman R, RG Thomas et al. . (Novembro de 2010) “A suplementação de ácido docosahexaenóico e declínio cognitivo na doença de Alzheimer: um ensaio randomizado” . JAMA304 (17): 1903-1911. doi : 10.1001/jama.2010.1510 . PMC 3.259.852 . PMID 21045096 .
23. ^ Instituto Nacional sobre Envelhecimento (16 de julho de 2007). “DHA ensaio da Fase 3 na doença de Alzheimer” . Retirado 10 de agosto de 2007 .
24. ^ Karin Yurko-Mauroa, Deanna McCarthya, Dror Romb, Edward B. Nelsona, Alan S. Ryana, Andrew Blackwellc, Norman Salem Jr.a, Maria Stedman (03 Maio de 2010). “Os efeitos benéficos do ácido docosahexaenóico sobre a cognição em idade declínio cognitivo relacionado ” .
25. ^ Mateus, Muldoon,. Christopher M. Ryan, Lei Sheu, Jeffrey K. Yao, Sarah M. Conklin, e Stephen B. Manuck (janeiro, 28) “Acid Phospholipid Soro Docosahexaenonic é associado com funcionar cognitiva durante Médio Idade Adulta” . Jornal de Nutrição 140 (4): 848-53. doi :10.3945/jn.109.119578 . PMC 2838625 . PMID 20181791 .
26. ^ Kato T, Hancock RL, Mohammadpour H, McGregor B, Manalo P, S Khaiboullina, Hall MR, Pardini L, Pardini RS (2002). “Influência de ômega-3 os ácidos graxos sobre o crescimento do carcinoma de cólon humano em camundongos nus”. Câncer Lett. 187 (1-2): 169-77. doi : 10.1016/S0304-3835 (02) 00432-9 . PMID 12359365 .
27. ^ Schønberg SA, Lundemo AG, Fladvad T, K Holmgren, Bremseth H, Nilsen A, Gederaas O, Tvedt KE, Egeberg KW, Krokan HE (2006). “Intimamente relacionados linhas celulares de cancro do cólon exibem sensibilidade diferente para ácidos gordos poli-insaturados, acumulam diferentes classes lipidicas e downregulate esterol proteína de ligação ao elemento de regulação 1”. Câncer Lett. 273(12):. 2749-65 doi : 10.1111/j.1742- 4658.2006.05292.x . PMID 16817902 .
28. ^ Shaikh IAA, Brown I, Schofield AC, Wahle KWJ, Heys SD (novembro de 2008). “Ácido docosahexaenóico aumenta a eficácia do docetaxel nas células de cancro da próstata através da modulação da apoptose: o papel dos genes associados com a via de NF-kappaB.” Prostate. 68 (15):. 1635-1646 doi : 10.1002/pros.20830 . PMID 18668525 .
29. ^ Elmesery ME, Algayyar MM, Salem HA, Darweish MM, El-Mowafy AM (Abril de 2009).”quimiopreventivo e renal efeitos protetores para o ácido docosahexaenóico (DHA): implicações de PCR e peróxidos lipídicos” . Div celular 4 (1): 6. doi : 10.1186/1747-1028-4-6 . PMC 2680397 .PMID 19341447 .
30. ^ Brasky, TM; Till, C.; Branca, E.; Neuhouser, ML; Song, X.; Goodman, P.; Thompson, IM; King, IB et al.. (2011) “soro Ácidos Graxos Fosfolipídeos e Risco de Câncer de Próstata: Resultados do Estudo de Prevenção do Câncer de Próstata” . American Journal of Epidemiology 173 (12): 1429-1439. doi :10.1093/aje/kwr027 . PMC 3145396 . PMID 21518693 .
31. ^ Siddiqui et al, Biofactors 37 (6):. 399-412, 2011: doi: 10.1002/biof.181
32. ^ http://www.fda.gov/food/foodsafety/product-specificinformation/seafood/foodbornepathogenscontaminants/methylmercury/ucm115662.htm
33. ^ Beth Vincent, MHS (2005/10/31). “A Importância de DHA durante a gravidez e amamentação” .Arquivado do original em 2007-11-17 . Retirado 2007/10/29 .
34. ^ http://www.marchofdimes.com/aboutus/49267_55545.asp
35. ^ Jennifer Denomme, Ken D. Stark, e Bruce J. Holub (20 de agosto de 2004). “Diretamente quantificada dietética (n-3) Ingestão de ácidos graxos de gestantes canadenses são inferiores Recomendações dietéticas atuais” . Retirado 09 de outubro de 2007 .
36. ^ DHASCO e ARASCO na Fórmula infantil – Food Standards
37. ^ . Harnam, F, F. Shahidi (Maio de 2004) “Síntese de lipídios estruturados através acidólise de ácido docosahexaenóico óleo de uma única célula (DHASCO) com ácido cáprico” . J Agric Food Chem52 (10): 2900-2906. doi : 10.1021/jf035316f . PMID 15137833 .
38. ^ Malone, JP (2011, Abril). A teoria de sistemas de autistogenesis e suas implicações evolucionárias. Poster apresentado no Psychological Association Ocidental Convenção Anual 91, Los Angeles, CA. Convention programa recuperado de http://www.westernpsych.org/pdf/WPA 20Proof.pdf%% 202011% 203 .
39. ^ Connell, Gary, J. et al. (2001/07/26). “processo de extração de solvente” . Retirado 08 de fevereiro de 2006 . Uma patente na OMPI .
40. ^ Substituindo-Mãe Imitando o leite materno no Laboratório. O Instituto Cornucópia. Janeiro 2008
41. ^ Clandinin M, Van Aerde J, K Merkel, Harris C, Springer M, Hansen J, Diersen-Schade D (2005).”Crescimento e desenvolvimento de recém-nascidos prematuros alimentados com fórmulas infantis contendo ácido docosahexanóico e ácido araquidônico”. J Pediatr 146 (4): 461-8. doi :10.1016/j.jpeds.2004.11.030 . PMID 15812447 .
42. ^ Ramakrishnan, Usha; et al. . (8/01/11) “a suplementação de ácido docosahexaenóico pré-natal e morbidade infantil: Ensaio Clínico Controlado Aleatório” . Jornal da Academia Americana de Pediatria . doi : 10.1542/peds.2010-1386 .
43. ^ Maria Makrides, “Os Efeitos da suplementação de DHA durante a gravidez em depressão materna eo desenvolvimento neuropsicomotor em crianças pequenas.” O Journal of American Medical Association http://jama.ama-assn.org/content/304/15/1675.abstract
44. ^ DS Kelley et al. Suplementação de DHA diminui a proteína C-reativa de soro e outros marcadores de inflamação em homens hipertrigliceridêmicos. J Nutr. 2009 Mar; 139 (3) :495-501. Epub 2009 21 de janeiro.
45. ^ Farzaneh-Far R et al. Associação de Marine Omega-3 níveis de ácidos graxos com o envelhecimento telomérica em pacientes com DiseaseJAMA Coronária. 2010; 303 (3) :250-257.
46. ^ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3221408/
47. ^ Aline Hittle. “DHA em retardar a progressão da doença de Alzheimer.” Baylor College of Medicine.http://www.bcm.edu/neurology/alzheimers/index.cfm?pmid=16413
48. ^ “Kathleen Blanchard.” DHA no óleo de peixe poderia proteger de Deficiência Stroke “. Louisiana State University.
49. ^ Universidade de Illinois College of Agricultural, Consumer e Ciências do Ambiente (2012, 18 de janeiro). DHA dietético ligada a fertilidade masculina
50. ^ http://sciencenordic.com/new-treatment-psoriasis
51. ^ Jones, John. “Produtos Nutricionais de Pesquisas Espaciais” . 1 de maio de 2001 . NASA .
52. ^ “FDA: Por que há interesse em adicionar DHA e ARA para fórmulas infantis?” . EUA Food & Drug Administration . Retirado de julho de 2002 .
53. ^ “A FDA anuncia Alegações de Saúde qualificados para Omega-3 os ácidos gordos”. EUA Food & Drug Administration.
54. ^ Rivlin, Gary (2007/01/14). “Magical ou Overrated? aditivo alimentar em um redemoinho” . The New York Times . Retirado 2007/01/15 .
55. ^ Sanders, Thomas AB (agosto-setembro de 2009). DHA “. Estado de vegetarianos” prostaglandinas, leucotrienos, e ácidos graxos essenciais (Sociedade Internacional para o Estudo dos Ácidos Graxos e lipídios) 81 (2-3): 137-141. doi : 10.1016/j.plefa.2009.05.013 . ISSN 0952-3278 . PMID 19500961 .
56. ^ Vedin I et al. . (1 de Junho de 2008) “Efeitos da suplementação de ácido docosahexaenóico rico em ácido graxos n-3 na liberação de citocinas” . Am J Clin Nutr 87 (6):. 1616-1622 PMID 18541548 .
57. ^ Crawford, M et al. (2000). “A evidência para a função única de ácido docosa-hexanóico (DHA), durante a evolução da moderna cérebro hominídeo”. Lipids 34 (S1): S39-S47. doi :10.1007/BF02562227 . PMID 10419087 .
58. ^ Carlson BA, Kingston JD (2007). “Biossíntese de ácido docosahexaenóico e contingência alimentar: encefalização sem restrição aquático”. Am. Hum J.. Biol. 19 (4): 585-8. doi :10.1002/ajhb.20683 . PMID 17546613 .

Fonte: en.wikipedia.org

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Veganismo

Veganismo

PUBLICIDADE O veganismo é um sistema de crenças que considera que os animais não devem …

Ergonomia

Ergonomia

PUBLICIDADE Definição Ergonomia é o processo de projetar ou organizar locais de trabalho, produtos e sistemas …

eletroterapia

Eletroterapia

PUBLICIDADE A eletroterapia é o uso terapêutico da eletricidade para tratamento médico. Este tipo de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+