Breaking News
Home / Turismo / Bengo

Bengo

PUBLICIDADE

 Bengo é uma província e uma área administrativa da Angola, e sua capital é Caxito. Bengo possui uma área de aproximadamente 41.000 km², com clima tropical seco, onde a referêncial industrial está concentrada no algodão e café.

Mapa de Bengo

Capital: Caxito
Superfície: 41 000 Km²
População: 500.000 habitantes
Clima: Tropical seco.

Municípios

A província do Bengo corresponde a uma área administrativa do país, tendo sido criada por força da Lei nº 3/80 de 26 de Abril, com capital na vila de Caxito, não obstante a inexistência de estruturas administrativas de nível Provincial.

Administrativamente divide-se em 8 Municípios e 32 Comunas: Ambriz, Nambuangongo, Dande, Icolo e Bengo e Kisama, Dembos, Pango-Aluquem, Bula Atumba.

Produção principal: agrícolas – Algodão, mandioca, palmeiras, banana, Rícino, feijão, goiaba, mamão, cana-do-açúcar, Sisal, Mamoeiro, Goiabeira, Ananás, Café Robusta, Massambala, Palmeira de Dendém, hortícolas e Citrinos.

Referência industrial: Algodão e Café.

Pecuária: Bonivicultura de Carne.

Minérios: Urânio, Quartzo, Feldspato, Gesso, Enxofre, Caulino, Asfalto, Calcário-Dolomite, Ferro e Mica.

Industria

Materiais de Construção, minerais – caulino, gesso, asfalto, calcário, quartzo, ferro, feldspato, enxofre, mica;

O atual parque industrial da província circunscreve-se nas actividades desenvolvidas na Comuna do Bom-Jesus pela Fábirca de refrigerantes da COCA-COLA, assim como no domínio da indústria extractiva nomeadamente exploração de gesso, asfalto e fosfato.

Entretanto, regista-se já algumas acções que poderão despontar nos próximos tempos, nomeadamente no sector florestal com a implantação de uma serração em Caxito, no sector de materiais de construção a fábrica de tijolos em Catete, bem como nos domínios da indústria de transformação com a projectada construção da fábrica de secagem de carnes e ainda a produção e extracção de águas de mesa, e o engarrafamento de água mineral.

Pesca: artesanal nos Municípios de Ambriz, Dande e Kissama. Nas mesmas áreas e incluindo o Município de Icolo e Bengo, regista-se a pesca nas zonas lacustres e nos diversos rios aí existentes.

Distâncias em km a partir do Caxito: Luanda 55 – Uíge 295;

Indicativo telefónico: 034.

Turismo

O Turismo encontra sua maior expressão na existência de um Parque de dimensão Nacional, o da Kissama, a reserva especial do Mumbondo, a Coutada do Ambriz e extensas praias, sendo de destacar a da Pambala para além de outras áreas de interesse turístico.

Bancos

BPC e Banco Sol em Caxito, investimentos mais proeminentes pela FDES foram empregados nos cectores de extração de burgau, produção de carne seca e actividade agropecuária.

História e Cultura

A maioria da população desta província configura o complexo sócio-cultural Ambundu. São locutores do Kimbundu, característica que partilham com os seu parentes mais próximos que habitam outros espaços mais precisamente nos limites que conformam por exemplo as províncias de Luanda, Kwanza-Norte, Kwanza Sul, com as quais faz fronteira. A norte a província do Bengo faz fronteira com as províncias de Uíge e Zaire.

São muito conhecidos os monumentos históricos desta província localizados no município de Muxima, onde a Fortaleza e Igreja do mesmo nome edificações do tempo das conquistas portuguesas por estas terras são por tal os marcos desse passado dos povos desta região.

Província que contorna a Província capital de Luanda, encontra o oceano a oeste, as províncias do Zaire e do Uíge a norte, do Kwanza Norte a leste e do Kwanza Sul a sul. A sua capital, Caxito, situa-se 55km a norte de Luanda.

Clima, essencialmente influenciado pelo oceano, tem a floresta­ savana como vegetação domnante. O Bengo é auto-suficiente no que refere à actividade agríco­la. Produz mandioca, abaca­telro, ananaz, feijão, mamoei­ro, sisal. palmeira-de-dendém, cana-do-açúcar e produtos hortícolas.

É também uma produtora de café. A pecuária está dirigida à bovinicultura de carne. Beneficiando de uma costa favorável, a pesca é praticada na Barra do Dande e no Ambriz (a norte) e no Cabo Lêdo (a sul). Esta última pratica-se nas pequenas ínsulas dos rios Bengo e Ndanji, cuja espécie mais procurada é o Kakusso.

Com este espécime lagunar produz-se um prato que já se tornou referência na gastronomia angolana acompanhado do feijão de óleo de palma.

A pesca marítima nesta região é assinalada positivamente sobretudo na área do Ambriz onde os crustáceos como (camarão e lagosta) são recursos piscatórios que contribuem na promoção de receitas na balança de exportações. atualmente, a indústria da Província produz materiais de construção.

Como recursos minerais, de referir, caulino, gesso, asfalto, calcá rio, quartzo, ferro, felds­pato e mica. Província muito bem localizada, junto à capital e ao oceano, terá certamente um grande futuro como destino turístico.

Aqui se situa (zona sul), o famoso Parque Nacional da Quissama, com 9.600km considerado área prioritária de desenvolvimento turístico nacional que albergava, antes dos conflitos armados, populosa fauna. Nas praias da região o apareci­mento da tartaruga marinha continua frequente. A leste de Luanda. nas margens do rio Kwanza. Muxima desvenda, em paisagem singular, vestígios históricos de forte carisma.

Fonte: www.consuladodeangola.org

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.