Breaking News
Home / Turismo / Locais Turísticos da Zâmbia

Locais Turísticos da Zâmbia

PUBLICIDADE

Começaremos o percurso pela capital do país, Lusaka, para explorar depois a zona sul, onde estão as Cascatas Vitória. Daqui viajaremos pela zona Oeste, para dirigirmos seguidamente à Região Oriental. Finalizaremos nossa viagem pelo Norte do País.

LUSAKA

É a capital de Zâmbia, uma cidade moderna com bulevares alinhados cheios de árvores floridas. A rua principal é a chamada Cairo e nela encontramos muitos lugares de interesse para os viajantes (línhas aéreas, embaixadas, escritórios de correios, etc.), embora algum destes lugares exigem longos deslocamentos.

É interessante a visita ao Museu Nacional, na Avenida da Independência, o Jardím Botânico e o Zoológico Mundawanga, onde é possível admirar uma grande diversidade de animais e plantas. Se quer ver artesanato deve dirigir-se ao Estudio de Cerâmica Bente Lorens. Para ver animais é perfeito o Parque de Réptis Kalimba, que possui numerosas cobras, além de crocodrilos e algumas tartarugas.

Os mercados da cidade estão sempre abertos e vale a pena visitá-los. Os principais estão situados perto do distrito da estação. O mais importante é o Mercado de Soweto.

Arredores de Lusaka

Podem-se fazer excursões de um dia a lugares que encontram-se às aforas da cidade, como é o caso da Reserva Lilayi, uma granja de 20.000 hectáres, onde pode-se ver antílopes e numerosas espécies de aves.

Outro lugar para visitar é o Santuário de Aves de Lazy, que se presta a ser percorrido a pé ou a cavalo. E por último, nas beira do rio Kafue, em Kafue Marina, é possível alugar uma canoa para explorar suas águas ou fazer piqnique em suas pradarias.

O SUL DA ZÂMBIA

LAGO KARIBA

Parte deste lago pertence a Zâmbia e a outra parte a Zimbabue. Nas beiras do lago encontra-se a pequena localidade de Sinazongwe, um importante centro da indústria pesqueira.

Chipepo é um pequeno povoado pesqueiro, que também merece ser visitado. Com uma embarcação pode-se chegar à Ilha Chikanka. Para os que procuram tranquilidade nada melhor que a apacível Siavonga.

Não muito longe está Choma, onde há que visitar seu museu com a história da cultura Tonga. Uma vez ali é possível visitar á Área de Conservação do Río Kanga. Antes de chegar ao Parque Nacional de Lonchivar pode-se fazer um alto no caminho e visitar Monce.

LIVINGSTONE

Encontra-se ao sul da capital do país e é a cidade mais próxima às Cascatas Vitória, a 7 quilômetros. É uma população pequena e agradável, pois a maioria dos visitantes passam ao lado de Zimbabue; tem dois bancos e casas de câmbio e também serviço de táxi e ônibus às Ccascatas.

Interessa ver na cidade o Museu Livingstone, com importantes mostras arqueológicas e uma colecção de objetos do explorador.

Na entrada sul da cidade localiza-se o Museu do Ferrocarril, com antigas locomotivas e interessantes aparelhos que fazem referência ao trem. Entre a cidade e as cascatas levanta-se a Vila Cultural Maramba onde pode-se desfrutar de auténticas danças e espetáculos africanos.

Desde Livingstone pode-se chegar aos povoados de Kazungula e Mwande.

CASCATAS VITÓRIA

As Cascatas Victória são obviamente a principal atração do país. São águas do rio Zambeze, de uma largura de 1.700 metros, caindo desde uma altitude de 107 metros. A força da queda (545 milhões de litros por minuto na época de chuvas) leva água em pó a mais de 500 metros de altitude. Por isso convém levar roupa impermeável.

Perto do Hotel Intercontinental pode-se adquirir interessante artesanato a preços bastante mais reduzidos que no lado do Zimbabue. Alguns hotéis organizam excursões para ver a zona e animais como rinocerontes.

PARQUE NACIONAL ZAMBEZE

Encontra-se situado nas beiras do rio Zambeze. É um lugar ideal para desfrutar da natureza.

O OESTE DE ZÂMBIA

CASCATAS NGONYE

Encontram-se situadas perto da localidade de Sioma, sobre o rio Zambeze. Embora não são muito altas o volume da água que cai é surpreendente. Querendo apreciar sua total beleza podem-se ver desde o outro lado do rio.

Deixamos as cascatas e ascendemos para Mongu, a capital da província do oeste, mas antes pode-se fazer um alto em Senaga, em Limulunga (onde habitam os Lozi), e em Lealui. Vale a pena visitar estas povoações para conhecer sua população e paisagens.

PARQUE NACIONAL KAFUE

É o maior do país e possui uma formosa vegetação além de mamíferos como o leão, leopardo, olifante e búfalo. Podem-se ver inclusive hipopotamos, crocodrilos, antílopes e impalas, sem esquecermos da grande quantidade de aves que aloja.

O LESTE DE ZÂMBIA

PARQUE NACIONAL DO BAIXO ZAMBEZE

Se extende através de umas 4.000 hectares na beira do rio Zambeze na altitude de Luanga. A principal porta de entrada é Chongwe. Podem-se ver olifantes, impalas, zebras e búfalos entre outros animais. Conta com perto de 400 espécies de aves diferentes.

PARQUE NACIONAL LUANGWA

É um dos melhores parques do país para contemplar animais. Há búfalos, zebras e girafas. A vegetação também é abundante e variada. Chipata, uma pequena cidade fronteiriça com Zimbabue, é a principal entrada ao parque. É uma animada cidade onde poderá encontrar de tudo.

O NORTE DE ZÂMBIA

MBALA

Está junto ao Lago Tanganica e é uma pequena cidade onde encontrará algumas lojas e comércios. É interessante visitar o Museu Moto Moto. Trata-se de uma colecção pessoal reunida pelo padre Corbell durante seus 40 anos de estadia em Zâmbia e que describe amplamente a tribo bemba.

Muito perto de Mbala localiza-se o Lago Chila.

CASCATAS KALAMBO

Apenas a 40 quilômetros de Mbala estão as Cascatas Kalambo, as segundas mais altas da África, e as terceiras do mundo, com queda de 212 metros (jogam suas águas no Lago Tanganika). É difícil chegar a menos que seja em veículo todo terreno, o que não impede ter a possibilidade de fazer um trekking de aproximadamente três dias.

PARQUE NACIONAL SUMBU

Na beira do lago encontra-se o Parque Nacional Sumbu, a cobrer uma área de umas 2.000 hectáres, com praias de areia fina, baias naturais, rochedos, grotas e profundos vales. Podem-se ver búfalos, zebras, olifantes, leões e leopardos entre outros animais. As águas acolhem a hipopotamos, flamingos e todos aqueles animais que precisarem refrescar-se. Pode-se chegar no parque desde Mansa ou Kasama.

OUTRAS POVOAÇÕES DO PAÍS

Outras pequenas cidades de Zâmbia são Mpulungu, aonde chega-se por trasbordador atravessando o Lago Tanganica e Nakonde entre Tanzânia e Zâmbia.

Kapiri Mposhi é uma encantadora cidade, igual que Kitwe e destaca por ser uma população bastante confortável e o centro comercial e industrial do Copperbelt.

É também uma cidade turística, onde poderá fazer compras. Muito perto estão o Lago e as Cascatas Makwera.

Ndola é a capital da área industrial de Copperbelt. Aqui encontrará numerosas fábricas de manufaturas. Sem dúvida a mais pitoresca das cidades da zona é Chingola, cheia de flores e vegetação. A poucos quilômetros encontra-se o Santuário de Animais e Chimpanzés, um lugar de reabilitação para estes animais.

Fonte: www.rumbo.com.br

Locais Turísticos da Zâmbia

Além de muitos parques da Zâmbia, estes são os outros destaques vale a pena ver:

Victoria Falls Vistas deslumbrantes e uma infinidade de atividades de aventura

Rio Zambeze das várzeas do Barosteland no Ocidente, as cascatas do Zambeze sobre Victoria Falls, raivas através do desfiladeiro íngreme Batoka, ventos seu caminho no lago Kariba, ao longo da parede da barragem para as planícies mais baixas espetaculares Zambeze ladeado por parques de jogo de cada lado.

Lago Kariba A 200 km de comprimento, lago 50 km de largura ao longo do rio Zambeze. Ideal para houseboating excursões ou relaxar nos fins de semana, apenas duas horas de de Lusaka.

Lago Tanganyika Na fronteira norte deste grande lago é uma das mais antigas e mais profundas, lagos mais longas do mundo, com muitos peixes tropicais.

Outras cachoeiras Zâmbia tem 17 cachoeiras em áreas remotas. Tome unidade, em uma excursão ou por conta própria para descobrir estes para fora do caminho lugares de beleza

Chimpanzé Santuário Chimfunshi é o santuário da África Austral para Chimps

Shiwa Ngandu Uma casa Manor notável velho Colonial em África remota, agora um hotel cercado por uma reserva de caça privada e belas fontes termais naturais

Lago Bangweulu Onde as águas encontram o céu

Livingstone Memorial no coração do norte da Zâmbia, este é o lugar onde o Dr. Livingstone teve seu último suspiro.

Lago Mweru Uma vida interior dando lago no extremo norte é cercada por vilas de pescadores e oferece um vislumbre da vida da vila rural.

Monumentos históricos

Monumentos pré-históricos

Ayrshire Fazenda gravuras rupestres, Lusaka

Chifubwa Stream Cave 6,4 km de Solwezi a 12 ° 13 ‘S 26 ° 25’ E.

Gwisho Hot Springs, Lochinvar National Park, Monze: esqueletos da Pedra idade humana de cerca de 4.000 anos atrás.

Ing – ombe Ilede, Lusitu, é um sítio arqueológico perto da cidade de Siavonga, a 16 ° 11 ‘S 28 ° 19’ E.

Kalemba Shelter Rock, Chadiza distrito, com muitas pinturas rupestres, a 14 ° 7 ‘S 32 ° 30’ E.

Kalundu Mound, Kalomo, local de uma vila de pelo menos o século IX até o século XII.

Grooves córrego Kasamba Grinding, Samfya – Iron local Idade 1,6 km ao sul de boma onde os eixos e implementos de ferro foram afiada, a 11 ° 20 ‘S 29 ° 33’ E. Na margem ocidental do Lago Bangweulu , ao sul de Samfya, é uma afloramento de rocha que tem um grande número de ranhuras artificiais moagem datam possivelmente à Idade do Ferro. Acredita-se que eles foram usados para afiação e polimento de eixos.

Kundabwika Pintura Rock – perto Kundabwika Falls, 96 km ao noroeste de Mporokoso a 9 ° 13 ‘S 29 ° 19’ E.

Colina do Leopard Cave, Lusaka Distrito.

Libala Calcário, Lusaka próxima a Lusaka Escola Primária junto Chilimbulu estrada.

Makwe Shelter Rock, Katete: site Idade do Pedra que rendeu muitas ferramentas, (6000 anos) 3,2 km S de Kondwelani School, a 14 ° 24 ‘S, 31 ° 56’ E

Maramba pedreira, Livingstone – local estratificada primeiro do Oriente

Pleistoceno Cultura Fonte Esperança na África do Sul, zona norte da cidade.

Mkomo Shelter Rock – Ferro abrigo rochoso Idade e pinturas, 64 km a oeste de Chipata a 13 ° 54 ‘S 32 ° 12’ E.

Caves Mumbwa – na província central essas cavernas contêm locais de sepultamento e evidências de fundição de ferro e são o local do povo Kaonde de Musaka

Cerimônia Jikubi. 14 ° 59 ‘S 27 ° 02’ E.

Munwa córrego gravuras rupestres – no distrito Mwense a 20 ° 29 ‘S 28 ° 40’ E.

Pinturas Mwela Rock, Kasama, 4,8 km do centro, norte do Isoka Kasama estrada a 10 ° 10 ‘S 31 ° 13’ E.

Nachikufu Cave, Mpika Distrito – pinturas de 18.000 anos de idade da rocha em uma caverna a 12 ° 15 ‘S 31 ° 10’ E.

Nachitalo Hill, Mkushi Distrito – arte rupestre 55 km ao sul de Ndola perto missão Msofu a 13 ° 32 ‘S 28 ° 59’ E.

Nsalu Cave & Pintura Rock, Serenje Distrito – 12 mil anos de idade pinturas rupestres 30 km ao norte de Kanona a 12 ° 40 ‘S 30 ° 45’ E. Esta caverna semi-circular, cortado em Nsalu colinas contém alguns dos melhores exemplos de pinturas esquemáticas da África do rock. Estende-se cerca de 20 metros de largura, 20 metros de profundidade e oito metros de altura. Escavações realizadas na década de 1940 mostraram o local foi ocupado por pessoas de meia idade de pedra, embora a maioria dos vestígios descobertos relacionar com as pessoas de caça da Idade da Pedra e datam de cerca de 12.000 anos atrás, para 1000 AD. O significado dos desenhos esquemáticos de Nsalu permanece um mistério. Alguns arqueólogos acreditam que eles estavam conectados com as cerimônias de iniciação, mas a investigação sobre o assunto continua. É um pequeno desvio para fora da GNR. 30 kms a norte de Kanona virar à esquerda, viajar mais 14 km, vire à direita. Esta estrada leva para as cavernas em país montanhoso acidentado.

Nyambwezu Shelter Rock, Mwinilunga District, em Nyambwezu Falls, com pinturas semelhantes às Chifubwa Caverna Stream, provavelmente, cerca de 3.000 anos de idade, a 12 ° 00 ’25 ° 10′ E.

Rocklands Rock Farm Pinturas 16.km SE de Chipata, dois grupos de pinturas rupestres no lado oeste de Katotola Kopje.

Sebanzi Hill, Lochinvar National Park, Monze: 2,7 km WSW da casa da fazenda, o local de uma grande aldeia da Idade do Ferro, aparentemente ocupado pelos antepassados da tribo Tonga de cerca de AD 1100.

Sítio Sutherland Farm, Livingstone, incluindo dois terraços antigos do Rio Maramba, o menor dos quais contém um site casa e oficina do Culture.Thandwe machadinha Grande Shelter Rock, Chipata Distrito, rock

Twickenham Estrada Sítio Arqueológico, Twickenham Road, Olympia Park, Lusaka.

Twin Rivers Kopje, a 24 km a sudoeste de Lusaka.

Victoria Falls confiar em sites zona arqueológica, Livingstone – 5,6 km a oeste da cidade, no lado norte da estrada Sesheke, cedo aos locais de pedra posteriores idade, que são a chave para determinar a seqüência da Idade da Pedra cultural no Alto Vale do Zambeze

Zawi monte pinturas rupestres, 32 km ao norte de Chipata perto da vila de Kamukwe.

Monumentos da época colonial

Casa do Administrador, Kalomo – capital de North-Western Rodésia, até 1911.

Castle Hotel, Lundazi, construído de 1956.

Livingstone Memorial, Mpika distrito – construído em 1902 para marcar o local onde David Livingstone morreu em 1873.

Fort Elwes – fortaleza com muros de pedra no norte fronteira Congo Pedicle de Mkushi.

Fort Monze – 1890, um dos primeiros postos da polícia colonial, a 12 km SSW de Monze.

Fort Young 21 km SSE de Chipata na estrada Nsadzu-Mpezeni a 13 ° 50 ‘S 32 ° 40’ E.

Mpongwe acampamento fortificado, Mpongwe, que consiste em um banco levantado e vala dupla construído durante um período de incursões na área pelos vizinhos do povo de Lima, provavelmente cerca de 1870 a 13 ° 31 ‘S 28 ° 9’ E.

Niamkolo Igreja, Mpulungu – o edifício mais antiga igreja sobreviver na Zâmbia, que data de 1895, perto de Mpulungu no lago Tanganica.

Nkala Velho Boma – construído em 1901 como um acampamento policial fortificada, no alto da Colina Kapilika Nakalomwe fora Kafue National Park.

Deriva de idade, Livingstone – o primeiro assentamento colonial que data de 1890, ao lado de um rio bom ponto de passagem; seu cemitério está na seção parque de jogos do Mosi-oa-Tunya National Park.

Old Government House, Livingstone – o escritório principal do governo ea residência do governador 1907-1935, quando Livingstone foi a capital do Norte-ocidental Rodésia e da Rodésia do Norte.

Tanganyika Victoria Memorial Institute, Mbala: Instituto Técnico construído por volta de 1905, em memória da rainha Victoria.

“The Good News” Monumento, Mbala Distrito: comemorando o lançamento do navio a vapor a Sociedade Missionária de Londres, A Boa Nova, em 1884. No Lovu ou rio Lufubu 6,4 km a montante do lago Tanganyika a 8 ° 35 ‘S 30 ° 45’ E.

Von Lettow-Vorbeck Memorial – localizado perto da extremidade norte do Chambeshi ponte no local onde as forças alemãs do Leste Africano acordaram um cessar-fogo em 14 de novembro, 1918 marca o fim da Primeira Guerra Mundial

Monumentos da Independência

Bwacha House Number E1376, Musuku Road, Bwacha Township, Kabwe, onde em 8 de março de 1958 o Dr. KD Kuanda foi eleito Presidente da Zâmbia Congresso Nacional Africano.

Chilenje Casa 394, Lusaka ocupada pelo Dr. KD Kaunda 1960-2.

Ex-Casa da Rt Hon. O primeiro-ministro Robert Gabriel Mugabe, do Zimbabué, Professor Chalimbana Faculdade de Formação, Lusaka.

Freedom House, Caminho da Liberdade, Lusaka, de onde o United National Independence Party (UNIP) manifesto de 1962 foi lançado.

Kabompo House No. J11a Kabompo Township, Kabompo, para que o Dr. KD Kaunda foi restringida pelas autoridades coloniais de março a julho de 1959.

Lubwa Casa do Dr. Kenneth David Kaunda no Distrito Chinsali a 10 ° 35 ‘S 32 ° 1’ E, ocupado desde 1945 pelo primeiro Presidente da República da Zâmbia, enquanto ele era diretor da Escola Superior Lubwa Primário.

Matero House No. 3144, Monze Road, Matero Township, Lusaka.

Antigo Chilenje Casa Número 280, Luwembu Street, Old Chilenje, Lusaka, o primeiro escritório do Africano Zâmbia Congresso Nacional.

Outros monumentos históricos

Big Tree, Kabwe: uma figueira com um dossel de 50 metros de largura no lado leste da Broadway, que serviu como um ponto de encontro em muitas ocasiões durante os primeiros anos da história do township. Visível no Google Earth a 14 ° 26’37 0,8 S 28 ° 26’32 0,9 E.

The Big Tree National Monument capa figueira é uma característica proeminente na centro Kabwe, na Zâmbia.

Chichele Mofu árvore – uma árvore de mogno grande Mofu em Chichele Floresta Nacional 13 km a oeste de Ndola.

Dag Hammerskjold Memorial cerca de 11 km a oeste de Ndola a 12 ° 58’32 S 28 ° 31’13 E. Isso marca o local, agora no Ndola Oeste Reserva Florestal, onde o avião que transportava Dag Hammerskjold, autor e ex-Secretário Geral das Nações Unidas Nações, caiu no dia 18 de Setembro de 1961. Para comemorar sua morte, um pequeno monte de pedras foi construída no centro de um jardim simples memorial e um museu local foi aberto ao público.

Futebol local do enterro Heroes, Estádio Independence, Lusaka, onde 30 vítimas do desastre aéreo de 1993 Gabão são enterrados, incluindo os 18 membros da equipe de Zâmbia futebol nacional.

Ntembwe de Mwase Lundazi – um banco de terraplanagem irregular e vala que era uma vila baKafula até cerca de 1850, na Lundazi a 12 ° 24 ‘S 33 ° 22’ E.

Antigo Assembleia Nacional, Lusaka: também conhecido como o Secretariado Velho e Assembleia Legislativa, na Avenida Independência, Lusaka. Construído 1932 e local de eventos históricos legislativas importantes para a história da Zâmbia durante a época colonial e pós-independência.

Árvore de escravo, Ndola – uma figueira grande em Moffat Avenue e Estrada Livingstone, onde os escravos eram comprados e vendidos por comerciantes de escravos suaíli.

Monumentos naturais

Lunsemfwa Maravilha Ponto Gorge e Bell: Mkushi Distrito, na confluência dos rios Lunsemfwa e Mkushi a 14 ° 39 ‘S 29 ° 07’ E.

Cerca de 75 km a leste-sudeste de Kabwe, na Zâmbia, o Rio Lunsemfwa faz um corte profundo 500m, conhecido como The Gorge Wonder, através da borda da Escarpa Muchinga (visto do ponto de Bell). A antena no topo do arranha-céu Taipei 101, o edifício mais alto do mundo, seria apenas se projetam acima da borda do desfiladeiro.

Chipoma cai no rio Chimanabuwi, a 24 km SSW de Chinsali a 10 ° 46 ‘S 32 ° 01’ E.

Chirundu Floresta Fóssil – 50.000 anos de idade árvores fósseis, 21 km a oeste de Chirundu em 16 ° 02 ‘S 28 ° 40’ E. Apenas fora da principal Lusaka Chirundu estrada, não longe de Chirundu, são árvores fósseis pertencentes ao período Karoo e são cerca de 50 000 anos. Os morros são cobertos aqui no que a aparência primeira vista, como grandes colunas cilíndricas de rocha.

Chisimba cai no rio Luombe 7,2 km de Chilubula Missão em Kasama Distrito.

Hippo Pool, Chingola no Rio Kafue.

Kalambo Falls, Mbala Distrito – quedas e sítio arqueológico de habitação humana precoce (as quedas é compartilhada com a Tanzânia.

Kundabwika cai no rio Kalungwishi no Distrito Kaputa a 9 ° 13 ‘S 29 ° 19’ E

Kundalila cai no rio Kaombe, 12,8 km ao SE de Kanona no Distrito Serenje.

Lago Chirengwa (Lago Sunken) 14 km de Ndola a 12 ° 58 ‘S 28 ° 45’ E.

Lago Kashiba SW de Luanshya: a 100 m lago profundo afundado a 13 ° 27’S, 27 ° 56’E.

Lumangwe cai no rio Kalungwishi entre Mporokoso e

Ntumbachushi cai no rio Ngona, Kawambwa District, a 9 ° 52’S, 28 ° 58’E

Fonte Zambeze, Mwinilunga Distrito: nascente do rio Zambeze e uma reserva botânica, parte da Floresta Nacional Fonte Zambeze.

Fonte: www.zambiatourism.com

Locais Turísticos da Zâmbia

Capital: Lusaka
Idioma: inglês e línguas tribais
Moeda: kwacha ZMK
Clima: savana
Fuso horário (UTC): +2

Pontos turísticos

Victoria Falls

Um dos pontos mais impressionantes do planeta, são 2 km de extensão onde o Rio Zambezi cai de uma altura de 100m. Por não ser tão procurada como o lado Zimbábue, é mais calmo e permite se chegar mais perto das quedas.

Próximo às quedas, vários esportes são oferecidos, como rafting, bungee-jumping, e outras esportes radicais. Um sítio arqueológico e um pequeno museu exibem a evidências da presença humana e seus ancestrais na região por 2,5 milhões de anos.

Parque Nacional de Kafue

Maior parque do país, com centenas de quilômetros de savanas e florestas nas margens do Rio Kafue, é utilizado para safáris, onde são avistados leões, leopardos, elefantes, rinocerontes, antílopes e zebras.

Fonte: www.geomade.com.br

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.