Península do Sinai

PUBLICIDADE

Península do Sinai – História

Península do Sinai é habitada desde os tempos pré-históricos e sempre foi uma rota comercial. A península faz parte do Egito desde a Primeira Dinastia do antigo Egito, cerca de 3.100 a.C., embora tenha havido períodos de ocupação estrangeira nos últimos 5.000 anos. O Sinai era chamado de Mafkat ou “país da turquesa” pelos antigos egípcios, que era extraído na península.

Nos tempos antigos, como as regiões vizinhas, tem sido a esteira de invasores e conquistadores, incluindo, segundo a lenda bíblica, os judeus do êxodo de Moisés que escaparam do Egito e dos antigos impérios romano, bizantino e assírio.

A Península do Sinai, uma terra rica em história e belezas naturais, é um destino cativante que atrai viajantes de todo o mundo. Neste guia completo, mergulharemos nos fatos fascinantes sobre a Península do Sinai, seu rico patrimônio histórico, sua localização no mapa, as atrações fascinantes que aguardam os visitantes e os passeios emocionantes disponíveis para explorar esta região notável. Junte-se a nós enquanto embarcamos em uma jornada para desvendar os segredos e maravilhas da Península do Sinai.

história da Península do Sinai é uma tapeçaria tecida com contos de civilizações antigas, significado religioso e importância estratégica.

Aqui estão alguns destaques:

Península do Sinai é habitada desde os tempos pré-históricos, com evidências da presença humana que remontam ao Paleolítico. Desempenhou um papel vital nas rotas comerciais do mundo antigo, ligando o Egito às regiões vizinhas e servindo como porta de entrada para o Mar Vermelho.

Um dos eventos mais significativos associados à Península do Sinai é o relato bíblico do Êxodo, onde Moisés conduziu os israelitas para fora da escravidão no Egito.

Acredita-se que a península seja o caminho que os israelitas percorreram durante sua jornada para a Terra Prometida.

Outro momento crucial na história ocorreu no Monte Sinai, também conhecido como Jebel Musa. Foi aqui, segundo a tradição, que Moisés recebeu de Deus os Dez Mandamentos.

A montanha e a área circundante têm um imenso significado espiritual para várias tradições religiosas.

Península do SinaiMonte Sinai

Ao longo dos séculos, a Península do Sinai testemunhou a ascensão e queda de impérios, incluindo os antigos egípcios, romanos, bizantinos e otomanos. Vivenciou períodos de prosperidade, comércio e intercâmbio cultural, bem como conflitos e lutas pelo controle.

Nos tempos modernos, a Península do Sinai desempenhou um papel crucial nos conflitos árabe-israelenses do século XX. Esteve sob ocupação israelita desde 1967 até à assinatura dos Acordos de Camp David em 1978, que abriram caminho ao seu regresso à soberania egípcia.

Península do Sinai – O que é

Península do SinaiPenínsula do Sinai

Península do Sinai é uma triangular península no Egito com cerca de 60.000 km 2 da área.

Ela está situado entre o Mar Mediterrâneo ao norte, eo Mar Vermelho , ao sul, e é a única parte do território egípcio situado na Ásia, em oposição a África, servindo como uma ponte terrestre entre dois continentes.

A maior parte da península é dividida administrativamente em dois dos 27 do Egito províncias (com mais três ocupando o Canal de Suez área), e tem uma população de aproximadamente 597.000 de pessoas (Jan. 2013).

Além do seu nome formal, os egípcios também se referem a ele como “Terra de turquesa “.

Os antigos egípcios chamavam Mafkat, ou “terra dos minerais verdes”.

O nome do Sinai pode ter sido derivado do antigo deus-lua Sin ou a partir da palavra hebraica “Sené” .

A península adquiriu o nome devido à suposição de que uma montanha perto de Saint Mosteiro de Catarina é o bíblico Monte Sinai.

No entanto, esta hipótese é contestada.

Desde a chegada da tribo Bani Sulaiman no século 14, sua população tem grandes deserto-moradia beduínos com seus coloridos trajes tradicionais e cultura significativa.

A costa oriental da península separa a placa Arábica a partir da placa Africano.

Deserto de Sinai

deserto de Sinai, como extensão árida da península é chamado, é separada pelo Golfo de Suez eo Canal de Suez do deserto oriental do Egito , mas continua para o leste para o deserto Negev, sem alteração significativa de alívio.

Apesar de ser visto como sendo geograficamente parte da Ásia, a Península do Sinai é a extremidade nordeste do Egito e adjacente Israel ea Faixa de Gaza , a leste.

O Sinai está administrativamente dividida em duas províncias: Shamal Sina’ no norte e Janub Sina’ no sul.

A península foi ocupada pelas forças israelenses durante a Guerra dos Seis Dias de junho de 1967, mas foi devolvida ao Egito em 1982, sob os termos do tratado de paz celebrado entre os países em 1979.

Península do Sinai – Cenários da Bíblia

Uma jornada por terras distantes como o Egito traz sempre a emoção do encontro com o desconhecido. Longe dos centros urbanos que se assemelham em todas as grandes cidades do mundo, o Egito no seu interior é uma mistura de história, mistério e sedução.

Pisar na Península do Sinai é uma experiência que não se esquece nunca..

Em Dahab, uma aldeia de beduínos à beira do Mar Vermelho que atrai turistas pela beleza de suas águas próprias para mergulho, ventava muito. Observávamos, ao longe, as montanhas da Arábia Saudita e tentávamos imaginar como teria sido a fuga de Moisés, guiando o povo hebreu, ao atravessar aquelas águas, em direção à Terra Prometida..

Era difícil de acreditar, mas mesmo assim, nos perguntávamos: qual teria sido o lugar exato da travessia, já que o Mar Vermelho chega a mil metros de profundidade em alguns pontos?

Sem saber a resposta, o nosso grupo formado pela Valesca, professora de História, Jarek, um polonês, Gláucio, um gaúcho, e eu, decidiu partir em direção ao Monastério de Santa Catarina: um outro cenário bíblico.

A Sarsa de Horeb

Península do Sinai tem quase o formato de uma pirâmide invertida e possui cerca de 60 mil quilômetros quadrados. Separa o Mar Vermelho do Mar Mediterrâneo e liga o Oriente Médio à África.

Após muitas horas sob o sol abrasador do deserto, chegamos ao lugar antigamente chamado de Monastério da Transfiguração, mas que depois que um monge, alertado por um sonho, encontrou o corpo decapitado de Santa Catarina, uma filósofa nascida em Alexandria em 296 a.C., numa parte da montanha próxima, o Monastério passou a se chamar Santa Catarina.

Situada no sopé do Monte Sinai ou Monte Horeb como é citado na Bíblia, o Monastério de Santa Catarina lembra um forte com seus muros altos. Um guia nos contou que foi lá dentro que uma moita, a planta sarsa, pegou fogo sem se consumir quando Moisés falou com Deus.

Ascensão ao Monte Sinai

Península do SinaiMonte Sinai

Eram quatro horas da tarde quando resolvemos subir o Monte Sinai. O início da caminhada se deu pelos fundos do Monastério, onde começavam os 3750 degraus esculpidos na pedra pelos monges, que nos levaria até o topo, a aproximadamente 2250 metros
de altura.

Andamos rápido e atingimos o cume em apenas uma hora e quarenta minutos de caminhada.

Foi bastante cansativo, mas a vista da região lá do alto recompensou nossos esforços: estávamos rodeados por montanhas, avermelhadas pelos últimos raios de sol daquela tarde.

Comentamos entre nós que Moisés não era “fraco” para poder subir um monte tão alto e íngreme para receber os mandamentos.

No topo da montanha encontramos a pequena Capela de Santa Trindade, o local onde Moisés permanecia quando subia por aquelas paragens.

Com a chegada da noite, o calor cedeu lugar ao frio. Nós não éramos os únicos, havia outras poucas pessoas que também resolveram passar a noite por ali. As estrelas brilhavam como nunca.

Cada um de nós pegou o seu saco de dormir e se acomodou da melhor forma possível entre as pedras. A Valesca, o Jarek e o Gláucio passaram muito frio durante a madrugada, eu, porém, não senti nada, dormi como um bebê bem protegido.

Um pouco antes do amanhecer, ao acordarmos, notamos que havia mais de cinqüenta pessoas presentes, que esperavam,
como nós, o nascer do sol. Eram peregrinos que subiram a montanha durante a madrugada.

O maior espetáculo da Terra não durou muito, mas foi inesquecível. Do topo onde Moisés falou com Deus e recebeu os 10 mandamentos, conseguíamos ver as montanhas menores iluminadas pelos primeiros raios de sol. O nosso dia mal começava e já tínhamos visto o suficiente.

Lições de uma era muito antiga

Os momentos que permanecemos no Sinai equivalem a um mergulho na história da humanidade. Uma aventura que perderia um pouco do encanto, se não tivéssemos um pouco de conhecimento da Bíblia e da cultura predominante da época.

Península do Sinai – Geografia

Península do SinaiPenínsula do Sinai

O Canal de Suez e o Golfo de Suez fazem fronteira com a Península do Sinai a oeste. O deserto de Negev, em Israel, faz fronteira com o nordeste e o Golfo de Aqaba banha suas costas a sudeste. A península quente, árida e dominada pelo deserto cobre 23.500 milhas quadradas. O Sinai também é uma das províncias mais frias do Egito devido às suas elevadas altitudes e topografias montanhosas.

As temperaturas de inverno em algumas cidades e vilas do Sinai podem cair para -19 grau Celsius.

Península do Sinai – Turismo

Sinai possui praias maravilhosas nas quais se podem praticar desportos náuticos como o mergulho.

A região é mesmo intitulada a meca dos mergulhadores, dos centros terapêuticos, dos desportos de aventura, dos safaris em 4×4, dos percursos em motos de três rodas pelo deserto, dos passeios de camelo desfrutando de lugares com espécies animais únicas e paisagens insólitas.

Fonte: www.thoughtco.com/www.britannica.com/middleeast.about.com/www.fotoserumos.com/setemaravilhasegito.xpg.uol.com.br/ww.privatetoursinegypt.com

Veja também

Pontos Turísticos da Jordânia

PUBLICIDADE Viajar a Jordânia é remontar-se no tempo, e gozar a possibilidade de viver uma aventura numa …

Pontos Turísticos de Israel

PUBLICIDADE Pontos Turísticos de Israel – Atrações Sua lista de desejos de Israel deve incluir todas as …

Pontos Turísticos do Iraque

PUBLICIDADE Recentemente Iraque tem vivido uma história, que conseguiu impactar o mundo, e que tem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.