Breaking News
Home / Turismo / Locais Turísticos de Ruanda

Locais Turísticos de Ruanda

PUBLICIDADE

Idioma: francês e bantu
Moeda: franco ruandense
Clima: tropical úmido
Fuso horário (UTC): +2

Ruanda é um país localizado no centro-leste da África. O país é coberto por colinas mais íngremes e vales profundos com o seu ponto mais alto Karisimbi sendo (14.187 pés; 4.324 m) nas montanhas Virunga.

Embora sabe bem para a história horrível do genocídio, Ruanda é um país agradável, com pessoas magníficas, lagos deslumbrantes, montanhas, clima excelente, boas estradas, um bom padrão de vida com coisas baratas que vão desde alimentos a acomodações e muitas coisas.

É um país conhecido pela fauna selvagem, principalmente gorilas, as cidades típicas, parques nacionais e estações naturais que oferece sua paisagem montanhosa.

Primeiro se começará o percurso na capital, Kigali, para seguir com uma pequena parada nas principais cidades e povoações até chegar aos Parques Naturais que há no país.

KIGALI

Kigali é a capital de Ruanda e conta com uma população aproximada de 238.000 habitantes. A cidade encontra-se situada entre várias colinas, o que faz que tenha um relevo bastante acidentado. A paisagem que mostra Kigali é muito bela com grande variedade de árvores e plantas.

Quanto a edifícios para ver, apenas há muito a exceção do prédio do aeroporto e a embaixada chinesa. Pode-se dar uma volta pelo Mercado de Artesãos e admirar como elaboram os diferentes úteis. Outro dos lugares que pode ser visitado é a Igreja Episcopal.

A cidade parece estar no centro do país. Embora pequena, é bastante agradável, com vários pontos onde podem ser observadas as montanhas verdejantes que circundam a cidade. Há boa oferta de restaurantes e bares, mas a cidade está sendo reconstruída depois dos conflitos causados pela guerra civil.

Conta com diversos hotéis, algum deles de luxo, e com restaurantes onde apreciar a comida africana.

Também tem sua parte cultural: no Centro Cultural Francês costuma-se organizar exposições, ciclos de cinema, documentais e outras atividades culturais.

RUHENGERI

É a segunda cidade em importância depois de Kigali; encontra-se ao noroeste de Kigali, a 120 quilômetros. Da capital pode-se chegar em matatus e inclusive há vôos que chegam até o aeroporto de Ruhengeri. É um importante centro administrativo cujo atrativo é a aproximidade ao Parque Nacional dos Vulcões e é conhecida pelo filme Gorilas na Névoa, onde Sigourney Weaver contrata os guias e discute com os caçadores de gorilas.

Um dos lugares interessantes e chamativos é o Mercado, onde recomenda-se encarecidamente ir, embora não se tenha a intenção de adquirir nada.

Para obter uma bela vista da cidade deve subir até a colina por um caminho que parte da rua onde está o edifício de Correios.

BUTARE

É conhecida por ser o centro intelectual do país. Está ao sul de Ruanda, a uns 100 quilômetros de distância da capital. Nesta cidade encontra-se a Catedral da Universidade Nacional, é a cidade universitária por excelência de Ruanda.

Entre os lugares interessantes que pode-se visitar encontram-se a Catedral que destaca pelo volume mais que pela beleza. Frente à catedral está a residência do bispado que oferece alojamento completo a muito bom preço.

Na estrada para Gitarama, a muito poucos quilômetros de Butare, está o Museu Nacional, um edifício novo de arquitetura moderna. Este museu aloja uma interessante e valiosa mostra, muito bem organizada e conservada, sobre a história da Ruanda e etnográfica.

A 10 quilômetros deste lugar e continuando pela mesma estrada encontra-se um povoado swahili cujos habitantes são muçulmanos; aqui pode-se visitar um centro de artesanato.

GISENYI

É a terceira cidade mais populosa de Ruanda com aproximadamente, 22.000 habitantes. Encontra-se a 60 quilômetros de Ruhengeri, junto ao Lago Kivu, já na fronteira com Zaire cujo posto fronteiriço é Goma, uma importante cidade zairenha que possui aeroporto internacional.

Tem uma atividade importante pois é a Catedral da Confederação dos Países dos Grandes Lagos formada por Zaire, Burundi, Ruanda e Uganda.

A cidade moderna extende-se junto ao lago; banhar-se no lago pode ser perigoso, pois no fundo há gases vulcânicos que com o vento sobem até a superfície e produzem asfixia.

Desde Kigali pode-se utilizar vários meios de transporte para chegar a Gisenyi; pode-se ir de ônibus, matatus ou de avião.

KIBUYE

Ao sul de Gisenyi, a uns 70 quilômetros, encontra-se também junto ao Lago Kivu uma pequena cidade muito agradável, Kibuye, cuja origem explica-se com uma lenda. A praia é adequada para passar uns dias de férias relaxados e tranquilos. Também os amantes dos esportes relacionados com o mar pode-se praticar todo tipo de esportes aquáticos.

CYANGUGU

No extremo sul do lago Kivu situa-se esta pequena população que distancia de Butare uns 120 quilômetros. Vindo desde Butare, aproximadamente na metade do caminho, o viajante se topar com o bosque de Nyungwe, uma grande extensão de selva primária muito bem conservada, apesar de estar dividida pela estrada.

Seus habitantes são entre outros, os búfalos, leões, elefantes, macacos columbus e chimpanzés; há 50 espécies de mamíferos e 275 espécies de pássaros. O bosque está muito bem sinalizado e conta com diferentes percursos para visitar uma parte da selva, percursos que têm diferente grau de dificuldade.

É aqui onde nasce o rio Akanyaru que os ruandeses consideram ser a fonte do Nilo, embora a mais meridional encontra-se em Burundi. O rio Akanyaru é um afluente do Kagera e também a fonte ruandesa do Nilo.

Pode-se ver as cascatas do Rio Ruzizi e as fontes termais de Nyakabuye. Em frente, no outro lado do lago, pode-se ver Bukavu, a fronteira zairenha. A fronteira é uma ponte militar provisional. Bukavu é o lugar onde encontra-se o Parque de Kahuzi Biega, uma reserva de gorilas.

Para visitar o parque deve fazer antes uma reserva antecipada e à entrada pagar uma qantidade, mas vale a pena pagar. Organiza-se um grupo de não mais de oito pessoas acompanhado de um guia e vários materos.

Percorre-se a zona até o encontro com os gorilas; as vezes as marchas costumam durar bastantes horas e não é possível vê-los; sendo assim, no dia seguinte pode-se repetir a visita de graça.

PARQUE NACIONAL DE A AKAGERA

Está ao oeste de Ruanda, fazendo fronteira com Tanzânia. É o maior parque do país e conta com vários lagos, entre eles o Lago Rwanyakizinga. Está bordeado na zona ocidental pelo rio Kagera, marcando a fronteira com Tanzânia. Tem uma extensão de 250.000 hectares, uma décima parte da extensão do país todo. É admirável que conservem o parque em toda sua extensão considerando a população ruandesa.

O parque tem duas entradas, uma ao sul, por Kayonza, e outra no norte por Gabiro. Ao chegar à entrada deve pagar por pessoa e carro uma pequena qantidade. Se desejar pode contratar um guia e obter uma licença para praticar a pesca.

A flora do parque está composta de zonas de erva e, em contraste, os arbustos da selva. A fauna está formada por mais de 28 espécies diferentes de animais aquáticos e terrestres como o leão, leopardo, zebra, búfalos, hipopótamos, antílopes de várias espécies, topi, impala, queixadas, hienas, crocodilos, ginetas e elefantes. Além disso, há umas 500 variedades de pássaros.

Além do lago Rwanyakizinga estão os lagos Kivumba, Nasho, Rwehikama, Ihema, Hago, Rwampanga e Mihindi, diferentes pântanos, vales e colinas cuja altitude máxima é de 1.825 metros.

Desde a zona do sul do parque pode-se ir justo até a fronteira com Tanzânia para ver as espetaculares Cascatas de Rusumo que forma o rio Kagera a seu passo por este lugar.

Outro dos parques nacionais de Ruanda é o Parque dos Vulcões, que tem sua entrada pela cidade de Ruhengeri.

PARQUE NACIONAL DOS VULCÕES

Também conhecido como Montanha dos Gorilas, é coberta por bambus e floresta tropical. Embora haja vários problemas políticos e militares na área, muitas pessoas vêm para conhecer in locu, os gorilas que estão entrando em extinção devido à caça ilegal.

O Parque está formado por sete vulcões superando os 4500 metros de altitude. Encontra-se aqui a reserva de gorilas de “Gorilas na Névoa”. Os sete vulcões que formam o parque são Mikeno (4437 m.) em Zaire, Karisimbi (4507 m.), Visoke (3711 m.), Muside (3000 m.), Sabiyinyo (3634 m.), Gahinga (3474 m.) e Muhabura (4127 m.) na fronteira com Zaire e Uganda.

Para obter uma maravilhosa e inesquecível vista recomenda-se a escalada. A ascensão ao primeiro de ellos, Karisimbi, se faz em vários dias, pernotando uma noite no refúgio que encontra-se a umas 6 horas do parking Visoke, o ponto de origem; desde o refugio o cume atinge-se em 4 horas. O vulcão Visoke somente precisa um dia para sua ascensão.

Fonte: www.rumbo.com.br/ www.geomade.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.