Breaking News
Home / Bem-Estar / Ipê Roxo

Ipê Roxo

PUBLICIDADE

O ipê roxo é possui várias propriedades medicinais. É utilizado como anti-inflamatório, diurético, antifungo, cicatrizante, reumatismo, feridas, anemia, cistite, diabetes, colite.

A planta possui vários princípios ativos, sais minerais e vitaminas.

( Por Portal São Francisco)

 Ipê Roxo

Nome científico

Tabebuia avellanedae Lorentz ex Griseb

Sinonímia popular

Pau d´arco, ipê, ipê-uva, piuva.

Sinonímia científica

Tecoma impetiginosa Mart. ex DC

Família

Bignoniaceae

Partes usadas

Entrecasca (líber) ou o lenho (cerne).

Princípio ativo

Lapachol, betalapachona.

Propriedade terapêutica

Anti-inflamatória, cicatrizante, analgésica, sedativa, tônica, antimicrobiana.

Indicação terapêutica

Cura de doenças neoplásicas e inibidoras de várias tumurações.

Origem

Árvore nativa da mata atlântica brasileira.

Nome em outros idiomas

Inglês: pink lapacho, pink ipe
Espanhol: lapacho rosado

Descrição

O ipê-roxo é uma árvore de porte avantajada muito difundida na América.

São muitas as espécies de ipê, num total aproximado de 250, mas as mais usadas são as do gênero Tabebuia avellanedae e Tecoma impetiginosa. Destas últimas selecionam-se no máximo 20 espécies que podem oferecer um teor aproximado e constante de substâncias com alto valor terapêutico, principalmente dos grupos saponínicos, flavonoídeas, cumarínicos ou quinônicos.

A parte usada da planta é a entrecasca (líber) ou o lenho (cerne).

O cerne contém, entre outros princípios ativos, o lapachol e a betalapachona, substâncias já conhecidas como auxiliares na cura de doenças neoplásicas e inibidoras de várias tumurações.

Em 1956 o pesquisador Oswaldo Gonçalves de Lima, do Departamento de Antibióticos da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), extraiu a naftoquinona do ipê-roxo e possibilitou posteriormente a fabricação do lapachol, remédio usado no tratamento de câncer de estômago. A betalapachona, um subproduto do lapachol, também isolada pelo pesquisador, está sendo pesquisada para desenvolver as possíveis formas farmacêuticas do produto.

Para se obter bons resultados com o uso do pau d´arco ou ipê-roxo, torna-se necessário portanto escolher o gênero e espécie da planta, idade provável da árvore e sua procedência.

Uso medicinal

O pau d´arco, pelas suas propriedades anti-inflamatórias, cicatrizantes, analgésicas, sedativas e tônica, e dada a sua potente ação antimicrobiana, é indicado nos casos de úlceras varicosas, feridas de qualquer origem, varizes e hemorróidas, reumatismo, artrite, doenças da pele, eczema, gastrites, inflamação intestinal, inflamação do aparelho genital feminino, cistite, bronquite e anemia.

Favorece a circulação e age também em várias formas de diabetes, especialmente a diabetes dos jovens.

O pau d´arco ou ipê-roxo é a planta providencial, confirmando o que disse Von Martus em 1818: “As plantas brasileiras não curam, fazem milagres”.

Ipê Roxo

Apresentação

Cápsulas, extratos, fluído, tintura, pomada

Dosagem indicada

Chá: 1 colher da casca rasurada, em 1 litro de água. Ferver. Tomar ao dia como água. É atóxico, podendo serem usadas, tomar 3 cápsulas ao dia em altas doses. Se ocasionar ligeira urticária, deve ser diminuída a dose e administrado um antialérgico, para voltar depois à dose anterior.

O nosso extrato (manipulado com o cerne do pau d´arco) deve ser usado na dose mínima de 1 colher de chá em um copo com água, 4 vezes ao dia, podendo ainda ser tomado de 3 em 3 horas, de 2 em 2 horas ou de 1 em 1 hora.

Nos casos de feridas ou úlceras varicosas, a pomada deve ser usada 2 vezes ao dia, administrando-se também o extrato ou tintura.

Outros usos

A árvore é muito usada em arborização urbana, escolas e parques. A madeira é de boa durabilidade e resistência contra organismos que dela se alimentam, sendo difícil de serrar ou pregar. Utilizada na construção civil, currais e acabamentos internos.

Da casca são extraídos os ácidos tânicos e lapáchico, sais alcalinos e corante usados no tingimento de algodão e seda.

Referências

Laboratório de Plantas Medicinais “Prof. Walter Accorsi”, ESALQ/USP (março, 2004).
Parceria garante produção. Diário de Pernambuco, 2004.
The Plant List
Wikipédia
Image by J.M.Garg (own work) [GFDL] via Wikimedia Commons

Fonte: www.ppmac.org

Veja também

triptofano

Triptofano

PUBLICIDADE O triptofano é um aminoácido, uma proteína sem a qual os seres humanos não …

melatonina

Melatonina

PUBLICIDADE A melatonina é um hormônio produzido pelo nosso cérebro, e esse hormônio interfere em …

Kefir

Kefir

PUBLICIDADE Alimentos probióticos são microrganismos vivos que ajudam a equilibrar a flora intestinal. A flora …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.