Breaking News
Home / Bem-Estar / Triptofano

Triptofano

PUBLICIDADE

O triptofano é um aminoácido, uma proteína sem a qual os seres humanos não poderiam sobreviver. Compreende um dos blocos de construção do DNA e é vital para a produção de serotonina e melatonina . Também é amplamente acessível em produtos lácteos, bananas, chocolate e aves.

Certas curas antiquadas para insônia foram baseadas no consumo de alimentos com triptofano. Por exemplo, beber um copo de leite antes da cama foi dito para ajudar a dormir. Embora as pessoas não estivessem cientes no momento em que este aminoácido existia, é claro que tais prescrições antecipadas para o aumento da sonolência eram, pelo menos, levemente efetivas. Hoje, pode-se ouvir prescrições semelhantes para incluir alimentos de triptofano na dieta não só para promover o sono, mas também para melhorar o humor.

Uma vez que a serotonina é produzida através da ação do triptofano, níveis baixos do corpo podem resultar em depressão ou ansiedade. A maioria das drogas que tratam ansiedade e depressão, no entanto, complementam esse aminoácido, mas inibem a absorção excessiva de serotonina pelo cérebro. Acredita-se que o aumento do nível de serotonina livre diminua a ansiedade e a depressão e é frequentemente eficaz. Embora não comprovadas, aqueles que sofrem de ansiedade ou depressão também podem aumentar seus níveis de serotonina, adicionando alimentos ricos em triptofano à sua dieta. Incluindo produtos lácteos, que também são pensados ​​para ajudar a reduzir as cintura, podem tornar os antidepressivos mais eficazes.

triptofano

O que é:

O Triptofano é um aminoácido essencial usado como suplemento dietético e no tratamento do stress e hiperatividade (em crianças) e também usado no tratamento da depressão e de distúrbios do sono (2). Em aplicações farmacêuticas, o L-triptofano é usado como um ingrediente ativo em antidepressivos e hipnóticos. Na área de nutrição clínica é um componente indispensável em infusões de aminoácidos e em dietas enterais e orais. É consumido em grandes quantidades para o enriquecimento nutricional em alimentação animal, especialmente para frangos e criação de porcos.

Propriedades:

Este aminoácido é prontamente absorvido do trato gastrintestinal. O triptofano é extensivamente ligado a albumina sérica. É metabolizado a hidroxtriptofano para serotonina e outros metabolitos, incluindo derivados de kinurenina, e excretado pela urina. A piridoxina e acido ascórbico parecem estar ligados neste metabolismo(1).
O triptofano é um precursor da serotonina. Devido a depleção de serotonina no SNC é considerado ser ligado a depressão, sendo usado no tratamento da mesma.

A piridoxina e acido ascórbico são considerados sendo envolvidos no metabolismo do triptofano para serotonina e são algumas vezes dados concomitantemente. Uma dose 1g de triptofano 3 vezes diariamente, por mês, com a comida, pode ser adequada para depressão leve a moderada, aumentando para 2g 3 vezes ao dia se necessário. Em depressão severa, o triptofano pode ser associado a outros antidepressivos. Em pacientes recebendo inibidores da monoaminooxidade (IMAO) a dose inicial de triptofano deve ser de 500mg diariamente por 1 semana, seguida de 1g diariamente por semana, antes das doses normais serem dadas. Em pacientes recebendo fenotiazinicos ou benzodiazepínicos, ou logo após ter interrompido tratamento com fenotiazinicos, a dose inicial de triptofano não deve exceder 1,5g diárias. É recomendado que o tratamento com triptofano seja revisado em intervalos de 3 meses(1).

Em 5 de 16 homens jovens saudáveis, o atraso no inicio do sono REM foi reduzido para menos de que 45 minutos quando 5 a 10g de triptofano foi dado na hora de se recolher(1). Aminoácido essencial, glicogênico e cetogênico. As necessidades diárias de um adulto do sexo masculino são de 3,5mg por Kg de peso corporal.

Na rota do catabolismo do triptofano, é formada a 3-hidroxiquinurrenina a partir da quinurrenina e subsequentemente um grupo amino é quebrado na forma de alanina pela quinurreninase. Um outro metabólito intermediário da reação catalisada pela quinurreninase é o ácido 3-hidroxiantranílico, que é decomposto em ácido a-cetoadipínico e oxidado através de uma via similar a ß oxidação. Existe um outro caminho no qual o ácido 3- hidroxiantranílico entra na síntese do ácido nicotínico através do ácido quinolínico. Além do mais, o triptofano é convertido em serotonina através do 5-hidroxitriptofano e metabolizado em melatonina na epífise. No mais, muitas substâncias ativas fisiologicamente de ocorrência natural, tais como o ácido indolacético, um tipo de fitohormônio, e a estricnina, um tipo de alcalóide indolólico, são derivados do triptofano(4).

Referências Bibliográficas:
1. MARTINDALE – The Extra Pharmacopoeia. 29ªEd. 1989.
2. BATISTUZZO, J.A.O., ITAYA, M., ETO, Y. Formulário Medico Farmacêutico. 3ed, São Paulo: Pharmabooks, 2006.
3. ANFARMAG. Manual de equivalência – 2ª edição. São Paulo. 2006.
4. http://www.ajinomoto.com.br/novo/industria

Fonte: www.wisegeek.com/laboratorionutramedic.com.br

Veja também

melatonina

Melatonina

PUBLICIDADE A melatonina é um hormônio produzido pelo nosso cérebro, e esse hormônio interfere em …

Kefir

Kefir

PUBLICIDADE Alimentos probióticos são microrganismos vivos que ajudam a equilibrar a flora intestinal. A flora …

Vegetarianismo

Vegetarianismo

Você sabe o que é Vegetarianismo? Clique aqui e leia mais sobre esse assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.