Breaking News
Home / História do Brasil / Bandeirantismo

Bandeirantismo

PUBLICIDADE

Bandeirantismo – O que foi

Os séculos XVII e XVIII ficaram marcados no Brasil Colonial pela expansão territorial.

Os principais responsáveis por essa expansão foram os Bandeirantes paulistas.

Marginalizados economicamente durante o ciclo da cana-de-açúcar, a região de São Paulo era pobre e dependia de uma agricultura de subsistência e do trabalho escravo indígena.

Pela experiência que tinham no interior da colônia, devido as expedições de aprisionamento de indígenas, os Bandeirantes paulistas tornaram-se a esperança da Coroa Portuguesa para encontrar reservas de metais preciosos.

Bandeirantismo – Significado

Bandeirantes é relativo ao Bandeirantismo.

A atuação do bandeirismo foi de fundamental impor­tância para a ampliação do território português na Amé­rica.

Num espaço muito curto, os bandeirantes devas­saram o interior da colônia, explorando suas riquezas e arrebatando grandes áreas do domínio espanhol, como é o caso das missões do Sul e Sudeste do Brasil.

Antônio Raposo Tavares, depois de destruí-las, foi até os limites com a Bolívia e Peru, atingindo a foz do rio Amazonas, completando, assim, o famoso périplo brasileiro.

bandeirante tornou-se, assim, um dos agentes da expansão territorial que deu ao Brasil sua configuração geográfica atual.

Os bandeirantes – desbravadores, caçadores de escravos, garimpeiros, exploradores e saqueadores de missões espanholas, que se definem mais por suas qualidades internas do que por seus propósitos externos.

No entanto, tiveram grande participação na ocupação de uma vasta área de proporções continentais e na formação da mística brasileira.

BANDEIRAS

Eram expedições particulares organizadas pelos paulistas que percorriam o interior do Brasil. Essas viagens duravam meses, as vezes até anos, e contavam com centenas de participantes.

As viagens partiam da cidade de São Paulo de Piratininga, no início do Planalto Brasileiro e percorria o interior utilizando trilhas indígenas e os rios da bacia platina, como o Tietê, Paraíba do Sul e Piracicaba.

O nome Bandeiras, vem de uma tradição indígena de carregar uma bandeira a frente da expedição.

ENTRADAS

Eram expedições organizadas e financiadas por Portugal, para explorar o interior da Colônia, manter os indígenas afastados da região produtora de cana-de-açúcar e procurar metais preciosos.

Bandeirantismo – Consequências

Bandeirantismo
Bandeirantes: figuras historicamente ligadas ao desenvolvimento da atividade

As expedições Bandeirantes tiveram como consequências a expansão territorial da Colônia, que avançou sobre o interior do Brasil.

Além disso, no fim do século XVII foi em uma expedição Bandeirante que se descobriram as reservas de ouro da região das Minas Gerais.

As vias utilizadas pelos Bandeirantes passaram a ligar as várias regiões da Colônia, promovendo a interligação regional da Colônia.

Bandeirantismo – Expansão Territorial da Colônia

Bandeirantes

No século XVII existiam limites territoriais que ainda não estavam bem estabelecidos, porque a Espanha ainda não havia demarcado seu território ibérico. Mas durante toda a União Ibérica, o tratado de Tordesilhas esteve anulado. A expansão do território brasileiro acontece a partir do descobrimento e vai até o tratado de Madri em 1750.

Nessa época teve seu território aumentado em duas vezes. Esse aumento é decorrente do desenvolvimento econômico e dos  interesses políticos que giravam em torno da colonização.

Já no século XVI, o povoamento colonial foi avançado aos poucos, mas apenas em áreas do litoral do nordeste e sudeste. Em meados do século XVII, houve um  desenvolvimento das atividades produtivas da colônia.

Acontece que na primeira metade do século XVII,  os bandeirantes paulistas seguem para o sul, atrás dos índios que eram protegidos pelos jesuítas, com passar do tempo, ele começam a ir em sentido contrário, Para Goiás, Minas Gerais e Mato grosso, onde começam a procurar ouro.

As razões do bandeirismo

Bandeirantes

Uma das razões que motivou os bandeirantes foi à pobreza dos habitantes de São Paulo. No final do século XVI, quando o mercado açucareiro começou a entrar em declínio. A crise teve uma proporção tão grande, que os bandeirantes cultivavam alguns produtos, apenas para sua subsistência. Começou assim, ver novas riquezas nos sertões, índios que poderiam ser escravizados e metais preciosos, que tanto desejavam os portugueses.

Podemos dizer que os Bandeirantes foram homens corajosos, que os portugueses usaram para combater contra os índios rebeldes e escravos fugitivos, tudo isso aconteceu no começo da colonização do Brasil.

Podemos entender que o bandeirismo teve origem na obra dos Jesuítas com seu início em São Paulo, saiam de São Vicente para o interior do país por entre as florestas e seguindo o caminho dos rios, partindo assim rumo ao Rio grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás.

Estas expedições tinham como objetivo predominante capturar os índios e procurar por pedras e metais preciosos. Contudo, estes homens ficaram historicamente conhecidos como os responsáveis pela conquista de grande parte do território brasileiro. Alguns chegaram até fora do território brasileiro, em locais como a Bolívia e o Uruguai.

Do século XVII em diante, o interesse dos portugueses passou a ser a procura por ouro e pedras preciosas.

Então os bandeirantes Fernão dias Pais e seu genro Manuel Borba Gato se concentraram nestas buscas desbravando Minas Gerais.

Depois outros bandeirantes foram para além da linha do Tratado de Tordesilhas e descobriram entre muitos metais preciosos, o ouro. Muitos aventureiros os seguiram, e, estes, permaneceram em Goiás e Mato Grosso dando início a formações das primeiras cidades.

Nessa ocasião destacaram-se: Antonio Pedroso, Alvarenga e Bartolomeu Bueno da Veiga, o Anhanguera.

Pode-se dizer que os bandeirantes foram responsáveis pela expansão do território brasileiro, desbravando os sertões além do Tratado de Tordesilhas. Por outro lado, agiram de forma violenta na caça de indígenas e de escravos foragidos, contribuindo para a manutenção do sistema escravocrata que vigorava no Brasil Colônia.

Bandeirantismo – Bandereirantes

Bandeirante era o nome dado ao líder (capitão – mor) dos grupos armados (bandeiras) de São Paulo, durante o Brasil colonial. Eles eram compostos por um décimo de homens brancos, centenas de mamelucos e milhares de índios.

Durante o século 17 do período colonial, eles mataram ou escravizaram cerca de 500 mil índios e destruíram mais de 50 reduções jesuítas.

Antônio Raposo Tavares (1598 – 1658), provavelmente um dos bandeirantes mais ousados, comandava em 1624 uma bandeira composta por 2.000 índios, 900 mamelucos e 69 paulistanos.

Somente esta expedição foi responsável pela destruição da maioria das missões jesuítas espanholas na região e pela captura de mais de 60.000 índios.

De 1648 a 1652, Tavares também liderou uma das mais longas expedições conhecidas de São Paulo à foz do rio Amazonas, percorrendo uma distância de mais de 10.000 km. Dos 1.200 homens que saíram de São Paulo, apenas 60 chegaram ao destino final. Poucos anos depois dessa expedição, Tavares morreu em São Paulo.

Até hoje, a imagem dos Bandeirantes está dividida. Por um lado, foram os responsáveis pela descoberta de novas rotas para o sertão (sertão) e pela expansão territorial e econômica do Brasil e, por outro, foram os piores criminosos de sua época.

Em memória deles, muitas das maiores estradas que saem da capital para o interior do estado levam o nome de Bandeirante (Raposo Tavares, Fernão Dias ou Anhanguera).

Fonte: www.geocities.com/profmarcus65.wordpress.com/www.braziltourstravel.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Semana de Arte Moderna

Semana de Arte Moderna

PUBLICIDADE Semana de Arte Moderna – O que foi Nas primeiras décadas do século XX, …

República da Espada

República da Espada

PUBLICIDADE O que foi a República da Espada? O Governo do Mal. Deodoro da Fonseca …

Questão Christie

Questão Christie

PUBLICIDADE O que foi a Questão Christie? Em dezembro de 1861 o navio príncipe de Wales, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.