Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / História do Brasil / Cédulas e Moedas do Brasil

Cédulas e Moedas do Brasil

Cédulas

PUBLICIDADE

Mais do que reserva de valor, as cédulas de dinheiro e as moedas guardam um pouco da cultura dos povos.

Heróis nacionais, vultos históricos e criadores que se destacaram no campo das artes e das ciências, além de animais típicos e de paisagens naturais, costumam ilustrar o dinheiro, permitindo a multiplicação das imagens e das personalidades no imaginário popular.

Dinheiro, também, é tecnologia, daí a aplicação de recursos de segurança contra falsificações, o uso de papéis especiais e de processos de impressão diferenciados, bem como sua produção em território brasileiro, fatores que mostram evolução e desenvolvimento e que também contam um pouco da história da construção da identidade nacional.

100 Reais – R$ 100,00

Anverso

Cédulas e Moedas do Brasil

 

Anverso: Efígie Simbólica da República, interpretada sob a forma de escultura.

Reverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Reverso: Gravura de uma Garoupa (Epinephelus marginatus), peixe marinho da família dos serranídeos, e um dos mais conhecidos dentre os encontrados nas costas brasileiras.

50 Reais – R$ 50,00

Anverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Anverso: Efígie Simbólica da República, interpretada sob a forma de escultura.

Reverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Reverso: Figura de uma Onça Pintada (Panthera onca), conhecido e belo felídeo de grande porte, ameaçado de extinção, mas ainda encontrado principalmente na Amazônia e no Pantanal Matogrossense.

20 Reais – R$ 20,00

Anverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Anverso: Efígie Simbólica da República, interpretada sob a forma de escultura.

Reverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Reverso: Figura de um Mico-leão-dourado (Leonthopitecus rosalia), primata de pêlo alaranjado e cauda longa nativo da Mata Atlântica, que é o símbolo da luta pela preservação das espécies brasileiras ameaçadas de extinção.

10 Reais – R$ 10,00

Anverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Anverso: Efígie Simbólica da República, interpretada sob a forma de escultura.

Reverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Reverso: Gravura de uma Arara (Ara chloreptera), ave de grande porte da família dos psitacídeos, típica da fauna do Brasil e de outros países latino-americanos

5 Reais – R$ 5,00

Anverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Anverso: Efígie Simbólica da República, interpretada sob a forma de escultura.

Reverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Reverso: Figura de uma Garça (Casmerodius albus), ave pernalta (família dos ardeídeos), espécie muito representativa da fauna encontrada no território brasileiro.

2 Reais – R$ 2,00

Anverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Anverso: Efígie Simbólica da República, interpretada sob a forma de escultura.

Reverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Reverso: Figura de uma tartaruga de pente (Eretmochelys imbricata), uma das cinco espécies de tartarugas marinhas encontradas na costa brasileira.

Moeda de 1 Real – R$ 1,00

Anverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Anverso: Valor, data e ramos de louro estilizados

Reverso

Cédulas e Moedas do Brasil

Reverso: Efígie da República, dístico BRASIL e ramos de louro estilizados.

Fonte: www.brasil.gov.br

Cédulas e Moedas do Brasil

Cédulas

O processo de confecção das cédulas segue um exigente padrão de qualidade, da escolha dos insumos à entrega do produto final ao Banco Central.

O resultado dessa constante preocupação com a excelência, aliada à aquisição de equipamentos de ponta, pode ser conferido na produção da nova versão do Real: uma das famílias de cédulas mais seguras do mundo.

Com tamanhos diferenciados, as novas cédulas facilitam o reconhecimento pelos portadores de necessidades especiais e inibem a tentativa de falsificação por lavagem química. No aspecto gráfico, as modernas máquinas adquiridas pela CMB garantem melhor definição da impressão, com linhas mais finas e traços mais firmes. Já na área tecnológica, a utilização de tintas especiais, sensíveis a raios ultravioletas e infravermelhos, permitiu aprimorar elementos como marca d’água, imagem latente e registro coincidente.

Moedas

O processo de fabricação de moedas passa pelas etapas de eletrodeposição de discos, cunhagem, contagem e embalagem. Todas as fases são realizadas por funcionários especializados e equipamentos de última geração capazes de atender toda demanda do mercado brasileiro. Além disso, a Casa da Moeda fabrica e comercializa para o mercado interno e externo outros produtos da área de numismática como moedas e medalhas comemorativas, moedas com acabamento especial, comendas e distintivos, utilizando metais nobres como ouro, pratas e outras ligas.

Fonte: www.casadamoeda.gov.br

Cédulas e Moedas do Brasil

INTRODUÇÃO

O objetivo desse trabalho é esclarecer as dúvidas dos leitores quanto às características do Papel-Moeda nacional, mostrar a finalidade das Cédulas Monetárias Brasileiras. Apresentaremos um breve relato da origem, surgimento no Brasil e das cédulas propriamente dita, com números, letras e seus vários elementos de segurança. O consumo de cédulas e moedas formam o sistema monetário de um país, este sistema nasceu a partir da criação da moeda, surgindo à necessidade de um povo de estipular um valor base para suas negociações.

ORIGEM

A moeda passou por diversas transformações para se chegar ao que é hoje sendo resultante de uma grande evolução.

Inicialmente não havia moeda e nem cédula, praticava-se a simples troca de mercadorias não havendo para isto uma equivalência de valores. Esta prática denominava-se de Escambo.

Após do Escambo, surgiram às primeiras moedas cunhadas em bronze e prata no ano de 1645.

Após isto a moeda propriamente dita nunca mais deixou de ser emitida, passando por várias transformações, até os dias de hoje.

Depois começaram as emissões em papel ou cédulas.

No Brasil foram os bilhetes de bancos os precursores das cédulas atuais, lançados em 1810.

O seu preenchimento era feito manualmente, como os cheques nos dias de hoje.

Com o passar do tempo, da mesma forma que ocorreu com as moedas, os governos passaram a conduzir a emissão de cédulas, controlando falsificações e garantindo o seu valor para pagamento.

A moeda de papel evoluiu quanto à técnica utilizada na sua impressão.

Hoje em dia a confecção de cédulas utiliza papel especialmente preparado e diversos processos de impressão, dando ao produto final ótima margem de segurança e durabilidade das cédulas.

OBJETIVO

O conjunto de cédulas e moedas utilizadas por um país forma o seu sistema monetário. Este sistema, regulado através de legislação própria, é organizado a partir de um valor que lhe serve de base e que é sua unidade monetária. Normalmente os valores mais altos são expressos em cédulas e os valores menores em moedas. A tendência mundial é no sentido de se suprirem as despesas diárias com moedas. As ligas metálicas modernas proporcionam às moedas durabilidade muito superior à das cédulas, tornando-as mais apropriadas à intensa rotatividade do dinheiro de troco.

Os países, através de seus bancos centrais, controlam e garantem as emissões de dinheiro. As moedas e cédulas em circulação, chamado meio circulante, é constantemente renovado através de processo de saneamento, que consiste na substituição das cédulas gastas, rasgadas ou danificadas.

Surge então a necessidade de uma padronização na emissão das cédulas devido às constantes substituições e ou novas emissões. Nas cédulas brasileiras, esta padronização se faz presente através de um código padrão chamado de “numeração”.

COMPOSIÇÃO

Esta numeração são letras e números que identificam a cédula. Não podem existir duas cédulas de mesma numeração.

Existem três diferentes conceitos utilizados na numeração das cédulas do real:

SÉRIE

É um conjunto de 100.000 cédulas de mesmo valor, com as mesmas características gráficas. Por exemplo, a numeração “A 7051045099 C” indica que esta nota pertence à série “A 7051”. A numeração das séries é sucessiva, isto é, a série “A 9999” será sucedida pela série “B 0001”, esta pela “B 0002”, e assim por diante.

ORDEM

É a numeração seqüencial da cédula dentro da série. No exemplo anterior (“A 7051045099 C”), a numeração indica que esta é a nota 45099 da série “A 7051”.

O número de ordem varia de 000001 a 100000.

ESTAMPA

Identifica as séries com iguais características físicas e/ou gráficas. É indicada pela última letra da numeração.

No exemplo acima, por exemplo, a cédula pertence à estampa C (“A 7051045099 C”).

No padrão monetário do Real, já existem as estampas A, B, C e D, de acordo com o que está discriminado a seguir:

ESTAMPA Estampa A Estampa B Estampa C Estampa D
MOEDA

  R$ 1,00

Impressa no Brasil Impressa no Brasil, com alterações de abril/1997. Impressa no Brasil, com alterações de setembro/2003.

 R$ 2,00

Impressa no Brasil

 R$ 5,00

Impressa no Brasil Impressa na Alemanha Impressa no Brasil, com alterações de abril/1997.

 R$ 10,00

Impressa no Brasil Impressa na Inglaterra Impressa no Brasil, com alterações de abril/1997. Impressa no Brasil (cédula de polímero)

R$ 20,00

Impressa no Brasil

 R$ 50,00

Impressa no Brasil Impressa na França

R$ 100,00

Impressa no Brasil

Impressões em relevo

A figura da República, a legenda “BANCO CENTRAL DO BRASIL”, a tarja contendo a palavra “REAIS” e os números indicativos do valor das cédulas possui alto-relevo e podem ser notadas com os dedos.

Marca Tátil

São marcas impressas em relevo para auxiliar os deficientes visuais a identificar a cédula.

Cada cédula tem marcas próprias:

R$ 1,00 0 ou (1)
R$ 2,00  
R$ 5,00
0
R$ 10,00 00
R$ 20,00  
R$ 50,00 00
0
R$ 100,00
00
(1) A partir de setembro/2003

Fundos especiais

São as linhas retas, paralelas, extremamente finas e bastante próximas entre si. Isto dá a ilusão de que houve uma impressão contínua no local.

Essas linhas existem em toda a cédula, mas podem ser vistas, principalmente, na área onde estão a marca d’água, em ambos os lados.

Microimpressões

Letras “B” e “C” impressas em tamanho minúsculo, visíveis com o auxílio de uma lente no interior dos números indicativos de valor da cédula e na faixa clara junto à efígie da República.

REGISTRO Coincidente

Olhando a nota contra a luz, o desenho das Armas Nacionais impresso em um lado devem se ajustar exatamente ao desenho igual que se encontra no outro lado.

Imagem Latente

Observando a frente da cédula, olhe a partir do canto inferior esquerdo, colocando-a na altura dos olhos, na posição horizontal e sob luz natural abundante: ficarão visíveis as letras “B” e “C”.

ÓRGÃO REGULADOR

Ao Banco Central do Brasil cabe a responsabilidade pela emissão de moeda-papel e moeda metálica e pela execução dos serviços do meio circulante.

Dentro da estrutura do Banco, essas atribuições são exercidas pelo Departamento do Meio Circulante (MECIR), sediado na cidade do Rio de Janeiro (Av. Rio Branco, 30 – Centro), com representações regionais em nove capitais do País: Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador e São Paulo.

A distribuição e o recolhimento de dinheiro nas demais regiões são realizados por meio do Banco do Brasil S.A. (BB).

No Brasil, a produção de dinheiro compete de forma exclusiva a uma empresa pública, a Casa da Moeda do Brasil (CMB).

As principais atividades do Departamento do Meio Circulante são:

Projeto de cédulas e moedas, inclusive as comemorativas, em parceria com a CMB;
Planejamento do fluxo de encomendas à CMB;
Distribuição do dinheiro (abastecimento das representações regionais e atendimento à rede bancária);
Saneamento do meio circulante (substituição do dinheiro desgastado);
Segurança da moeda (monitoramento das falsificações, etc.);
Formulação de normas sobre o meio circulante.

ALCANCE E RESTRIÇÕES

O código padrão ou numeração se faz presente em todas as cédulas que, como meio circulante valem em todo o território nacional.

Algumas observações sobre circulação e segurança são importantes, ou seja:

Podem ser trocadas, depositadas ou utilizadas como pagamento na rede bancária cédulas inteiras, porém desgastadas pelo uso excessivo ou marcadas com caracteres estranhos;
Podem ser trocadas, depositadas ou utilizadas como pagamento na rede bancária cédulas fragmentadas ou com partes faltantes desde que não seja mais da metade faltante;
Podem ser encaminhadas para exame no banco central cédulas fragmentadas com partes faltante maior do que a metade da cédula;
Serão consideradas sem valor as cédulas que apresentarem um fragmento ou conjunto de fragmentos menor do que a metade da cédula;
Serão consideradas sem valor as cédulas recompostas por fragmentos de papel ou de outra cédula ou com parte suprimida.

CONCLUSÃO

De acordo com o material apresentado, as cédulas de real são produzidas pela casa da moeda e coordenadas pelo Bacen em todo território nacional, tendo a função de instrumento monetário, garantindo assim o poder de pagamento.

A codificação das cédulas, juntamente com outros elementos de segurança serve para inibir a falsificação, possibilitando através da numeração (série, ordem, estampa) a rastreabilidade e o controle de emissão das notas. Para o caso da Moeda-Metal, o fato de o custo do material e do suposto processo ser maior do que o valor monetário inviabiliza a ação dos falsificadores.

Fonte: fesppr.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Hino Nacional do Brasil

Hino Nacional do Brasil

PUBLICIDADE A História do Hino Nacional do Brasil Um dos quatro símbolos oficiais da República …

Fazenda Santa Gertrudes

Fazenda Santa Gertrudes

PUBLICIDADE No ano de 1821, o Brigadeiro Manuel Rodrigues Jordão comprou uma gleba de terras …

Fazenda Quilombo

Fazenda Quilombo

PUBLICIDADE Fundada na década de 1870, pelo Dr. Ezequiel de Paula Ramos e sua esposa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

QUESTION 1 You are managing a SharePoint farm in an Active Directory Domain Services (AD DS) domain. You need to configure a service account to use domain credentials. What should you do first? A. Configure the service account to use a domain user account. B. Register the domain credentials in the Farm Administrators group. C. Configure the service account to use a local user account. D. Register the domain credentials as a SharePoint managed account. Correct Answer: D Explanation QUESTION 2 A company named Contoso, Ltd. has a SharePoint farm. The farm has one Search service application configured. The Search service application contains five crawl databases, all of which contain content. Contoso plans to crawl knowledge base content from its partner company Litware, Inc. The knowledge base content must be stored in a dedicated crawl database. You need to configure crawling. What should you do? A. Add a crawl database that contains the Litware knowledge base to the existing Search service application. B. Provision a new Search service application. Configure the service application to crawl the Litware knowledge base content. C. Set the MaxCrawlDatabase parameter to 6. D. Create a dedicated Microsoft SQL Server instance for the Litware crawl database. Correct Answer: B Explanation Explanation/Reference: The maximum number of crawl databases is 5 per Search service application so we need another Search service application. This maximum limit is increased to 15 with an Office 2013 update but the question doesn't mention that this update is installed so we have to assume the question was written before the update was released. QUESTION 3 A company uses SharePoint 2013 Server as its intranet portal. The Marketing department publishes many news articles, press releases, and corporate communications to the intranet home page. You need to ensure that the Marketing department pages do not impact intranet performance. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. In Central Administration, set up a User Policy for the Super User and Super Reader accounts. B. Configure IIS to use the Super User and Super Reader accounts for caching. C. Use the Farm Configuration Wizard to configure the Super User and Super Reader accounts. D. Use Windows PowerShell to add the Super User and Super Reader accounts. Correct Answer: AD Explanation Explanation/Reference: A: The way to correct this problem is to first create two normal user accounts in AD. These are not service accounts. You could call them domain\superuser and domain\superreader, but of course that's up to you. The domain\superuser account needs to have a User Policy set for that gives it Full Control to the entire web application. D: If you are using any type of claims based authentication you will need to use Windows PowerShell. And Windows PowerShell is the hipper more modern and sustainable option anyway. If you are using classic mode authentication run the following cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "domain\superreader" $w.Update() If you are using claims based authentication run these cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "i:0#.w|domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "i:0#.w|domain\superreader" $w.Update() Note: * If you have a SharePoint Publishing site and you check the event viewer every once in a while you might see the https://www.pass4itsure.com/70-331.html following warning in there: Object Cache: The super user account utilized by the cache is not configured. This can increase the number of cache misses, which causes the page requests to consume unneccesary system resources. To configure the account use the following command 'stsadm -o setproperty -propertynameportalsuperuseraccount -propertyvalue account -urlwebappurl'. The account should be any account that has Full Control access to the SharePoint databases but is not an application pool account. Additional Data: Current default super user account: SHAREPOINT\system This means that the cache accounts for your web application aren't properly set and that there will be a lot of cache misses. If a cache miss occurs the page the user requested will have to be build up from scratch again. Files and information will be retrieved from the database and the file system and the page will be rendered. This means an extra hit on your SharePoint and database servers and a slower page load for your end user. Reference: Resolving "The super user account utilized by the cache is not configured." QUESTION 4 You are managing a SharePoint farm. Diagnostic logs are rapidly consuming disk space. You need to minimize the amount of log data written to the disk. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. Set the log event level to Information. B. Set the log event level to Verbose. C. Set the log trace level to Medium. D. Set the log trace level to Verbose. E. Set the log event level to Warning. F. Set the log trace level to Monitorable. Correct Answer: EF Explanation Explanation/Reference: E: Event Levels Warning, Level ID 50 Information, Level ID: 80 Verbose, Level ID: 100 F: Trace levels: Monitorable: 15 Medium: 50 Verbose: 100 Note: When using the Unified Logging System (ULS) APIs to define events or trace logs, one of the values you must supply is the ULS level. Levels are settings that indicate the severity of an event or trace and are also used for throttling, to prevent repetitive information from flooding the log files. Reference: Trace and Event Log Severity Levels QUESTION 5 A company's SharePoint environment contains three web applications. The root site collections of the web applications host the company intranet site, My Sites, and a Document Center. SharePoint is configured to restrict the default file types, which prevents users from uploading Microsoft Outlook Personal Folder (.pst) files. The company plans to require employees to maintain copies of their .pst files in their My Site libraries. You need to ensure that employees can upload .pst files to My Site libraries. In which location should you remove .pst files https://www.pass4itsure.com/70-342.html from the blocked file types? A. The File Types area of the Search service application section of Central Administration B. The General Security page in the site settings for the site collection C. The Blocked File Types page in the site settings for the site collection D. The General Security section of the Security page of Central Administration Correct Answer: D Explanation