Breaking News
Home / História do Brasil / Revolta de Juazeiro

Revolta de Juazeiro

PUBLICIDADE

 

Revolta de Juazeiro – O que foi

Revolta no Juazeiro do Padre Cícero – 1912 ( Ceará).

Confronto armado entre as oligarquias cearenses e o governo federal provocado pela interferência do poder central na política estadual nas primeiras décadas do século XX.

Ocorre no sertão do Cariri, no interior do Ceará, e centraliza-se na liderança de Padre Cícero.

A revolta é um exemplo da ligação entre o clero católico e os grandes proprietários nos sertões brasileiros.

Revolta de Juazeiro é considerada, também, um movimento messiânico.

Pacto dos coronéis

Em 1911, Padre Cícero é eleito prefeito de Juazeiro do Norte com o apoio dos grandes fazendeiros locais.

Para assegurar a permanência da família Acioli no governo cearense, o padre promove o chamado “pacto dos coronéis”, com 17 dos principais chefes políticos da região do Cariri. Juntos, forçam a Assembleia Legislativa a rejeitar o nome de Franco Rabelo, escolhido pelo presidente Hermes da Fonseca para governar o estado.

A fim de garantir a decisão, os fazendeiros armam centenas de sertanejos e os enviam à capital, onde são contidos pelas forças federais.

Franco Rabelo renuncia e Hermes da Fonseca nomeia interventor do estado o general Setembrino de Carvalho.

Padre Cícero aumenta sua influência sobre a população sertaneja, que o venera como santo. Por ocasião de sua morte, em 1934, sua fama se espalha pelo Nordeste e Norte do país.

Revolta no Juazeiro – História do Brasil

Ocorreu no Ceará, no sertão do Cariri, em 1914. Confronto armado entre as oligarquias cearenses, dominadas pela família Accioly, e o Governo Federal.

O conflito originou-se da interferência do poder central na política estadual, nas primeiras décadas do século XX.

Foi liderada pelo padre Cícero e apoiada pelos coronéis que protestavam contra o interventor do Ceará, imposto pelo presidente Hermes da Fonseca.

Padre Cícero

Prevaleceu, no fim do conflito, a vitória dos sertanejos liderados pelo padre Cícero. Os Accioly voltaram a comandar o Ceará; o padre Cícero, a cidade de Juazeiro.

Sedição do Juazeiro – 1914

Sedição do Juazeiro

Revolta de Juazeiro, confronto armado entre as oligarquias cearenses e o governo federal provocado pela interferência do poder central na política estadual nas primeiras décadas do século XX.

Ocorreu no sertão do Cariri, interior do Ceará, e centralizou-se em torno da liderança do padre Cícero Romão Batista.

Eleito prefeito de Juazeiro em 1911, padre Cícero envolveu-se na disputa com o presidente Hermes da Fonseca para manter no poder regional a família Acioli.

Após a derrota dos revoltosos, padre Cícero sofreu retaliações políticas e foi excomungado pela Igreja Católica no final da década de 1920.

Entretanto, permaneceu como eminência parda da política cearense por mais de uma década e não perdeu sua influência sobre a população camponesa, que passou a venerá-lo como santo.

Líder: Padre Cícero Romão Batista.

Padre Cícero montou um aparato político e militar que utilizava a fé dos fiéis em sua pessoa para fortalecerseu poder na região, tornando-se um verdadeiro coronel.

A igreja Católica insatisfeita com a prática do mandonismo político, acabou por se afastar de Padre Cícero.

Aproximou-se dos coronéis da região e também dos cangaceiros, realizando praticas violentas e associando-as ao misticismo religioso.

Revolta de Juazeiro – Causa

Intervenção do governo central no Ceará, retirando do poder a tradicional família accioly (política das salvações).
Padre Cícero lidera um exército formado por fiéis que recuperam o poder para a tradicional família.
Prestígio político do padre cícero aumenta consideravelmente, e a família accioly retoma o controle do estado do Ceará.

Revolta de Juazeiro: consequências das insatisfações políticas, liderada por pe. Cícero, teve como causa a vitória eleitoral de Franco Rabello contra a família Aciolis (coronéis locais, pe. Cícero e Floro Bartolomeu).

Revolta de Juazeiro
Floro Bartolomeu e Padre Cícero

Franco Rabello renuncia e os aciolis são recolocados no poder.

Padre Cícero Romão Batista

Padre Cícero Romão Batista, líder religioso venerado por milhares de camponeses do sertão do Cariri, é o pivô desse conflito. Aliado dos coronéis cearenses, é eleito prefeito de Juazeiro em 1911.

Organiza, então, o Pacto dos Coronéis: 17 chefes políticos da região fazem uma aliança para garantir a permanência da família Acioli no poder estadual.

O presidente da República, Hermes da Fonseca, reage e nomeia o coronel Franco Rabelo para dirigir o Estado. A Assembleia Legislativa cearense não aceita a indicação e elege Floro Bartolomeu, mentor político do padre Cícero, para o governo.

Os dois armam os sertanejos para garantir a decisão dos deputados. Hermes da Fonseca indica o general Setembrino de Carvalho como interventor do Ceará e força a renúncia do padre.

Excomungado pela Igreja no final dos anos 20, padre Cícero permanece como eminência parda da política cearense por mais de uma década e até hoje é considerado um santo pelos sertanejos.

Revolta de Juazeiro – Resumo

1914, em Juazeiro do Norte, interior do estado do Ceará.
Sob a liderança do padre Cícero Romão Batista e acreditando cumprir uma ordem divina, os sertanejos pegaram em armas para derrubar do poder o novo interventor do estado.
O governo cedeu, devolvendo o poder ao grupo político que antes controlava o Ceará.

Fonte: ENCBrasil/www.integral.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Semana de Arte Moderna

Semana de Arte Moderna

PUBLICIDADE Semana de Arte Moderna – O que foi Nas primeiras décadas do século XX, …

República da Espada

República da Espada

PUBLICIDADE O que foi a República da Espada? O Governo do Mal. Deodoro da Fonseca …

Questão Christie

Questão Christie

PUBLICIDADE O que foi a Questão Christie? Em dezembro de 1861 o navio príncipe de Wales, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.