Breaking News
Home / Turismo / Roraima

Roraima

História

PUBLICIDADE

O antigo território do Rio Branco foi disputado por espanhóis, portugueses, holandeses e ingleses desde o início do século XVI. Seus povoados, no entanto, somente começaram a se instalar no século XVIII, após o extermínio de grande número de indígenas.

Em 1858, o Governo Federal criou a freguesia de Nossa Senhora do Carmo, transformada no município de Boa Vista do Rio Branco, em 1890. Em 1904 houve grave disputa territorial com a Inglaterra, que tirou do Brasil a maior parte das terras da região do Pirara, pequeno afluente do rio Maú, incorporadas à Guiana Inglesa.

A partir de 1943, foi criado o Território Federal do Rio Branco, cuja área foi desmembrada do Estado do Amazonas. Passou a chamar-se Território Federal de Roraima a partir de 13 de setembro de 1962. Em 5 de outubro de 1988, com a promulgação da nova Constituição do País, o Território foi transformado em Estado da Federação.

Origem do Nome

O nome do Estado de Roraima origina-se das palavras roro, rora, que significa verde, e ímã, que quer dizer serra, monte, no idioma indígena ianomâmi, formando serra verde, que reflete o tipo de paisagem natural encontrada na região.

As suas terras foram disputadas por luso-brasileiros, holandeses, espanhóis e ingleses, mas o povoamento só começou a ser estabelecido no século XVIII, após o sacrifício de grande número de indígenas.

A criação da freguesia de Nossa Senhora do Carmo, em 1858, transformada em município de Boa Vista em 1890, consolidou a organização local. A disputa pelas terras com a Inglaterra na fronteira guianense só terminou definitivamente em 1904, com a arbitragem do soberano italiano Vítor Manuel II, que tirou do Brasil trechos do território do Pirara, incorporado à Guiana Inglesa.

Em 1943, com o desmembramento do município do Estado do Amazonas, foi criado o Território Federal de Rio Branco, que, em 1962, passou a denominar-se Roraima. Sua ocupação efetiva só ocorreu graças à descoberta de ouro e diamantes. Em 1988, foi transformado em Estado.

Hino do estado de Roraima

LETRA: Dorval de Magalhães

MÚSICA: Dirson Felix Costa

“Todos nós exaltamos Roraima
Que é uma terra de gente viril,
É benesse das mãos de Jesus,
Para um povo feliz, varonil!
Amazônia do Norte da Pátria!
Mais bandeira para o nosso Brasil!
Caminhamos sorrindo, altaneiros,
Almejamos ser bons brasileiros.

Estribilho

Nós queremos te ver poderoso,
Lindo berço, rincão Pacaraima!
Teu destino será glorioso,
Nós te amamos, querido Roraima!

Tua flora, o minério e a fauna
São riquezas de grande valor,
Tuas águas são limpas, são puras,
Tuas forças traduzem vigor.
Que belezas possui nossa Terra!
Sinfonia que inspira o amor!
O sucesso é a meta, o farol
No lavrado banhado de sol!

Estribilho

Nós queremos te ver poderoso,
Lindo berço, rincão Pacaraima!
Teu destino será glorioso,
Nós te amamos, querido Roraima!”

Bacias hidrográficas

Principais Rios

Os rios Branco, Uraricoera, Catrimani, Mucajaí, Tacutú, Anauá, Surumú, Cotingo, Maú, Ajaraní, Alalaú, Cauamé, Itapará, Urubu, Xeruiní, Kinô, Jauaperi, Parimé e o Agua Boa do Univini banham o território de Roraima, sendo a bacia do rio Branco a principal do Estado.

Bacia do Rio Branco

Segue o sentido norte-sul dividindo o estado em duas porções desiguais. É formada pelos rios Tacutu e Uraricoeira com um percurso total de 548 km dividindo-se em três segmentos.

Alto rio Branco: confluência dos rios Uraricoeira e Tacutu, finda na cachoeira do Bem-Querer; extensão 172 km.

Médio rio Branco: inicia-se na cachoeira do Bem-Querer até Vista Alegre; extensão 24 km.

Baixo rio Branco: tem inicio em Vista Alegre percorrendo 388 km até encontrar-se com o rio Negro.

Principais afluentes: Xeruiní, Água Boa do Univini, Catrimari, Ajarani, Mucajai e Cauamé.

Relevo

O relevo de Roraima é bem diferenciado. Podendo ser dividido em 5 degraus:

Primeiro degrau: este seria as áreas de acumulação inundáveis. Não apresentam propriamente uma forma de relevo, mas são áreas cobertas por uma fina camada de água.

Segundo degrau: este seria o pediplano Rio Branco. Este é uma unidade de relevo de enorme expressão em Roraima, pois ocupa grande parte de suas terras. Nesse pediplano as altitudes variam de 70 a 160m e têm fraca declividade rumo à calha dos rios.

Terceiro degrau: é formado por elevações que podem chegar a 400m de altitude. São serras como a serra da Lua, serra Grande, serra da Batata e outras.

Quarto degrau: é formado por elevações que podem variar a 600 a 2.000m de altitude. É formado pela cordilheira do Pacaraima, serra do Parima e serra do Urucuzeiro. Estas estão unidas em forma de cadeias e nela nascem os rios que formam o rio Uraricoera que se encontra com o Tacutu formando o Rio Branco.

Quinto degrau: é o mais alto, formado por elevações que chegam a quase 3.000m de altidude. Um exemplo desse degrau é o Monte Roraima, com 2.875m de altitude.

Vegetação

Roraima apresenta três tipos de coberturas vegetais, bem distintas. Ao Sul, uma floresta tropical densa e abundante entrecortada por rios caudalosos, é habitada por exuberante fauna e flora. Na região central, o domínio dos campos gerais, lavrados ou savanas, igarapés e buritizais, torna o horizonte cada vez mais longínquo e, ao mesmo tempo, nítido e belo.

Ao Norte, o cenário vai mudando, de acordo com o avanço da Rodovia BR-174 rumo a Venezuela. A fronteira é uma região de serras, acima dos 1.000 metros de altitude, com um clima que varia de 10 0C a 27 0C.

Fonte: www.mre.gov.br, www.rr.gov.br

Roraima

Roraima é o estado mais setentrional e menos populoso do Brasil, localizada na região amazônica. Faz fronteira com os estados do Amazonas e Pará, assim como as nações da Venezuela e Guiana. A população é de aproximadamente 450.000 (2010) e na capital é Boa Vista. Roraima é o estado brasileiro com o menor número de municípios, 15 no total.

Desde o começo do século 16, a região considerada agora o estado de Roraima foi disputado território, por causa de suas ricas reservas minerais. Ele foi procurado pelo Espanhol, Português, Holandês e Inglês até o início do século passado. Mas em 1943, juntamente com uma seção do estado do Amazonas, o Governo Federal criou o território de Rio Branco, que se tornou Roraima em 1962.

Em 1988, tornou-se um estado de Roraima, por decisão do Congresso Nacional. O nome do estado foi feita a partir do Monte Roraima, cujo nome vem do Pemon palavras “roroi” (“cyan”) e “ma” (“grande”). Um dos principais é o sítio arqueológico Pedra Pintada, em Roraima, com a arte de pedra antiga e gravuras.

 

Roraima
Mapa hidrográfico do estado de Roraima na região Norte do Brasil. Toda a água de Roraima tem suas nascentes no próprio estado (exceto 1 ou 2 em Guiana). Todos os rios deságuam no Rio Negro, a maioria através do Rio Branco.

Os maiores são o Urariqüera e Tacutu, que formam o Rio Branco. Outros são Amajari, Parime, Mau, Surumu e Cotingo (o rio dos diamantes). Por curiosidade, o rio Orinoco (maior rio da Venezuela) e Urariqüera (Rio Branco) nascem pertinho um do outro, só seguem em direções diferentes.

Roraima

O Monte Roraima, situado no extremo norte do Brasil, faz divisa com a Venezuela e Guiana, junto com outras montanhas com quase três mil metros de altitude formam os “Tepuies” (como são chamado pelos índios), formações de montanhas como grandes platôs que compõem um cenário exótico em um dos lugares mais antigos do planeta.

Roraima
Encostas do Monte Roraima no estado de Roraima na região norte do Brasil.

Roraima
Vista aérea do Salto Angel (983m) no Monte Tepui, localizado na Venezuela divisa com o Brasil.

Roraima
Parque Nacional do Monte Roraima, onde nasce o rio Uailã, formado pelas serras as cachoeiras de Aron Garen, Andorinha e Caveira.

Roraima
Turismo nas Lagoas de Roraima.

Roraima

O Lago do Caracaranã, é um dos principais pontos turístico do Estado de Roraima. Está localizado no município de Normandia a 180 Km de Boa Vista. É um monumento natural feito sob medida para o turismo. As margens do lago são contornadas por cajueiros e lindas praias. de areia macia e reconfortante. A região possui infra-estrutura de hospedagem, em chalés e áreas de camping.

Roraima

Rio Branco, nas proximidades de Boa Vista até na confluência com Rio Negro (Exceção de umas corredeiras perto de Caracarai) as águas do Rio Branco são calmas, destinando-se a exploração da natureza de forma tranqüila.

Roraima

Pedra Pintada localizada a 125 Km da cidade de Boa Vista e situada na Área Indígena de São Marcos, no município de Pacaraima, a 800 metros da margem esquerda do rio Parimé, com acesso pela BR-174 no entroncamento da RR-400.

O vale é uma imensa extensão verde, onde o rio Parimé toma forma e torna-se lago. Daí surge a imponente Pedra Pintada, um monumento de 60 metros de diâmetro com aproximadamente 40 metros de altura, onde se encontrará várias pinturas rupestres em sua face externa, e uma caverna na base, de 12 metros de extensão.

Próximo à pedra pintada existem outras pedras como: Pedra do Pereira, Pedra do Peixe, Pedra do Perdiz, Pedra do Machado e Pedra da Diamantina, juntos formam o Sítio Arqueológico da Pedra Pintada, visitado por turistas locais, nacionais e estrangeiros.

Fonte: www.mochileiro.tur.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.