Breaking News
Home / Corpo Humano / Audição

Audição

PUBLICIDADE

Audição – Definição

O ouvido humano nos permite perceber uma variedade enorme de sons.

audição é muito importante na comunicação.

O pavilhão  auricular localiza e capta o som que será levado  ao canal auditivo externo até o tímpano, vibrando, movimentando  toda a cadeia ossicular.

A vibração dos ossículos é transmitida a cóclea que possui a função da realização da transdução eletroquímica, logo será enviada  pelas fibras do nervo auditivo ao cérebro que será analisada e interpretada.

O que é audição?

audição refere-se à nossa capacidade de perceber ruídos e sons. Sua audição é usada para ouvir música, conversar com as pessoas ao seu redor e avaliar situações sociais e ambientais.

Os seres humanos, na verdade, têm uma faixa de audição bastante estreita em comparação com outras espécies, e as estruturas que nos permitem ouvir são suscetíveis a muitas condições que podem prejudicar nossas habilidades auditivas.

A distinção entre ouvir e ouvir é importante. Ouvir é algo que você faz conscientemente quando está tentando interpretar ou entender um som que ouviu. Embora sejam diferentes, sem ouvir, você não seria capaz de ouvir. Não ser capaz de ouvir o mundo ao seu redor muitas vezes pode levar à depressão e sentimentos de isolamento.

Nosso aparelho auditivo tem muitas partes funcionais. O ouvido externo coleta os sons que fazem vibrar o tímpano no ouvido médio.

O ouvido interno recebe essas vibrações e as envia para o nervo auditivo.

Esses impulsos vão para o nosso cérebro, que os traduz no que ouvimos.

Função do ouvido

Audição

Ouvido

O ouvido é um órgão bem complexo formado por três partes: o ouvido externo, o ouvido médio e o ouvido interno.

A partir do ouvido interno, o nervo auditivo transmite informações ao cérebro para processamento.

Quais são as partes do nosso aparelho auditivo?

aparelho auditivo consiste em muitas partes e seções diferentes.

Uma audição bem-sucedida requer que todas essas partes e seções funcionem corretamente.

Ouvido externo: o pavilhão auricular fica na lateral de sua orelha e coleta os sons do ambiente. O canal auditivo canaliza os sons para o tímpano.
Ouvido médio: o som do canal auditivo atinge e vibra o tímpano – uma membrana que separa o ouvido externo do ouvido médio. O tímpano está conectado a uma série de três ossos minúsculos. Você pode conhecê-los como martelo, bigorna e estribo. Conforme o tímpano se move, os ossos minúsculos também o fazem.
Ouvido interno: o terceiro osso na série de ossos minúsculos do ouvido médio está conectado a outra membrana fina que separa o ouvido médio do ouvido interno. O ouvido interno consiste em uma estrutura em forma de espiral conhecida como cóclea (significa concha de caracol). Dentro da cóclea fica o órgão da audição, onde temos milhares de células minúsculas, conhecidas como células ciliadas. As células ciliadas são estimuladas e enviam mensagens ao nervo auditivo.
Sistema nervoso auditivo: o nervo auditivo vai da cóclea a uma estação no tronco cerebral (conhecida como núcleo). Dessa estação, os impulsos neurais viajam para o cérebro – especificamente o lobo temporal onde o som está vinculado a um significado e nós OUVIMOS.

Como ouvimos?

Audição é a habilidade de perceber o som por meio da detecção de vibrações através do ouvido.

Para entender como ouvimos e como perdemos a audição, você deve primeiro compreender os mecanismos do ouvido. Sem cada um desses componentes, você não conseguiria ouvir com eficácia.

O ouvido, órgão responsável pela audição, está dividido em três partes: ouvido externo, ouvido médio e ouvido interno.

Ouvido externo

Audição
Ouvido externo

O ouvido externo é formado pela orelha e pelo canal auditivo externo. Toda a orelha (exceto o lobo) é constituída por tecido cartilaginoso recoberto por pele.

O canal auditivo externo tem cerca de três centímetros de comprimento e está escavado em nosso osso temporal. É revestido internamente por pêlos e glândulas, que fabricam uma substância gordurosa e amarelada, denominada cerume. Tanto os pêlos como o cerume retêm poeira e micróbios que normalmente existem no ar e eventualmente entram nos ouvidos. O canal auditivo externo termina numa delicada membrana, o tímpano.

Ouvido Médio

Audição
Ouvido Médio

O ouvido médio é uma pequena cavidade situada no osso temporal, atrás do tímpano.

Dentro dela estão três ossículos articulados entre si, cujos nomes descrevem sua forma: martelo, bigorna e estribo.

O martelo está encostado no tímpano; o estribo apóia-se na janela oval, um dos orifícios dotados de membrana que estabelecem comunicação com o ouvido interno. O outro orifício é a janela redonda.

O ouvido médio comunica-se também com a faringe, através de uma canal denominado trompa de Eustáquilo. Esse canal permite que o ar penetre no ouvido médio. Dessa forma, de um lado e de outro do tímpano, a pressão do ar atmosférico é igual. Quando essas pressões ficam diferentes, não ouvimos bem, até que o equilíbrio seja restabelecido.

O ouvido interno é formado por escavações no osso temporal, revestidas por uma membrana e preenchidas por um líquido. É constituído pelo vestíbulo, pelos canais semicirculares e pela cóclea.

No interior do vestíbulo existem células nervosas relacionadas com o nervo auditivo. A cóclea é uma estrutura em espiral. Dentro dela estão as principais terminações nervosas da audição. Os canais semicirculares, três tubos em forma de semicírculo, não tem função auditiva, mas são importantes na manutenção do equilíbrio do corpo.

Ouvido Interno

Audição
Ouvido Interno

No ouvido interno, a entrada auditiva é processada pela cóclea enquanto que as informações que afetam o equilíbrio são processadas pelos canais semicirculares.

Em toda a extensão da cóclea, que é cheia de fluido, há células capilares superfinas. Essas células capilares se curvam quando o fluido é deslocado pelas ondas sonoras transmitidas pelos ossos do ouvido médio.

Isso dispara uma reação química que aciona as correspondentes terminações nervosas, que, então, transmitem a mensagem à área do cérebro encarregada da interpretação das entradas auditivas.

O mecanismo da audição

As ondas sonoras que se propagam no ar são recebidas pela orelha. Daí passam para o ar que preenche o canal auditivo externo, até encontrar o tímpano, que entra em vibração.

Essa vibração é transmitida aos ossículos e ao ar que existe no ouvido médio. Atinge, então, as membranas da janela oval e da redonda. Dessa forma, o movimento vibratório propaga-se pelo líquido do ouvido interno.

As vibrações, captadas pelas terminações das células nervosas da cóclea, são transformadas em impulsos até o cérebro, que os transforma em sensações sonoras.

Além da audição, o ouvido interno também participa do controle do equilíbrio do corpo.

Os movimentos da cabeça fazem com que o líquido no interior do ouvido se agite e estimule as células nervosas dos canais semicirculares. Ao receber esse impulsos nervosos, o cérebro identifica a posição de nosso corpo no espaço. Então, envia ordens para que os músculos ajam, mantendo o corpo em equilíbrio. O cerebelo, órgão que controla os movimentos musculares, também participa dessa ação.

1) Os sons alcançam o OUVIDO EXTERNO…
2)
 Passam pelo CONDUTO AUDITIVO EXTERNO (canal do ouvido)…
3) 
E atingem o TÍMPANO, que vibra.
4) 
As vibrações do TÍMPANO chegam até três pequenos ossos do OUVIDO MÉDIO (martelo, bigorna e estribo), que vibram e amplificam o som como um sistema de alavancas…
5) 
As vibrações aplificadas são conduzidas aos líquidos do OUVIDO INTERNO (cóclea)…
6)
 Em seguida, atingem as CÉLULAS RECEPTORAS, que transformam as vibrações em impulsos elétricos.
7) 
Estes impulsos caminham através do NERVO AUDITIVO até o cérebro, que os percebe como sons.

Fonte: www.corpohumano.hpg.ig.com.br/www.geocities.com/www.sbscidade.com/www.phonakbrasil.com.br/my.clevelandclinic.org/www.ouvidobionico.org.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Nós musculares

PUBLICIDADE Nós musculares – O que são O fenômeno dos nós musculares não é incomum. Essencialmente, os nós …

Córtex auditivo

PUBLICIDADE Córtex auditivo – Definição O córtex auditivo executa uma variedade de funções que nos permitem segregar …

Hipotálamo

PUBLICIDADE O que é o hipotálamo? O hipotálamo é a pequena estrutura em forma de cone dentro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.