Breaking News
Home / Corpo Humano / Neuroanatomia

Neuroanatomia

PUBLICIDADE

Neuroanatomia – Definição

neuroanatomia é o o ramo da anatomia que trata da estrutura do sistema nervosa de um organismo.

Todos os sistemas nervosos consistem em elementos surpreendentemente semelhantes, as células nervosas ou neurônios.

Apesar disso, os sistemas nervosos de diferentes classes de animais podem ser organizados de maneiras notavelmente diferentes e, em cérebros individuais, diferentes estruturas anatômicas podem ser identificadas, obviamente relacionadas a diferentes funções.

Em algumas dessas partes do cérebro, pode-se facilmente tirar conclusões de sua estrutura particular sobre o tipo particular de processamento de informação nelas.

neuroanatomia abrange a anatomia de todas as estruturas do sistema nervoso central, que inclui o cérebro e a medula espinhal, e suas estruturas de suporte.

As muitas dezenas de estruturas do cérebro são, em última análise, todas “redes” de “neurônios” construídas com um propósito específico.

Em síntese: neuroanatomia abrange a anatomia de todas as estruturas do sistema nervoso central, que inclui o cérebro e a medula espinhal, e suas estruturas de suporte.

O que é Neuroanatomia?

Neuroanatomia é o estudo da estrutura e função do sistema nervoso.

O sistema nervoso é composto de muitos sistemas conectados que trabalham juntos para enviar e receber mensagens do sistema nervoso central, que é o cérebro e a medula espinhal, para o resto do corpo.

Esses sistemas incluem o sistema nervoso central, o sistema nervoso periférico e o sistema nervoso somático.

Eles também incluem o sistema nervoso autônomo, o sistema nervoso simpático e o sistema nervoso parassimpático. Dentro de cada um desses sistemas, a informação é transportada em energia elétrica por células nervosas e neurônios.


Neuroanatomia

A estrutura física da neuroanatomia é a do sistema nervoso.

O sistema nervoso central é composto pelo cérebro e pela medula espinhal.

O sistema nervoso periférico é formado pelos nervos e vias que enviam mensagens do sistema nervoso central para o resto do corpo.

O sistema nervoso periférico pode ser dividido em duas subcategorias: o sistema nervoso somático e o sistema nervoso autônomo.

O sistema nervoso somático é responsável por transportar informações sensoriais dos órgãos dos sentidos para o sistema nervoso central, bem como transportar instruções motoras para os músculos.

O sistema nervoso autônomo também pode ser dividido em duas subcategorias.

O sistema nervoso simpático é a parte do sistema nervoso autônomo responsável pela resposta de luta ou fuga, e o sistema nervoso parassimpático é responsável por estados de repouso e conservação de energia.

Neuroanatomia envolve mapear o sistema nervoso humano

sistema nervoso envia mensagens aos músculos e glândulas do corpo para que possam responder adequadamente às mudanças no corpo ou no ambiente imediato, que o sistema nervoso também é responsável por detectar. Os receptores são uma parte da neuroanatomia que recebe estímulos sensoriais, que são convertidos em impulsos nervosos.

Os impulsos nervosos são as já mencionadas mensagens enviadas aos músculos e glândulas, também chamados de efetores.

A comunicação que ocorre na neuroanatomia, entre os receptores e os efetores, é facilitada por processos protoplasmáticos nas células nervosas.

Essas células são capazes de transmitir mensagens de uma parte do corpo para outra quase que instantaneamente. As mensagens são transportadas e recebidas por meio de processos de ramificação semelhantes a fios, chamados dendritos e axônio.

O axônio é o que carrega as informações da célula, enquanto os dendritos recebem as informações. Um neurônio é uma célula nervosa que possui todos os seus processos.

Os neurônios são parte integrante da neuroanatomia. Cada neurônio é uma entidade separada que, juntos, formam uma cadeia que se estende por todo o corpo.

Eles recebem informações de receptores sensoriais ou outros neurônios e as transmitem, por meio de mudanças na energia elétrica, para outros neurônios ou efetores.

Neuroanatomia – Resumo

Neuroanatomia é o estudo da anatomia e da organização estereotipada do sistema nervoso.

Neuroanatomia inclui o estudo de estruturas macroscópicas e microscópicas.

Estruturas macroscópicas são estruturas maiores, como dobras do cérebro.

Por outro lado, as estruturas microscópicas incluem aquelas no nível celular e molecular, como as interações entre os neurônios e a glia.

Em contraste com os animais com simetria radial, cujo sistema nervoso consiste em uma rede distribuída de células, os animais com simetria bilateral possuem sistemas nervosos segregados e definidos e, portanto, podemos fazer afirmações muito mais precisas sobre sua neuroanatomia.

Nos vertebrados, o sistema nervoso é segregado na estrutura interna do cérebro e da medula espinhal e nas rotas dos nervos que se conectam ao resto do corpo.

O delineamento de estruturas e regiões distintas do sistema nervoso tem sido fundamental para investigar como ele funciona.

Por exemplo, muito do que os neurocientistas aprenderam vem da observação de como danos ou “lesões” em áreas específicas do cérebro afetam o comportamento ou outras funções neurais.

Fonte: Equipe Portal São Francisco/www.news-medical.net/www.dictionary.com/www.kenhub.com/www.richardsonthebrain.com/radiopaedia.org/www.dana.org

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Córtex auditivo

PUBLICIDADE Córtex auditivo – Definição O córtex auditivo executa uma variedade de funções que nos permitem segregar …

Hipotálamo

PUBLICIDADE O que é o hipotálamo? O hipotálamo é a pequena estrutura em forma de cone dentro …

Sistema Nervoso Simpático

PUBLICIDADE Sistema Nervoso Simpático – Definição O sistema autônomo é composto de duas divisões, os …