Breaking News
Home / Corpo Humano / Sistema Nervoso Parassimpático

Sistema Nervoso Parassimpático

PUBLICIDADE

Sistema Nervoso Parassimpático – Definição

sistema nervoso parassimpático é uma divisão anatomicamente definida do sistema nervoso autônomo, sendo aquela parte cujos componentes motores correm nos nervos cranianos III, VII, IX e X e nos nervos sacrais.

Os médicos costumam chamar o sistema nervoso parassimpático de “descansar e digerir”, enquanto o simpático é “lutar ou fugir”.

Sistema nervoso parassimpático é uma divisão do sistema nervoso que controla principalmente a atividade dos músculos lisos e cardíacos e os órgãos viscerais, como as glândulas.

O sistema parassimpático é um dos dois conjuntos de nervos antagônicos do sistema nervoso autônomo; o outro conjunto compreende o sistema nervoso simpático.

Embora forneça um controle importante de muitos tecidos, o sistema parassimpático não é crucial para a manutenção da vida – ao contrário do sistema simpático, que ativa a chamada resposta de luta ou fuga.

Atua em sinergia com o sistema nervoso simpático (SNS), que complementa a atividade do sistema nervoso parassimpático (PSNS).

O sistema nervoso parassimpático também é chamado de divisão craniossacral do SNA, pois seus componentes do sistema nervoso central estão localizados no cérebro e na porção sacral da medula espinhal.

As funções do sistema nervoso parassimpático (SNP) são comumente descritas como resposta de “repouso e digestão”, uma vez que está envolvida na desaceleração da frequência cardíaca, relaxamento dos músculos esfincterianos dos tratos gastrointestinal e urinário e aumento da atividade intestinal e glandular.

O resultado final é a conservação de energia e a regulação das funções corporais básicas, como digestão e micção. É contrastado com o sistema nervoso simpático, que é descrito como a resposta de “lutar e fugir” que ocorre em situações estressantes e tem principalmente funções opostas.

O que é o sistema nervoso parassimpático?

Sistema Nervoso Parassimpático

sistema nervoso parassimpático (SNP) é uma subdivisão principal do sistema nervoso autônomo, que controla a função dos órgãos do corpo, vasos sanguíneos e músculos lisos.

Enquanto a maioria das ações do sistema nervoso parassimpático são automáticas e involuntárias, algumas, como a respiração, funcionam em conjunto com a mente consciente.

Em grande parte considerado o sistema de controle quando as condições externas são calmas e normais, o sistema nervoso parassimpático promove batimentos cardíacos mais lentos, frequência respiratória mais lenta, aumento da transpiração e salivação, pupilas menores, maior eliminação de resíduos e excitação sexual. Ao contrário da outra subdivisão do sistema nervoso autônomo, o sistema nervoso simpático, que medeia a resposta de “lutar ou fugir”, o sistema nervoso parassimpático funciona quando as condições não exigem ação imediata em uma resposta de “digerir e descansar”.

Em um processo homeostático complexo, os sistemas simpático e parassimpático agem de maneiras opostas, mas combinadas, como o acelerador e os freios de um automóvel, para manter o equilíbrio das funções vitais do corpo.

Todos os sistemas nervosos parassimpáticos consistem em segmentos espinhais e cranianos. Próximo ao cóccix ou sacro, o SNP origina-se do segundo, terceiro e quarto nervos sacrais, que inervam os órgãos pélvicos.

No cérebro, o sistema parassimpático origina-se de quatro dos nervos cranianos: o nervo oculomotor, o nervo facial, o nervo glossofaríngeo e o nervo vago.

Todos os segmentos do SNP consistem em componentes sensoriais, que transportam informações para o cérebro, e componentes motores, que fornecem feedback apropriado aos órgãos finais.

As células sensoriais monitoram a pressão sanguínea, os níveis de oxigênio e dióxido de carbono, as concentrações de açúcar no sangue e o conteúdo do estômago e do intestino, enquanto os neurônios motores, agrupados em pequenos gânglios próximos aos órgãos-alvo, modulam as respostas do corpo às informações coletadas pelas células sensoriais.

A acetilcolina é o principal mensageiro químico liberado nas junções neuronais do sistema nervoso parassimpático. Os receptores muscarínicos, assim chamados por causa de sua sensibilidade à muscarina derivada dos cogumelos Amanita muscaria, são os principais receptores finais do SNP. As moléculas de acetilcolina ativam os receptores muscarínicos nas membranas plasmáticas das células nervosas, conectando-se a proteínas intracelulares. Uma vez que a acetilcolina se liga às proteínas, uma cascata de eventos leva à resposta do órgão-alvo. Os cientistas descobriram cinco subtipos de receptores muscarínicos, cada um com um gene distinto.

A disautonomia refere-se à disfunção do sistema nervoso autônomo, em que o sistema nervoso simpático ou parassimpático exerce uma influência desproporcional sobre o corpo. Infecções virais, exposições tóxicas, traumas e hereditariedade foram todos implicados como fatores causais para a doença.

Os sintomas incluem dores e desconfortos, desmaios, fadiga, ataques de ansiedade, aumento da frequência cardíaca e pressão arterial baixa.

O exame de pacientes com disautonomia por médicos normalmente produz poucos, se houver, achados físicos ou laboratoriais objetivos.

Não existe uma abordagem de tratamento amplamente aceita para a disautonomia, e as tentativas terapêuticas são amplamente direcionadas para atenuar os sintomas, não para curar a disfunção.

Função do sistema nervoso parassimpático

Sistema Nervoso Parassimpático

Seu sistema nervoso parassimpático (PSNS) começa em seu cérebro e se estende por meio de fibras longas que se conectam com neurônios especiais próximos ao órgão sobre o qual pretendem atuar.

Uma vez que os sinais de PSNS atingem esses neurônios, eles têm uma curta distância para viajar até seus respectivos órgãos.

Exemplos das áreas em que o sistema nervoso parassimpático atua incluem:

Olhos
Glândulas lacrimais que produzem lágrimas
Glândulas parótidas que também produzem saliva
Glândulas salivares que produzem saliva
Nervos no estômago e tronco
Nervos que vão para a bexiga
Nervos e vasos sanguíneos responsáveis pela ereção masculina

sistema nervoso parassimpático é uma espécie de sistema “negócios, como sempre” que mantém as funções básicas do seu corpo funcionando como deveriam.

Fonte: www.sciencedirect.com/Encyclopaedia Britannica/biologydictionary.net/www.wisegeek.org/www.healthline.com/www.medscape.com/www.medicinenet.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Córtex auditivo

PUBLICIDADE Córtex auditivo – Definição O córtex auditivo executa uma variedade de funções que nos permitem segregar …

Hipotálamo

PUBLICIDADE O que é o hipotálamo? O hipotálamo é a pequena estrutura em forma de cone dentro …

Sistema Nervoso Simpático

PUBLICIDADE Sistema Nervoso Simpático – Definição O sistema autônomo é composto de duas divisões, os …