Breaking News
Home / Corpo Humano / Olho Humano

Olho Humano

PUBLICIDADE

Olho Humano – O que é

olho humano é um órgão de precisão extrema.

O olho transforma impulsos luminosos em visão. As partículas de luz atingem o olho passando pela córnea, cristalino, vítreo  e a retina.

Na retina as células atravessam e chegam na camada dos fotorreceptores. Estes realizam uma reação química que transformam essa luz em um imulso nervoso que via nervo óptico chegam até nosso cérebro.

O nervo óptico tem a função de transmitir o impulso nervoso causado pela luz ao nosso cérebro. O cérebro decifra, permitindo enxergar os objetos.

O cérebro transforma em apenas uma única imagem os impulsos nervosos recebidos dos olhos.

olho humano é, aproximadamente, uma esfera com diâmetro de cerca de 20 mm.

O olho humano possui 3 membranas que o envolvem a esclera, a coroide e a retina:

A córnea: tecido resistente e transparente que cobre a superfície anterior do olho

A coróide: é a cobertura externa da esclerótica a retina. A coróide é um importante vaso sanguíneo que fica entre a retina e a esclera na parte posterior do olho.

Ele nutre as camadas externas da retina e mantém o olho na temperatura certa. Ele também fornece a quantidade certa de oxigênio e fluxo sanguíneo para a retina, ajudando o olho a funcionar bem.

Olho Humano – Propriedades

Ao contrário do que você possa pensar, o olho humano não é uma esfera perfeita, mas é feito de duas peças de formatos diferentes, a córnea e a esclera. Essas duas partes são conectadas por um anel chamado limbo.

A parte do olho que é vista é a íris, que é a parte colorida do olho. No meio da íris está a pupila, o ponto preto que muda de tamanho. A córnea cobre esses elementos, mas é transparente.

O fundo fica do lado oposto à pupila, mas dentro do olho e não pode ser visto sem instrumentos especiais. O nervo óptico é o que transmite os sinais do olho ao cérebro. é um diagrama do olho.

O olho humano é composto por três camadas:

Camada externa – composta pela córnea e pela esclera.
Camada intermediária – composta pela coróide, corpo ciliar e íris.
Camada mais interna – a retina, que pode ser vista com um instrumento chamado oftalmoscópio.

Uma vez dentro dessas três camadas, há o humor aquoso (fluido claro que está contido na câmara anterior e posterior), corpo vítreo (gelatina transparente que é muito maior do que o humor aquoso) e o cristalino flexível. Todos esses são conectados pelo pupila.

humor aquoso é um fluido aquoso que seus olhos produzem constantemente para manter uma boa pressão ocular e nutrir sua córnea. Isso mantém seus olhos saudáveis e, por sua vez, contribui para uma boa visão.

É drenado do olho na mesma taxa em que é produzido (quando essa taxa não é constante, leva ao glaucoma) e sua presença é vital para uma boa visão.

Movimento do olho humano

Sempre que o olho se move, mesmo que seja um pouco, ele reajusta automaticamente a exposição ajustando a íris, que regula o tamanho da pupila.

É isso que ajuda o olho a se ajustar a lugares escuros ou luzes muito brilhantes. A lente do olho é semelhante à de óculos ou câmeras. O olho humano tem uma abertura, assim como uma câmera.

A pupila tem essa função e a íris é o batente da abertura. As diferentes partes do olho têm diferentes índices de refração, e é isso que curva os raios para formar uma imagem.

A córnea fornece dois terços da energia para o olho. A lente fornece a energia restante. A imagem passa por várias camadas do olho, mas acontece de forma muito semelhante à de uma lente convexa.

Quando a imagem finalmente atinge a retena, ela é invertida, mas o cérebro corrigirá isso. mostra o que acontece.

Cada olho tem seis músculos; reto lateral, reto medial, reto inferior, reto superior, oblíquo inferior e oblíquo superior. Todos esses músculos fornecem diferentes tensões e torques para controlar o movimento do olho.

Estes são alguns exemplos de tipos de movimento dos olhos:

Movimento rápido dos olhos – frequentemente conhecido como REM, isso acontece na fase do sono, quando ocorre a maioria dos sonhos vívidos.
Sacada – São movimentos rápidos e simultâneos de ambos os olhos, controlados pelo lobo frontal do cérebro.
Reflexo vestíbulo-ocular – É o movimento dos olhos que se opõe ao movimento da cabeça e mantém o objeto que você está olhando no centro da visão.
Movimento de perseguição – Este é o movimento de rastreamento quando você está seguindo um objeto em movimento. É menos preciso do que o reflexo vestíbulo-ocular.

Qual é a anatomia do olho?

anatomia do olho se refere às estruturas físicas que formam este importante órgão sensorial. O olho humano é um órgão incrivelmente complexo com uma infinidade de partes distintas que compõem sua anatomia e cada uma desempenha uma função específica. O termo anatomia macroscópica do olho se refere às estruturas que são visíveis ao olhar para um olho e também há muitas partes que não podem ser vistas em circunstâncias normais.

Algumas das partes visíveis incluem a córnea, íris, pupila, esclera e conjuntiva; outras estruturas internas incluem o cristalino, a retina e o nervo óptico.

Essas estruturas trabalham juntas para cumprir a tarefa de receber imagens visuais e transmiti-las ao cérebro.

O sentido da visão é aquele em que a maioria das pessoas depende fortemente todos os dias para uma variedade de atividades, como ler, dirigir, operar um computador e assistir televisão.

As muitas partes que compõem a estrutura do olho usam a luz que entra para sentir e processar imagens e informações visuais. Essa informação é então enviada ao cérebro, que pode interpretá-la e permitir que o corpo saiba o que está vendo. Várias estruturas incluídas na anatomia do olho são muito fáceis de ver, sem a necessidade de ampliação ou instrumentos especiais. Isso é chamado de anatomia macroscópica do olho e inclui estruturas como córnea, íris, pupila e esclera.

A córnea é uma camada externa transparente que tem o duplo propósito de proteger as partes internas do olho e ajudar a focar as imagens que estão sendo visualizadas. Atrás da córnea está a íris, que é a parte colorida do olho, e a pupila, que é a abertura no centro. A íris controla o tamanho da pupila expandindo e contraindo, e a pupila permite que a luz atravesse o cristalino e as partes internas do olho. A esclera é a parte branca do olho, que lhe dá forma e contém vasos sanguíneos que fornecem oxigênio. A conjuntiva é uma membrana mucosa transparente que reveste a superfície interna da pálpebra e cobre a esclera; mantém a superfície do olho úmida e fornece uma camada de proteção contra patógenos.

Várias outras estruturas compõem a anatomia interna do olho. A lente é uma estrutura clara com uma forma oval ligeiramente achatada localizada atrás da pupila e da íris e é responsável por focar a luz que entra no interior do olho. A retina é uma camada de células sensíveis à luz na parte posterior do globo ocular, e a imagem vista é projetada nela como uma tela de cinema. O nervo óptico conecta o olho ao cérebro e carrega as informações sobre os estímulos visuais. Há também uma variedade de pequenos músculos presos ao olho e à pálpebra que permitem que eles se movam.

Descrevendo o olho humano

É uma simples esfera que mede aproximadamente 2,5 cm de diâmetro – mas seu poder é incrível. Distingue cores e formas. Na presença de luz forte ou fraca. De perto ou de longe. Ajuda você a ler livros, situações, pessoas. É um elo de ligação vital com o mundo à sua volta. E dá certo graças a complexo balé entre músculos e nervos.

A luz refletida em um objeto passa pela córnea. Os músculos em torno do olho se contraem ou relaxam para ajustar a forma da lente, focalizando os raios de luz.

Os raios, então, atingem a retina, onde mais de 100 milhões de células sensíveis à luz interpretam esses raios e transmitem a imagem ao cérebro através do nervo óptico.

Como os raios de luz se cruzam enquanto atravessam a córnea, a retina interpreta a imagem de cabeça para baixo – mas o cérebro reajusta a imagem, garantindo que você seja adequadamente orientado.

Córnea

A córnea é a superfície transparente na frente do olho, permitindo que a luz entre no olho. Ele cobre diretamente sua íris e pupila, fornecendo uma camada de proteção.

A córnea é o que operamos para procedimentos de cirurgia ocular a laser, pois são as imperfeições na curva da córnea que geram uma prescrição para os olhos, exigindo a necessidade de óculos.

Quanto mais lisa for a superfície da córnea, melhor será a sua visão.

Uma janela translúcida que transmite e focaliza a luz dentro do olho

Íris

O disco colorido que ajuda a regular a quantidade de luz que entra no olho

Pupila

O centro escuro da íris, que muda de tamanho para se adaptar à
quantidade de luz disponível

Lente de estrutura transparente que focaliza os raios de luz para a retina

Retina

A retina é uma camada de tecido na parte posterior do olho. O objetivo principal da retina é receber luz da lente e enviar sinais ao cérebro para processá-la em uma imagem visual.

A retina contém dois tipos de células fotorreceptoras: bastonetes e cones. Os bastões são responsáveis por captar o movimento, escuro e claro, enquanto os cones detectam a visão colorida.

Problemas com a retina podem levar à perda de visão, portanto, preservar a saúde retinal é crucial.

A camada de nervo que lê os raios de luz e manda imagens para o
cérebro através do nervo óptico

Mácula

mácula é a parte central da retina e tem cerca de 5 mm de diâmetro. Uma mácula saudável significa que teremos uma visão clara e seremos capazes de ver os pequenos detalhes. Quando a mácula fica doente, como ocorre com a degeneração macular, sua visão central é afetada. Obviamente, isso tem um grande impacto no seu dia a dia e pode piorar até que toda a visão seja perdida.

A pequena área da retina que usa células especiais sensíveis à luz
para delinear detalhes finos

Nervo Óptico

nervo óptico é a parte do olho que transmite sinais visuais da retina para o cérebro, para serem processados em imagens. Ele contém mais de um milhão de fibras nervosas e, na verdade, é considerado parte do sistema nervoso central. Uma das formas mais comuns pelas quais o nervo óptico pode ser danificado é pelo glaucoma. A pressão ocular aumenta, comprimindo o nervo óptico, o que significa que os sinais visuais não podem mais ser transmitidos de forma eficaz.

O nervo que conecta o olho ao cérebro

Humor Vítreo

humor vítreo é um líquido em seu olho com consistência de gel e fica atrás de sua lente, mas na frente de sua retina. Se alguma substância entrar no humor vítreo, será chamada de moscas volantes.

Eles podem ser pequenas manchas de sangue ou aglomerados de células e, embora possam ser incômodos de ver na linha de visão, geralmente são inofensivos. Com a idade, seu vítreo fica mais fino e pode se separar da retina, causando “descolamento do vítreo posterior”. Isso causa ainda mais flutuadores, mas não é uma ameaça à visão.

Substância translúcida, semelhante a uma gelatina,
que preenche o meio do olho

PARTES DOS OLHOS

Para conhecer mais sobre o funcionamento da visão é importante conhecer um pouco sobre as partes do olho:

Cornea: É transparente, situada na parte anterior do olho, transmite e foca a luz para dentro do olho.
Iris
: Responsável pela coloração dos olhos. A íris ajuda a regular a quantidade de luz que entra para dentro do olho.
Pupila: 
Região central e escura da íris. O diâmetro da pupila determina a quantidade de luz que entra para dentro do olho. O tamanho da pupila varia de acordo com a quantidade de luz no ambiente.
Cristalino: 
Lente transparente dentro do olho, que ajuda a focalizar a luz para dentro do olho, mais especificamente na retina.
Esclera: 
Éa parte branca que reveste o olho.
Retina: 
É um tecido do sistema nervoso que está situado para parte posterior do olho. A retina percebe a luz e produz estímulos que são transmitidos através do nervo óptico até o cérebro.
Macula
: É uma região pequena da retina, que contém células especiais sensíveis a luz. É responsável pela percepção de detalhes finos da visão.
Nervo Óptico: 
O nervo óptico conecta o olho ao cérebro. O nervo transporta os implusos formados pela retina até o cerebro, que interpreta as imagens.
Vítreo: 
É claro e transparente, parecido com um gelatina, que preenche o conteúdo do olho.

Fonte: www.coopervision.com/www.novartis.com.br/www.escolavesper.com.br/www.optimax.co.uk/www.bausch.com.br/courses.lumenlearning.com/familyconnect.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Córtex auditivo

PUBLICIDADE Córtex auditivo – Definição O córtex auditivo executa uma variedade de funções que nos permitem segregar …

Hipotálamo

PUBLICIDADE O que é o hipotálamo? O hipotálamo é a pequena estrutura em forma de cone dentro …

Sistema Nervoso Simpático

PUBLICIDADE Sistema Nervoso Simpático – Definição O sistema autônomo é composto de duas divisões, os …

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.