Breaking News
Home / Corpo Humano / Brônquios

Brônquios

PUBLICIDADE

Brônquios – Definição

Quando uma pessoa respira, o ar entra pelo nariz ou pela boca e depois vai para a traqueia (traqueia). De lá, ele passa pelos brônquios, que ficam nos pulmões.

Esses tubos permitem que o ar entre e saia de seus pulmões, para que você possa respirar. Os brônquios às vezes são chamados de brônquios ou vias aéreas.

Os pulmões puxam o ar pelo nariz, boca e garganta para a traqueia em forma de tubo (traqueia), que passa para a cavidade torácica. No nível do esterno, a traquéia se divide em dois brônquios primários, o brônquio esquerdo e o brônquio direito. Cada brônquio vai para o pulmão do mesmo lado.

Os bronquíolos são tubos nos pulmões que se ramificam dos brônquios maiores que entram em cada pulmão, da grande e singular traquéia que se conecta à boca. Assim, os bronquíolos são uma das menores vias aéreas do trato respiratório e conduzem diretamente aos ductos alveolares que abrigam os alvéolos responsáveis pela troca de gases com o sangue.

Brônquio é um grande tubo de ar que começa no final da traquéia e se ramifica para os pulmões. As paredes de suporte dos brônquios são constituídas em parte por cartilagem.

Brônquios – O que são

A traquéia se divide em dois brônquios, um direito e outro esquerdo, que se dirigem até os pulmões.

Ambos têm pouco mais da metade do calibre da traquéia, sendo o direito mais amplo do que o esquerdo.

Este é mais amplo porque o pulmão direito é mais volumoso do que o esquerdo.

O brônquio direito se divide em três brônquios secundários, correspondentes cada um a cada lóbulo do pulmão direito.

Os brônquios são responsáveis pela entrada do ar no aparelho respiratório

Dos três brônquios secundários nascem 10 segmentários ou terciários:

3 para o lóbulo superior.

2 para o lóbulo médio.

5 para o lóbulo inferior.

É possível distinguir 10 segmentos bronco-pulmonares.

O brônquio esquerdo se divide em dois brônquios secundários, correspondentes cada um a cada lóbulo do mpulmão esquerdo.

Os brônquios secundários se dividem em 8 brônquios terciários:

4 para o lóbulo superior.

4 para o inferior.

Portanto, o pulmão esquerdo compreende 8 segmentos.

À medida que se dividem, os brônquios vão fazendo-se progressivamente de menor calibre até passar a dimensões microscópicas e então tomam o nome de bronquíolos.

As divisões repetidas dos bronquíolos dão lugar aos bronquíolos terminais ou respiratórios, que se abrem no conduto alveolar, do qual derivam os sacos aéreos.

A parede de cada conduto alveolar e saco aéreo está formada por várias unidades chamadas alvéolos.

Função dos bronquíolos

Os bronquíolos servem como uma transição entre os grandes brônquios com suporte de cartilagem que entram nos pulmões e os minúsculos ductos alveolares que se conectam diretamente aos alvéolos.

Os bronquíolos transportam o ar rico em oxigênio para os pulmões e transportam o ar rico em dióxido de carbono para fora dos pulmões, auxiliando assim nos processos de respiração e respiração.

O músculo liso que circunda os bronquíolos pode contrair ou dilatar as vias aéreas, o que pode ajudar a levar a quantidade adequada de oxigênio para o sangue.

Brônquios – Sistema Respiratório

A maior parte da massa pulmonar está constituída por alvéolos, que normalmente estão repletos de ar.

Os brônquios são tubos que levam o ar para o interior dos pulmões e estão revestidos por um epitélio respiratório, abaixo do qual se encontra uma lâmina própria circundada por camada de fibras musculares lisas, e mais perifericamente por placas de cartilagem hialina.

Eles por sua vez ramificam-se e formam tubos denominados de bronquíolos. Os bronquíolos aparecem no quinto mês de vida intra-embrionária, e podem proliferar até os oito anos de vida.

São muito parecidos com os brônquios, no entanto, caracterizam-se pela ausência de cartilagem. O epitélio, nas porções iniciais, é do tipo cilíndrico ciliado, passando a epitélio cúbico ciliado ou não, na porção final.

Comparando-se a espessura da parede dos brônquios com a dos bronquíolos, nota-se que a musculatura bronquiolar é relativamente mais desenvolvida que a brônquica, o que faz com que o espasmo brônquico (asma) seja causado principalmente pela contração a nível bronquiolar. Os bronquíolos ramificam-se e recebem designações de acordo com as características de sua parede (bronquíolos terminais e bronquíolos respiratórios).

Os bronquíolos ramificam-se até que atingem estruturas onde seu epitélio é pavimentoso, sendo então denominados de ductos alveolares. Estes últimos Iniciam a porção respiratória propriamente dita.

São condutos longos e tortuosos, que terminam em alvéolos ou sacos alveolares (grupos de alvéolos que se abrem numa câmara comum). A parede dos ductos alveolares é descontínua, e entre a abertura de dois alvéolos ou sacos alveolares, existem fibras colágenas tipo III, elásticas e fibras musculares lisas. As fibras colágenas e elásticas são contínuas com as existentes na parede alveolar (sistema de sustentação).

O conceito de ácino pulmonar é muito utilizado em patologia para definir a extensão do enfisema pulmonar, consiste de um bronquiolo principal mais seus ramos (bronquíolos respiratórios, ductos alveolares, sacos alveolares e alvéolos).

Brônquios e Bronquíolos

 Brônquios

São ramificações da traquéia que penetram nos pulmões, formados por anéis cartilaginosos semelhantes aos da traquéia. Por terem contato direto com ar exterior, os brônquios podem ser facilmente atacados por vírus e bactérias ou ser afetados por poeira e gases irritantes.

Com isso, os brônquios se inflamam: é a bronquite, doença muito comum em crianças.

Cada um dos brônquios penetra em seu respectivo pulmão, através de um orifício chamado hilo pulmonar. A partir daí, dividi-se em diversos ramos que se distribuem por todo pulmão.

O conjunto das ramificações chama-se árvore brônquica. Os brônquios produzem o líquido de limpeza. Quando excessivo, esse líquido provoca um estreitamento desses órgãos.

O estreitamento também pode ser ocasionado por alguma reação alérgica. As causas mais comuns são poeira, pelos de animais, lãs, penas, bactérias e mesmo certos alimentos como ovos, peixes e chocolate, entre outros. A doença desse estreitamento chama-se asma brônquica. Já a inflamação dos bronquíolos recebe o nome de bronquiolite. Ataca, principalmente, as crianças novas e é, geralmente, por uma complicação da bronquite.

Árvore brônquio – bronquiolar

Os brônquios, começam na traquéia, penetram no pulmão depois de um curto trajeto e ali se dividem originando 3 brônquios secundários no pulmão direito e 2 no esquerdo.

A partir destes, a árvore bronquial se ramifica dicotomicamente em forma desigual. As primeiras 9 à 12 divisões constituem os brônquios; as ramificações seguintes constituem os bronquíolos, dentro dos quais se distinguem sucessivamente os bronquíolos propriamente ditos, os bronquíolos terminais e os bronquíolos respiratórios.

Estes se ramificam dando lugar aos condutos alveolares que ao mesmo tempo originam os sacos alveolares ou alvéolos onde se produz o intercâmbio gasoso.

Nos brônquios intrapulmonares, os anéis são substituídos por placas irregulares distribuídas em toda a circunferência do conduto e cuja importância decresce gradualmente até que desaparecem nos bronquíolos.

Os brônquios não tem cartilagem e possuem uma armação de fibras elásticas e reticulares que se prolongam na parede alveolar.

Brônquios

Árvore bronquial
1) Cartilagem tireóide
2) Cartilagem cricóide
3) Traquéia
4) Bifurcação da traquéia
5) Brônquio direito
6) Brônquio esquerdo
7) Brônquio do lobo superior do pulmão direito
8) Brônquio do lobo médio do pulmão direito
9) Brônquio do lobo inferior do pulmão direito
10) Brônquio do lobo superior do pulmão esquerdo
11) Brônquio do lobo inferior do pulmão esquerdo
12) Bronquíolos, últimas ramificações.

Os brônquios são a direta continuação da traquéia. Esta, terminado o seu trajeto vertical, se bifurca em dois ramos, que são justamente os brônquios.

O brônquio direito se dirige ao pulmão direito e se divide,em três ramos, um para cada lobo pulmonar. O brônquio esquerdo entra no pulmão esquerdo e se divide só em dois ramos, porque o pulmão esquerdo só tem dois lobos.

Cada ramo se divide sucessivamente em ramos, sempre menores.

Os brônquios têm importantes relações com os órgãos vizinhos: o brônquio esquerdo é contornado pela croça da aorta; o brônquio direito está em relação direta com a veia cava superior, que lhe fica adiante.

O comprimento da parte extrapulmonar dos brônquios é muito reduzido:5 a 6 centímetros à esquerda; 2 a 3 centímetros à direita. O seu diâmetro é, também, no máximo, de 1,5 centímetros.

Também os brônquios são formados de anéis cartilaginosos, mas a sua estrutura muda aos poucos à medida que eles se ramificam e se tornam sempre mais delgados.

A mucosa também é forrada de células cilíndricas com cílios vibráteis, as quais, todavia, ao nível dos brônquios menores (bronquíolos ), se transformam em células cúbicas sem cílios.

Os brônquios estão em relação, justamente ao nível da bifurcação da traquéia, com um grupo de gânglios linfáticos muito importantes, chamados tráqueo-bronquiais. São eles a sede da adenopatia tráqueo-bronquial, freqüente nas crianças e conexa com a infecção tuberculosa.

Brônquios – Tubos

 

Brônquios

Brônquios

Os brônquios são tubos aeríferos, que possuem a mesma constituição da traquéia (anéis traqueais e ligg. anulares).

Eles são responsáveis por ligar a traquéia aos pulmões, sendo que cada brônquio inicia na bifurcação da traquéia e vai até o hilo do pulmão correspondente.

Brônquios Estruturas

Os brônquios são estruturas móveis e elásticas como a traquéia. Eles são revestidos internamente por uma túnica mucosa.

Brônquio principal direito: Possui 3cm de comprimento. Divide-se em 3 brônquios lobares e estes, por sua vez, dividem-se em 10 brônquios segmentares.

Brônquio principal esquerdo: Possui 5cm de comprimento. Divide-se em 2 brônquios lobares e estes, por sua vez, dividem-se em 9 brônquios segmentares.

Diferenças entre os brônquios principais

O brônquio principal direito é mais vertical, mais curto e mais largo que o esquerdo.

A vascularização dos brônquios é realizada pelas artérias e veias bronquiais.

Termos utilizados

Lóbulo pulmonar – uma unidade funcional de tecido pulmonar que contém os vasos sanguíneos e as vias aéreas, que são alimentados pelos bronquíolos.
Brônquios – as grandes vias aéreas que se ramificam da traqueia principal e fornecem ar a cada pulmão.
Cartilagem Hialina – Anéis de material duro, vistos em várias articulações e em anéis que circundam a traqueia e os brônquios.
Trato respiratório – Todo o sistema de vias aéreas que conectam a boca aos alvéolos, responsáveis pela troca de gases com os vasos sanguíneos dos pulmões.

Fonte: www.corpohumano.hpg.ig.com.br/www.mayoclinic.org/dc311.4shared.com/biologydictionary.net/www6.ufrgs.br/kidshealth.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Nós musculares

PUBLICIDADE Nós musculares – O que são O fenômeno dos nós musculares não é incomum. Essencialmente, os nós …

Córtex auditivo

PUBLICIDADE Córtex auditivo – Definição O córtex auditivo executa uma variedade de funções que nos permitem segregar …

Hipotálamo

PUBLICIDADE O que é o hipotálamo? O hipotálamo é a pequena estrutura em forma de cone dentro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.