Breaking News
Home / Corpo Humano / Hipotálamo

Hipotálamo

PUBLICIDADE

O que é o hipotálamo?

hipotálamo é a pequena estrutura em forma de cone dentro do cérebro que desempenha um papel central no controle do nosso sistema nervoso autônomo (SNA), responsável pela regulação dos processos metabólicos homeostáticos no corpo.

Exemplos de processos homeostáticos incluem: sono, alimentação, sede, pressão arterial, temperatura corporal e equilíbrio eletrolítico.

hipotálamo está localizado sob o tálamo, uma das partes evolutivamente mais antigas do cérebro humano, que está localizado diretamente em seu centro. Por ser tão antiga, essa região é possuída por pássaros, répteis e mamíferos, embora sua estrutura nos mamíferos seja mais complexa do que a dos répteis e pássaros.

hipotálamo controla o sistema nervoso sintetizando e liberando neuro-hormônios em intervalos regulares.

Neurohormônios diferentes representam sinais distintos para o resto do sistema nervoso.

hipotálamo serve como uma interface entre o sistema límbico, o sistema endócrino e o sistema nervoso autônomo.

Um conhecido hormônio liberado por essa região é a oxitocina, conhecida por desempenhar um papel tanto no amor romântico quanto na lactação feminina.

O hipotálamo está logo acima do cerebelo, em roxo claro, e o tronco cerebral,
em roxo mais escuro na parte inferior

Comunicando-se com o sistema nervoso autônomo por meio de sinais neurais e o sistema endócrino por meio de sinais endócrinos (sinais químicos que viajam pela corrente sanguínea), o hipotálamo é um eixo em torno do qual evoluiu uma variedade de sistemas complexos nos mamíferos.

Estruturas do sistema límbico
O hipotálamo serve como uma interface entre o sistema límbico e outros sistemas cerebrais

Do ponto de vista conceitual, o objetivo principal dessa área em humanos e outros mamíferos é preservar a atmosfera metabólica apropriada, necessária para que tudo o mais dentro do corpo dos mamíferos funcione.

Ao contrário dos animais de sangue frio, como os répteis, os corpos dos mamíferos mantêm constantemente um conjunto estrito de condições metabólicas que separam a química interna do animal da química externa do mundo circundante. Como o hipotálamo é tão antigo em termos evolutivos, ele teve muito tempo para ser ajustado pelo processo contínuo de seleção natural. Assim, os distúrbios hipotalâmicos geralmente vêm de tumores cerebrais, em vez de estarem presentes desde o nascimento (uma vez que os distúrbios hipotalâmicos reduzem muito a capacidade de reprodução de um organismo, a maioria dos distúrbios inatos de natureza hipotalâmica já foi selecionada do pool genético).

Qual é a diferença entre o tálamo e o hipotálamo?

Tálamo e hipotálamo são nomes de estruturas no cérebro. Enquanto o hipotálamo é em forma de cone, o tálamo consiste em dois lobos conectados, um localizado em cada hemisfério.

hipotálamo regula os processos metabólicos vitais do corpo, afetando a temperatura, a pressão arterial, a fome, a sede e o sono. Ele controla o sistema endócrino, afetando a produção de hormônios da glândula pituitária. O tálamo recebe informações de várias áreas diferentes do cérebro e as retransmite ao córtex cerebral, a camada externa de massa cinzenta onde ocorrem as funções cerebrais de nível superior.

O hipotálamo e o tálamo são estruturas do cérebro

Tanto na estrutura quanto na função, o tálamo e o hipotálamo são bastante diferentes, mas os nomes parecem confusamente semelhantes. Os nomes são semelhantes porque hipo significa abaixo, e o hipotálamo foi nomeado por sua posição, que fica abaixo do tálamo. Tanto o tálamo quanto o hipotálamo fazem parte de uma área do cérebro conhecida como diencéfalo.

função do hipotálamo em manter o estado normal do corpo é conhecida como homeostase.

O peso, a temperatura, a pressão sanguínea e o equilíbrio de fluidos de uma pessoa são todos regulados como parte desse processo.

hipotálamo recebe informações sobre diferentes partes do corpo por meio do sistema nervoso, permitindo-lhe estimular mudanças que trazem o sistema de volta ao equilíbrio.

Informações sobre fatores como pressão arterial, temperatura da pele, plenitude intestinal e concentrações de várias substâncias no sangue são recebidas pelo hipotálamo, que pode então ativar o sistema nervoso autônomo ou o sistema endócrino. Por meio do sistema nervoso autônomo, as respostas que envolvem suor, frequência cardíaca, digestão e estreitamento dos vasos sanguíneos podem ser usadas para alterar o estado do corpo. O hipotálamo controla o sistema endócrino por meio da glândula pituitária, estimulando-o a produzir hormônios que afetam glândulas como a tireóide e as supra-renais. Isso permite alterar o metabolismo, a pressão arterial e a liberação de adrenalina.

Tanto as informações sensoriais, o que significa dos sentidos, quanto as motoras, ou movimento, são transmitidas pelo tálamo ao córtex. Sensações como dor, informações do intestino e emoções são transmitidas através do tálamo. As informações sobre o olfato são diferentes das dos demais sentidos, pois só chegam ao tálamo após serem recebidas pelo córtex.

Os ciclos circadianos, como os ciclos de sono e vigília, são parcialmente regulados pelo tálamo. Como o hipotálamo também está relacionado com os ciclos de sono e vigília, essa é uma área em que a entrada do tálamo e do hipotálamo está envolvida.

Hipotálamo – Resumo

hipotálamo é uma pequena área na base do cérebro, pesando cerca de 4 gramas dos 1400 gramas de peso do cérebro de um ser humano adulto, mas desempenha uma ampla gama de funções que são vitais para a sobrevivência do indivíduo.

O hipotálamo é uma região pequena (do tamanho de uma amêndoa) localizada diretamente acima do tronco cerebral. Ele está enterrado nas profundezas do cérebro e não é visível sem dissecar o cérebro.

Em geral, o hipotálamo atua como um integrador para regular e coordenar as funções básicas necessárias à vida, como o equilíbrio de fluidos e eletrólitos; alimentação e metabolismo energético; ciclos vigília-sono; termorregulação; respostas ao estresse; e comportamento sexual e reprodução.

hipotálamo está presente em todos os vertebrados e em parte do diencéfalo, que está localizado inferiormente ao tálamo. As discussões sobre seu papel remontam ao século 2 dC. Desde então, as pesquisas têm destacado a estrutura do hipotálamo e suas interações com as regiões corticais do cérebro, bem como sua função.

O hipotálamo é composto por três regiões:

Região anterior – formada por vários núcleos que são os principais responsáveis pela secreção de hormônios, frequentemente interagindo com a glândula pituitária.
Região intermediária – controla o apetite e estimula a produção de hormônios de crescimento para o desenvolvimento corporal.
Região posterior – temperatura corporal regulada, causando calafrios e controlando a produção de suor.

Fonte: www.endocrineweb.com/www.scholarpedia.org/medlineplus.gov/www.wisegeek.org/www.neuroscientificallychallenged.com/www.news-medical.net/www.topdoctors.co.uk/www.hormones-australia.org.au

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Córtex auditivo

PUBLICIDADE Córtex auditivo – Definição O córtex auditivo executa uma variedade de funções que nos permitem segregar …

Sistema Nervoso Simpático

PUBLICIDADE Sistema Nervoso Simpático – Definição O sistema autônomo é composto de duas divisões, os …

Neuroanatomia

PUBLICIDADE Neuroanatomia – Definição A neuroanatomia é o o ramo da anatomia que trata da estrutura do …