Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Turismo / Anel de Ouro

Anel de Ouro

PUBLICIDADE

“O Anel de Ouro da Rússia” é uma rota excursiona que liga as cidades e as cidades russas antigas que ficam ao nordeste de Moscou. A excursão leva aproximadamente 10-12 dias, e dá uma oportunidade original de experimentar a arquitetura russa antiga dos séculos XI-.

Entre estas estruturas consideráveis é uma variedade de museus que indicam as Belas Artes assim como a arte mão-artesanal indígena, que são deslocadas por um campo empolgante.

“O Anel de Ouro” começa e termina em Moscou. Todos ao longo da rota em posições especificadas, em barra-ônibus, em barco e mesmo em excursões do helicóptero estão disponíveis. A excursão própria foi estabelecida há vinte anos, assim que aquelas que excursionam encontrarão um nível excelente de conforto e o serviço em sua viagem. A excursão começa com um de seus destaques mais brilhantes, o Serguéyev Possád.

É encontrado aqui o mosteiro de Sergio da S. Trindade, um dos mosteiros russos antigos mais famosos.

Foi fundado no século por Sergio de Radónej. As estruturas mais notáveis no complexo grande do mosteiro são a catedral da S. Trinidade, construída em 1423 com ícones de Andréi Rublióv e os seus comtemporâneos, e a igreja Dukhóvskaya, ou a igreja de S. Espírito, que foi construída em 1476. Entre os monumentos architetônicos os maiores no mosteiro são a igreja de Piátnitskaya, ou a igreja de sexta-feira, a igreja da introdução, a catedral da Assunção e a igreja de S. Sergio, que é conhecida pela sala o maior construído no século XVII. Também notavel é as câmaras de Tsar, o Campanário, uma obra prima pelo arquiteto Ukhtómski, e as paredes e as torres enormes da fortaleza. Indicando a riqueza de Rússia na cultura seja os museus das Bela Artes do mosteiro. Dentro das galerias pode ser encontrado uma coleção de obras religiosas, uma coleção que possua uma mistura original da arte russa e de handicrafts finos e aplicados do período medieval.

De Possad a rota veers ao leste do “anel dourado principal “ e visita duas cidades antigas no território da região de Vladimir. Na cidade de Alexándrov durante o século, o Tsar, Ivã o Terrível, construído sua Casa. Este transformou-se mais tarde o mosteiro da Assunção. No mosteiro um pode explorar a catedral da S. Trindade (1513), o Campanário, a igreja da Assunção, e a igreja Intercessão da Virgim do século do. Uma vez outra vez as paredes e as torres protetoras do fortress são também de muito interesse.

Yúriyev-Pólhski é famoso pela sua catedral do S. Jorge, que foi construída durante o século. As paredes da catedral são cobertas com os carvings da branco-pedra que são priceless en quanto ao valor artístico e histórico. Este relic data para trás ao período o mais velho da arquitetura russian antiga; uma era consultou como à invasão de pre-Mongol-Tartar. Situated próximo o monastery de Archangel Michael que prosperou nos séculos XVII-XIX. Estando nas sombras do St. Jorge antiquado, o mosteiro parece quase moderno. Após ter explorado os locais de Yúriev, a excursão para a rota principal.

Yúriy Dolgorúki, que fundou Moscou, foi também fundador da cidade seguinte na excursão Pereslávlh-Zalésski.

Esta vila é a HOME de um dos monumentos eretos os mais velhos em Rússia do nordeste: A igreja da Transfiguração, construída em 1152. A igreja de Pedro metropolitano é também um ponto do interesse devido a seu telhado original do marquee.

Os outros pontos do interesse incluem os cinco complexos do mosteiro: Gorítski, com o seu museu, Danílov, Fedoróvski, Nikítski e Nikólhski ricos das Belas Artes. A atração final em Pereslávlh-Zalésski que não pode ser faltado é o museu do barco que abriga o “ avô da frota russa”, a embarcação comandada uma vez por Pedro o Grande.

Rostóv-o-Grande, que datas ao século XIX, e são a cidade a mais velha em Rússia do nordeste.

A catedral da Assunção contem um sotão famoso do sino, sob que um visitante tem a oportunidade de escutar a música real do sino de Rússia antiga.

Rostóv é bem conhecido pela sua coleção original do Arbispo vê: um estabelecimento do Conto de Fadas composto das dúzias das igrejas, das câmaras, e das torres decoradas belamente com os frescoes e as telhas coloridos.

A igreja do S. lsidor, o mosteiro de Abraham, o mosteiro do Salvador em Yákovlevo e o mosteiro do Salvador nas areias são também de muito interesse. Estes mosteiros situados além dos limites do Archbispo vêem, contudo oferecem a história e a arte que valem a pena o excursion. O mosteiro de S. Boríss e de S. Gleb ficam também nos aredores da cidade.

A cidade de Úglitch, datando à mesma era que a cidade de Moscou, hospeda o remains de um palácio pedra-feito de um duque local. Os locais a ser vistos incluem as câmaras de Tsarévitch Dmítri (1480), a catedral da Transfiguração, e o gem de Rússia – a igreja três-marquee-telhada da Assunção (1628).

Os edifícios do século XVII são verdadeiramente worth ver, especial o mosteiro da Ressurreição.

Yaroslávlh, fundado em 1010 por Yarosláv o Sábio, é uma reserva fina russa real das belas artes. Os edifícios os mais antigos da cidade ficam no mosteiro do salvador, onde o manuscrito “ do tale da campanha do lgor “ foi encontrado. Os melhores monumentos na cidade estão distante pelas igrejas bonitas, datando o século XVII. De Yaroslávlh casas orgulhosamente sobre vinte igrejas, adornados toda com os vings, as telhas e frescos de pedra delicados do carro. Entre eles são a igreja de Iliya o Profeta, a igreja de Nicholas e de Nadein, a igreja da Nativity do rio de Vólga, a igreja de Epifania, a igreja de Nicholas o molhado e o conjunto em Koróvniki. Em Toltchkóv, a arquitetura de Yaroslávlh alcança alturas sem igual; contem uma igreja magnífica que suporte quinze abóbadas!

A história de Kostromá é completamente diferente de Yaroslávlh. Esta cidade é conhecida pela sua área da baixa, datando séculos . Esta área foi construída no estilo de Classicismo russo, com suas fileiras numerosas das tendas, do Gostíny Dvor (a jarda do convidado), da torre do fogo, e do Dvoriánskoye Sobrániye (salão do conjunto para o aristocracy). O mosteiro de Epifania e a igreja de Resurrição no Debora são também monumentos impressive do século XVII.

O tesouro real de Kostroma entretanto, é o mosteiro lpátiev. Este edifício magnífico que fica nos arredores da cidade e abrigou uma vez o primeiro Czar da dinastia de Románov, Mikhaíl Fiódorovitch.

O contrário a Kostroma, Súzdalh é o centro antigo dos duques. Reteve seu projeto original assim como um número enorme de monumentos medievais, muitos entre eles estão na lista do UNESCO. Em Súzdalh Kremlin se deve visitar a catedral da Natividade e das câmaras do metropolita.

A arquitetura dos séculos XVI-XIX é representada extensamente por edifícios como o mosteiro de redemption, o mosteiro do Intercessão da Virgem, o mosteiro do S. Basílio, o mosteiro do Deposition da veste do virgin e o mosteiro de S. Alexander. Embora todos estes mosteiros ofereçam um olhar memorável na história da cultura russa, esta cidade é finalmente famosa pelos seus paisagens incriveis e vistas panorâmicas.

Cinco quilômetros após a cidade de Súzdal é a vila de Kidékcha, que hospeda um mosteiro com uma catedral antiga que data século. Se o século acender interesse, uma área que seja famosa para sua influência do século é o capital de um principado poderoso, Vladímir.

Para não ser negligenciado é a catedral da Assunção (1160-1185) com frescos de A. Rublióv. A catedral do S. Dimítri (1197) é um destaque com seus pedra branca magnífica, relevos elevados e as únicas portas douradas nas paredes do fortification de Rússia.

A última excursão no anel de Ouro é a cidade de Bogolúbovo, uma residência antiga do duque Andréi. Aqui uma parcela da catedral e uma torre de pedra do palácio foram preservadas. 1,5 quilômetros fora da cidade de Bogolubovo estão a igreja do Intercessão, construída em 1165 e situado no rio de Néri. Este monumento, assim como aqueles é Bogolubovo e Vladimir é regulado por UNESCO.

Fonte: www.vgp.com

Anel de Ouro

O Anel de Ouro é a designação conferida à reunião das antigas cidades russas consideradas, antes de Moscou, centro político e cultural do país.

As igrejas, mosteiros, fortificações e museus, presentes em cada uma delas, com arquitetura dos séculos XII ao XVII, plasmam um conjunto impactante e harmonioso de rara beleza, expressão da verdade de um tempo marcado por esplendor e poder.

O Anel, rota de forma circular, começa e termina em Moscou e o percurso clássico abrange as cidades de Vladimir, Suzdal, Ivanovo, Kostrona, Yaroslav, Rostov Velikiy, Pereslavl-Zalessky e Sergiev-Possad. As cidades se localizam próximas umas das outras, possibilitando, desse modo, que de uma se alcance a outra, num percurso em círculo que finaliza no ponto de partida. A rota do Anel de Ouro pode ser percorrida de trem, de ônibus ou de carro.

VLADIMIR

A primeira cidade do Anel de Ouro foi capital da Rússia no século XII e está situada a cerca de 179 Kilômetros a leste de Moscou. Foi fundada em 1108, por Vladimir de Kiev, como uma fortificação, no principado de Rostov-Suzdal, mais tarde doado a seu filho, Yuri Dolgoruki. Sob o governo de Bogoliubsky, filho de Yuri, tornou-se capital do principado e, após o saque de Kiev, em 1169, foi a capital de todo o Rus de Kiev. No reinado de Andrey e Vsevolod III (1176-1212) a cidade viveu seu apogeu artístico; esses monarcas providenciaram a vinda de artistas e construtores do oeste europeu com a finalidade de fazer de Vladimir o esplendor de Kiev. De 1238 a 1293 a cidade foi devastada por tribos normandas.

Sua recuperação teve como conseqüência o esfacelamento em pequenos principados e o crescimento do prestígio de Moscou. No princípio do século XIV foi o centro da igreja russa (1300 a 1326). Dentre as mais importantes edificações da cidade encontra-se a famosa Catedral de Assunção, iniciada em 1158. Sua arquitetura simples e imponente é complementada por adornos constituídos de belas esculturas . O grande tesouro da Catedral são os afrescos de Andrei Rubilov e Daniel Tretiakov, datados de 1408 e cuja temática se refere ao Juízo Final. A igreja também abriga o esquife de Alexander Nevski, de Novgorod, chefe militar do século XIII que foi também príncipe de Vladimir.

A Torre do Sino, datada de 1810, e a Capela de São George, de 1862, ajuntam-se ao complexo da Catedral. A leste da Catedral de Assunção, ergue-se a pequena Catedral de São Dimitri, onde a arte da escultura em pedra de Vladimir Suzdal alcançou seu ponto alto. As paredes exteriores da igreja mostram o Rei Davi encantando pássaros com a música; Vsevolod III, que construiu a igreja como parte do seu palácio, aparece com um filho ao colo e outros ao lado; vê-se ainda Alexandre o Grande ascendendo ao céu, e os trabalhos de Hércules. Na entrada principal oeste da cidade, e construído por Andrei Bogolyubsky, com a finalidade de guardá-la, encontra-se o Portão de Ouro, misto de torre de defesa e arco do triunfo. Restaurado por Catarina a Grande, o Portão de Ouro hoje abriga um Museu Militar.

SUZDAL

Situada a 38 kilômetros ao norte de Vladimir, Suzdal é conhecida como a cidade dos duques. Nesta tranqüila e aprazível cidade russa as antigas construções permanecem intactas e seus mosteiros e igrejas oferecem ao visitante um cenário de sonho. Em Suzdal retorna-se à velha Rússia. Na primeira metade do século XII, Yuri Dolgoruky tornou-a capital do principado de Rostov-Suzdal. Situada numa área úmida e fértil, transformou-se num centro de comércio depois das invasões mongólicas.

Esteve unida a Nizhny Novgorod até serem ambas anexadas por Moscou em 1392. Sob a tutela de Moscou, tornou-se, no século XVI, um abastadao centro monástico, com grande desenvolvimento de projetos custeados por Vasily III e Ivan, o Terrível. Nos séculos XVII e XVIII, ricos mercadores financiaram a construção de 30 pequenas igrejas que até hoje adornam a cidade. Além das construções históricas cuidadosamente preservadas, a cidade oferece belas paisagens e incríveis vistas panorâmicas.

Um fascinante espetáculo é provocado pelos izbas, chalés decorados com esmero, cuidadosamente dispostos nas verdejantes sinuosidades em torno do Rio Kamenka, que corta a cidade. Muitos dos monumentos medievais de Suzdal fazem parte da lista da UNESCO, referente ao patrimônio mundial da humanidade.

Fundada em 1220, ergue-se em Suzdal a Catedral da Virgem da Natividade. Sua sessão mais baixa, ricamente esculpida em calcáreo, é da época de sua fundação; os afrescos do interior da igreja são dos séculos XIII e XVII. No lado sul da catedral, está o quarto do arcebispo. A leste do complexo, encontra-se a Igreja de São Nicolau, em madeira, datada de 1766.

O Monastério da Deposição do Manto Sagrado foi originalmente fundado em 1207. As construções existentes datam dos séculos XVI e XIX. A Torre do Sino, com seus 72 metros, ergue-se da parede leste e permanece como a mais alta construção da cidade. A pequena construção branca que surge do alto da margem do rio é o Convento Alexandrovski, fundado em 1240 por Alexandre Nevski. Este convento destinava-se às mulheres cujos varões tinham sido assassinados por invasores nômades. A Igreja da Ascenção e a Torre do Sino datam de 1695. Na cidade ainda se encontra o Mosteiro da Salvação de Santo Eutímio, fundado no século XIV e considerado o maior daquela localidade.

Diante da Catedral da Transfiguração do Salvador, com suas sete cúpulas, está a Torre do Sino, do século XVI a XVII. Nos períodos em que o Mosteiro permanece aberto os sinos da torre oferecem um belo concerto de carrilhões a cada hora do dia. No terminal norte do complexo monástico está situada a prisão do mosteiro, construída por religiosos dissidentes em 1764. O misto de hospital e igreja de São Nicolau abriga um museu de arte cujo acervo abrange os séculos XII a XX, a maioria referente a Suzdal.

IVANOVO

Na estrada Suzdal-Kostroma, a 78 kilômetros ao norte de Suzdal, surge Ivanovo, situada às margens do Rio Uvod. Fundada em 1871, é uma cidade grande e tipicamente industrial, caracterizada por prédios cinzentos e atmosfera poluída. Por ser um importante centro têxtil, no qual trabalha uma maioria de mulheres, o lugar é conhecido como “a cidade das noivas” . Ivanovo é habitualmente utilizada como uma ponte para visitar Palekh, uma pequena cidade famosa pela pintura de ícones e pequenas caixas de laca. Em Palekh há um interessante museu das caixas e ícones locais.

KOSTROMA

Kostroma foi fundada em 1150 e se constituiu num dos centros culturais e comerciais mais importantes do Anel de Ouro. Foi conhecida como a ¨cidade do linho¨, reconhecidamente o melhor tecido para velas, pois ela abastecia com o tecido toda a Europa Ocidental.Está na região do Rio Volga, em cuja margem esquerda repousa a parte principal da cidade.

O orgulho da cidade é o complexo do Mosteiro de Ipatievski, construído em 1332 por um predecessor de Boris Godunov e o último patrocinado pela dinastia Romanov. O Mosteiro se localiza a oeste do centro da cidade, sobre o Rio Kostroma, um afluente do Volga.

Conta uma lenda que o mosteiro foi construído por Chet, um príncipe tártaro, que quando estava regressando a Moscou, no ano de 1330, adoeceu gravemente. Na ocasião, teve uma visão da Virgem Maria e do mártir Ypaty de Ganges que, então, auxiliaram na sua recuperação. Quando voltou a Moscou, foi batizado e fundou o Mosteiro de Ipatievski, que na segunda metade do século XVI foi um dos mais ricos e poderosos da Rússia, chegando a ser privilegiado como santuário familiar dos Romanov. Em meados do século XVII, no terreno do mosteiro foi construída a Catedral da Santa Trindade.

É famosa a sua iconostase entalhada, constituída de cinco fileiras de ícones. Famosos são também os afrescos da escola de pintores de Kostroma , do século XVI, encabeçada por Yuri Nikitin. Um desses afrescos descreve o batismo de Chet Godunov por São Ipatievski. Neste mosteiro foi exilado, a mando de Boris Godunov, o cabeça da família Romanov, chamado Fyodor, e o filho deste, Mikhail, elevado a czar em 1613. Em memória deste acontecimento, todos os Romanov posteriores tornaram ponto de visita obrigatória o Quarto Vermelho dos Romanov, situado em frente à Catedral.

O Mosteiro da Epifania, também em Kostroma, é, atualmente, residência do Arcebispo da cidade. Na catedral pertencente ao complexo do mosteiro, no lado direito da iconostase ali existente, surge o ícone de Nossa Senhora de São Teodoro (século XVIII), a quem se atribui numerosos milagres.

YAROSLAV

Yaroslav foi fundada em 1010 por Yaroslav, o Sábio. É considerada a “pérola do Anel de Ouro”. Está situada às margens do Volga, o maior e mais bonito rio da Rússia. Apresenta-se como a mais urbana das cidades do Anel de Ouro, embora sua urbanidade se caracterize não por arranha-céus, mas por belas igrejas com torres em pináculos e cúpulas em forma de cebola.

Foi o centro de um principado independente no tempo dos tártaros;desenvolveu-se nos séculos XVI e XVII como primeiro porto do Volga , cresceu com o comércio, chegando a ser a segunda maior cidade a seu tempo. Os comerciantes ricos investiram na construção de grandes igrejas, com decoração minuciosamente trabalhada e fulgurantes afrescos. Embora a principal construção da cidade seja o Mosteiro da Transfiguração do Salvador, são as inúmeras igrejas dos mercadores que tornam a cidade única. O Mosteiro da Transfiguração do Salvador é um dos mais ricos do século XVI. Suas estruturas mais antigas datam de 1516.

ROSTOV-VELIKY

Depois de Suzdal é a cidade mais bonita do Anel de Ouro. Um lugar tranqüilo, com um magnífico kremlin e lindos mosteiros situados às margens do cintilante Lago Nero. Encontra-se a sessenta kilômetros ao sul de Yaroslav e noventa kilômetros ao norte de Moscou. Como a principal indústria de Rostov é eletrônica, a cidade não é poluída. Foi completamente demolida pelos mongóis em 1238 e reconstruída depois. As igrejas de Rostov são do século XVII,do período compreendido entre 1667 e 1691. Há duas igrejas na porta do kremlin.

A Igreja da Ressurreição, de 1670, com 5 cúpulas prateadas e a Igreja de São João Divino, com cinco cúpulas verdes. A Catedral Uspenski, de 1214, situa-se fora do Kremlin. Foi remodelada nos séculos XV e XVI. Seu campanário é de 1620-1682. O campanário consiste de quinze sinos, cada um com um nome próprio. O maior dos sinos pesa 32 toneladas e se chama Sisoi.

Os monges executam magníficos concertos de sinos; eles podem ser contratados por agências de turismo, no portão oeste, ao preço de 100 rublos. A Catedral abriga o ícone da Virgem de Vladmir, pintado no século XI. Nas proximidades, encontra-se a Igreja de São Gregório, com sua iconostase de pedra. O Mosteiro de Abraão, no Lago Nero, do século XI, é o mais antigo mosteiro da Rússia.

PERESLAV-ZALESSKY

Foi fundada em 1152, por Yuri Dolgoruki, príncipe de Suzdal, próxima do Lago Pleshcheevo, que é considerado o berço da navegação russa, pois ser um dos lugares onde Pedro, o Grande, desenvolveu sua paixão pelo mar. A cidade é também uma popular região de dachas. A mais antiga construção de Pereslav é a Catedral da Transfiguração do Salvador, situada no coração da cidade. É uma das mais velhas construções ainda de pé de toda a Rússia.

Um busto de Alexander Nevski situa-se à sua frente, do lado de fora, enquanto três igrejas adicionais cruzam a praça gramada que circunda o centro da cidade.

Próxima a Catedral, está a Igreja de Pedro, o Metropolita, construída em 1585 e reformada em 1957, cujo telhado tem a mesma forma das igrejas de madeira; há também as Igrejas Gêmeas, do século XVIII.

Em Pereslav-Zalessky se pode ainda ver a Igreja dos Quarenta Santos e, a sudeste do Kremlin, o Mosteiro das Mulheres Nikolsky , que desde a sua fundação em 1350, sofreu inúmeras tentativas de destruição, por parte de tártaros, poloneses e comunistas. Em 1944, foi restaurado por freiras do convento Tolga, de Yaroslav, com recursos de um poderoso comerciante de Moscou, como forma de retribuir benefícios recebidos graças às orações das freiras.

O Mosteiro de São Nikita foi residência do mártir Nikita. Conta-se que ele flagelou-se amarrando braços e pernas com correntes e se isolando numa cela nos subterrâneos do Mosteiro, a fim de punir o seu corpo pelos seus pecados.

Às algemas de Nikita, hoje penduradas na Catedral principal do Mosteiro, está associada uma propriedade milagrosa: auxiliam na cura das inclinações da carne e outros vícios do mundo.

Ao sul da cidade de Pereslav, encontra-se a Catedral da Assunção, em estilo barroco e com uma bela iconostase. Na mesma direção, a Igreja da Purificação de Alexander Nevski, de 1785. A leste, está o Mosteiro Danilovsky, com a Catedral da Trindade, e o Mosteiro Fyodorovsky.

SERGIEV-POSSAD (Zagorski)

A cidade abrigou a residência do Patriarca russo e é considerada um centro eclesiástico ortodoxo. É famosa pelo conjunto arquitetônico sacro da Trindade, onde se ergue a Catedral da Assunção, com suas cúpulas azuis, abrigo do túmulo de Boris Godunov.

O Mosteiro da Trindade de São Sérgio é conhecido como Lavra, que traduzido do grego significa o principal e mais importante mosteiro. Em toda a Rússia há somente 4 Lavras, sendo o Mosteiro de São Sérgio considerado como o Vaticano russo. No território do Mosteiro costumam ser visitadas a Catedral da Trindade de São Sérgio (1422-23) e a Catedral de Assunção (1559-1585).

Fonte: www.ayasofya.com.br

Anel de Ouro

O famoso anel de ouro da Rússia

O Anel de Ouro da Rússia é um dos passeios mais populares na Rússia. O passeio irá levá-lo para as cidades mais antigas da Rússia. Você também será capaz de visitar todos os mais famosos monumentos históricos destas cidades. O Golden Ring rota começa a partir de Moscovo.

O Anel de Ouro da aissúR é um dos passeios mais populares na aissúR. O passeio irá levá-lo para as sedadic mais k2 da aissúR.

Você também será capaz de todos os mais famosos monumentos históricos destas sedadic.

Depois de fazer turnê em Moscou, então você vai , Vladimir, Suzdal, Kostroma, Yaroslavl, Rostov Velikiy, Perslavl-Zalessky e Sergiev Posad. Você pode viajar entre estas sedadic da aissúR, em trens, ônibus e carros, se você gosta de dirigir e explorar novos lugares.

Moscou é a capital da aissúR e é uma das mais belas sedadic. Todos os anos milhares de turistas visitam esta cidade só para ver o Kremlin ou a Praça Vermelha. Moscovo está cheio de muitos monumentos históricos, museus, que têm uma fama mundial.

Zuzdal está localizado a noroeste de Moscou e é uma das k2 sedadic da aissúR. É considerado o centro religioso do país. Os turistas podem encontrar lá numerosos mosteiros, catedrais, que remontam ao século 15.

Yaroslavl é outra atração turística popular entre todas as sedadic incluídas no Golden Ring da aissúR. Yaroslavl não é apenas histórica, mas também centro industrial do país. Esta cidade foi fundada no século 11 como uma fortaleza. Hoje em dia é um destino turístico popular.

A cidade de Kostroma está situado na zona rural. A cidade possui monumentos históricos de diferentes épocas.

O Mosteiro Ipatiev está localizado em Kostroma. Suas férias russos certamente será um sucesso, especialmente se você decidir estas sedadic maravilhosas e k2, ligadas por estradas, formando um círculo simbólico.

Fonte: www.trip-advice.com

Anel de Ouro

SERGUIEV POSAD

Situada a 70 quilômetros ao norte de Moscou, Sérguiev Posade foi fundada por Sergio Rádonezhski, Superior da igreja ortodoxa, em 1345. Esta cidade, conhecida históricamente como Zagorsk, é uma verdadeira jóia que vale a pena visitar-se tanto pelo encanto como pelo ambiente que nela se respira.

O principal atrativo de Sérguiev Posade é o Mosteiro da Trinidade e São Sérgio, o maior da Rússia, que deu pé à construção da cidade e converteu-se na congregação com mais força de todo o Estado, a qual sempre defendeu seus interesses e participou ativamente na unificação dos principados russos com Moscou à cabeça. Também foi um importante centro espiritual e cultural russo com notável influência no resto do país.

A Catedral da Trinidade foi levantada em 1423 em homenagem de Sérgio Rádonezhski e conta no interior com formosos afrescos de Andrei Rubliov e Daniíl Chiorny.

A Catedral da Assunção é a principal do conjunto arquitetônico que compõe o mosteiro, sua construção foi iniciada em 1558 durante o reinado de Ivam o Terrível. O edifício está arrematado com cúpulas, a central dorada e o resto azuis com estrelas douradas. Além destas duas catedrais o mosteiro conta com a Igreja do Espíritu Santo, o refetório, os apossentos do Arcebispo, com três séculos de antigüidade e o impressionante Campanário de cinco andares de altura.

Na atualidade este mosteiro continua a ser o centro da igreja ortodoxa russa pois nele encontram-se a Academia e o Seminário Conciliar.

Durante a celebração das festas religiosas a cidade adquere um especial ambiente pois aos clérigos, seminaristas e monges, sempre curiosos aos olhos de um estranho, unem-se milhares de peregrinos vindos de todos os lugares da Comunidade de Estados Independentes.

PERESLAVL – ZALESSKI

Pereslavl-Zaisski evanta-se à beira do Lago Pleschéevo em um conjunto arquitetônico muito bem conservado.

Um de seus principais atrativos é a Fortaleza cuja construção foi iniciada em 1152 pelo príncipe Yuri Dolgoruki como ponto de defesa estratégica situado em uma ladeira de quase dois quilômetros e meio com uma altitude de 10 a 18 metros e de 6 a 8 metros de largura e uma extensão de 28 hectares. Na atualidade rodea o centro da cidade.

Destaca também a Catedral da Transfiguração do Salvador, em pedra branca com cúpulas grisalhas; é um dos edifícios russos mais antigos pois su construção data de 1157. Muito perto levanta-se o Monumento a Alexandre Nevski pois esta cidade é a pátria deste grande dirigente russo.

Pereslavl-Zaisski conta, também, com quatro mosteiros: Fiódovski, Niktski, Troitski-Danílov e Góritski.

Por último, há que visitar o Museu-Finca Bótik onde pode-se contemplar o bote Fortuna, um dos primeiros barcos da flota de Pedro I que escolheu o Lago Pleschéevo como lugar de construção de naves para jogos navais que foi o origem da maravilhosa flota russa.

ROSTOV VELIKI (O GRANDE)

Fundada no ano 862, Rostov Veliki foi ao longo de sua história um importante centro político, cultural e artístico que tem-lhe valido o apelido de “o grande”.

Às beiras do Lago Nero e refletido nas águas levanta-se o mais impressionante monumento de Rostov, o Kremlin.

Esta maravilhosa construção foi iniciada em 1665 e não foi terminada até trinta anos depois; um dado: veinte milhões de tijolos de grande tamanho foram usados para sua edificação. O Kremlim resulta muito formoso com seus muros brancos, as torres com cúpulas de prata e ouro e filigranas de cobre e, sobretudo, com edifícios como a Catedral da Assunção, a Igreja de João o Teólogo, o Templo da Resurreição, a Igreja de Odigitria, os Mosteiros de Jacobo e de Abraham.

Na atualidade o Kremlim é a sede de um encantador Museu inaugurado em 1883, onde podem-se contemplar espléndidos iconos, obras fundidas em cobre, moedas, esculturas de madeira, talhados em madeira e pedra e delicados esmaltes, finift, que otorgaram fama mundial à cidade.

Se o Kremlim é o principal monumento da cidade, não são menos famosos os Tangidos dos trinta sinos do campanário da Catedral da Assunção. Este inconfundível son escutava-se já no século X para avisar de alguma desgraça convocando à assembléia de cidadãos ou para ir à guerra ou para celebrar as festas. A música que trasmitem os campanários russos tem passado de geração em geração e embora esteve a ponto de perder-se nos últimos tempos, tornou a resurgir resgatando a maravilhosa época musical russa.

YAROSLAVL

Yaroslavl foi fundada em 1010 pelo grande príncipe de Kiev Yaroslav o Sábio; em 1218 passou a ser independente e em 1238 foi quase arrasada pela invasão dos tártaros-mogoles. Renascida em 1463 continou sua restauração a cada vez com mais força até converter-se na segunda cidade da Rússia pelo tamanho do burgo de artesãos e número de habitantes. Esta cidade era famosa pela habilidade de seus pedreiros, carpinteiros, curtidores e ferreiros e esta habilidade tem ficado plasmada em seus principais edifícios, o Mosteiro da Trasfiguração do Salvador, de muros brancos e cúpulas oscuras, onde foi encontrado o importante manuscrito “O Cantar das hostes de Igor”; a Igreja da Epifania cujos muros estão decorados com azulejos multicoloridos; o Templo de Iliá o Profeta com seus formosos afrescos; as igrejas de Jõao o Crissóstomo, Nikola Mokry e Jõao o Precursor e a casa da fazenda, a Karábija.

UGLICH

É uma verdadeira delícia passear por esta agradável e encantadora cidade marcada históricamente pela norte do czarévich de nove anos filho de Ivam o Terrível.

Embora a versão oficial da morte foi que a criança sofreu um ataque de apoplejia enquanto brincava na horta ferindo-se com uma faca, os rumores afirmavam que o boiardo Boris Godunov não esteve longe. Os habitantes de Uglich levantaram-se ao conhecer a notiça acordados pelo sino do povoado; após ser cruelmente sofocada a revolta, foi arrancado o badalo e expulso a Tobolsk. Pode-se rememorar esta passagem da história visitando o Palácio de dois andares do czerévich Demétrio, que ainda se conserva. Porém além de visitar este edifício podem-se visitar outros lugares interessantes como a Igreja da Assunção, situada no Mosteiro de São Alejo, com seus três telhados em um mesmo eixo com forma piramidal exclusiva da arquitetura russa; o Mosteiro da Resurreição com suas cúpulas prateadas e o Mosteiro da Epifania com seus muros cor terra.

KOSTROMÁ

Kostromá conserva a mesma planificação com a que foi desenhada e construida em 1152. O centro da cidade encontra-se na praça em torno à qual se levantam os comércios situados em corredores com colunas de cor branco e a Casa-Palácio do General Borschov. Porém, o monumento mais apreciado de Kostromá é o Mosteiro Ipátievski, importante centro cultural da história russa. No terreiro do mosteiro levantou-se no século XVI o primeiro edifício de pedra da cidade, a Catedral da Trinidade onde destacam seu maravilhoso iconostásio talhado e os afrescos que cobrem as paredes, abóbadas e colunas. Na atualidade o mosteiro acolhe nas câmaras dos boiardos e as celdas dos monges uma estupenda exposição histórica, artística e etnográfica.

São também muito formosos o Campanário de cinco andares de altitude e o Museu de Arquitetura de Madeira onde podem-se contemplar ibas, casas de madeira onde moravam os camponenses, celeiros, banhos, moinhos e igrejas dos séculos XVIII e XIX trazidas desde toda a região de Kostromá.

VLADÍMIR

Em uma zona repleta de bosques e à beira do rio Kiazma levanta-se Vladímir, cidade que deve a sua fundação a Vladímir Monómaco em 1108, embora o verdadeiro promotor foi seu neto, Andrei Bogoliubski que quis trasladar a capital da Rus desde Kiev a este entorno de excecional beleza.

Embora foi devastada em 1238 pelos tártaros-mogoles ainda podem-se contemplar formosos monumentos como a Catedral da Assunção, construida em 1160, cujo interior está decorado com afrescos de Andrei Rubliov e Daniíl Chiorny; a Catedral de São Demetrio, do século XII, é a igreja dos príncipes com baixorrelevos de pedra realmente magníficos; e a Porta de Ouro, mostra da arte da engenharia militar russa antiga.

Não esqueça passear pelos arredores de Vladímir, além de admirar paisagens muito formosas pode-se visitar Bogoliúbovo, Nerl com o Templo da Interseção com oito séculos de antigüidade, e Yúriev Polski com a impressionante Catedral de São Jorge.

SÚZDAL

Súzdal soube combinar com excelente gosto ao longo de seus oito séculos de história os monumentos com um entorno natural simplesmente delicioso. Passear pelas tranquilas ruas com as casas de madeira e suas hortas é todo um prazer e durante o passeio pode-se contemplar o Mosteiro do Manto da Virgem e o Mosteiro de São Alexandre, ambos os dois do século XIII; o Mosteiro da Interseção e o de São Eufemio o Salvador do XIV; a Catedral da Natividade, o edifício mais antigo da cidade e o magnífico Museu de Arquitetura de Madeira e Modo de Vida Camponesa.

A cinco quilômetros da cidade ficam a Fazenda Principesca de Kídeksha, o Templo de Borís e Gleb construido em pedra branca, a Igreja de São Estéfano e seu campanário de forma piramidal.

NÓVGOROD

Nóvgorod é uma das cidades mais antigas da Rússia, de fato, a união desta vila com Kiev significu o nascimento do estado russo antigo. Curiosamente Nóvgorod teve um sistema político baseado na república democrática pelo que sus habitantes elegiam seus governantes, militares, juizes e, inclusive, os príncipes trabalhavam por contrato.

Encontraram-se restos arqueológicos de interesse como as cartas escritas na casca da bétula das que têm-se podido sacar o modo de vida dos povoadores desta maravilhosa cidade. Também serveram junto aos afrescos e iconos para confirmar a importância cultural e artística de Nóvgorod.

Destacam como monumentos a Catedral de Santa Sofía, de muros brancos, construida no século XI; a Catedral de São Jorge situada no Mosteiro Yúriev; a Igreja do Crisma situada na finca de Yaroslav; a Igreja de São Pedro e São Paulo em Kozhévniki e a Torre Kukuy do século XVI.

PSKOV

Pskov pertencia à República de Nóvgorod, a qual assegurava sua independência embora seus origens se remontam muito mais atrás na história.

Ao chegar a invassão tártaro-mogola, Pskov converteu-se em um bastião defesivo de importância pelo que os seus monumentos ainda refletem esta função histórica, pois encontram-se rodeados por um anel de cidades-fortaleza de grande interesse. Conservam-se mais de 80 monumentos de arquitetura russa antiga entre os que destacam o Krom, o Kremlin, a Catedral da Trinidade situada no mosteiro Mirozhski, as Câmaras dos Pogankim e a Catedral da Transfiguração do Salvador, o edifício mais antigo da cidade.

VÓLOGDA

Anel de Ouro
Vólogda

Vólogda está em um entorno natural magnífico rodeada por bosques e pântanos. Esta situação serveu para protegé-la das invasões convertendo-se em refúgio para os que fugiam da crueldade tártaro-mogola.

Sus principais monumentos construiram-se durante o governo de Ivam o Terrível que levantou em pedra o Kremlim e a Catedral da Assunção, de enormes dimensões, realmente formosa. Destacam também o mosteiro Prilutski, situado às afueras da cidade e o Mosteiro Kirilo-Belozerski onde podem-se contemplar os magníficos afrescos do grande Dionisio.

As paragens desta região são fascinantes, de fato foi o primeiro parque natural do país, o Norte Russo.

KIEV

A capital da República de Ucrânia (que extende-se ao longo de 603.700 quilômetros quadrados) é Kiev, situada na márgem direito do rio Dniéper, está considerada como uma das cidades do mundo que mais espaços verdes tem pois estes representam 60 % da área urbana. A ocupação alemã, durante a Segunda Guerra mundial destruiu 80 % dos edifícios e disimou consideravelmente, a população. A estupenda reconstrução da cidade levada a cabo, dos anos 1945 a 1985, a tem convertido na atualidade em uma das cidades mais importantes da Comunidade dos Estados Independentes com uma indústria muito avançada, excelentes centros de investigação científica e médica e um importante setor cultural e artístico.

A importância histórica de Kiev é indiscutível, no ano 885 foi nomeada capital do Reino da Rus’ e graças a seus contatos com o Império Bizantino, se converteu no centro convergente em todas as áreas das povoações ao redor, sem esquecer que foi o berço da primeira igreja russa.

O CENTRO DA CIDADE

O percurso por esta cidade deve começar, sem dúvida, pela Catedral de Santa Sofia situada na Praça de Bogdam Hmel’nickij em cujo centro se levanta a escultura dedicada ao chefe militar Ucrâniano, que dirigiu a liberação do domínio polaco nos anos 1648 e 1654, Bogdam Hmel’nickij. Esta escultura foi realizada por Mikesim em 1888 e simboliza o desejo do povoado Ucrâniano de unificar-se em um somente estado com o russo.

A Catedral de Santa Sofia é o símbolo de Kiev. Construida por Yaroslav em 1037, esta catedral teve como modelo a Basílica de Santa Sofia de Constantinopla, convertendo-se no centro religioso, cultural e político da Rus’ de Kiev. Nela não somente se seguia com fervor o culto ortodoxo e se coroavam reis, se celebravam conselhos de Estado e assembléias populares e se recebiam às delegações diplomáticas de outros países, senão que também se escreveram anais, davam aulas, sendo a sede da primeira biblioteca do país.

Em seu desenho original a Catedral constava de 30 cúpulas com cinco naves e sete galerias. Porém, nos séculos XVII e XVIII nos que se levou a cabo uma profunda reconstrução que modificou seriamente seu aspecto, as 30 cúpulas se reduziram a 19, que variaram também sua forma sendo na atualidade em forma de pera, as galerias exteriores aumentaram com um apartamento a mais e, a fachada ocidental passou a ter estilo barroco. Nos finais do século XIX uma nova restauração converteu esta fachada em um arco e a princípios do século XX se recuperaram 3.000 mt. dos afrescos que em um princípio ocupavam 6.000 mt.

Também pode-se admirar na atualidade 260 mt. de mosaicos do século XI, inscrições medievais de grande valia, o sarcófago de mármore talhado e 6 toneladas de peso que acolhe os restos de Yaroslav, o principal promotor da Rus’de Kiev, o solo de ferro fundido que tem gravados símbolos das religiões mulçumanas e judia, que foram pisados pelos integrantes de outras crenças e o precioso iconostasio de madeira do século XVIII. É interessante o museu do interior da Catedral que expõe periodicamente diferentes mostras, A arqueológicas e sobre o desenvolvimento da cidade.

Além, da Catedral, na Praça Bogam Hmel’nickij encontram-se também o Monastério de Santa Sofia com um impressionante campanário de 76 mt., que finaliza em uma cúpula dourada em forma de pera, característica do estilo Ucrâniano do século XVIII. A um encostado se levanta o refretório, que na atualidade utiliza-se no inverno ao estar dotado de caleifação, o consistório e um pouco mais além o Edifício dos Irmãos.

Outra construção representativa de Kiev é a Porta de Ouro, do século XI, que era a entrada principal à cidade e, da que na atualidade solo ficam algumas partes do muro. Sobre ela se levanta a Igreja da Anunciação, sede de um museu no que se explica a história e função da porta e da igreja que servia de torre de vigilância. Continuando pela Vlaimirskaja encontra-se o Teatro Acadêmico Estadual de Ópera e Ballet Taras Svencenko. Este teatro, que foi reconstruido em 1901 por Sreter, tem sido a sede de trens das obras de compositores tão conhecidos como Rimski-Korsakov e Chaikovski. Próximo dele se levanta uma escultura em homenagem ao principal promotor da música clássica Ucrâniana, o Monumento a Nikolai Lysenko realizada por Kovalev. Também a Vladimirskaja encontra-se a Sala de Conferências da Academia das Ciências, a Casa do Docente, coroada por uma formosa cúpula de cristal, que acolhe o Museu Pedagógico de Ucrânia, o Presídio da Academia de Ciências da Ucrânia e a Catedral de São Vladimiro, levantada com motivo do novo centenário da criação da Rus’ de Kiev seguindo os regras do estilo bizantino. Destacam a fachada e as pinturas do interior de Vaznekov, Vrubel e Nesterov. Para descansar de monumentos, em frente da Catedral encontra-se o Jardim botânico da Academia Fomim, com mais de 200 espécies de plantas de todos os lugares do mundo.

Outro centro cultural de grande importância em Kiev é a Universidade Estadual de Kiev Taras Sevcenko. Desde sua criação a Universidade tem-se destacado por defender idéias progressistas, em 1847, por exemplo, uma sociedadee secreta que tinha sua sede nela defendia a abolição da escravidão que sofriam os servos da gleba, e a democratização da sociedade. O campo é um bom local para passear e impregnar-se do ambiente universitário criado pelos 20.000 estudantes que estudam atualmente, nesta Universidade. Destaca a Biblioteca Central da Academia de Ciências de Ucrânia, cujo edifício foi desenhado por Os’mak, Pavel Alesim e Strosim.

MUSEOS DE KIEV

Anel de Ouro
Museos de Kiev

Próximo à Universidade encontram-se dois dos museus mais importantes da cidade: O Museu Estadual de Kiev de Arte Russa. (Horário: das 10.00 às 16.00 horas, fins de semana, de segunda-feira a sexta-feira das 12.00 às 20.00 horas Nas quintas-feiras permanece fechado). Criado em 1922 como Galeria de Pintura, apresenta na atualidade, uma excelente mostra de arte do século XII até nossos dias. Suas peças mais apreciadas são os iconos “A Degolação de São João Batista” e a “Última Ceia”, retratos tanto da realeza como de personagens famosos e anônimos, paisagens como “A Tempestade” de Ajvazovskij, a “Noche Salvaje” de Siskim e as pinturas de Nikolaevic. Destacam também a coleção de obras de Vrubel e a dos Ambulantes, estes pintores ofereceram um fiel reflexo da sociedade, através de exposições itinerantes. Em suas obras se denunciava a situação crítica dos mais desfavorecidos como pode-se apreciar em “Campesina com bastão” de Kramskoj, “O inocente” de Perov, “La Deportacióm dos Prisioneros” de Makovskij e “Os Burlaki do Volga” de Vasili Vasilevic. Nas salas do segundo andar encontra-se os pintores russos contemporâneos que mudaram a denúncia da situação rural dos ambulantes, pela denúncia social do estado dos obreiros e seu entorno, como pode-se apreciar nas pinturas de Korovin, Stepanov, Koncalovskij e Sarjam, entre outros.

O Museu Estadual de Arte Ocidental e Oriental de Kiev. A coleção divide-se na parte dedicada a Ocidente, com peças que vão desde esculturas gregas e romanas, cerâmica etrusca, medalhões escitas, iconos bizantinos, pintura italiana com quadros tão valiosos, como “A Virgem com o Ninho” de Belliniou “São Jorge” de Donatello, pintura espanhola com gravados de Goya, como máximo expoente, pintura holandesa e flamenca e arte francês do XVIII com esmaltes de Limoges, “Retrato de um homem” de Subleyras e uma cadeira litera, entre outras peças.

Nas salas dedicadas a Oriente pode-se ver uma estupenda mostra de arte egípcia, tibetano, mongol, índio, peças chinesas de incalculável valor como rolos de seda do século XIX, jades e gravados, budas de Nepal, máscaras de Indonésia e gravados e armas japonesas.

Depois da visita a estes dois interessantes museus o percurso continua por uma das partes mais antigas da cidade, o Podol. Para chegar a esta antiga cidadela fortificada se toma a Costa de São Andrés na que encontra-se a Igreja de São Andrés desenhada por Rastrelli e construida por Micurim entre os anos 1747 e 1753. Esta igreja conta com cinco cúpulas verdes que contrastam com o branco e azul do resto do exterior do edifício. No interior destaca o precioso inconostásio de Antropov, Borispol’c e Levickij-Nos. Aos sábados se interpretam concertos de música antiga russa e ucrâniana. Não o perda. Em frente desta igreja encontra-se o Museu Histórico Ucrâniano, que permanece fechado até a última quinta-feira do mês. Ao longo de 39 salas se expõem restos arqueológicos e etnográficos, moedas, armas e cerâmicas. São muito interessantes as reconstruções do modo de vida dos escitas e os sármatas. Também conta com uma sala na que se contam as trocas políticas sofridos no século XX.

PRAÇA CERVONAJA

A Costa de São Andrés desemboca na Praça Cervonaja, centro vital de Podol. Neste bairro da parte baixa da cidade se concentravam os artesãos e comerciantes. No centro desta praça encontra-se a Casa dos Comerciantes, que deve sua atual aspecto à reconstrução feita por Melenskij após o incêndio que sufreu, em 1811. Este edifício concentrava os comércios da época num pátio interior que tinha seis saídas. Cada rama tinha sua rua e o número de lojas podia ser de mais de cinquenta. Também na Praça Vermelha encontram-se o Palácio de Contratação, a Academia Mogiliana na que se formaram grandes intelectuais e científicos desde 1631, a Fonte de Sansão de Griogorovic-Barskij na que pode-se ver a São Andrés bendizendo as colinas que circundam a cidade, e o Monumento ao Filósofo Grigorij Skovoroda. Nas aproximidades da praça encontram-se a Casa de Mijail Bulgakov, importante novelista russo, a Pocta situada em uma encantadora casinha de conto, com os muros pintados de amarelo e branco e o telhado em cor verde, a Estação Fluvial de Passageiros na que pode-se embarcar para fazer um pequeno cruzeiro pelo rio Dniéper e o Parque da Colina de Vladimiro, cujos terraços pode-se desfrutar, com uma das vistas mais formosas de Kiev e admirar o Monumento ao Príncipe Vladimiro Svjatoslavic desenhado por K.A. Tom, e inaugurado em 1853 e o Monumento Comemorativo da União de Ucrânia e Rússia, de 1982, com um impressionante arco de 50 mt. de altitude.

ULICA KRESCATICK

A rua na que transcorre a vida diária de Kiev é a Ulica Krescatick. Ao longo de seu quilômetro e meio Pode-se ver edifícios tão importantes como o Museu Taras Sevcenko, fazendo um percurso pela vida do pintor e poeta ucrâniano, o Teatro Acadêmico de Prosa Lesja Ukrainka, no que representam as melhores obras teatrais em prosa, o Museu de Arqueologia, o Teatro de Arte Dramática Ivam Franko de interior rococó desenhado por Gorodekckij, e o Conservatório totalmente destruido na Segunda Guerra Mundial e, reconstruido em somente três anos, de 1955-1958. Quando esta artéria atinge a altitude da Praça da Revolução de Ocubre tem chegado o momento de repousar uns momentos para desfrutar com o Monumento à Revolução de Outubro e, sobretudo com a animação que se respira, pois é o centro de reunião dos habitantes de Kiev. Continuando pela Ulica Krecatick chega-se ao Palácio da Cultura de Outubro reconstruido totalmente, após a Segunda Guerra Mundial e dali à Praça da Juventude Comunista na que encontra-se o Museu de Lenim e a Filarmônica de Kiev.

Muito perto encontra-se o Museu Estadual de Arte Figurativa Ucrâniana. (Horário: segunda-feira e quarta-feira das 12.00 às 20.00 horas Os demais dias das 10.00 às 18.00 horas., exceto às sexta-feira que fecha). Nele pode-se ver excelentes iconos que vão desde o século XII até o XVII como “A Intercessão da Virgen”, “Os Apóstolos Pedro e Paulo” e “São Jorge”, entre outros, retratos dos séculos XVII e XVIII tipicamente ucrânianos, como “Cosaco que toca uma bandurria” ou “Cosaco Mamaj”, e pintura Ucrâniana do XIX e do XX com obras de Levickij, Borovickij, Trutovskij, Pimonenko e Sevcenko, entre outros pintores de importância.

Na Ulica Kirova se levantam os edifícios que acolhem às principais instituições políticas da República de Ucrânia: o Palácio do Conselho de Ministros de Ucrânia situado em um palácio desenhado por Fomim e Abrosimov nos anos 30 e o Soviet Supremo da República de Ucrânia, de pedra branca. Outras construções de interesse são o Palácio Mariinskij, reconstruido após o incêndio de 1819 por Maevskij, o Parque da Glória Eterna, erguido em memória dos soldados que morreram perante as tropas de Hitler, durante a Segunda Guerra Mundial. Em seu interior encontra-se o Museu Estadual da História da Grande Guerra Patriótica de 1941-1945, que está rematado, por uma estátua de 72 mt. de altitude de Borodaj denominada a Estátua da Mãe Pátria.

MONASTERIO DAS GRUTAS

Outro ponto de grande interesse em Kiev é o Monastério das Grutas. (Horário: de 9.30. às 18.00 horas. todos os dias. Terças-feiras, fechado). Suas origens se remontam ao século XI e recebe seu nome das grutas naturais às que os monges se retiravam para meditar e, nas que se deixavam os corpos uma vez falecidos, para que, graças à temperatura e umidade que mantém, se momificaram por si mesmos. Estas grutas têm dois metros de altura e um e meio de comprimento. Em seu interior se construiram igrejas subterrâneas como a de São Teodósio e a da Anunciação.

O mosteiro encontra-se rodeado na atualidade por umas muralhas de 7 mt. de altitude mandadas construir por Pedro I. A muralha tem em cada esquina uma torre, em total quatro, a Ivama Kusnika, a torre do Relógio, a Onufrievskaja e a Maljarnaja. A entrada é a Porta da Trindade sobre a que se edificou a Igreja da Trindade. Destruida por um incêndio, em 1718 foi reconstruida treze anos depois, por Stefanovic. Destacam os afrescos da escola iconográfica nacional do interior. Aos lados da Porta encontram-se as antigas celdas dos monges que atualmente se utilizam como pequenas salas de exposições. Em frente das celdas estão instalados em distintas exposições, objetos de metais preciosos, tecidos e bordados e gravados de distintas épocas. Muito curiosa resulta a dedicada às Microminiaturas de Mikola Sjadristyj cujas peças somente pode-se contemplar através de um microscópio.

A esquerda da entrada encontra-se a Igreja de São Nicolás do século XVIII com uma formosa cúpula azul com estrelas de ouro como adorno. Em suas origens foi um hospital, passando a ser na atualidade uma sala de exposições. Na antiga enfermaria está hoje o Museu do Teatro, a Música e o Cine de Ucrânia. Fácil de distinguir dentro deste conjunto arquitetônico graças a seus 96 mt. de altitude é o Campanário grande, com quatro andares de altitude, rematados por uma formosa cúpula dourada. Realmente interessantes as enormes campainhas fundidas no próprio atelier do mosteiro e o relógio de pêndulos, que tem sido substituido em várias ocasiões até ser ocupado pelo realizado por Enodim em 1903. O primeiro edifício construido no mosteiro foi a Catedral da Dormicióm que resultou quase destruida durante a Segunda Guerra Mundial, exceto uma pequena parte que pode-se visitar.

Também foi destruido o Economato, embora foi recuperado graças a uma difícil restauração nos anos 60. Muito perto encontra-se o edifício da imprensa do mosteiro, o Edifício Kovnir, que também alojava a padaria. Desde que desta imprensa saiu o primeiro livro em 1615, não tem deixado de ser um centro vital para a cultura da República de Ucrânia. Atualmente é a sede do Museu do Livro e a Arte da Impressão da República Ucrâniana que pode-se contemplar a evolução nesta matéria desde os primeiros alfabetos em eslavo até as melhores impressões da União Soviética. O Edifício Kovnir também aloja o Museu de Objetos Preciosos de Valor Histórico da República de Ucrânia com peças de grande valor, com um colar de ouro como jóia da coleção, na que pode-se admirar a maestria dos ourives da Rus’ de Kiev e também dos joalheiros russos e armênios.

A Igreja de Todos os Santos, situada atrás do Economato, é uma das melhores construções da arquitetura Ucrâniana do XVII desenhada por Dimitri Aksamitov.

Está rematada por uma cúpula dourada, seguindo os protótipos das antigas igrejas de madeira. Os iconostásios do interior resultam realmente curiosos, pois tem como motivo os retratos do Príncipe Vladimiro Svjatoslavic e Constantino, imperador de Bizancio, em lugar dos arcanjos típicos do culto ortodoxo. Muito perto levanta-se a Igreja do Salvador, com preciosos afrescos em seu interior, tinha como finalidade ser a última moradia dos Príncipes de Kiev.

Outros edifícios de interesse dentro do Monastério são a Casa do Metropolita, quer dizer a casa da máxima autoridade religiosa do mosteiro, a Biblioteca Flavjam, com mais de 15.000 obras, o Museu de Artes Populares Decorativas da República da Ucrânia, com uma mostra de roupas, tapetes, cerâmicas, peças de cristal e madeira e uma curiosa coleção de ovos de Páscoa pintados, e o antigo Refeitório de estilo barroco Ucrâniano.

Nas Grutas Próximas, na parte mais ao sul do mosteiro, destacam a Igreja da Exaltação da Cruz com uma decoração interior realmente impressionante e o Campanário rematado por uma cúpula dourada. Nas Grutas Distantes encontram-se a Igreja da Concepção de Santa Ana com afrescos de Kvjatkovskij que também pintou a Igreja da Natividade da Virgen.

A PERIFERIA DE KIEV

Fora da cidade estão rodeadas por preciosos parques a beira do rio Dniéper. Todos os parques de Kiev estão unidos ao Parque Central da Cidade de Cultura e Descanso, com 260 hectares de extensão. O mais antigo, 1810, é o Parque do túmulo de Askold desenhado, para acompanhar a túmulo de Askold que morreu por defender a cidade no ano 1782. Outros parques de interesse são o Dneprovskij Park, o Parque aquático e, com mais de 10.000 espécies de plantas, o Jardim Botânico da Academia de Ciências de Ucrânia no qual, além, pode-se visitar o Monastério Vydubickij construido nos anos 1070 e 1077. Também é muito interessante a Igreja de São Cirilo, de 1140, em cujo interior pode-se ver excelentes afrescos do século XII e pinturas de Vrubel. Muito perto desta igreja encontra-se o Barranco de Baba no qual foram exterminados 250.000 habitantes de Kiev durante a ocupação alemã que sofreu a cidade durante a Segunda Guerra Mundial.

MUSEU AO AR LIVRE DE ARQUITETURA DE MADEIRA

A cinco quilômetros de Kiev seguindo o curso do rio Dniéper pela sua beira oriental, encontra-se o Museu ao ar livre de Arquitetura de Madeira. Inaugurado em 1976, este museu que na realidade é um parque, tem recolhido edifícios populares de distintas épocas, todos eles representativos de 25 regiões da Ucrânia.

No interior das construções se expõem os objetos que se podem encontrar em qualquer um deles, estando situados na zona e, no tempo que lhe corresponde.

Na atualidade se levantam 500 edifícios sem contar os moinhos de vento que salpicam de vez em quando este maravilhoso entorno. Dentro de cada região se levantam distintos edifícios representativos, igrejas, granjas e de serviço público.

O museu divide-se em quatro seções:

Seção do Dniéper médio. Recolhe a zona de Kiev e Circasia. Levanta-se uma casa de um brazeiro que reflete a miséria na que viviam os servos da gleba, uma igreja e uma escola paroquial.

Seção de Sloboda e Poltava. Casas brancas com decorações de cores vivas muito mais confortáveis que as anteriores. Também pode-se ver a região de Polesia com uma ferraria, uma granja de 1587 e a casa de um apicultor.

Seção de Podolia. Uma decoração muito mais viva tanto no exterior como no interior das casas. Pode-se ver uma granja de um campones rico, uma de um pobre, outra com um moinho adosado e uma taberna.

Seção de Ucrânia Meridional. Com um moinho de pedra, como máximo atrativo.

Fonte: www.rumbo.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+