Breaking News
Home / Turismo / Uttar Pradesh

Uttar Pradesh

PUBLICIDADE

Uttar Pradesh tem ao Ganges, rio sagrado, como coluna vertebral. Neste território, o mais povoado da Índia, confluem múltiplas etnias e religiões junto a paisagens muito variadas que vão desde o Himaláia no norte, a planície do Ganges no centro e o planalto de Vindhya Range no sul.

Agra

Agra, antiga capital do país, conserva uma estrutura medieval de intrincadas ruazinhas nas que destaca impressionante a Fortaleza, construção de 1565, rodeada de uma muralha de 20 m. de grossura e doisquilômetros e meio de perímetro.

O acesso realiza-se pela Porta Amar Singh e no interior pode-se admirar entre outros edificios a Moti Masij, Mesquita da Pérola, construida em mármore, o Salão de Audiências Públicas e o de Audiências Privadas, o Palácio de Jehangir que mistura estilo hindu com o centro asiático, o Khas Mahal, palácio privado de mármore branco e o Palácio do Espelho, Shish Mahal, vestuário do harém cujas paredes existem espelhos incrustados.

Aliás, o monumento que tem dado fama mundial à Agra e, que tem-se convertido no símbolo da Índia o Taj Mahal. Mausoléu que o imperador Shah Jaham mandou construir em 1631, em homenagem a sua amada esposa Mumtaz Mahal, a dama do Taj, falecida ao dar à luz a seu décimo quarto filho, em 1629.

A construção na que participaram 20.000 pessoas, não findou até 1653 e constitui a mostra mais representativa da arquitetura mongol. O arquiteto principal, Isa Khan, desenhou este conjunto em um retângulo de 508 por 304 metros, com um jardim central franqueado nos quatro lados por pavilhões de planta octogonal.

O mausoléu construido totalmente em mármore branco levanta-se sobre um basamento de mármore com um minarete, também branco, em cada um dos cantos que alcançam os 41 m. de altura. O corpo central consta de quatro pequenas cúpulas que rodeiam uma maior situada no meio.

Na cripta deste edifício de dois andares repousam os restos deste casal. Se o conjunto arquitetônico por si mesmo resulta impressionante a decoração conhecida, como pedra dura na que os pequenos detalhes como os arabescos florais e os motivos geométricos em semi-relevo com pedras preciosas, entre outros, são magníficos convertendo esta construção em uma peça única.

Cruzando o rio Yamuna pela ponte de dois andares encontra-se Itimad-ud-daulah, o túmulo de Mirza Ghiyas Beg; realizado em mármore e com decoração de pedra dura é um claro antecedente do Taj Majal. A umquilômetros em direção norte levanta-se o Túmulo Chinês, Chini Ka Rauza coroado por uma enorme cúpula.

Também são de interesse nesta zona, Ram Bagh, o jardim mongol mais antigo, a mesquita Jami Masjid, o Kinari Bazar, mercado velho de grande encanto e o Templo de Dayal Bagh que ainda está sendo construido e permite ver o trabalho da pedra dura no mármore.

Sikandarabad

A 12 quilômetros em direção noroeste está Sikandarabad. O máximo atrativo desta cidade é o Mausoléu de Akbar situado no centro de um precioso jardim. A construção mistura estilos Hindus e árabes, conta com um minarete de três andares a cada lado do edificio de areia calcária vermelha com incrustações de mármore branco. Chega-se ao túmulo através de quatro portas, cada uma de um estilo hindu, muçulmanos, cristã e outra mistura de todos.

Fatehpur Sikri

Um pouco mais longe, a 35 quilômetros de Agra, levanta-se sobre uma plataforma rochosa Fatehpur Sikri ruinas imperiais da antiga capital mongol. Rodeada por uma muralha de 6 quilômetros no interior encontram-se vários edifícios construidos em pedra vermelha muito originais, destacam a Mesquita Jami Masijd com a Bulam Darwaza, porta de entrada de grandes dimensões e o túmulo do santo Shikh Salim Chisti, rodeado por celosías de mármore como máximos atrativos, o Palácio de Jodh Bai com colunas Hindus e cúpulas muçulmanas, o Birbal Bhavan, formosamente decorado, o Karawam Serai, pátio rodeado de posadas que utilizavam os comerciantes que iam de passeio, o Hiram Minar, minarete de 21 m. de altura, que salientam uns cornos de elefante, a Casa de Miriam, a Sala de Audiências Públicas e a de Audiências Privadas com uma única coluna de pedra e o Panch Mahal de cinco andares.

Mathura

Mathura situada a 50 quilômetros de Agra é o lugar de nascimento de Krishna pelo que é uma cidade à que acodem milhares de peregrinos para homenagear este deus. Existem numerosos templos entre os que destacam o Santuário de Dwarkadhish, situado no lugar exato, onde nasceu a encarnação de Vishnu e o Gita Mandir. São realmente curiosas as ghats para o banho que costumam estar cheias de grandes tartarugas e os animados bazares lotados de objetos ritualísticos e doces.

Brindavan

Outro lugar de peregrinação é Brindavan, a 10 quilômetros de Mathura, com templos de diferentes estilos como o Templo Rolho, de grandes dimensões, o Gopi math, o Jugal Kishor, o Radha Ballabh e o Madam Mohan.

Kanpur

Na zona central de Uttar Pradesh encontra-se a cidade mais industrializada desta região, Kanpur. Especializada em artigos de couro e têxteis seus máximos atrativos estão nos mercados e na Igreja Memorial, a qual pode-se ver os nomes dos cidadãos britânicos mortos durante a revolta contra a Companhia das Índias Orientais, em 1857.

Lucknow

A capital de Uttar Pradesh, Lucknow, conta com formosos edifícios históricos de um estilo arquitetônico próprio, baseado no mongol mas com o tijolo e o estuco como elementos originais.

Destacam-se o Bara Imambara, construida em 1784 para aliviar a fome; consta de uma sala abovedada de 50 m. de largura por 15 de altura, uma rede de passagens subterrâneos atualmente bloqueados, um labirinto na planta superior, uma mesquita à que não podem entrar os não muçulmanoss e um poço sem fundo, a Rumi Darwaza, porta de grandes dimensões que é uma réplica da que encontra-se Nestambul, o Hussainabad Imambara com um amplo pátio no que pode-se contemplar um tanque com imitações do Taj Mahal a cada lado, o edifício central com formosas cúpulas e minaretes e o trono coberto de prata do nawab, a Torre do Relógio de 67 m. de altura, a Residência Britânica que conserva-se tal e como ficou após a revolução dos cipaios com marcas dos disparos dos canhões e um cemitério onde repousam os restos de 2.000 pessoas, Nadam Mahal mausoléu mongol e o Colégio Martiniere, construido por Claude Martin misturando elementos muito diversos como gárgolas góticas com colunas coríntias. Pode-se assistir em Lucknow concertos de música clássica indostani, já que surgiu nesta cidade, e às atuações de Kathak, uma escola de dança tradicional. Também é o centro espiritual dos chiítas podendo presenciar as impressionantes celebrações de Muharram, onde os penitentes batem a si mesmos com um chicote, não fique muito perto.

No leste de Uttar Pradesh destacam, sobretudo três cidades: Allahabad, Varanasi e Jaunpur.

Allahabad

Allahabad é a cidade onde confluem o Ganges e o Yamuna convertendo-a em um lugar excelente para a purificação. As cerimônias religiosas animam a vila e sobretudo durante a Maha Kumbh Mela que celebra-se cada 12 anos e acodem peregrinos do mundo todo.

Como monumentos históricos destacam o Forte de Akbar com três formosas portas e altas torres, a Coluna de Ashoka cuja visita não está permitida, a Árvore Eterna desde cujos galhos pulavam ao vácuo os peregrinos, Anand Bhawan, residência famíliar do Pandit Nehru, o Khusru Bagh, jardim que contém o mausoléu de Khusru e sua família, a Catedral de Todos os Santos com formosas vidraçarias e o Museu da Cidade com uma coleção de miniaturas rajastaníes, figuras de terracota e pinturas e esculturas.

Varanasi (Benarés)

Varanasi é conhecida como a cidade eterna. Chamada Kashi e Benarés em tempos passados na atualidade continua sendo o lugar de peregrinação mais importante de toda Índia, além do símbolo do renascimento hindu.

O máximo atrativo de Varanasi encontra-se nos Ghats, degraus desde os que os peregrinos descem o rio sagrado, o Ganges, povoados de todo tipo de pessoas, brahmanes, jovens fazendo yoga, mulheres banhando-se com suas saris, velhos que chegam para morrer nesta cidade, mendigos e nos ghats crematórios pode-se contemplar a incineração dos falecidos.

Outros lugares de interesse são o Templo Dourado com suas torres cobertas por três quartos de tonelada de ouro e o poço do conhecimento, a Grande Mesquita de Aurangzeb com minaretes de 71 m. de altura, o Templo Durga conhecido como o Templo do Macaco já que está habitado por numerosos membros desta espécie, o Templo de Tusi Manas, de estilo shikara, a Bharat Kala Bhawam do campus da Universidade de Benarés com uma excelente coleção de miniaturas e esculturas antigas, o Novo Templo Vishwanatah que pode-se visitar por toda qualidade de crentes, como o Templo de Bharat Mat inaugurado por Gandhi, (lembre que na maioria dos templos não está permitida a entrada aos hindus) e o Forte Ram magar com um interessante museu que expõe palanquines antigos, selas de elefante e um arsenal antigo.

Jaunpur

Jaunpur tem como principais pontos de interesse as funerárias de Atala Masjid e a de Jami, o Forte de Feroz Shah e a Ponte Akbari.

Outros Pontos de Interesse de Uttar Pradesh

Merece a pena visitar também Sarnath com a Stupa Dhamekh e a Dharmarajika e uma Coluna de Ashoka, Sravasti, lugar sagrado para budistas e jainistas, Kusinagara cidade onde morreu Buda e Ayodhya, onde pode-se contemplar os rituais do hinduismo ortodoxo.

Ao sul de Uttar Pradesh destacam-se a Fortaleza Medieval de Kalinjar, os antigos Templos de Deogarh e a Fortaleza e o Museu de Antigüidades Regionais de Jhansi.

Para o oeste desta região encontram-se dois lugares de uma grande beleza natural, Rishikesh e Dehradun.

Montanha e Paisagens

Além do Himalaia que extende-se para o norte de Uttar Pradesh conta com abundantes estações de montanha como Mussorie, Joshimath, Nainital, Almora e Kausani entre outras.

Como paisagens maravilhosas destacam Pindari, os Glaciares Milam, o Vale das Flores, Gangotri e Yamãotri, nascentes do Ganges e Yamuna respectivamente e o Parque Nacional Corbett reserva de tigres, elefantes, leopardos, panteras, crocodilos, aves e diferentes classes de cervos.

Também pode-se contemplar templos formosos como os de Kedarnath, Badarinath, Baijnath, Champavat e Pandukeshwar, entre outros.

Fonte: www.rumbo.com.br

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.