Breaking News
Home / Turismo / Economia de Taiwan

Economia de Taiwan

PUBLICIDADE

Taiwan é a maior economia do mundo em 17, o maior exportador e maior importador de 14 16, eo terceiro maior detentor de reservas cambiais, com mais de EUA $ 180 bilhões.

Depois de 1949 a produtividade na agricultura de Taiwan aumentou. Este foi o resultado de reformas agrárias que foram iniciados por Chiang Kai-shek após seu governo KMT passou de Nanjing para Tai’pei. O investimento estrangeiro foi importante para Taiwan durante a década de 1960, por isso desenvolveram zonas de processamento de exportação com algumas tentações concebidas para trazer mais investidores estrangeiros.

A ênfase se moveu lentamente à tecnologia ou capital intensivo mercadorias do que de bens intensivos em trabalho durante os anos 1980. Desregulamentação de várias áreas financeiras (bancos, mercado de ações, comércio, finanças, etc) durante a década de 1990 foi uma tentativa de liberalizar a economia e era um sinal do desejo de Taiwan de entrar na Organização Mundial do Comércio.

É evidente estas políticas têm sido bem sucedidas como Taiwan tem um dos mais altos padrões do mundo da vida. Também um dos da Ásia “quatro tigres”, juntamente com a Coreia do Sul, Cingapura e Hong Kong, Taiwan capita por produto nacional bruto (PNB) subiu de US $ 1100 em 1950 para cerca de 11.600 dólares em 1990.

O produto interno bruto durante a década de 1990 foi 216,5 bilhões dólares, com a produção responsável por cerca de 37 por cento, e os serviços compõem a maior parte com cerca de 60 por cento.

Taiwan teve uma das economias que mais crescem nos últimos cinco décadas, e seu desenvolvimento tem sido elogiada como um “milagre econômico”.

Taiwan tem gradualmente alta teched suas indústrias ao longo das últimas duas décadas e, atualmente, tem o hardware informação quarto maior e indústrias de semicondutores do mundo. Inovador, de alta qualidade “Made in Taiwan” produtos são vendidos em todo o mundo. Em janeiro de 2002, Taiwan entrou para a Organização Mundial do Comércio (OMC), tornando-se um parceiro oficial no sistema de comércio mundial. Hoje, o governo está promovendo vigorosamente uma economia baseada no conhecimento e modernização industrial para transformar Taiwan em uma “ilha de silício verde” de produção de alto valor agregado.

Indicadores macroeconômicos

Bruto de Taiwan nacional bruto (PIB) em 2002 foi de 289,3 bilhões dólar EUA, com PIB per capita atingir EUA $ 12.916. Nesse mesmo ano, o produto interno bruto (PIB) foi de 281,9 bilhões dólares EUA. Contribuição da agricultura para a economia continuou a diminuir, representando apenas 1,86 do PIB.

A participação do setor industrial do PIB também caiu, passando de 31,09 por cento em 2001-31,05 por cento em 2002. Enquanto isso, em 67,10 por cento do PIB, o setor de serviços continuou a constituir o grosso da economia de Taiwan e empregou a maior parte da força de trabalho em 57,3 por cento.

Comércio

A falta de recursos naturais e um mercado interno relativamente pequeno fizeram Taiwan dependente do comércio exterior, o que constitui mais de 80 por cento do PIB. Consequentemente, isso permitiu que Taiwan para gerar uma das maiores do mundo, reservas cambiais.

Em 2002, o comércio exterior de Taiwan totalizaram EUA 243,1 bilhões dólares, com as exportações aumentando em 6,29 por cento, para chegar a 130,6 bilhões dólares EUA e as importações subindo 4,94 por cento, para bater EUA 112,5 bilhões dólares.

Exportações

Os Estados Unidos, Hong King e Japão são os principais compradores de produtos de Taiwan, representando 53,3 por cento do total das exportações em 2002. Principais produtos de exportação incluem máquinas elétricas, aparelhos mecânicos, plásticos, têxteis, ferro e aço.

Em 2002, as exportações de Taiwan para Hong Kong totalizaram EUA $ 30,9 bilhões, um aumento de 14 por cento do ano anterior, principalmente devido ao comércio indireto com a China. Isso resultou em um superávit comercial dos EUA com 29,1 bilhões dólares de Hong Kong, que importou 23,6 por cento das exportações de Taiwan que ano.

As exportações para os Estados Unidos totalizaram 26,8 bilhões dólar EUA em 2002, resultando em um superávit comercial de 8,63 bilhões dólares EUA.

Confiança sobre os EUA diminuiu nos últimos anos devido à liberalização econômico de Taiwan e da internacionalização. Quinze anos atrás, mais 40,0 por cento do total das exportações de Taiwan foi para os EUA, em 2002, este número caiu para 20,5 por cento.

A Europa tem sido alvo de diversificação de mercado Taiwan política. Em 2002, as exportações para a Europa totalizaram EUA $ 18,6 bilhões, representando 14,2 por cento do total das exportações de Taiwan. No passado, Taiwan normalmente registrado um déficit comercial com a Europa, no entanto, essa situação foi revertida desde 1999. Em 2002, o superávit de Taiwan com a Europa foi EUA $ 3,9 bilhões.

Com a criação da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), Sudeste da Ásia emergiu como um novo mercado para Taiwan e segundo lugar favorito para Taiwan investidores depois da China. Em 2002, as exportações para os países da ASEAN responderam por 12,2 por cento do total das exportações de Taiwan.

Importações

Em 2002, o valor global das importações de Taiwan foi EUA 112,5 bilhões dólares americanos, até 4,94 por cento do ano anterior. As principais importações incluem máquinas elétricas, aparelhos mecânicos, combustíveis minerais, e instrumentos de precisão. A principal fonte de importações é o Japão, que em 2002 representaram 24,2 por cento fro, ou EUA $ 27,3 bilhões, do total das importações.

Muitas indústrias de Taiwan dependem fortemente de peças e tecnologia de fabricação do Japão, particularmente as indústrias da informação e automotivo. Embora tenha havido uma exceção de poucos, as importações do Japão cresceram quase continuamente, levando a um déficit comercial sério. Hoje, as importações do Japão são muitas vezes maiores do que eram há 20 anos, passando de cerca de EUA $ 3,0 bilhões em 1980 para 27,3 bilhões dólares EUA em 2002.

Segundo maior fornecedor de Taiwan é os Estados Unidos, que responderam por 16,1 por cento, ou EUA $ 18,1 bilhões, do total das importações em 2002.

Coletivamente, os países da ASEAN desde 14,7 por cento das importações de Taiwan em 2002, enquanto as importações da Europa representaram 13,0 por cento.

Laços econômicos com a China

Apesar da ausência de ligações de transporte direto, os laços econômicos entre os dois lados do Estreito de Taiwan tem crescido consideravelmente ao longo da última década. De acordo com o Conselho de Assuntos continente, o valor do comércio bilateral em 2002 foi de EUA $ 37,4 bilhões. Exportações de Taiwan para a China, que consistem principalmente de matérias-primas industriais e componentes, aumento de 34,3 por cento sobre 2001, para responder por 78,8 por cento do comércio indireto, ou 29,45 bilhões dólares EUA. As importações da China representaram 21,2 por cento do restante do comércio indireto, com crescimento de 34,7 por cento, para atingir 7,95 bilhões dólares EUA.

Entre 1991 e 2002, aprovada pelo governo investimentos na China totalizaram EUA $ 27,3 bilhões, tornando a área a melhor escolha para o investimento das empresas de Taiwan. Muitos fabricantes de Taiwan nas mão de obra intensiva, eletrônicos e indústrias de TI criaram fábricas na China para tirar vantagem de sua mão de obra barata e baixos custos gerais. Muitos desses fabricantes recebeu as suas ordens em Taiwan, produzem suas mercadorias na China, e em seguida, enviar os produtos acabados diretamente de suas fábricas na China para os compradores estrangeiros.

Como o mercado na China continua a abrir, cada vez mais grandes empresas de Taiwan nos plásticos de informação, e as indústrias de alimentos e bebidas são a criação de projetos de grande escala na China.

Como empresários taiwaneses investir em atividades que não o fabrico de exportação, os investimentos começaram a se espalhar para além da costa leste das províncias de Fujian e Guangdong. Hoje, as empresas de Taiwan estão se movendo para o interior e estabelecer escritórios na China para lidar com imóveis, seguros, banca e turismo.

Ao longo dos últimos anos, a dependência do comércio com a China tornou-se uma grande preocupação. Em 2002, a China respondeu por cerca de 15,4 por cento do volume total do comércio de Taiwan (22,6 por cento de 7,1 por cento das exportações de Taiwan e importações, respectivamente).

O êxodo em massa de empresas de Taiwan para a China levou o governo a adotar o “Sem pressa, ser paciente” política sobre a China ligados investimentos em 1996. Apesar da preocupação, no entanto, esta política foi substituída em agosto de 2001 com a política mais liberalizado a “liberalização pró-ativa com uma gestão eficaz.”

Fonte: www.asianinfo.org

Economia de Taiwan

Dentro dos cinqüenta anos, Taiwan teve e continua tendo o rápido crescimento econômico e as realizações espetaculares, representando, assim, o chamado “Milagre de Taiwan”. De fato, a transformação da República da China em Taiwan da pobreza à prosperidade, do atraso à modernização, não ocorreu da noite para o dia, foi o resultado árduo do povo de Taiwan.

Cada passo que percorremos durante esta última metade do século, os momentos díficeis e fáceis são como advertências, mas também servem como aprendizagens para que possamos enfrentar os mais diversos desafios que encontraremos no futuro.

Elementos de sucesso

Durante as décadas de 1940 e 1950, a sociedade e a economia de Taiwan se encontravam em um estado precário, todos levavam uma vida difícil e o futuro da ilha era incerto e nada promissor, Como, então, Taiwan conseguiu converter-se em um país próspero, passar dos trapos à riqueza, na década de 1980?

Detacamos aqui alguns elementos responsáveis dessa virada.

Ambiente externo

Depois da II Guerra Mundial, as organizações comunistas se infiltraram e instigaram revoltas em muitos países em desenvolvimento. As que tiveram êxitos derrubaram os velhos governos e estabeleceram novos regimes. Como estes novos regimes adotaram sistemas econômicos planejados, suas economias na maioria dos casos se viram paralisados. Os revolucionários que fracassaram continuaram com sua insurreição.

As nações colonizadoras exigiram a independência uma após outra. Enquanto lutavam pela independência, a maioria sofreu um grande período de guerra e desordem. Mesmo se tinham êxito careciam de experiência para governar e nas facções buscavam benefícios pessoais, provocando lutas e disputas internas, assim com calamidades e catástrofes humanas em geral.Esta luta colocou mais obstáculos no desenvolvimento econômico.

A maioria dos países desenvolvidos surgiram das ruínas da II Guerra Mundial nos dez anos seguintes a seu fim. Inclusive as nações como Japão e Alemanha, que foram derrotadas, recuperaram sua vitalidade e sua atividade no cenário mundial. Enquanto isso, a Grã Bretanha e os Estados Unidos emergiram como os dois países mais ricos do mundo. Nesse ambiente, a competição internacional não era intensa, e, em geral, as indústrias das nações desenvolvidas nao estavam ameaçadas pelos artigos de consumo importado. Portanto, estas nações eram mais abertas e mais propícias ao livre comércio.

Foi neste momento que a economia de Taiwan começou a ascender. A exportação de arrtigos ia bem e os produtos manufaturados sempre tinham um mercado.

Taiwan, nessa época, quase não tinha concorrência no mercado internacional, pois a Coréia só entrou no cenário no final de 1960. Sob essas condições favoráveis, o comércio exterior de Taiwan começou a desenvolver-se a passos gigantes, impulsionando um grande crescimento econômico.

Condições internas

Em geral, Taiwan desfrutou das seguintes condições: uma sociedade estável; um sistema educativo universal obrigatório em contínuo avanço; uma população trabalhadora e moderada; as corretas estratégias e medidas de desenvolvimento; e um gorverno responsável.

Estabilidade e harmonia social

A sociedade de Taiwan ganhou a estabilidade despois de 1950. O povo tem a meta comum de “sobreviver e desenvolver-se” e o espiríto competitivo se dissolveu em toda a sociedade. Todos os cidadãos se dispuseram a trabalhar juntos pelo desenvolvimento do país.

Educação para todos

Uma sólida base acadêmica ajuda imensamente a absorção de novas idéias e a coordenação de políticas governamentais. Antes da década de 70, o povo freqüentava obrigatoriamente a escola pelo menos seis anos; em 1968, o Governo estendeu a educação obrigatória a nove anos. Enquanto isso, foram criados institutos tecnológicos e de formação vocacional para satisfazer as necessidades do setor industrial que avançava de maneira contínua.

Hábitos de poupança e o trabalho duro

Antes da década de 80, para meljorar o padrão de vida, muita gente mantinha dois trabalhos nas fábricas e, às vezes, trabalhava horas extras durante feriados e nos finais de semana com o fim de ganhar mais dinheiro. Na década de 80, a taxa de poupança se elevou a 40%. Apesar dos hábitos de consumo terem mudado nos últimos anos, o índice de poupança se mantém acima de 26%.

Planejamento econômico estratégico

Nada pior que más decisões no planejamento governamental, isso pode ser comparado as estratégias e os resultados de sua implementação. Algumas medidas do Governo daROC podem atingir os resultados desejados nas etapas iniciais de implementação, elas poderao ficar paralisadas por muito tempo sem se preocupar com os tempos em mudanças. Isso também levará a muitos efeitos adversos.

A magia da economia de mercado

Depois da II Guerra Mundial, o Governo da ROC optou por economia de mercado, que nada mais é um sistema que se baseia na crença de que a concorrência é a força motriz do progresso, a propriedade privada é vista como base fundamental da economia, e que a distribuição de recursos é determinada pelas forças do mercado. Nos primeiros passos, o Governo estabeleceu muitas regulamentações e, inclusive, impôs um sistema de racionamento. E noas últimas etapas, muitas medias doram desaparecendo e o sistema de racionamento foi abolido gradualmente no final da década de 70.

Por outro lado, os governos que tinham filosofia comunista ou socialista adotaram sistemas de economia planejada a nível central, confiscando a terra e abolindo o sistema de propriedade privada. Nos aos cinqüenta, quase todas as economias planejadas a nível central estavam estagnadas, enquanto os países que tinham economia de mercado avançavam do nível em vias de desenvolvimento ao de desenvolvido.

A agricultura como trampolim para a indústria

Na década de 50, a economia de Taiwan dependia em grande escala da produção agrícola, representava 30% do PIB, enquanto a produção industrial instituía apenas 20%. Taiwan adotava a estratégia de “impulsionar a indústria através da agricultura, enquanto se apoia a agricultura através da indústria”. Nos anos cinqüenta, a reforma agrária no setor agrícola impulsionou significativamente tanto a produção agrícola como a renda.

A sua produtividade não só permitiu o abastecimento do consumo interno, como também a exportação do excedente. As divisas geradas serviram para desenvolver o setor industrial. Em vista do êxito das exportações, os cultivos tradicionaisforma substituídos por cultivos de alto valor comercial. As exportações do excedente agrícola cederam lugar a exportação de produtos agrícolas processados.

Uma porta aberta para o mundo

Uma economia fechada requer auto-suficiência e auto confiança. Nos tempos de guerra, a ROC não podia fazer outra coisa que afastar-se porque estava rodeada pelo inimigo. Entrtanto, em tempo de paz, uma política de portas fechadas impediu que a ROC se estabelecesse firmemente no mercado mundial e ajustasse sua produção e seu consumo. Também bloqueou o fluxo de idéias novas ao país e impediu que Taiwan se mantivesse atualizada.

Nas primeiras etapas do desenvolvimento econômico, por recursos limitados e a falta de confiança, o Governo decidiu promover o comércio, implementando muitas medidas para o melhor uso destes recursos; por outro lado, adotou certas políticas para proteger o desenvolvimento das indústrias emergentes e tradicionais em Taiwan.

Devido ao rápido crescimento econômico e a pressão internacional, o alcance destas medidas protecionistas e regulamentadoras se reduziu gradativamente. Nos anos 80, o Giverno defendeu a liberalização e a internacionalização econômica e portanto Taiwan se abriu muito mais.

De uma história de mão-de-obra intensiva a outra de capital intensivo

Na década de 50, o tem em discussão era o que desenvolver primeiro, as indústrias de mão-de-obra intensiva ou as de capital intensivo. Porém, nessa época, a sua economia ainda se encontrava atrasada e em condição de pobreza e o setor privado não desfrutava de capital e oportunidade de trabalho, portanto o Governo preferiu estimular o desenvolvimento de indústrias de mão-de-obra intensiva. Como a mão-de-obra era o fator de produção disponívl, estas indústrias desenvolveram-se rapidamente. Não obstante, ao final da década de 80, a força de trabalho Taiwan havia perdido gradualmente sua vantagem comparativa.

Da indústria leve à pesada

Em economia em bom funcionamento as indústrias leves e pesadas devem se complementar e desem ser valorizadas igualmente. Os países pequenos enfrentam mais dificuldades sedesenvolver a indústria pesada, pois esta requer muito capital e, além disso, tem de estar prestes a competição direta do exterior. A indústria leve não necessita de grande investimento e pode ser estabelecida pelo setor privado.

Primeiramente, o setor privado de Taiwan dedicou quase exclusivamente a indústria leve, e só até a última metade da década de 70 é que o setor privado fundou a indústria química pesada.

Um governo responsável

Embora todas as condições acima destacadas sejam essenciais para o desenvolvimento econômico, se não existir um bom governo, os critérios ainda estariam incompletos. Durante os últimos cinqüenta anos, o Governo desempenhou um papel muito importante no desenvolvimento econômicode Taiwan. Antes dos anos 80, o Governo tinha o poder de manter uma sociedade estável e segura w o bom funcionamento da lei e ordem perante um inimigo poderoso. A partir dos anos 80, o estilo autoritário do Governo foi gradualmente substituído pela política legislativa. A política legislativa passou por um período de “aprender a caminhar”, ocasionalmente tropeçando em si mesma, no entanto esse é o caminho para a democracia. E de qualquer forma, ele influi nos diversos aspectos do desenvolvimento econômico.

O rápido crescimento do comércio exterior estimulou enormemente o desenvolvimento econômico de Taiwan.

Antes dos anos 70, Taiwan tinha suas indústria predominantemente leve, ou seja, dedicava-se a produção de artigos de consumo; a partir de 1970, Taiwan começou a desenvolver a indústria química pesada.

O rápido crescimento do comércio exterior estimulou enormemente o desenvolvimento econômico de Taiwan

Frutos do desenvolvimento econômico

O desenvolvimento econômico geralmente inclui três partes: crescimento econômico, distribuição de riquezas e qualidade de vida. Taiwan, em geral, desempenhou muito bem conforme outros indicadores econômicos alcançando esses grandes resultados.

Desenvolvimento rápido e prosperidade eqüitativa

Na primeira etapa do desenvolvimento econômico (de 1952 a 1980), Taiwan teve uma taxa média de senvolvimento econômico anual de 9,21%, que era a mais alta do mundo. A agricultura perdeu sua posição chave como motriz da economia em 1962, cedendo lugar ao setor industrial. A partir daí, com a exceção das crises energéticas, as indústrias de Taiwan mantiveram uma taxa média de crescimento anual cerca de 14%.

Durante a segunda etapa (de 1981 a 1995), as conduções econômicas no mundo e em Taiwan passaram por grandes mudanças. Combinadas, estas forças externas e internas produziram um efeito mais prejudicial sobre o desenvolvimento econômico de Taiwan, reduzindo a taxa de c rescimento da economia a 7,52%. Durante essa época, o centro econômico mudou gradualmente do setor industrial para o setor de serviços; enquanto o setor agrícola cresceu apenas 1,24% por ano.

Como qualquer outro país, Taiwan também não é auto-suficiente, assim, o comércio exterior desempenhou um papel importante no desenvolvimento econômico da ROC.

O crescimento do comércio exterior e o aumento do investimento estrangeiro são as forças motrizes que empurram o setor industrial de Taiwan, que por conseqüência, impulsiona o desenvolvimento do setor de serviços. De 1952 a 1980, a taxa de crescimento anual das exportações de produtos e mão-de-obra teve uma média de 16,5%, enquanto a demanda local aumentou em média 10,98% ao ano. Durante o período entre 1981 e 1995, as exportações de produtos e mão-de-obra aumentou 10,05% ao ano, e a demanda local subiu 7,51%.

Em 1964, a distribuição de riqueza era mais eqüitativa conforme o coeficiente Gini (0,321), que é o método utilizado para avaliar a uniformidade da distribuição de renda e quanto menor quanto melhor.

Esse coeficiente diminuiu para 0,277 em 1980, indicando que a distribuição de renda melhorou junto com o crescente desenvolvimento econômico de Taiwan.

No entanto, a partir de 1981, esse coeficiente vem aumentando gradativamente.

Inflação moderada e baixo nível de desemprego

Durante as primeiras etapas do desenvolvimento econômico de Taiwan, depois da mudança do governo central, como resultado de muitas guerras e uma escassez geral de artigos de primeira necessidade, houve um aumento de inflação. Em seguida, exceto,os dois períodos das duas crises energéticas em 1973-1974 e em 1979-1980, a inflação em Taiwan tem sido moderada. Entre 1953 e 1980, o índice de preços ao consumidor elevou-se a uma taxa de 7,95% anual, enquanto oíndice de preços no atacado elevou-se a uma média anual de 7,14%.

De 1981 a 1995, a taxa de inflação foi ainda mais baixa. O índice de preços ao consumidor sofreu um aumento anual de 3,35%, enquanto o índice de preços no atacado aumentou apenas 0,24%. E média, de 1952 a 1995, os dois índices foram, respectivamente, 6,34% ao consumidor e 4,79% no atacado.

Taiwan, com exceção de 1950, não tem tido um sério problema de desemprego. Isto se deve principalmente ao fato de que tem sempre desfrutado de sólidas exportações.

Além disso, as empresas para a exportação de mão-de-obra intensiva utilizam grandes quantidades de trabalho ao grande número de pessoas do campo e das cidades. Antes de 1970, a taxa de desemprego era de 3%, desde então, essa taxa decresce de forma contínua.

Com dinheiro no banco e sem dívida

As reservas de divisas se acumulam quando as exportações de um país excedem a suas importações. Entre 1952 e 1980, Taiwan importou mais que exportou, gozando de um excedente comercial. De 1981 a 1995, entretanto, Taiwan desfrutou de um excedente comercial contínuo. Embora a partir de 1995, as reservas de divisas estrangeiras diminuíram ligeiramente, Taiwan tem diso um dos maiores possuidores de reservas de divisas no mundo, situando-se só atrás do Japão.

A habilidade de Taiwan em manter um excedente comercial quase ininterrupto nos últimos anos é resultado da política governamental de estimular as exportações e limitar as importações. Por outro lado, graças as reservas de divisas exessivas Taiwan conseguiu amenizar algumas conseqüências danosas para a economia em geral, como no caso da crise financeira e uma economia efêmera no final da década de 80.

Ao final da década de 80, os Estados Unidos já eram a primeira nação devedora no mundo, apesar de seus destacados ganhos econômicos. Enquanto isso, a ROC era o único país que não havia acumulado uma grande dívida externa. Em 1986, a dívida externa da ROC alcançava aproximadamente US$4 bilhoões; e em 1987, reduziu-se a US$1,4 bilhões.

O alvorecer de uma sociedade opulenta

Taiwan, depois de quanrenta anos de duros trabalhos e lutas, conseguiu criar prosperidade para o seu povo no final da década de 80.

Nod idias de hoje, 8,5% dos cidadãos possuem suas própria habitação. Em termos de eletrodomésticos principais, tais como televisores e telefones, Taiwan alcançou quase o mesmo nível da Inglaterra e Estados Unidos, onde quase todas as famílias possuem esses artigos. O número de famílias em Taiwan que possuem automóveis e computadores pessoais também vai aumentando e se espera que alcancem o nível das nações desenvolvidas em menos de 10 anos.

Finalmente, entre 1996 e 1997, o número de viagens ao estrangeiro foi equivalente a mais de 26% do total da população de Taiwan.

Até 1980, a distribuição de renda era quase eqüitativa, no entanto, essa distribuição veio a dar sinais de desigualdade, destacado uma das causas como os elevadíssimos preços imobiliários ocasionaram a criação de uma nova classe de proprietários ricos.

O desenvolvimento econômico contínuo permitiu a Taiwan acumular uma vasta soma de reservas em moeda estrangeira.

Embora a inflação sempre é um assunto preocupante em todo o mundo, não só por seu efeito desfavorável sobre a competitividade de um país, mas também pelo impacto negativo sobre o nível de vida e distribuição da riqueza, Taiwan, em geral, sempre desfrutou de uma taxa de inflação baixa.

Fonte: v888.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.