Breaking News
Home / Turismo / Ilhas Mundo

Ilhas Mundo

PUBLICIDADE

Não há quem não tenha o desejo de possuir um bocado de mundo só seu. Terra, no fundo! Uns compram apartamentos, outros compram lotes de terreno e há até mesmo quem compre ilhas. É tudo uma questão de gostos, ambições ou possibilidades. Mesmo assim reconheça-se que ter uma ilha é um sonho megalómano ao alcance de muito poucos, mesmo que seja apenas uma ilhota…

No Dubai, no meio do deserto, paradoxalmente tudo é possível de ser obtido, ilhas incluídas – haja dinheiro! E coisa que lá não falta para além da areia e do petróleo é dinheiro… Nesta lógica, construíu-se não há muito tempo um conjunto de ilhas, ou melhor, uma península gigantesca com a forma de uma palmeira. Loteou-se e pronto. O resultado final foi surpreendente tanto mais que acabaram por fazer uma segunda “palmeira”…

Mas para quê ter apenas um par de palmeiras quando se pode ter o mundo inteiro a seus pés?

Um novo projeto para o Dubai prevê a construção de um megalómano conjunto de ilhas (300 mais precisamente…) com a forma dos continentes – literalmente o mundo aos nossos pés! As ilhas têm vindo a emergir gradualmente do fundo do mar e, todas juntas, formarão um “pequeno mundo” com uns modestos 5 500 000 m2 de área, dos quais 930 000 m2 são praia…

O projeto, que deve estar concluído lá para o final de 2007, tem pormenores maquiavélicos como a divisão em lotes com a forma de países ou regiões que é possível obter por preços exorbitantes que vão desde 6 200 000 a 36 700 000 de dólares! É então possível comprar a França, o Irão, Nova Iorque, Hong Kong, etc. (não sei se está previsto o Vaticano mas acho que não fazem ilhas tão pequenas) – a Austrália foi dividida em 14 ilhas para se tornar mais acessível. Uma particularidade interessante: Israel e Palestina não existem… :)

Despachem-se porque 10% delas já estão vendidas!

Fonte: blog.uncovering.org

Ilhas Mundo

Dubai atualmente é um mega-canteiro de obras. Uma cidade que era deserto até pouco tempo atrás, está agora investindo quantidades nababescas de dinheiro para construir um pólo turístico, de negócios, de divertimento e principalmente da elite. Dubai sonha grande, e quer ser a porta de entrada do Golfo para todos os povos do mundo.

Para adaptar-se ao estilo ocidental de vida, uma verdadeira revolução futurística vem acontecendo por lá. Dubai é um califado islâmico, uma democracia sem voto popular – por mais estranho que isso soe, é como eles se definem.

Todo poder está nas mãos do Sheik Al Maktoum, que esperta e diferentemente dos seus vizinhos donos de petróleo, resolveu investir a fortuna que o ouro negro traz não em armas, mas em construção civil que gere rendas, lucros e desenvolvimento à região. Inteligente, sem dúvida.

Para “ocidentalizar” e atrair pessoas para Dubai, várias obras faraônicas estão sendo feitas – entre elas uma nova cidade. Também já está em construção um gigantesco ski resort no meio do deserto – isso porque a cidade está praticamente em cima do Trópico de Câncer, com um calor tropical típico durante todo o ano.

Além de inúmeros prédios de corporações pra lá de modernos. Com a atual linha de lucros das empresas imobiliárias por lá instaladas em torno de 380% ao ano, não é difícil imaginar porque até Donald “You’re fired” Trump já abraçou a idéia do Sheik. Mas das obras atualmente em andamento, nenhuma me impressiona mais que “The World”.

A propaganda da página de abertura do “The World” (e a foto aérea do lugar!!!!) já dá uma idéia da megalomania de tudo:

“The Palm put Dubai on the map; The World puts the map on Dubai.”
“A Palmeira (The Palm) colocou Dubai no mapa; O Mundo (The World) colocou o mapa em Dubai”

The World é um complexo de 300 ilhas particulares artificialmente construídas no formato… do mapa-múndi. Cada ilha é a representação de um país ou região específica, e já estão à venda – aliás, o nosso querido artilheiro Ronaldo já adquiriu a sua. A ilha “Inglaterra” foi recentemente vendida para investidores do Kwait, e por aí vai.

A infra-estrutura do projeto é inacreditável, e conta inclusive com a construção de recifes de corais artificiais para o lazer mergulhístico e iatístico dos ilustríssimos clientes VIP – e é claro que os ecologistas já reclamaram da destruição natural da área. Reclamações aos ventos: o desenvolvimento de Dubai não pára. A mesma empresa holandesa que está construindo o The World já conseguiu o contrato para a construção de uma outra ilha no estilo The Palm.

Outros empreendimentos já existentes também deixam o queixo caído. Em Dubai está um único dos poucos hotéis 6 estrelas do mundo, e os hotéis da região dos Emirados Árabes em geral impressionam até gente milionária acostumada ao luxo, como os jogadores da elite da nossa seleção canarinho, que se disseram espantados com tantas mordomias.

O aeroporto atual está em processo de mega-expansão para atender um potencial público de 40 milhões de viajantes, e é patrocinado pela empresa local, a Emirates – que no início dessa semana anunciou estar comprando mais 42 Boeings top de linha para sua frota.

O dinheiro parece jorrar junto ao petróleo, e alguns países mais espertos, enxergando a oportunidade de ouro, já estão se apressando em fazer negócios e assinar alianças comerciais com o califado. Uma boa estratégia, sem dúvida, já que entre os homens de negócio, o assunto Dubai desponta muito otimismo.

Fonte: umamallapelomundo.blogspot.com

Ilhas Mundo

O Mundo é o nome de um arquipélago artificial localizado ao largo da costa de Dubai , no Emirados Árabes Unidos . Este projeto de engenharia é um dos mais ambiciosos no emirado. As Ilhas do Mundo são cerca de 9 km de comprimento e 7 km de largura. Abrangendo um total de aproximadamente 9.340.000 metros quadrados (9,34 km² uma só na sua terra, mar e terra, se os espaços estão incluídas possui 55 km² ).

História

O projeto foi apresentado em Maio de 2003 por Sheikh Mohammed e dragagem começou há quatro meses depois, em setembro de 2003. Em janeiro de 2008, 60% dos consoles foram vendidos, dos quais 20 foram comprados nos primeiros quatro meses 2007.

Em 10 de janeiro de 2008, o último riprap pedra foi colocada, completando o desenvolvimento do arquipélago. O empresário irlandês John O’Dolan , que adquiriu a ilha da Irlanda, suicidou-se em fevereiro de 2009, depois de seu consórcio caiu em dificuldades financeiras.

Composição

O projeto consiste em 300 ilhas dispostas em um mapa do mundo cercado por um quebra-mar oval. Este é de 9 km de comprimento e 6 metros de largura. Cada ilha tem uma área entre 1,4 e 4,2 tem 2 e são separadas de outras ilhas entre 50 e 100 m de água, e adicionar 232 milhas de costa e praias para o Emirado de Dubai (3 vezes a linha Natural costa de Dubai) espera-se que as ilhas são residências de luxo, lojas, spas e conforto para o estilo, respeitando o meio ambiente local, o preço de cada varia entre 15 e 45 milhões de dólares.

O transporte para a ilha é apenas por mar (barcos, iates) ou aéreo ( avião ou helicóptero ), já que nenhuma conexão terra não é fornecido, a viagem entre dois pontos do arquipélago não deve exceder 15 minutos.

Construção

O projeto é executado pela empresa Nakheel Properties e está prevista para ser concluída este ano (apenas a construção das ilhas não desenvolvimento). Em 2009 desenvolvedor Nakheel estava em crise e projeto “The World” parado, entrando várias disputas empresas que obtiveram concessões e serviços de transporte para o resort. A empresa foi resgatado financeiramente, mas as dívidas do projeto são mantidos e não retomado.

Em dezembro de 2010, várias fotografias mostram que o mar está desfigurando o complexo, desfazendo as ilhas de areia. O alarme disparou, em particular, a partir de uma foto aérea do set feita a partir da ISS, onde parece que toda a ilha é de areia movediça.

Isso também causa polêmica com o projeto vizinho “Palm Jumeirah”, com sua estrutura artificial de areia terminou e saber se ele vai ser capaz de suportar o peso de grandes edifícios de apartamentos e hotéis estão sendo construídos.

Ilhas Mundo
O mundo em outubro de 2007

Ilhas Mundo
O mundo em setembro de 2010

Ilhas Mundo
Visão do mundo no início de 2009

Ilhas Mundo
Primeira ilha construída

Fonte: es.wikipedia.org

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.