Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Abobrinha  Voltar

Abobrinha

 

A abobrinha, ou courgette (Cucurbita pepo L.) é um fruto colhido ainda verde, pertencente à família cucurbitáceas, assim como a melancia, o melão, o pepino e a moranga.

Quando deixado na planta, o fruto se desenvolve até formar a abóbora madura.

ORIGEM

Oiginária da América do Norte e América do Sul.

Propriedades Nutricionais

Alimento rico em betacaroteno (provitamina A), a abobrinha é uma boa fonte de vitamina C e dos minerais cálcio, fósforo e ferro. Sua casca é rica em fibras e, por isso, não deve ser descascada para o consumo e nem cozida por mais de 10 minutos, pois perde seu valor nutritivo.

Valor Calórico

Abobrinha
Abobrinha

100 gramas de abobrinha cozida fornecem 28 calorias.

Propriedades Medicinais

Por ser rica em fibras, assegura ao intestino um bom funcionamento, evitando a prisão de ventre e diminuindo o risco de alguns tipos de câncer. Além disso, a presença de betacaroteno (provitamina A) oferece proteção antioxidante, ou seja, protege as células de ataques de radicais livres e da oxidação, prevenindo diversas doenças.

A abobrinha também deve ser usada nas papinhas do bebê, pois sua consistência facilita a digestão.

Polpa– regula o intestino e é vermífuga.

São recomendadas contra enjôo e contra vômitos no período de gravidez.

Abobrinha
Abobrinha

Abobrinha italiana cozida

TACO - Tabela Brasileira de Composição de Alimentos

Porção de 100 gramas

  % VD*
Valor energético 15.0kcal = 63kj 1%
Carboidratos 3,0g 1%
Proteínas 1,1g 1%
Gorduras saturadas 0,1g 0%
Gorduras poliinsaturadas 0,1g -
Fibra alimentar 1,6g 6%
Fibras solúveis 0,1g -
Cálcio 16,7mg 2%
Vitamina C 2,1mg 5%
Piridoxina B6 0,1mg 8%
Fósforo 22,5mg 3%
Manganês 0,1mg 4%
Magnésio 16,9mg 7%
Lipídios 0,2g -
Ferro 0,2mg 1%
Potássio 125,9mg -
Cobre 0,0ug 0%
Zinco 0,3mg 4%
Tiamina B1 0,1mg 7%
Sódio 0,8mg 0%

* % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8.400kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades.

Fonte: www.geocities.com

Abobrinha

O Cultivo da Abobrinha

ESCOLHA DA VARIEDADE

Recomenda-se as variedades Clarita, Clarinda AG-135, Caserta SH-202, Caserta CAC, Caserta BR e Cocozelle, que são, ao mesmo tempo, as mais conhecidas e de comprovada aceitação comercial. As plantas dessas variedades apresentam folhas mosqueadas e vigoroso crescimento vegetativo em moitas.

ESCOLHA DO LOCAL

Escolher solos férteis, ricos em matéria orgânica, bem drenados e com baixa acidez.

Abóboras não suportam excesso de água, que causam apodrecimento de frutos e de raízes e morte das plantas.

ÉPOCA DE PLANTIO

A abobrinha não se desenvolve bem em temperaturas baixas. O plantio vai de agosto a março, podendo ser realizado o ano todo em regiões de clima quente.

PREPARO E CONSERVAÇÃO DO SOLO

Apenas uma aração bem feita é suficiente, não necessitando de gradagem.

Em terrenos com inclinação superior a 5 por cento, há necessidade de se adotarem práticas de conservação do solo. Procure um técnico para maiores esclarecimentos.

CORREÇÃO DA ACIDEZ

Remeter amostra do solo ao laboratório, para saber a quantidade de calcário a ser aplicada. Seguir a instrução da EMATER-MG sobre "Amostras de solo para análise". Usar calcário dolomítico finamente moído, pois as abóboras são muito exigentes em cálcio e magnésio. Não produzem bem em terrenos ácidos, com pH abaixo de 5,5.

COVEAMENTO

Abrir covas com 30 centímetros de boca e 30 centímetros de profundidade, no espaçamento de 1 metro por 1 metro.

ADUBAÇÃO

Recomenda-se fazer adubação de acordo com os resultados da análise do solo.

Abobrinha
Abobrinha

Na ausência destes resultados e tratando-se de terreno pouco adubado, fazer as seguintes adubações:

a) ADUBAÇÃO DE PLANTIO
Aplicar 3 litros de esterco de gado curtido por cova. O esterco de gado pode ser substituído por 1 litro de esterco de galinha ou por 100 gramas de torta de mamona. Junto do esterco, aplicar ainda 100 gramas do adubo químico, fórmula 4-14-8 ou 4-16-8, por cova.

Incorporar bem os fertilizantes ao solo , deixando para semear no mínimo 5 dias após adubação e, se possível, molhando as covas antes.

b) ADUBAÇÃO DE COBERTURA
Deverá ser feita após o aparecimento das primeiras frutinhas, aplicando-se 30 gramas por cova do adubo, fórmula 12-6-12 ou 10-5-10. Dependendo da necessidade, esta adubação poderá ser repetida após 20 dias.

PLANTIO

É feito por semeio direto no campo, semeando-se em média 3 a 4 sementes por cova, a uma profundidade de 5 cm.

Recomenda-se fazer o semeio em linhas alternadas. Após 15 a 20 dias, volta-se a semear as linhas intermediárias. Como as abóboras soltam primeiro a flor masculina, a diferença de semeio entre uma fileira e outra permite melhor cruzamento e, conseqüentemente, maior produção.

TRATOS CULTURAIS

a) DESBASTE: Eliminar o excesso de plantas por cova, deixando somente 1 a 2 plantas.
b) CAPINAS: Manter sempre a planta no limpo.
c) IRRIGAÇÕES: Na ausência de chuvas, irrigar com freqüência, de modo a manter o nível ideal de água no solo e assegurar melhor produtividade.
d) COMBATE A PRAGAS E DOENÇAS: Para o controle ou prevenção de doenças e pragas, usar somente produtos registrados para a cultura, obedecendo-se ao período de carência, às dosagens e aos cuidados nas aplicações. Procure um técnico para maiores informações.

COLHEITA

Inicia-se 50 dias depois do semeio, quando o fruto atinge 20 centímetros de comprimento e 4 centímetros de diâmetro.

EMBALAGEM E CLASSIFICAÇÃO

A embalagem deve ser feita em caixas de madeira tipo K, que pesam aproximadamente 22 quilos depois de cheias. A arrumação das abobrinhas dentro da caixa deve ser feita de modo que todos os espaços sejam preenchidos. A camada que forma a boca da caixa deve ser arrumada, no sentido transversal ao comprimento da caixa.

A abobrinha é classificada quanto ao tamanho e qualidade em :

Extra - quando a boca da caixa contém mais de 10 frutos.
Especial - quando a boca da caixa contém 8 a 10 frutos.
Primeira - quando a boca da caixa contém menos de 8 frutos.

José Flávio Lopes

Fonte: www.unitins.br

Abobrinha

Abobrinha
Abobrinha

A abobrinha é uma hortaliça muito popular na região centro-sul do Brasil.

A principal espécie é a italiana, também referida como abobrinha “de moita””ou “de árvore”, cujo crescimento é ereto e com ramas curtas. Os melhores frutos têm diâmetro de 3 a 4 cm e comprimento de 20 cm.

RICA EM:

Vitamina A
B1
B2
B5
C
Cloro
Fósforo
Cálcio
Ferro
Potássio
Silício
Magnésio

Informações Nutricionais

Destaca-se na abobrinha o elevado teor de tiamina (vitamina B1).

Entre outros benefícios à saúde, a abobrinha auxilia no bom funcionamento do intestino e é ligeiramente diurética.

100 g contêm, em média:

Macrocomponentes Glicídios (g) 4
Proteínas (g) 2
Lipídios (g) 0
Fibras alimentares (g) 0
Vitaminas Vitamina A1 (mg) 23
Vitamina B1 (mg) 230
Vitamina B2 (mg) 80
Vitamina B3 (mg) 0
Vitamina C (mg) 2
Minerais Sódio (mg) 29
Potássio (mg) 186
Cálcio (mg) 20
Fósforo (mg) 15
Ferro (mg) 0
Conteúdo energético (kcal) 28

Como Comprar

Prefira abobrinhas de tamanho médio, com casca firme, lisa, lustrosa e macia, cor verde brilhante ou amarelada.

As abobrinhas devem parecer pesadas relativamente ao tamanho.

Como Conservar

Guarde na geladeira, em sacos plásticos e sem lavar, por até sete dias.

Como Consumir

Pode ser cozida em guisados, tortilhas e frituras. Frita é muito saborosa, mas apresenta o inconveniente de absorver grande quantidade de óleo.

Fonte: www.ceasacampinas.com.br

Abobrinha

Abobrinha
Abobrinha

A abobrinha é uma hortaliça originária das regiões de clima mais quente da África, é uma variedade da abóbora.

De modo geral, este legume tem formato alongado e sua casca lisa e brilhante pode ser verde, amarela, mesclada ou listrada de branco, dependendo dá espécie.

As de cor mais clara pertencem à variedade chamada abobrinha-brasileira, com formato irregular, mais espessa em uma das pontas.

Outra variedade, de formato mais regular e coloração escura, é conhecida por abobrinha-italiana.

Este é um dos legumes mais produzidos e consumidos no Brasil, podendo ser cultivado durante todo o ano e apresenta alta produtividade. Hortaliça de fácil digestão, a abobrinha é rica em vitamina A e sais minerais importantes, como cálcio, ferro e fósforo.

Fornece, também, boa quantidade de celulose, alimento que contribui para o bom funcionamento dos intestinos.

Apesar de algumas abobrinhas alcançarem até dois quilos, as mais consumidas são as pequenas, com peso que varia de 80 a 150 gramas.

Este vegetal apresenta melhor rendimento e desenvolvimento em regiões com temperatura média entre 22o e 25 ºC. Prefere solos areno-argilosos, férteis e, principalmente, bem drenados.É muito importante que a cultura seja protegida do frio intenso e de geadas. O plantio, apesar de poder ser feito durante todo o ano, deve observar as condições do inverno em cada região. Em locais onde o inverno é muito intenso, o plantio deve ser feito de setembro a fevereiro, para que as baixas temperaturas não atinjam a produção.

A plantação deve ser irrigada diariamente. A partir daí, deve ser irrigada a cada três dias. Depois de 35 dias do plantio, deve ser feita uma adubação por cobertura. Além disso, a plantação deve ser mantida sempre limpa, livre de plantas invasoras e daninhas.

A doença de maior incidência sobre a cultura da abobrinha é o oídio. As pragas mais comuns são o pulgão, a mosca-da-fruta e a broca-das-hastes.

A colheita pode ser feita cerca de 45 após o plantio e a colheita pode estender-se até 60 dias após o plantio, nas regiões mais quentes e pode ser de 60 a 80 dias, nas regiões mais frias. O volume de produção varia de nove a dez toneladas por hectare.

O período de safra vai de janeiro a março e de outubro a dezembro, quando esses legumes apresentam melhor preço e qualidade.

Fonte: www.jornalentreposto.com.br

Abobrinha

Abobrinha
Abobrinha

A abobrinha contém Fósforo, Cálcio, Ferro e celulose, além de pequenas quantidades de vitamina A, importante à visão e à pele, e vitaminas do Complexo B, que ajudam no desenvolvimento e crescimento.

O Cálcio e o Fósforo participam da formação de ossos e dentes, evitam a fadiga mental e ajudam na transmissão dos impulsos nervosos. O Ferro forma os glóbulos vermelhos do sangue e produz energia. Já a celulose é importante para o bom funcionamento das funções intestinais.

Na hora de comprar, dê preferência a abobrinhas bem firmes, de cor verde-brilhante ou amarelada, conforme o tipo. Evita as que estejam com rachaduras ou picadas de insetos.

Quando for preparar, evite descascar a abobrinha.

No máximo raspe a casca com uma faca. Esse tipo de legume deve ser cozido no máximo por 10 a 15 minutos e sempre com pouca água, exceto na preparação de sopas.

A abobrinha é bastante empregada em saladas, refogados, suflês, e é excelente nas papinhas dos bebês, por sua consistência e fácil digestão

Seu período de safra vai de outubro a maio.

Cem gramas de abobrinha fornecem 24 calorias.

Abobrinha
Abobrinha

Em dose dupla

A abobrinha é um fruto colhido ainda verde, pertencente à família Cucurbitaceae, assim como a melancia, o melão, o pepino e a moranga. Quando deixado na planta, o fruto se desenvolve até formar a abóbora madura.

Originou-se no continente americano, do Peru até sul dos EUA. É um fruto de fácil digestão, rico em niacina, além de ser fonte de vitaminas do complexo B.

Possui poucas calorias.

COMO COMPRAR

Os melhores preços de abobrinha italiana são encontrados de julho a dezembro e de abobrinha menina de setembro a janeiro.

Dois tipos de abobrinha são mais comuns no mercado brasileiro: a abobrinha tipo menina, que tem o fruto com pescoço e a tipo italiana, com o fruto alongado sem pescoço. As cores vão do verde bem claro, quase branco, até verde médio com faixas de cor verde mais escuro. Em alguns mercados, pode-se encontrar fruto de cor amarela forte e uniforme, que não deve ser confundido com o fruto verde amarelecendo por estar velho.

Os frutos são muito sensíveis e se machucam com facilidade, apodrecendo rapidamente nas partes machucadas. Por isto, escolha-os com cuidado, sem apertá-los ou danificá-los com as unhas, e compre-os por último evitando que sejam amassados pelos demais produtos no fundo do carrinho.

Escolha os frutos firmes, com a casca de cor brilhante, sem partes escuras ou amolecidas. As abobrinhas devem ter no máximo 20 cm de cumprimento. Quando menores são mais tenras e saborosas.

Quando já picada e embalada em filme de plástico deve obrigatoriamente estar em expositor refrigerado. Preste atenção no prazo de validade e não compre se houver formação de líquido amarelado no fundo da embalagem, o que indica que o produto está começando a se deteriorar.

COMO CONSERVAR

Prefira comprar somente a quantidade necessária para consumir logo, pois a abobrinha se estraga rapidamente, ficando murcha, com a casca sem brilho ou apodrecendo.

Quando em condição natural, os frutos devem ser mantidos em local fresco e sombreado, por até 2 dias, sendo que na época seca do ano este tempo pode ser ainda menor.

Na geladeira, podem ser conservadas por no máximo 5 dias. Coloque os frutos sem lavá-los dentro de saquinhos de plástico, na gaveta inferior da geladeira. Se preferir lavá-los antes de guardar, não se esqueça de secá-los com papel toalha ou com um pano limpo. Se houver formação de gotículas de água dentro da embalagem, recomenda-se perfurá-la com um garfo.

Para congelar, lave bem os frutos, seque-os e corte-os em rodelas ou cubos. Coloque os pedaços sobre uma bandeja ou vasilha aberta e leve-os ao congelador até que endureçam. Em seguida, coloque os pedaços congelados em sacos ou vasilhas de plástico rígido e retorne-os ao congelador.

COMO CONSUMIR

Não há necessidade de descascar os frutos para utilizá-los. Pequenos ferimentos na casca, sem apodrecimento, não comprometem sua utilização. Remova a parte ferida com faca e utilize o restante.

Os frutos são consumidos com as sementes quando estas estão bem pequenas e macias.

A abobrinha pode ser consumida refogada no óleo ou azeite, cozida em saladas frias, com suflê, frita à milanesa, recheada com outras hortaliças, queijo, ovos cozidos ou qualquer tipo de carne. Também pode ser usada como recheio de pratos assados tais como bolo, pizza e pastelões.

Não há necessidade de cozinhar a abobrinha em excesso pois ela fica mais saborosa e mais nutritiva quando mais consistente.

Também não é preciso acrescentar água a não ser em sopas e caldos, pois a própria água da abobrinha é suficiente para cozinhá-la.

Quando a abobrinha está bem nova e pequena, pode ser servida crua e ralada em salada ou com patês à base de ricota, maionese ou requeijão cremoso.

Para descongelar, coloque-a em água fervente ou descongele durante o preparo do prato, conforme a receita.

DICAS

Prefira comprar frutos com o cabinho, pois eles se conservarão por mais tempo.

Incremente o sabor do macarrão acrescentado pequenos pedaços de abobrinha cozida ao molho.

Os seguintes temperos combinam com a abobrinha:

Alho
Cebola
Pimenta
Cebolinha verde
Azeite
Limão
Vinagre
Gergelim
Manjericão

Fonte: www.cnph.embrapa.br

Abobrinha

Abobrinha
Abobrinha

Este legume, originário das regiões mais quentes da África, é uma variedade da abóbora. É um dos legumes mais utilizados na culinária, em sopas, suflês, refogados, saladas e gratinados. Tanto o miolo quanto a casca são comestíveis.

Apesar de algumas abobrinhas alcançarem até 2 kg, as mais consumidas são as pequenas, com peso que varia de 80 a 150 g.

Como comprar

Dê preferência às abobrinhas de casca brilhante e que estejam bem firmes.
Evite as rachadas ou furadas por bichos.
Não compre abobrinhas com manchas escuras ou partes moles: isso indica que elas ficaram expostas ao sol durante muito tempo.
As abobrinhas pequenas são mais tenras e mais saborosas que as maiores.

Os três primeiros e os três últimos meses do ano são os períodos de safra da abobrinha: por isso, durante esses meses, você pagará mais barato por ela, além de ter um produto de melhor qualidade. Por ser um legume que se estraga rapidamente, evite comprar em grande quantidade.

Como guardar

Lave a abobrinha inteira sob água corrente, tirando toda a sujeira da casca. Enxugue bem e guarde-a na gaveta da geladeira. Crua, ela dura em média 3 dias. Depois de cozida, ela se mantém em boas condições na geladeira durante 5 dias. Para conservar por mais tempo, é preciso congelar.

Dicas

Quando fizer abobrinha recheada, aproveite o miolo juntando-o aos outros ingredientes, como carne moída, miolo de pão temperado etc.
A abobrinha cozida é um ótimo complemento para a papinha das crianças.
Quando cozinhar abobrinhas, acrescente um pouco de manteiga.
Com o calor, o legume libera água e absorve a manteiga, ficando mais saboroso.

Tipos

De modo geral, a abobrinha tem formato alongado e sua casca lisa e brilhante pode ser verde, amarela, mesclada ou listrada de branco, dependendo da espécie.

As de cor mais clara pertencem à variedade chamada abobrinha-brasileira, com formato irregular, mais "gorda" numa das pontas. Outra variedade, com formato mais regular e coloração mais escura, é conhecida por abobrinha-italiana.

Valor nutritivo

Por ser de fácil digestão, a abobrinha é recomendada para pessoas que têm aparelho digestivo delicado. Ela é rica em vitamina A, que auxilia o crescimento, conserva a saúde da pele e da vista. Contém também sais minerais importantes, como o cálcio, o ferro e o fósforo.

A abobrinha tem ainda uma boa quantidade de celulose, elemento que ajuda no bom funcionamento do intestino.

Fonte: www.oton.com.br

Abobrinha

Abobrinha
Abobrinha

Fas parte de uma vasta família, a das Cucurbitáceas, originária da América. Planta rústica, anual, ramificadas pelo chão, com dois grupos de flôres que só se abrem pela manhã – as masculinas, portadoras de pólem, em maior número; e as femininas, com o ovário bem saliente, insinuando os frutos que vão nascer. Se não haver a polinização, esses frutos secam e caem.

Variedades

No meio hortícola conhecem-se dois grupos distintos de abóboras.

O primeiro deles é o representado pelo chamado grupo das abóboras rasteiras, e o segundo, conhecido como grupo das abóboras de moita.

Representando o grupo das abóboras rasteiras encontramos entre a melhores variedades a “Menina Amarela”, “Tatuí”, “Redonda de Amparo’ e a “Casca Mole”, Canhão ou Menina Gigante.

No grupo das abóboras de moita (abobrinha), as que melhor se prestam para ocultivo são: “Caserta”, “Cocozelli” e “Zucchini”.

Plantio

Prepare as covas com dez dias de antecedência, na medida de 30x30x30cm, numa distância de 3x3m entre plantas e linhas. Para a variedade gigante e seca deixe espaçamente de 5x5m.

Para abobrinhas, o espaçamento deve ser de 1,50mx1,00m. Mistrure 5kg de esterco ou composto com a terra superficial. Coloque 3 ou 4 sementes por civa e cubra com 2cm de terra, cobrindo-a com palha.

Dica: mergulhe as semente na água e só plante as que afundarem, descartando as que boiarem.

A época de plantio vai de setembro a outubro, para as rasteiras e de maio a setembro para as de moita

Clima e Solo

Proprias de clima quente, adequando seu desenvolvimento nas temperaturas entre 20 e 27ºC.

Adapta facilmente a qualquer tipo de solo, no entanto, se dá melhor nos solos areno-agrgilosos, firmes e com boa drenagem.

Tratos culturais

A irrigação se faz necessária na falta de chuvas, a cada seis dias, evitando a formação de poças nas covas das plantas pequenas. Desbaste as plantas menores, deixando duas por cova. Mantenha a área capinada.

A rotação de culturas pode ser feita com hortaliças folhosas, quiabo, feijão e outras leguminosas. Não faça consorciação com outras cucurbitáceas e com as solanáceas(pimentão e batata), mas sim com milho, acelga, amendoim, taioba, vagem e chicória.

Pragas e Moléstias

Entre as pragas a serem combatidas destacam-se os PuIgões; a Broca das hastes (Margaronia nitidalis); vaquinhas, lagarta-rosca ou a minadora. A doença mais comun é o Oídio, representada por manchas brancas com pó nas folhas e no caule; folhas murchas e amareladas é sinal da Podridão das raízes; placas verdes nos frutos representa a Antracnose e folhas novas deformadas e pouco crescimento da planta significa o Mosaico.

Colheita e Armazenamento

Para consumir na forma de abobrinha, deve colher os frutos após 90 dias do pantio, com 20cm de comprimento.

As abóboras demoram de 120 a 150 dias para amadurecer, quando a casaca fica dura e o cabinho começa a secar. Não retire o cabinho do fruto, pois ele ajuda na sua conservação.

Para armazenamento escolha as abóboras livre de ferimentos e mais maduras; o ambiente deve ser sombreado, seco e ventilado; evite empilhar os frutos.

Fonte: www.criareplantar.com.br

Abobrinha

Ambas têm origem americana, mas a abóbora é da região central e a abobrinha, da América do Norte.

A abóbora é campeã em vitamina A, a abobrinha é rica em magnésio.

1 - Pesos e Medidas

A abóbora, grandalhona, pode chegar aos 30 quilos e ultrapassar 1 metro de comprimento.

Já a pequena abobrinha tem, em média, 15 centímetros e levíssimos 300 gramas.

2 - Ainda Verde

A delicada abobrinha é colhida antes do amadurecimento completo. Por isso deve ser consumida logo após as compra. Já a abóbora só é retirada do solo quando está bem madura e, graças à casca grossa pode ser guardada, desde que fechada, por semanas a fio.

3 - Qual engorda mais?

Além de somar mais calorias, a abóbora costuma ser ingrediente de doces e outros pratos que podem ser ameaçadores para quem está fora do peso. Lotada de água, a abobrinha não é nem um pouco engordativa.

Abóbora 33 calorias
Abobrinha 20 calorias

4 - Boa dose de vitamina A

A cor da abóbora denuncia a enorme quantidade de betacaroteno - uma substancia que se transforma em vitamina A no organismo. O nutriente é famoso pela ação antioxidante e por prevenir a cegueira noturna.

Abóbora 2156 microgramas
Abobrinha 8,7 microgramas

5 - Mais magnésio

O mineral, que afasta a fadiga e participa da absorção de proteínas e carboidratos, aparece mais na abobrinha.

Abóbora 24,4 miligramas
Abobrinha 22,7 miligramas

6 - Força ao intestino

A abóbora fornece mais fibras do que a abobrinha. Por isso é a melhor escolha para quem está com constipação.

Abóbora 2,2 gramas
Abobrinha 1,8 grama

7 - Ácido Fólico

O nutriente, muito badalado por abaixar os níveis de homocisteína - uma substância associada a problemas cardiovasculares - aparece mais na abobrinha.

Abóbora 20 microgramas
Abobrinha 13 microgramas

Fonte: www.abhorticultura.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal