Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Alimentos / Carambola

Carambola

PUBLICIDADE

Nome popular: Carambola.

Nome cientifico: Averhoa carambola.

Luminosidade: Pleno sol.

Porte: Até 7 metros de altura.

Frutos: Dezembro.

Carambola
Carambola

A carambola, fruto da caramboleira, é uma árvore ornamental de pequeno porte, de flôres brancas e purpúreas, largamente usada como planta de arborização de jardins e quintais.

Originária da Índia, e muito conhecida na China, foi introduzida no Brasil em 1817. Plantada em quase todo o território nacional, começa a produzir frutos em torno de 4 anos de existência, dando em média 200 frutos, podendo durar de 50 a 70 anos.

De sabor agridoce, cor variando do verde ao amarelo, dependendo do grau de maturação, rica em sais minerais (cálcio, fósforo e ferro) e contendo vitaminas A , C e do complexo B, a carambola é considerada uma fruta febrífuga (que serve para combater a febre), antiescorbútica (que serve para curar a doença escorbuto – carência de vitamina C, e que se caracteriza pela tendência a hemorragias) e, devido a grande quantidade de ácido oxálico, estimulador do apetite, sendo ainda usada pela medicina popular no tratamento de afecções renais.

Seu suco, além de possuir um delicioso sabor, é usado para tirar manchas de ferro, de tintas e ainda limpar metais.

Sua casca, por possuir alto teor de tanino, cujo poder adstringente pode prender o intestino, é utilizada como antidesintérico.

Embora considerada uma fruta de quintal, pois seu cultivo não é feito em escala, sendo produzida apenas em sítios, quintais, granjas e pomares de fazendas, a carambola está sempre presente na mesa do pernambucano.

Carambola
Carambola

Embora considerada uma fruta de quintal, pois seu cultivo não é feito em escala, sendo produzida apenas em sítios, quintais, granjas e pomares de fazendas, a carambola está sempre presente na mesa do pernambucano.

Pode ser consumida ao natural ou no preparo de geléias, caldas, sucos e compotas. Cortada em fatias e deixada no fogo brando com açúcar, fica quase da mesma consistência e sabor do doce de ameixa-preta. Na Índia e na China são bastante consumidas como sobremesa, assim como as flôres e os frutos verdes, que são utilizados nas saladas.

Descrição e Variedades da Carambola

Carambola
Frutos, folhas e sementes de caramboleira

A caramboleira caracteriza-se como uma pequena a média árvore tropical, perene, de crescimento lento, alcançando até 15,0 m de altura aos 25 anos de idade, que é considerado o período de vida útil para esta espécie.

Possui porte piramidal quando jovem, copa densa e arredondada, simétrica ou irregular, com 6,0-7,5 m de diâmetro, apresentando ramos abertos, facilmente conformados por meio de podas. O tronco é encurtado, torcido, áspero, de coloração marrom-café, tendendo a produzir ramos baixeiros. Os ramos jovens estão recobertos com pêlos curtos suaves de coloração amarela. As folhas são compostas (2-5 pares), geralmente imparimpenadas, completas, ovaladas ou oval-lanceoladas.

As flores surgem em panículas suportadas por ramos delgados, ramificados desde a base, com 1,0-8,0 cm de comprimento, com ráquis arroxeado e pubescente, em sua maioria, situado nas axilas das folhas, embora também se desenvolvam em ramos velhos sem folhas e nos terminais.

A maioria dos frutos é produzida nas partes expostas à insolação indireta. O fruto é uma baga carnosa, com forma ovóide ou elipsoidal, variando no tamanho entre 50-250 mm de comprimento e 30-100 mm de diâmetro, com peso comercial entre 100-250 g..

As sementes são brilhantes, delgadas, de coloração marrom (café)-clara, forma ovóide e aplainada, com 6,0-13,0 mm de comprimento, envolvidas por um arilo gelatinoso.

Variedades

As variedades cultivadas de caramboleira só foram selecionadas a partir das décadas de 30 a 40, pois não havia até então variedades, sendo a carambola classificada em dois tipos: doce e ácida.

Em vários países asiáticos, foram feitas seleções de plantas de sementes, as quais passaram a ser propagadas vegetativamente e constituem-se na maioria das atuais variedades comerciais. Algumas delas foram introduzidas no Brasil.

CURIOSIDADES

A carambola tem uma forma curiosa, de gomos achatados, que, quando cortados no sentido transversal, têm o aspecto de uma estrela.

Fonte: www.geocities.com

Carambola

Originária da Ásia Tropical, a carambola foi introduzida no nordeste, em 1817, mais precisamente em Pernambuco, de onde se expandiu para todo o litoral brasileiro.

Fruta muito rica em sais minerais, vitaminas A, C, e complexo B, é ainda, fonte natural de ácido oxálico.

O fruto quando cortado no sentido transversal adquire a forma de uma perfeito estrela de cinco pontas, característica que lhe concedeu o nome mundial de “star fruit”.

O Nome Popular da fruta pesquisada é Caramboleira (Carambola), seu nome científico é Arrohoa, pertencente a Família: Ariehoal.

A carambola é originária da Índia e é muito conhecida na China.

No Brasil foi introduzida, em 1817, em Pernambuco, região Nordeste a partir daí se espalhando por todo o país. Atualmente é cultivada nos trópicos em ambos os hemisférios.

A carambola é considerada uma fruta de quintais e de pomares caseiros. Em torno dos 4 anos ela já começa dar seus frutos, quando a caramboleira cresce, às vezes, seus galhos são bastante flexíveis quase chegam a tocarem o chão, escondendo quase que completamente o tronco. Antes de se transformarem em belos frutos, as pequenas flores da caramboleira, de cor violeta no centro e esbranquiçadas nas bordas, cobrem toda a árvore, ajuntando-se aos montinhos.

A carambola é uma fruta muito bonita bem diferente, tem uma forma delicada e cinco gomos, é uma fruta bonita, e curiosa.

Desde pequenas, como miniaturas de cera, mantém sua forma delicada: sempre com cinco gomos longitudinais bastante pronunciados, A polpa da carambola é, em geral, de consistência rígida. Seu sabor pode variar muito, de árvore para árvore e de fruto para fruto, mas costuma ser adocicado quando amadurece e um tanto ácido e adstringente quando ainda está verde.

Seu cultivo é mais indicado nas regiões de Climas quentes e Úmidos.

Os Principais Produtores e Exportadores, além do Brasil seus maiores produtores são, a Índia, Tailândia, Israel, e alguns países da África. Mas por ser uma fruta com tantos nutrientes ainda não é produzida o quanto é necessário.

Em relação ao grau nutritivo da Fruta é bastante rica em sais minerais (cálcio, fósforo e ferro) contendo ainda vitaminas A, C e algumas do complexo B, é também fonte natural de ácido oxálico. Por efeito desse ácido, que, em grandes quantidades, é prejudicial ao organismo humano.

Influência na Culinária: Com a Carambola podemos fazer vários tipos de receitas entre elas saladas, sucos, geléias, compotas, doces, sorvetes e coquetéis tropicais.

Aplicações

A polpa pode ser utilizada na preparação de sucos, sorvete, vinhos, licores ou doces.

Colheita

Durante o ano todo.

Carambola
Carambola

Composição (100g):

Calorias 29kcal
Umidade
91.70g
Proteínas
0.50g
Fibra
0.50g
Cálcio
30.00mg
Fósforo
11.00mg
Ferro
2.90mg
Vitamina B1
0.04mg
Vitamina B2
0.02mg
Niacina
0.30mg
Vitamina C
35.00mg
pH
2.75
Brix
6.36%
Acidez
0.53%

Temos a sugestão de algumas dessas receitas:

Salada de Carambola: Corte algumas carambolas em tiras finas, acrescente sal a gosto, vinagre, cebolinha, pimentão, tomate, salsa e azeite.
Suco:
Bater no liquidificados com leite, água ou leite condensado.Servir gelado.

Por ser uma fruta meio azeda pode ser comida in natura,com açúcar, ou com leite condensado..

A Carambola também exerce funções medicinais. A folha serve para fazer chá contra a diarréia, também combate à febre e lesões da pele, o sumo da folha é usado para combater o veneno de bichos e insetos.

Carambola
Carambola

Influência na Arte

Ela é usada aqui no Brasil também para fazer vários tipos de arranjos por ser uma fruta muito delicada e bonita, se você corta-la ao meio no sentido vertical terá uma linda flor é muito usada em arranjos nas ceias de Natal entre outros objetos e bibelôs. Além de serem retratados em pinturas de paisagens tropicais.

A influência na moda é visivelmente percebida. Como todos sabem o Brasil é um país tropical, de cores alegres e leves, assim como é a nossa maravilhosa fruta, sendo assim podemos nesse verão encontrar suas cores e estampas nas roupas e acessórios como bolsas, roupas de banho, etc.,na maioria das lojas e shoppings do País.

Descobrimos que essa fruta é bastante curiosa.Tem o formato de uma estrela, parece um lindo pingente de ouro. E o seu caldo também é usado para tirar manchas de ferrugem.

Fonte: www.coresesaborestropicais.hpg.ig.com.br

Carambola

Carambola
Carambola

Carambola
Carambola

Aspectos Gerais

A caramboleira – Averrhoa carambola L., Dicotyledoneae, Oxalidaceae – é planta originária da Ásia Tropical (oeste da Malásia), encontrada na região tropical de ambos hemisférios; foi introduzida no Brasil pelo agronomo francês Paul Germain (Pernambuco, 1817) e é cultivada em todo país menos em regiões frias ou sujeitas à geadas.

É árvore pequena, de ordinário com 3 a 5m. de altura, mas pode alcançar 8 a 9m., tem copa piramidal (jovem) e arredondada (adulta), folhas alternas com 2 a 5 folíolos, flores pequenas purpurinas ou amareladas dispostas em racimos.

O fruto é uma baga oblongo-oval, de colorido amarelo-claro, verde ou vermelho com 7 a 12cm. de comprimento, cinco gomos salientes; a polpa é abundante, sucosa e agridoce; cada lóculo pode conter 2-3 sementes pequenas, chatas, oblongas, marrons e pouco viáveis.

Existem tipos de caramboleira que produzem frutos ácidos e outros que produzem frutos doces.

Tipos há cujos frutos maduros tem cor verde, outros tem frutos maduros amarelo-claro e tipos com frutos maduros cor vermelha.

Usos da Caramboleira

A árvore é decorativa, ornamental; as folhas integram a farmacopeia indiana e as flores, ao natural, são aproveitadas em saladas.

O fruto

É considerada uma fruta de quintal, pois seu cultivo não é feito em escala comercial.

Tem uma forma curiosa, de gomos achatados, que, quando cortados no sentido transversal, têm o aspecto de uma estrela.

A cor varia do verde ao amarelo, dependendo do grau de maturação da fruta.

Em relação ao sabor, ela é adocicada quando madura e um pouco ácida e adstringente quando ainda está verde.

A carambola é rica em sais minerais (cálcio, fósforo e ferro) e contém vitaminas A, C e do complexo B.

A fruta pode ser consumida ao natural ou no preparo de geléias, sucos e compotas.

As flores também são comestíveis em saladas. O suco da carambola tem a particularidade de eliminar manchas em objetos de metal.

A carambola – comestível quando maduro, é consumido fresco ou sob forma de compotas, geléias, vinhos, passa, doces; o suco da polpa é refrigerante saudável e tem uso medicinal no tratamento de febres, escoburto e desinteria.

O sumo do fruto – rico em acído oxálico – serve para tirar manchas de tintas, de ferrugem, e para limpar metais. Ainda o fruto é fonte de vitaminas A e C.

É comum em pomares e chácaras.

Carambola crua

TACO – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos

Tabela de valor Nutricional

Porção de 100 gramas:

  % VD*
Valor energético 45.7kcal = 192kj 2%
Carboidratos 11,5g 4%
Proteínas 0,9g 1%
Fibra alimentar 2,0g 8%
Cálcio 4,8mg 0%
Vitamina C 60,9mg 135%
Fósforo 10,8mg 2%
Manganês 0,1mg 4%
Magnésio 7,4mg 3%
Lipídios 0,2g
Ferro 0,2mg 1%
Potássio 132,6mg
Cobre 0,1ug 0%
Zinco 0,2mg 3%
Tiamina B1 0,1mg 7%
Sódio 4,1mg 0%

* % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8.400kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades

Necessidades da Planta

A caramboleira é fruteira de zona tropical, clima quente e úmido, não suporta frio e geadas. Requer temperatura média anual de 25ºC e chuvas acima de 1.000mm. anuais bem distribuídos, boa luminosidade (pelo menos 2.000 horas/luz/ano) e umidade relativa do ar em torno de 80%.

Embora medre em solos desde arenosos a argilosos a planta prefere solos areno-argilosos profundos, bem drenados, em terrenos planos a ligeiramente ondulados, não sujeitos a encharcamento e pH entre 6,0 e 6,5.

Propagação/Formação de Mudas

A propagação da caramboleira dá-se por sementes ou por enxertia ou alporquia.

Via sementes

As sementes devem ser sadias, vigorosas, de frutos isentos de doenças/pragas e provenientes de plantas precoces, produtivas e sadias.

O semeio é feito em canteiro (feito de barro e esterco curtido) onde as sementes são lançadas em sulcos paralelos espacejados de 10cm. ou em sacos de polietileno, com dimensões 18cm. x 30cm. e cheios com mistura 1:2:1 (barro:esterco:areia lavada) onde adiciona-se 2,5Kg. de superfosfato simples e 1Kg. de cloreto de potássio por m3 de mistura. Lança-se 3 a 5 sementes (1-2cm. de profundidade) por saco.

Quando mudinhas tiverem 5cm. de altura desbasta-se para uma, a mais vigorosa; 7 a 11 meses pós semeio, muda com 25cm. de altura estará apta ao plantio em local definitivo.

Via enxertia: os porta-enxertos (obtidos de sementes) devem ter o caule com 1cm. de diâmetro (0,6cm. a 1,3cm.), estarem em sacolas sob ripado; o método garfagem lateral embutida exige garfos retirados de ramos maduros também com 1cm. de diâmetro.

Plantio

Espaçamento para plantio varia de 4m. x 4m. a 6m. x 6m.; o plantio, em formato quadrangular, possue densidade de 625 a 277 plantas por hectare.

Covas devem ter dimensões mínimas de 40cm. x 40cm. x 40cm.; na sua abertura separar a terra dos primeiros 15cm. de altura; devem ser abertas 30 dias antes do plantio.

A adubação de fundação é feita colocando-se 300 gramas de calcário dolomítico e 20l. de esterco de curral bem curtido no fundo da cova (na sua abertura) cobrindo-se com um pouco de terra.

Um pouco antes do plantio misturar 300g. de superfosfato simples e 100g. de cloreto de potássio à terra separada e lançar na cova.

Efetuar o plantio no início da estação chuvosa e em horas frescas do dia; retirar o saco, plantar e irrigar a cova com 15 litros de água.

Tratos Culturais

Em caso de falta de chuvas irrigar a cova, semanalmente, com 20 litros de água por 4 a 6 semanas.
Evitar concorrencia de ervas daninhas com capinas e roçagens. Manter “coroamento” em torno da muda.
Podar ramos em número excessivo (dentro da copa), ramos secos e doentes, ao longo da vida da planta.
Adubação em cobertura:
por planta/por vez/incorporada ao solo.

1º ano: 55g. de ureia e 35g. de cloreto de potássio no pegamento e final da estação chuvosa.
2º ano:
65g. de ureia, 220g. de superfosfato simples e 50g. de cloreto de potássio no início e final das chuvas.
3º ano (diante):
120g. de ureia, 300g. de superfosfato simples e 70g. de cloreto de potássio no início e fim da estação chuvosa.

OBS: no início da estação chuvosa pode-se aplicar 15l. de esterco (2º ano) e 20l. de esterco (3ºano) por cova, sob copa.

Manter mosca-das-frutas sob controle com pulverizações em cobertura total com fentiom 50 (Lebaycid – 100ml./100l. de água) ou com iscas tóxicas com insetícidas à base de malatiom (Malatol) ou triclorfom (Dipterex).

Colheita/Rendimento

Plantas oriundas de sementes iniciam frutificação a partir do 3º ano e enxertadas 2º ano. No 5º ou 6º ano a frutificação entra em escala comercial e permanece por 20 anos.

A caramboleira por produzir/pé/ano de 1.000 a 2.000 frutos (45 a 120kg. de frutos).

Fonte: www.seagri.ba.gov.br

Carambola

Nome popular: caramboleira

Nome científico: Averrhoa carambola L

Familia botânica: Oxalidaceae

Origem: Ásia

Características da planta

Árvore de até 8 m de altura, tronco tortuoso com ramos flexíveis. Folhas formando uma copa densa. Flores peque- nas, brancas e púrpuras, frequentemente presas aos ramos.

Fruto

Longo e ovalado, com cinco gomos salientes de coloração amarelo-ouro na maturação. Contém 2 sementes pequenas em cada gomo.

Carambola
“Ai quem me dera chupar uma carambola de verdade
e ouvir um sabiá com certidão de idade!” Canção do Exílio/ Murilo Mendes

A carambola é originária da Ásia tropical. Segundo Pio Corrêa, apesar de nunca ter sido encontrada em estado silvestre, sua pátria deve ser, provavelmente, a Índia. No Brasil, ainda de acordo com o mesmo autor, parece ter sido introduzida, em 1817, no nordeste, mais precisamente em Pernambuco. Dali a árvore teria se espalhado por todo o litoral brasileiro.

Atualmente cultivada nos trópicos em ambos os hemisférios – além do Brasil, constam como produtores de carambola, a Índia, a Tailândia Israel e alguns países da África – a carambola permanece sendo considerada como uma fruta de quintais e de pomares caseiros.

A carambola é uma fruta muito bonita bem diferente, tem uma forma delicada e cinco gomos, é uma fruta bonita, e curiosa.

Desde pequenas, como miniaturas de cera, mantém sua forma delicada: sempre com cinco gomos longitudinais bastante pronunciados, A polpa da carambola é, em geral, de consistência rígida. Seu sabor pode variar muito, de árvore para árvore e de fruto para fruto, mas costuma ser adocicado quando amadurece e um tanto ácido e adstringente quando ainda está verde.

Seu cultivo é mais indicado nas regiões de Climas quentes e Úmidos.

Os Principais Produtores e Exportadores, além do Brasil seus maiores produtores são, a Índia, Tailândia, Israel, e alguns países da África. Mas por ser uma fruta com tantos nutrientes ainda não é produzida o quanto é necessário.

Fruta bastante rica em sais minerais (cálcio, fósforo e ferro), contendo ainda vitaminas A, C e algumas do complexo B, é também fonte natural de ácido oxálico.

Por efeito desse ácido, que, em grandes quantidades, é prejudicial ao organismo humano, o caldo da carambola é usado, popularmente, para eliminar ou atenuar manchas de ferrugem em panos e em objetos de metal.

Contra Indicação/cuidados

Pessoas com intestino preso devem evitar o consumo.

Usos Medicinais

Folhas amassadas- aplicações externas- picadas venenosas.
Suco da Fruta- Vermífugo , febres.
Fruto- eczemas, asfecções dos rins e bexiga.
Decocção das folhas- Diabetes.

Curiosidades

O caldo da Carambola é usado popularmente para eliminar ou atenuar manchas de ferrugem em panos e em objetos de metal.

Fonte: www.brasilcult.pro.br

Carambola

Partes Usadas: Frutos e folhas.

Família: Oxalidaceae

Características

Originária da índia ou da Malásia é árvore de porte médio, de crescimento lento, com tronco tortuoso e ramos flexíveis. Os frutos são lisos e brilhantes, possuem cinco gomos bem pronunciados e adquirem o aspecto perfeito de estrela, quando cortados no sentido transversal.

Dicas de Cultivo

Espalha-se por todo o país, excetuando as zonas mais frias. Propaga-se por enxertia.
Outros Nomes: Caramboleira; Esp.: carambolo; Ing.: star fruit.

Princípios ativos

Ácidos orgânicos, glicosídeos, vitaminas A, C e quantidades razoáveis de vitaminas do complexo B, em sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro e fonte de ácido oxálico, pectina, lipídios, esteróis e ácidos graxos dentre outros.

Propriedades

Depurativa, hipotensora e antitérmica.

Indicações

Uso externo suas folhas são utilizadas sob forma de cataplasma para liviar picadas de insetos, aplicadas duas vezes por dia. Seus frutos são utilizados como antitérmico e antihipertensivo, em sucos 1 a 3 vezes ao dia.

 

Carambola
Carambola

A caramboleira, pequena árvore da família da Oxalidáceas, é originária da Índia, tendo sido aclimatada no Brasil.

Utilidades Medicinais

Diurese – O suco de carambola age como um bom diurético, auxiliando na limpeza dos  rins.
Eczema
– Convém ingerir diariamente um copo de suco fresco de carambola.
Picadas Venenosas
– Embora não substitua os antídotos convencionais, a aplicação externa das folhas bem amassadas de carambola ajuda a evitar complicações, segundo conceito popular.

Fonte: www.agrobyte.com.br

Carambola

Nome científico: Averrhoa carambola L.

Carambola
Carambola

Carambola
Carambola

Árvore geralmente de até 8 metros, tronco tortuoso com ramos flexíveis, tem copa piramidal quando jovem e arredondada quando adulta.

Folhas formam copa densa

Flores pequenas purpurinas ou amareladas dispostas em racimos.

Frutos cor amarelo-claro, verde ou vermelho, cinco gomos salientes. A polpa é abundante, sucosa e agridoce. A carambola tem uma forma curiosa, de gomos achatados, que, quando cortados no sentido transversal, têm o aspecto de uma estrela.

Cada lóculo pode conter 2 a 3 sementes pequenas, chatas, oblongas, marrons e pouco viáveis. Existem tipos de caramboleira que produzem frutos ácidos e outros que produzem frutos doces.

Fructificação primavera e verão.

A árvore é decorativa, ornamental.

As folhas integram a farmacopéia indiana e as flores, ao natural, são aproveitadas em saladas.

O fruto, comestível quando maduro, a carambola, é consumido fresco ou sob forma de compotas, geléias, vinhos, passas, doces.

Carambola
Carambola

Carambola
Carambola

O suco da polpa é refrigerante saudável e tem uso medicinal no tratamento de febres, escorbuto e desinteria.

O sumo do fruto, rico em ácido oxálico, serve para tirar manchas de tintas, de ferrugem, e para limpar metais.

Ainda o fruto é fonte de vitaminas A e C.

É comum em pomares e chácaras.

Carambola
Carambola

Fonte: www.arara.fr

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Tiramina

PUBLICIDADE Definição A tiramina, um aminoácido encontrado no corpo e nos alimentos que contêm proteínas, …

Superalimentos

Superalimentos

PUBLICIDADE Definição Os superalimentos aumentam a energia e a vitalidade, regulam o colesterol e a …

Quincã

Quincã

PUBLICIDADE Descrição: A fruta quincã (Citrus japonica) pertence à família do citrinos e é originário …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+