Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Alimentos / Cabeludinha

Cabeludinha

PUBLICIDADE

Cabeludinha
Cabeludinha

Cabeludinha
Cabeludinha

Nome científico: Myrciaria glazioviana (sinonímia: Eugenia cabelludo variedade glazioviana, Plinia glomerata, Paramyrciaria glazioviana)

Família: Mirtáceas

Nome comum: Cabeludinha

Origem

Brasil (nativa dos estados do Rio de Janeiro, sul de Minas Gerais e de São Paulo)

Descrição e característica da planta

Arbusto perene de 2 a 4 metros de altura, nas partes novas nota-se a presença de pêlos brancos (penugem), forma uma copa bonita e compacta.

As folhas são verdes, coriáceas, alongadas com 6 a 11 centímetros de comprimento, formadas dois a dois e opostas nos ramos, a nervura principal é saliente na face inferior e as margens do limbo recurvadas para baixo.

O pecíolo (haste liga o limbo foliar ao caule) é curto.

As flores são brancas, pequenas, hermafroditas (têm os dois sexos na mesma flor), autoférteis, formadas em grande quantidade, em gluméluras e axilares (região da inserção da folha no ramo).

O florescimento ocorre no período de maio a junho.

Os frutos maduros são globosos, casca grossa, cor amarela-canário, a polpa é translúcida, suculenta, doce e levemente ácida (adstringente). Em cada fruto contem 1 a 2 sementes grandes.

As condições favoráveis ao bom desenvolvimento e frutificação são: clima ameno a quente, solos férteis ricos em matéria orgânica e boa disponibilidade de água durante o ano. A propagação é feita por sementes e pode ser feita por enxertia.

Existem materiais mais produtivos que outros, bem como no tamanho e no sabor dos frutos.

Produção e produtividade

O início da frutificação ocorre 2 a 4 anos após o plantio no local definitivo. Não existe informação sobre a produtividade, pois a planta é pouca conhecida pelo grande público e não muito difundida no meio rural.

Utilidade

O fruto é comestível ao natural, apresenta um sabor agradável, levemente ácido e muito rico principalmente em vitamina C. Pode ser usado no preparo de sucos e geléias.

A planta, pela sua bela arquitetura, pode ser usada nos trabalhos de paisagismo de praças, jardins e na recuperação da vegetação de áreas degradadas.

Fonte: globoruraltv.globo.com

Cabeludinha

CABELUDINHA – (Myrciaria glazioviana)

Outros nomes comuns: Cabeluda.

Fruta pequena, do tamanho de uma cereja, com casca amarela quando madura, levemente aveludada, contendo 1 ou 2 sementes grandes. A polpa é sumarenta, adocicada, levemente ácida, como um delicioso licor sem alcóol e com alto teor de vitamina C.

Características Gerais

Árvore com cerca de 8 m de altura.

Ramos eretos, glabros, escuros e flexíveis.

Partes jovens da planta recobertas por pêlos brancos.

Folhas opostas, na cor verde-escura, pecíolos curtos, elípticas e agudas nas duas extremidades com glândulas translúcidas na folha, num único ou poucos planos de inserção, de 4 a 7 cm de comprimento, nervura da face inferior saliente.

Flores brancas, pequenas e numerosas.

Fruto baga, de forma quase globosa, coroado por uma cicatriz de restos da flor, casca grossa, na cor amarelo-canário, pubescente, possui uma ou duas sementes grandes, polpa suculenta e sementes com sabor adstringente.

O que é

Arbusto perene de 2 a 4 m de altura com copa frondosa e compacta. Suas folhas são verdes, coriáceas, alongadas com 6 a 11 cm de comprimento, formadas dois a dois e opostas nos ramos, a nervura principal é saliente na face inferior e as margens do limbo recurvadas para baixo. O pecíolo é curto e as flores são brancas, pequenas, hermafroditas, autoférteis, formadas em grande quantidade, em gluméluras e axilares. Os frutos maduros são globosos, casca grossa, cor amarela-canário, a polpa é translúcida, suculenta, doce e levemente ácida (adstringente). Em cada fruto contem 1 a 2 sementes grandes.

OBSERVAÇÕES ECOLÓGICAS E OCORRÊNCIA

Espécie nativa do Brasil, árvore originária do estado do Rio de Janeiro, São Paulo e parte do sul de Minas Gerais. Em Santa Catarina ocorre apenas em cultivo.

USOS MAIS FREQUENTES

Seus frutos tem sabor agradável, levemente ácido, ricos em vitamina e normalmente são consumidos ao natural.

Também é utilizada como planta ornamental, graças as suas densas ramificações, elegante copa e folagem verde-escura.

Cabeludinha
Cabeludinha

Cabeludinha
Cabeludinha

Cabeludinha
Cabeludinha

Cabeludinha
Cabeludinha

Fonte: www.paty.posto7.com.br

Cabeludinha

Cabeludinha
Cabeludinha

NOMENCLATURA E SIGNIFICADO: GUAPIRIJUBA vem do Tupi, e significa “Fruta amarela de casca amarga e felpuda”.

Também é chamada de Cabeludinha, Café cabeludo, Fruta cabeluda, Jabuticaba amarela, Peludinha e Vassourinha da praia.

Origem

Nativa das serras litorâneas e restingas presentes nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e parte do estado de Minas Gerais. Brasil.

Características

Arvoreta ramificada de 2 a 4 m de altura, com caule dividido em vários galhos desde a base, do qual surgem ramos que são declinados e bifurcados. O tronco atinge pequenas dimensões, medindo de 5 cm a no máximo 10 cm de diâmetro e é coberto por uma casca fissurada (com rugas) no sentido longitudinal, com coloração marrom enegrecida. As folhas são simples, opostas, inseridas num mesmo plano sob pecíolo (haste ou suporte) curto, denso e bruneo-viloso (coberto de pelos longos e escuros), medindo de 3 a 5 mm de comprimento. A lamina foliar é elíptica (alongada), cartácea (com textura de cartolina), com base obtusa (arredondada) ou truncada (reta, cortada) e ápice longamente agudo ou pontudo, medindo de 6 a 12 cm de comprimento por 2 a 3,6 cm de largura. As flores surgem nas axilas das folhas ou nos ramos desnudados (sem folhas) sob a copa, são sésseis (desprovidas de cabinho) e pauciglomeradas (aglomeradas no caule) em numero de 3 a 15 flores. Contém cálice (invólucro externo) é formado por alabastros (um vaso de elevação) de 4 a 6 mm de altura e 4 lobos esverdeados triangulares de 2 a 3 mm de comprimento, dispostos em cruz e que fazem a vez das sépalas. A corola (invólucro interno) é formado por 5 pétalas cremes, arredondadas, côncavas de 4 a 5 mm de comprimento, as quais caem 2 dias depois a antese da flor. O fruto é uma baga globosa de 1,4 a 1,7 cm de altura por 2 a 2,3 cm de largura, que é levemente achatada nos pólos, albo pubescente (com pelos esbranquiçados) quando verde e tomentosas (coberta de lanugem) quando madura. Nessa época, a casca (tem espessura de 1,3 mm) adquire coloração amarela intensa, e recobre uma polpa translúcida e sucosa de agradável sabor, as quais envolvem 1 ou 2 ou raramente 3 sementes de coloração creme.

Dicas para cultivo

Planta de crescimento rápido que aprecia qualquer tipo de solos com boa fertilidade natural e rápida drenagem. Aprecia clima tropical úmido a subtropical úmido nos morros ou climas temperados sempre chuvoso; com temperatura media de 8,2 a 25,5 graus, com variações grandes que podem chegar a máxima de 38 graus no verão e mínimas de até – 4 graus com cerca de 3 a 7 geadas que a planta resiste muito bem. Quanto às chuvas o índice pluviômetro anual varia de 1.200 a 2.700 mm anuais. Pode ser cultivada desde o nível do mar até 1.350 m de altitude; tanto na beira de rios em locais sombreados onde podem ocorrer inundações, onde a planta resiste até 20 dias submersa ou em locais pedregosos e secos. O pH ideal da terra deve estar entre 5,0 a 6,5, e boas safras ocorrem quando a umidade do ar está em torno de 70% e é constante.

Mudas

As sementes são redondas, recalcitrantes (perdem o poder germinativo se forem secadas) e devem ser plantadas em no máximo 20 dias depois de colhidas.

Pode-se plantar em sementeira com substrato composto de: 1 parte de areia, 2 partes de terra vermelha e 1 parte de esterco bem curtido. A germinação ocorre em 25 a 47 dias e o crescimento das mudas é rápido tanto na sombra como em pleno sol. O transplante da sementeira é feito quando as plântulas atingem 10 cm de altura, ocasião em que devem ficar em local sombreado por cerca de 1 mês, sendo irrigadas generosamente. A planta inicia a frutificação com 3 a 4 anos ou até com 2 anos quando cultivada em vasos com 30 cm de largura e 40 cm de altura contendo o mesmo substrato indicado acima.

Plantando

Recomendo que seja plantada a pleno sol num espaçamento 5 x 5 ou na sombra, onde produz maiores e mais saborosos frutos, com espaçamento de 4 x 4 m em covas abertas com no mínimo 2 meses antes do plantio, estas devem ter 50 cm nas 3 dimensões e convém misturar 30% de areia saibro + 7 pás de matéria orgânica aos 30 cm de terra da superfície da cova; misturando junto + 500 g de calcário e 1 kg de cinzas de madeira. A melhor época de plantio é outubro a novembro, convém irrigar 10 l de água após o plantio e a cada 15 dias se não chover.

Cultivando

A planta cresce rápido e não necessita de cuidados especiais, apenas deve-se cobrir a superfície com capim cortado e eliminar qualquer erva daninha que possa sufocar a planta. Deve-se fazer podas no fim do inverno para fazer a formação da planta eliminando ramos e brotos da base e todo o excesso de ramos que nascerem voltados para o interior da copa. Adubar com 4 kg de composto orgânico feito de esterco de galinha curtido e 30 gramas de NPK 10-10-10.

Distribuir os nutrientes à 5 cm superficialmente a 20 cm do caule no inicio do mês de outubro.

Usos

Frutifica nos meses de outubro a dezembro. Os frutos são deliciosos para serem consumidos in-natura e podem aproveitados para fazer sucos, doces e sorvetes.

A árvore é ornamental, as flores são melíferas e é uma espécie ideal para arborização urbana de ruas, praças e parques.

Fonte: www.colecionandofrutas.org

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Painço

PUBLICIDADE Nos últimos anos, houve uma revolução alimentar saudável. Especialmente, com o aumento da consciência de …

Carotenoides

Carotenoides

PUBLICIDADE Definição Distinguidos por seus pigmentos laranja, amarelo e vermelho, os carotenoides são encontrados em muitas …

Tiramina

PUBLICIDADE Definição A tiramina, um aminoácido encontrado no corpo e nos alimentos que contêm proteínas, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+