Breaking News
Home / Alimentos / Trigo

Trigo

PUBLICIDADE

Os benefícios de saúde do trigo dependem inteiramente da forma em que você o come. Esses benefícios serão poucos se você selecionar o trigo que foi processado em 60% de extração, farinha branca.

No processo de produção a maior parte da farinha é refinada, mais da metade da vitamina B1, B2, B3, E, ácido fólico, cálcio, fósforo, zinco, cobre, ferro e fibra são perdidos.

Os muitos benefícios dos produtos de trigo integral estão sendo cada vez mais reconhecidos pelos consumidores. Embora muitos indivíduos preocupados com a saúde estejam reduzindo a ingestão de carboidratos totais e produtos refinados de trigo, a demanda por produtos de trigo integral aumentou de fato durante o mesmo período. Essa tendência se encaixa bem com uma abordagem da dieta mediterrânea à saúde, que parece reduzir os carboidratos em geral, mas aumentar os grãos integrais, incluindo o trigo integral.

Nome científico: Triticum sativum L.
Família:
Gramineae
Origem:
Sudoeste da Ásia

Trigo
Trigo

Características da planta

Planta anual, composta de colmos eretos, produto de uma perfilhação sucessiva, que pode atingir até 1,5 m de altura.

Folhas planas, compridas, um pouco ásperas, que possuem uma bainha invaginante.

O fruto, conhecido como grão de trigo, é do tipo cariopse, cuja forma é ovóide, entumecida, tenra e farinácea.

Nem todas as flores transformam-se em frutos; geralmente encontram-se de 2 a 3 grãos em cada espigueta.

Características da flor

As flores não possuem cálice nem corola e estão dispostas em espiguetas alternas, em número de três a cinco, formando uma inflorescência terminal do tipo espiga composta.

Melhores variedades: Sul Estado de São Paulo: maringá (IAC-5), IAC-17; Vale do Paranapanema (média Sorocabana ): maringá (IAC-5), BH-1146 , IAC-17, IAC-18, tobari-66, LA-1434 R, IAC-13, paraguay 281, alondra 4546 e confiança.

Época de semeadura: 15-03 a 30-04 para todos os cultivares; para o cultivar IAC-5 estende-se até 15 – 05. Pra a região sul de 15 – 03 a 30 – 05.

Espaçamento: Entre linhas: 20cm.

Sementes necessárias: 100 -120kg/ha.

Combate à erosão: Plantar em áreas terraceadas.

Adubação: De acordo com a análise de terra.

Tratos culturais: Capinas eventuais (o bom preparo do solo reduz as capinas).Aplicar herbicidas contra a mostarda, mabiça e Ipomea sp).

Combate à moléstias e pragas

Ferrugens do colmo e da folha: variedades resistentes
Lagartas:
inseticidas clorados, cabamatos ou mistura de clorados e fosforados
Carunchos:
expurgos
Pulgões:
inseticidas fosforados, sistêmicos ou não.

Trigo
Trigo

Época de colheita: Agosto – setembro.

Produção normal: 0,8 a 2 5t/ha de grãos.

Melhor rotação: Soja, variedade precoce.culturas de ciclo curto de verão, como feijão, sorgo e amendoim.

Observações

Em São Paulo, a cultura é recomendável na faixa de trigo, Região Sul e Vale do Paranapanema. São indispensáveis o preparo esmerado do solo e a escolha de terrenos de boa topografia para mecanização da cultura.

HISTÓRIA DO TRIGO

O trigo é originário da antiga Mesopotâmia, mais especificamente na região da Síria, Jordânia, Turquia e Iraque, segundo os artigos de arqueologia. Nesta época, o homem ainda era nômade e os cereais eram encontrados normalmente plantados.

O homem cultiva o trigo (tritricum vulgare), pelo menos, há 6.000 anos e para tirar a farinha triturava os grãos entre pedras rústicas.

Durante as escavações arqueológicas, foram encontrados grãos de trigo nos jazigos de múmias do Egito, nas ruínas das habitações lacustres da Suíça e nos tijolos da pirâmide de Dashur, cuja construção data de mais de três mil anos antes de Cristo.

A origem do precioso grão mistura-se com as lendas de quase todas as religiões: os egípcios atribuíam o seu aparecimento à deusa Isis; os fenícios a Dagon; os hindus a Brama; os árabes a São Miguel; os cristãos a Deus.

O trigo é cultivado em todo mundo, sendo o segundo maior plantio entre os cereais e uma das principais bases da alimentação de humanos e animais.

O uso do pão branco, de massa fermentada, é atribuído, em primeiro lugar, aos egípcios, 20 a 30 séculos antes de Cristo.

Com o passar dos tempos, aperfeiçoou-se a técnica de fabricação, controlando-se melhor a fermentação e diversificando formas, tipos e sabores, além da adição de outros ingredientes como ovos, leite, cereais diversos, dentre outros.

A moagem do trigo é uma técnica milenar que embora mantenha um mesmo princípio básico, requer tecnologia adequada.

No moderno processamento, o trigo chega aos moinhos, onde é analisado, passando então pelo processo de limpeza, seleção, moagem, peneiração (separação da farinha de trigo do gérmen e do farelo), descanso e empacotamento. Este processo é exclusivamente físico, não utilizando qualquer tipo de aditivos.

História do Trigo

O que é trigo

O trigo é uma gramínea do gênero Triticum, que contém algo como 30 tipos geneticamente diferenciados, entre os quais apenas três são produzidos comercialmente, o Aestivum Vulgaris, o Turgidum Durum e o Compactum.

O Durum é utilizado na produção de macarrão e outras massas, o Compactum é um trigo de baixo teor de glutem, produzido em pequena proporção, utilizado para fabricar biscoitos suaves, enquanto que o Aestivum é responsável por mais de quatro quintos da produção mundial, por ser o adequado a panificação.

História do trigo no Brasil

No Brasil, há relatos que o cultivo do trigo tenha se iniciado em 1534, na antiga Capitania de São Vicente. A partir de 1940, a cultura começa a se expandir comercialmente no Rio Grande do Sul. Nessa época, colonos do Sul do Paraná plantavam sementes de trigo trazidas da Europa em solos relativamente pobres, onde as cultivares de porte alto, tolerantes ao alumínio tóxico, apresentavam melhor adaptação.

A partir de 1969/70, o trigo expandiu- se para as áreas de solos mais férteis do norte/oeste do Paraná e, em 1979, o Estado assumiu a liderança na produção de trigo no Brasil. A maior área semeada e a maior produção foram registradas em 1986/87 quando, em uma área de 3.456 mil ha, o Brasil produziu 6 milhões de toneladas de trigo. Naquela safra, o Paraná produziu 3. Milhões de toneladas de trigo e a produtividade alcançou 1.894 kg/ha.

A expansão da área de trigo no Paraná ocorreu numa época em que também se destinavam maiores recursos para a pesquisa agrícola no Brasil. Como resultado, se observou um aumento simultâneo da área e da produtividade do trigo.

Enquanto que a produtividade média do trigo no Brasil, no período de 1970 a 1984, foi de 1.139 kg/ha, no período de 1995 a 2003, ela se situou acima dos 1.500 kg/ha. Atualmente, algumas cooperativas têm obtido, em anos sucessivos, médias superiores a 2.500 kg/ha.

Produtividades de trigo superiores a 5.000 kg/ha, são relatadas com frequência, em lavouras bem cuidadas.

Tabela de valor nutricional da Farinha de Trigo

O trigo, assim como o malte, a cevada, a aveia e o centeio, possui o glúten em sua composição, desta forma, não deve ser consumido por portadores da doença celíaca, já que a mesma traz como consequência ao organismo (caso consumido estes alimentos), uma atrofiação nas mucosas do intestino delgado, prejudicando o organismo e a absorção de diversos nutrientes.

Farinha de Trigo

Quantidade 100 gramas
Calorias (Kcal) 360
Proteína (g) 9,8
Carboidrato (g) 75,1
Fibra Alimentar (g) 2,3
Colesterol (mg) n/a
Lipídios (g) 1,4
Ácido Graxo Saturado (g) n/a
Ácido Graxo Saturado (g)Ácido Graxo Mono insaturado (g) n/a
Ácido Graxo Poli insaturado (g) n/a
Cálcio (mg) 18
Fósforo (mg) 115
Ferro (mg) 1,0
Potássio (mg) 151
Sódio (mg) 1,0
Tiamina (mg) 0,31
Riboflavina (mg) traços
Niacina (mg) 0,89

Planta da família das Poaceae

O trigo (Triticum spp.) é uma gramínea que é cultivada em todo mundo. seu cultivo segue paralelo à história da antigüidade e da modernidade. E é utilizado principalmente como base de farinhas para fabricar um alimento essencial.

Planta pode atingir 0,5 a 1,5m. de altura, tem raízes em forma de cabeleira, caule oco e reto (colmo), 6 a 9 folhas estreitas e compridas, flores em grupo de 3 a 5 formam espiguetas que se agrupam em número de 15 a 20, formando espigas. O fruto, uma cariopse, é seco, pequeno, chamado grão, conclue desenvolvimento 30 dias após fecundação da flor.

Trigo
Trigo

Dentre as variedades indicadas para cultivo na região do Brasil Central-Cerrado encontram-se: BR-26 – São Gotardo (sequeiro e irrigado), BR-33 – Guará (irrigado), BH-1146 (sequeiro), EMBRAPA-21 (sequeiro) Anahuac (irrigado).

Origem: Originário da Síria, Jordânia, Turquia e Iraque.

Plantio: Áreas corrigidas com calcário, bem adubadas e já cultivadas anteriomente com plantas leguminosas – soja, feijão, adubos verdes, devem ser preferidas.

Evitar plantio em áreas com ervas daninhas e em solos com Ph abaixo de 5,0 e saturação de bases abaixo de 20%.

Sementes devem estar isentas de pragas, doenças, serem vigorosas e com % de germinação elevada. Para previnir doenças – na germinação e emergência – indica-se tratamento de semente, pouco antes do plantio, com mistura de fungicidas à base de Carboxin (93,7g.) + Thiuram (93,7g.) de principio ativo para 100 Kg de sementes para previnir aparecimento de helmintosporiose, carvão, outras.

Princípios Ativos: amido, ácido ascórbico, ácido caprínico, ácido clorogênico, ácido ferúlico, ácido fólico, ácido fórmico, ácido glutâmico, ácido malênico, ácido oxálico, alantoína, albumina, apigenina, a-tocoferol, a-triticeno, benzaldeído, betaína, biotina, campesterol, celulose, cobre, ergosterol, ferro, fibra (26,7%), fósforo, hidratos de carbono, lisina, magnésio, niacina (vitamina PP), pectina, proteína (glúten 12%), quercetina, vitaminas B e E, sitosterol, zinco.

Propriedades medicinais: antioxidante, calmante, emoliente, neurotônica, nutritiva, reconstituinte, vitaminizante.

Óleo do gérmen do trigo: antioxidante.

Indicações: afecção da pele, anemia, convalescência, desnutrição, doença cardíaca, hipotensão, intestino preso.

Óleo do gérmem do trigo: colesterol, prevenir a arteriosclerose, doenças cardiovasculares.

Parte utilizada: frutos, gérmen, farelo.

Contra-indicações/cuidados: o farelo de trigo é contra-indicado para pacientes com absorção intestinal deficiente, úlceras estomacais, do duodeno, apendicite, tuberculose mesentérica. O farelo de trigo é uma alimento energético de fácil assimilação, recomendado para crianças, velhos, convalescentes, debilidade, raquitismo, anemia. Remineraliza o organismo, fortalece o sistema nervoso e aumenta a secreção láctea.

Trigo
Trigo

Efeitos colaterais: O trigo, assim como o malte, a cevada, a aveia e o centeio, possui o glúten em sua composição, desta forma, não deve ser consumido por portadores da doença celíaca, já que a mesma traz como consequência ao organismo (caso consumido estes alimentos), uma atrofiação nas mucosas do intestino delgado, prejudicando o organismo e a absorção de diversos nutrientes.

Trigo
Plantação de trigo, cereal cultivado desde a Pré-História como fonte de alimento: base do pão.

Planta herbácea anual da família das gramíneas, cultivada em climas temperados. Pertence ao grupo dos cereais.

O cultivo do trigo, que ocupa milhões de hectares, é um dos mais importantes do mundo. Desde a Pré-História ele é cultivado como fonte de alimento.

Os grãos do trigo são transformados em farinha para fazer pão e outros produtos alimentícios.

Os produtos derivados constituem a base da alimentação de milhões de pessoas em todo o planeta. Os cientistas pesquisam continuamente novas variedades capazes de resistir ao frio, às doenças e às pragas.

A PLANTA

Aparência

O pé de trigo é verde-brilhante e pode crescer até 1,5 m de altura.

A planta tem duas formações de raízes: as primárias ou temporárias, que são as primeiras a nascer e geralmente não apresentam muitas ramificações; e as permanentes, que surgem depois, nos primeiros nós dos colmos, ramificando-se e aprofundando-se muito no solo.

Os colmos são, em geral, eretos e formados de nós e entrenós. As folhas são alternadas, longas e delgadas. As flores, em inflorescência do tipo espiga, surgem na extremidade do colmo e ficam presas a um eixo principal chamado raque.

Cada espiga tem, em média, cinco flores e é protegida por invólucros que, em algumas variedades de trigo, formam prolongamentos na forma de barba (praganas). A fecundação ocorre quando o pólen de uma flor, transportado pelo vento, é depositado nos pistilos. Após a fecundação, os ovários do trigo dilatam-se e surgem os grãos. Uma planta saudável produz em média 15 grãos de trigo.

O Grão de Trigo mede de 3 a 6 mm de comprimento.

Divide-se em três partes principais: o germe, o pericarpo e o endosperma. O germe é a parte de onde nascerá a nova planta, sendo formado de proteínas, vitaminas e gordura. O pericarpo é composto de várias camadas que protegem a semente e é usado principalmente na fabricação de alimentos para animais.

O endosperma é formado sobretudo de amido e é a parte de onde se retira a farinha. O endosperma contém uma proteína denominada glúten, que tem a propriedade de dilatar-se em contato com o fermento, possibilitando o crescimento do pão.

COMO O TRIGO É USADO

Farinha de Trigo: Grande parte da produção de trigo é transformada em farinha por meio da moagem. Quanto mais branca a farinha de trigo, menos pericarpo e germe ela contém. No entanto, as vitaminas, os sais minerais e as proteínas encontram-se exatamente nessas duas partes. Por isso, a farinha integral, escura e de difícil conservação, é a mais nutritiva.

Os alimentos produzidos a partir da farinha de trigo integral fornecem significativas quantidades de ferro, proteína e amido, além de niacina, riboflavina e tiamina – vitaminas do complexo B.

Massas Alimentícias: As partículas duras do trigo são transformadas em massa e passadas em máquinas para fazer diversos tipos de massa alimentícia, como o macarrão.

Alimento Para Animais: A camada do pericarpo e outras partes do grão que permanecem depois que a farinha branca é obtida são usadas como alimento para bovinos e aves domésticas.

Outros Produtos: O ácido glutâmico é outro subproduto do trigo, utilizado na fabricação do glutamato monossódico. Essa substância, semelhante ao sal de cozinha, acentua o sabor de outros alimentos.

A Pesquisa de Novos Usos

Pesquisadores desenvolvem cruzamentos do trigo para obter espécies de qualidade superior e também criam novos tipos de cereal, como o chamado triticale, já cultivado em pequenas áreas e empregado como forragem.

Atualmente também se fabrica o trigo transgênico, alimento que tem gerado grandes discussões a respeito de seus efeitos no organismo.

Clima e Solo

Os melhores solos para o cultivo do trigo são os abundantes em humo (matéria orgânica em decomposição), pois fornecem nutrientes à planta. Áreas onde não chove muito e de clima temperado são as mais indicadas para o cultivo desse cereal.

Rotação de Cultivos

Em alguns lugares, os agricultores plantam trigo em sistema de rotação anual com outras plantas, como milho, aveia, trevo, soja ou certos tipos de capim.

Colheita

O trigo pode ser colhido quando está seco e duro. Em muitas fazendas, máquinas denominadas combinadas automotrizes realizam os trabalhos de colheita (ceifam, debulham e limpam o trigo).

OS INIMIGOS DO TRIGO:

A Ferrugem é uma das doenças mais graves que atacam o trigo. Causada por um fungo, produz manchas avermelhadas, que se tornam marrons.
O Carvão, outra doença provocada por fungos, ataca seriamente os grãos de trigo.

Outras Doenças: Várias outras doenças atacam o trigo, sobretudo as causadas por fungos, como a septoriose, a helmintosporiose e a fusariose.

Insetos: A mosca hessena (Mayetiola destructor) causa grandes danos ao trigo. Essa mosca tem o tamanho de um mosquito e deposita seus ovos nas folhas do trigo. As larvas saem dos ovos, arrastam-se por entre o colmo e as folhas e sugam a seiva da planta.

PRINCIPAIS REGIÕES PRODUTORAS DE TRIGO: China, EUA e Rússia são os maiores produtores mundiais de trigo.

Ele é também um importante produto agrícola na Argentina, na Austrália, na Índia, no Canadá, na França, na Itália, na Turquia, no Irã, na Polônia, na Romênia, no Reino Unido, no Paquistão e no Uruguai.

No Brasil

O cultivo do trigo tem contribuído para a modernização da agricultura do país, determinando a instalação de uma grande rede de silos e armazéns. Incentivos governamentais nas décadas de 1940, 1950 e 1960 favoreceram maior investimento no cultivo do cereal, inclusive com a introdução de sementes selecionadas vindas do exterior.

Trigo
Trigo

Pão, massa, roscas, biscoitos, bolos e queques apenas começam a descrever a lista de alimentos feitos com este grão.

O trigo é geralmente classificado como sendo trigo de primavera ou de inverno.

Dentro destes dois grupos, o trigo pode ainda ser definido como duro ou macio, dependendo da textura do grão.

As cores dos grãos de trigo são brancas ou vermelhas, com reflexos de âmbar.

O trigo, no seu estado não refinado, apresenta um conjunto de nutrientes importantes.

Assim, para receber o benefício da totalidade do trigo é preciso distinguir quais os alimentos feitos de farinha de trigo integral daqueles que são refinados e despidos do seu valor natural.

O nome científico do trigo, do qual todas as espécies de trigo derivam é triticum.

183 grs / 152.12 Calorias:

NUTRIENTES QUANT. DDR (%)

DENSIDADE DO NUTRIENTE

CLASS.
Manganésio 1.11 mg 55.5 6.6 muito bom
Fibras 8.19 g 32.8 3.9 muito bom
Triptofanos 0.09 g 28.1 3.4 muito bom
Magnésio 58.24 mg 14.6 1.7 bom

Benefícios para a Saúde

Doenças Digestivas
Efeito Laxante
Regulador do Tráfego Intestinal
Aumento das Necessidades Nutritivas
Prevenção de Arteriosclerose
Obesidade
Prevenção de Reumatismos
Prevenção de Cancro

Fonte: www.agrov.com/www.donabenta.com.br/www.plantasquecuram.com.br/ www.clickeducacao.com.br/ www.alimentacaosaudavel.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Antocianinas

PUBLICIDADE Definição As antocianinas são fitoquímicos solúveis em água com uma cor vermelha a azul …

Glúten

Glúten

PUBLICIDADE Definição Glúten é o nome dado às proteínas encontradas em certos grãos de cereais: principalmente …

Painço

Painço

PUBLICIDADE Nos últimos anos, houve uma revolução alimentar saudável. Especialmente, com o aumento da consciência de …

Um comentário

  1. PEDRO FERNANDES DE SOUSA

    Parabéns pela explanação e profundidade de cada assunto. não é fácil encontrar na literatura um material tão completo como foi encontrado aqui.

    Pedro Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.