Breaking News
Home / Alimentos / Alho

Alho

PUBLICIDADE

Esta erva milagrosa tem sido usada desde tempos imemoriais como um remédio para prevenir ou tratar várias doenças e condições. O alho tem uma variedade de potentes compostos contendo enxofre, que são a razão de seu odor característico pungente. A alicina, o composto vital entre eles, é conhecida por ter excelentes propriedades antibacterianas, antivirais, anti-fúngicas e anti-oxidantes. Os benefícios da alicina podem ser melhor aproveitados quando picados, picados ou purê e deixados por algum tempo. O alho também é uma fonte confiável de selênio. A alicina e outros compostos como o ajoene e alliin têm um efeito sobre os sistemas circulatório, digestivo e imunológico do nosso corpo e ajudam na redução da pressão arterial, desintoxicação e cicatrização.

Origem e propriedades

Embora haja controvérsias, estudos indicam a Ásia como local de origem do alho. Usado em larga escala na culinária do mundo todo, é também conhecido pelas suas propriedades terapêuticas, como por exemplo, redução de níveis de colesterol e da pressão sanguínea. O alho (Allium sativum) é formado por um bulbo arredondado (conhecido como cabeça), composto de 10 a 12 dentes, envoltos por uma casca fina, que pode ser branca, rosada ou roxa. Seu forte aroma deve-se à presença da alicina (óleo volátil sulfuroso).

Como comprar

As cabeças de alho devem ser redondas, firmes e cheias, e com a parte exterior intacta e sem manchas. Os dentes devem ser firmes, graúdos e unidos. Evite comprar cabeças de alho cujos dentes estejam soltos, moles ou murchos.

Como armazenar

Embora sejam bonitas e decorativas, as réstias de alho não devem ficar muito tempo penduradas na cozinha, pois correm o risco de secar sobrando apenas cascas. Guarde o alho em lugar fresco (de preferência frio), seco e levemente arejado. Se for mantido em locais úmidos e quentes, vai mofar rapidamente e murchar. Uma boa maneira de armazenar a cabeça de alho inteira é colocá-la num recipiente de cerâmica com orifícios para ventilação.

Desde que tomados os devidos cuidados na compra, é possível armazená-lo por até um mês.

Se as condições do ambiente forem adequadas, pode chegar a até 2 meses. Outra forma de armazenamento é esmagar o alho e colocá-lo num vidro bem limpo e seco e mantê-lo fechado na geladeira. O alho não tem bons resultados quando congelado. Ao congelar pratos, deixe para adicionar o alho no momento de descongelá-los. Outra opção é guardar os dentes de alho inteiros, descascados. Neste caso, você pode cobri-los com azeite de oliva ou outro óleo, o que, além de conservar, permite usá-lo posteriormente na preparação de arroz, legumes e saladas.

Alho
Alho

Os poderes e propriedades do alho

O alho é um parente das cebolas e alho-porós, tem o poder de reduzir o colesterol e a pressão arterial, tem ação germicida combatendo infecções além de possuir antioxidantes e flavonoides que combatem o envelhecimento e muitas outras propriedades. Acredita-se que a maioria dessas propriedades se devem à riqueza de substâncias sulfurosas na sua composição.

A ação mais saudável do alho é sua capacidade de melhorar as condições cardíacas, suas ações germicidas e anticancerígenas. Enfim, o alho é um dos alimentos acessíveis mais saudáveis.

Alguns fatos sobre o alho

Previne doenças coronárias e circulatórias
Previne infartos
Reduz a coagulação do sangue
Reduz a pressão sanguínea
Combate infecções bacterianas, viróticas e fúngicas, inclusive infecções de pele Diminui o risco de câncer do estômago, gástrico e outros
Reduz os níveis de açúcar e glicose, ajudando no tratamento da diabetes

Alho
Alho

Como utilizar

Os dentes de alho podem ser usados inteiros, amassados ou em lâminas, dependendo da intensidade de aroma e sabor que se queira dar ao prato. O dente inteiro permite que o alho seja eliminado, o que deixa a preparação mais suave. O uso de espremedor é a forma mais comum de esmagar o alho, que também pode ser amassado com a faca, pressionando-se a lâmina na parte mais larga do dente.

Para picar o alho, descasque os dentes e corte-os em tiras no sentido do comprimento. Em seguida, corte na largura, fazendo movimentos de balanço com a faca.

Dicas culinárias

Ao refogar o alho em óleo ou azeite de oliva não doure muito, para evitar que fique amargo. Se desejar um sabor mais suave na preparação, frite o dente inteiro em óleo quente e, em seguida, retire o alho e despreze-o. Para dar um sabor mais suave nas preparações que irão ao forno, corte um dente de alho ao meio e esfregue na parte interna da assadeira. A quantidade de alho a ser adicionada na preparação deve ser 0,5% do peso do alimento a ser elaborado. Assim, um pedaço de carne de 2 kg deve ser temperado com 10 g de alho (cerca de 2 dentes grandes). Devido ao seu sabor marcante é recomendado usar o alho somente numa das preparações de uma refeição, a não ser que seja adicionado em pequenas quantidades.

Alho
Alho

O alho é indicado nas afecções catarrais agudas e crônicas, como as bronquites que dificultam a respiração, tuberculose, pneumonia e asma. É excelente nos resfriados e gripes.

Usa-se o alho ainda como hipotensor, em casos de pressão alta; e no tratamento das varizes. Ele combate as toxinas intestinais e expulsa os vermes. Para isso, use o alho em forma de chá, com leite, e tome 3 ou 4 vezes por dia.

É empregado também com bons resultados como antisséptico, depurativo do sangue, diurético, emoliente e no combate à febre. É usado ainda em casos de ácido úrico, cálculos, diabetes, enfermidades do fígado, dos rins e da bexiga, esgotamento, insônia, picaduras de insetos, reumatismo e úlceras.

Externamente, usa-se o alho contra calos, verrugas, sarna e manchas da pele.

Não devem fazer uso do alho as pessoas com hipotensão arterial, pois este abaixa mais ainda a pressão. Em doses muito elevadas, o alho produz dor de cabeça, dor no estômago, nos rins, cólicas, vômitos, diarréia e tontura.

O período de safra do alho estrangeiro é de janeiro a junho. Já o alho nacional é encontrado a melhores preços nos meses de dezembro e janeiro e setembro e outubro.

Medicinal

Na prevenção de gripes e resfriados, regula a gordura do sangue, equilibra a flora intestinal e a glicose do sangue, asma, bronquite, pneumonia, desinfeta o organismo e combate toxinas intestinais, expulsa vermes, tônico super estimulante revitalizador de pessoas esgotadas e enfraquecidas, reduz pressão alta, desintoxica os fumantes.

Utilizado também em picadas de insetos, calos e sarna, estimula o apetite, excita as glândulas digestivas, extermina as bactérias malignas do intestino ao mesmo tempo que fomenta a reprodução de colibactérias – os agentes intestinais normais, calmante intestinal, adstringente e bactericida, diminui a tensão arterial e torna o pulso mais lento e tranqüilo, dilata os vasos coronários – os músculos cardíacos são melhor alimentados e portanto tornando-se mais fortes. Depurativo do sangue. Baixa as taxas de colesterol.

Bom em dietas para diabéticos – muito eficaz no combate à diabetes. Aumenta a resistência contra as infecções. Aplicação contra nematoides e ascarídeos, em forma de irrigação.

Nas doenças da circulação: hipertensão, arteriosclerose de vasos coronários, debilidade dos músculos cardíacos.

Gastrintestinais

Catarros do estômago e intestino com diarreia e prisão de ventre, tuberculose intestinal, flatulência, catarros intestinais crônicos, infecciosos e agudos, cólicas, inflamações do intestino grosso e do reto, diarreia, doenças hepáticas e biliares, disenteria amebiana, cólera, tifo e paratifo. Como auxiliar em tumores cancerosos recomenda-se em todo o tempo. Câncer no estômago.

Nas doenças das vias respiratórias: catarros das vias respiratórias, enfisema pulmonar, tuberculose, gangrena pulmonar, asma pulmonar e bronquiectasias.

Nas doenças da circulação: hipertensão, arteriosclerose de vasos coronários, debilidade dos músculos cardíacos, intoxicação de nicotina.

Em casos de lombrigas – oxiúricos e ascarídeos.

Reduz o colesterol ruim, a pressão sanguínea, diminuir o risco da formação de coágulos, prevenir o câncer e fortalecer o sistema imunológico. Outras substâncias, como o sulfito alílico e a alicisteina, ajudam a deter os processos inflamatórios, estimulam enzimas anticancerígenas e bloqueiam a formação de nitrito no estômago.

O componente alicina: é responsável pelo odor característico do alho e, inibe o desenvolvimento de bactérias, destrói fungos, estimula o fluxo das enzimas digestivas e elimina toxinas através da pele.

Vitamina

E (na ruptura das células vermelhas do sangue, fraqueza muscular e depósito excessivo de gordura nos músculos).

Mineral

Potássio (arritmia, rins intoxicados, nervosismo, pressão alta e fraqueza geral).

Uso

A melhor forma de uso é o consumo cru. Diariamente de meio dente a um dente.

Propriedades

Rico em iodo, flúor, cálcio, ferro (combate anemia), fósforo e as vitaminas A, B e C.

Contra-indicação

Pessoas com pressão baixa podem ter seu quadro clínico agravado. Não indicado a pessoas que tenham hipersensibilidade ao óleo de alho.

Algumas pessoas apresentam reação alérgica da pele ao contato com o alho. Os que sofrem de hipotensão devem ser cautelosos no uso do alho, um vez que este provoca queda de pressão. As lactentes devem evitar o uso liberal do alho, de vez que pode provocar cólicas no ventre do lactente.

Às crianças muito pequenas e às mães que amamentam, os médicos também recomendam que consumam alho cozido e, mesmo assim, em quantidades pequenas.

Uso em demasia: pode produzir dores de cabeça, no estômago, rins, cólicas, vômitos, diarreia e tontura. Mau hálito, irritações gástricas e náuseas.

Allium sativum é a sua designação em Latim e referimos-nos ao alho comum.

Alho
Alho

Regra geral quase todos nós utilizamos os dentes de alho na nossa alimentação como tempero, a verdade é que ele tem mais propriedades agradáveis além do paladar.

Muito utilizado, desde a antiguidade, os estudos têm vindo a comprovar a sua real eficácia.

Outrora as pessoas comiam ou engoliam dentes de alho, hoje já não é necessário – um dos benefícios da atualidade: as cápsulas! – vieram evitar esse desconforto, mas sobretudo vieram aumentar a quantidade de óleo concentrado responsável pelos efeitos benéficos.

O Alho tem várias aplicações… e não só para afastar vampiros e criaturas dessas, mas sobretudo outros ” monstros” mais reais! As bactérias, vermes, parasitas…

Os benefícios do alho são os seguintes:

Antibiótica
Anti-inflamatória
Anti-microbiana
Anti-asmática
Anti-oxidante
Anti-cancerígeno
Protetor cardiovascular

As patologias ou sintomas a serem tratados pelo alho são muito vastos, mas pode-se resumir a sua eficiência em: Distúrbios gastrointestinais, colesterol elevado, tensão arterial elevada, asma, bronquite, gripe, dores de dentes e mais recentemente os estudos comprovam a sua eficácia em cancro da mama e próstata.

O Alho deve ser consumido cru, pois após ser aquecido ou transformado, perde ou transforma as suas propriedades benéficas. No caso das cápsulas, estamos a falar de extratos prensados a frio, macerações ou ainda alho envelhecido, que tem vindo a ser provado a sua eficácia e a ultrapassar as outras apresentações devido ao aumento da concentração das substâncias ativas.

A nossa recomendação vai para 500 a 1000mg de óleo Alho por dia, como efeito protetor ou 1 a 2 dentes crus e frescos por dia.

O seu uso excessivo ou em dosagens elevadas pode causar má digestão e irritabilidade da mucosa gástrica. Deve ser evitado se estiver a tomar drogas sintéticas, pode haver o risco de potenciar algumas.

Suspender nos casos: se já teve algum sintoma alérgico após a sua ingestão, em grávidas, lactentes e crianças até quatro anos e em pré e pós operatório pois tem efeito anti-plaquetário.

História

Tradicionalmente, o alho como um alimento Yang tem sido usado para promover circulação de energia, aquecer o estômago e remover algumas substâncias tóxicas acumuladas. Isso é compatível com o descobrimento moderno do alho ser capaz de matar germe, promover a digestão e melhorar o apetite. Mas descobriram-se nos últimos anos que o alho possui muitas funções terapêuticas mais importantes, tanto quanto sendo usado como um remédio para hipertensão, hepatite e câncer.

O alho tem estado em uso popular no Japão há um longo tempo, e um recente estudo Japonês revelou que o alho contém um mineral chamado Ge que é capaz de prevenir o câncer de estômago. Um time de médicos do “Hunam Medical College” na China, o qual chamou a si próprio de Grupo Pesquisador do Alho como Agente Anticancerígeno, usou um medicamento patenteado feito de alho para tratar 21 casos de carcinoma de nasofaringe (câncer do nariz e da garganta) com resultados significantes na maioria dos casos.

Além disso, o mesmo grupo de médicos também descobriu que o alho é eficaz para tuberculose pulmonar, coqueluche, disenteria amebiana e bacilar, enterite (inflamação dos intestinos), oxiuríase (oxiúro), ancilostomíase (uncinariose), prevenção de gripe e de epidêmica (inflamação do cérebro e aplicação externa para o tratamento de vaginite por tricomonas)

Há um número de receitas de alho que podem provar serem úteis. Para tratar disenteria bacilar e enterite, ferva dois dentes de alho em água e consuma uma dose antes das refeições, três vezes diariamente, por 2 à 3 dias. Para tratar estágios iniciais de resfriado comum, pegue 50g de alho, cabeças brancas de cebolas verdes e gengibre fresco, ferva em água, e então beba quente e cubra-se com cobertor, logo transpirará.

Para tratar coqueluche, mergulhe 60g de alho em água gelada de 5 à 6 horas, remova-os da água, adicione um pouco de açúcar branco, e beba uma colher de sopa três vezes diariamente por alguns dias.

Para tratar vaginite por tricomonas, mergulhe uma gaze no suco de alho antes que seque completamente, e então pressione a gaze dentro da genitália. Troque esta gaze uma ou duas vezes diariamente, e use essa série de tratamentos por 3 à 5 dias, é eficaz em mais de 95% dos casos de tricomona. Para tratar oxiuríase, esmague 9 à 15 gramas de alho e misture com gelatina de petróleo para aplicação externa no orifício retal e região circulantes. Para desfazer-se dos germes na boca e prevenir o resfriado comum e infecções da boca e intestinos, coma um pouco de dentes de alho todos os dias.

O alho tem efeitos colaterais, entretanto, e por esta razão, deveria ser usado com cuidado. O alho pode fazer com que as hemácias se tornem marrom escuras pelo contato, e também podem dissolver as hemácias quando aplicado em grandes concentrações.

Além disso, o óleo volátil contido no alho pode inibir a secreção de sucos gástricos e também pode causar anemia. Sabe-se bem que o alho pode causar mau hálito, o qual pode ser reduzido ou eliminado pelo gargarejo com chá forte, comendo algumas tâmaras vermelhas ou bebendo algumas xícaras de chá.

A seguir o valor alimentar de 100g de alho:

Componentes Valor alimentar
Água 69,8g
Proteínas 4,4g;
Gordura 0,2g
Vitamina B2 0,03mg
Ácido Nicotínico 0,9mg
Vitamina C 3mg
Cálcio 5mg
Fósforo 44mg
Ferro 0,4mg
Potássio 130mg
Sódio 8,7mg
Magnésio 8,3mg
Cloro 35mg

Além disso, cada 100g de folhas de alho contém 77mg de vitaminas C, que está além, até 20 vezes, no alho.

Alho
Alho

O alho é originário da Ásia Central, e desde 1500 suas propriedades medicinais já eram conhecidas em diversos países. Na antiga China e na Índia, era utilizado para diminuir a coagulação sanguínea, e no Egito e na Grécia era considerado afrodisíaco.

No século XIX Luis Pasteur, grande químico francês, demonstrou as propriedades anti-sépticas do alho.

Nos últimos anos os cientistas começaram a estudá-lo mais intensamente. Muitas pesquisas enfocam os efeitos do alho no colesterol e na pressão arterial e indicam que a alicina, uma substância química que se forma quando ele é esmagado e confere o seu odor característico, reduz os níveis de colesterol e promove a diminuição da pressão arterial. Por sua vez, parte da alicina é rapidamente degradada em outros compostos sulfúricos, como o ajoeno, que também pode ter propriedades medicinais.

Os benefícios do alho podem ser atribuídos a sua ação antioxidante, combatendo os radicais livres, sendo esses altamente reativos, prejudicando a estrutura celular e o funcionamento normal do metabolismo da célula.

O alho tornaria menos provável a agregação das plaquetas (as células envolvidas na coagulação sanguínea) e a sua aderência às paredes das artérias, reduzindo a chance de um infarto do miocárdio. Há evidências de que ele dissolve as proteínas formadoras de coágulo, que podem afetar o desenvolvimento da placa aterosclerótica. Além disso, reduz discretamente a pressão sanguínea, principalmente graças à sua capacidade de dilatar os vasos sanguíneos e ajudar a circulação do sangue.

Outras pesquisas em andamento indicam que o alho contém potencial anticancerígeno. Por enquanto, acredita-se que o seu consumo diminui o risco de câncer de cólon no ser humano. Além disso, as pesquisas em animais de laboratório mostraram que ele ajuda a diminuir o câncer de mama, pele e pulmão, além de ajudar a prevenir o câncer do cólon e do esôfago.

A quantidade de alho a ser consumida para se obter algum benefício à saúde ainda não foi determinada. Alguns médicos alemães receitam 4 gramas, ou o equivalente a 2 dentes, diariamente, para tratar da hipertensão ou do colesterol elevado.

Algumas pessoas, no entanto, desenvolvem azia (pirose), gases intestinais e diarreia quando tomam doses altas de alho.

Alho

NOME CIENTÍFICO: Allium sativum

DESCRIÇÃO DA PLANTA: É uma raiz, cujo bulbo se constitui de vários dentes.

AROMA E SABOR: O seu aroma típico é fornecido por uma substância que o compõe, de noma alicina, a qual contém enxofre.

ORIGEM: Ásia Central.

COMPOSIÇÃO: viatminas B1, B2 e C

PROPRIEDADES

Antibiótica
Anticoagulante
Controlador de colesterol
Anti-inflamatória
Vermífuga
Anti-séptica
Diurética
Anti-térmica

HISTÓRICO E CURIOSIDADES

O alho é usado medicinalmente há mais de 5 mil anos, e era conhecido pelos gregos como “rosa de mau cheiro”. No século XIX, Louis Pasteur demonstrou as propriedades antisépticas do alho, informação que foi utilizada nas Guerras Mundiais pelos exércitos ingleses, alemães e russos.

Para retirar o cheiro do alho das mãos, experimente esfregá-las debaixo da água corrente com uma colher de inox, como se fosse sabonete.

No Egito era usado para combater diarreia.

Os gregos, antigamente, o utilizavam para combater doenças pulmonares e intestinais.

Existem referências ao alho, nas pirâmides de Gisé, no Egito.

Já no Egito antigo, acreditava-se que a ingestão de alho aumentava o rendimento físico e protegia contra as epidemias, por isso, os escravos, durante a construção da pirâmide de Queóps, eram alimentados com esta raiz.

Durante a Primeira Guerra Mundial, o alho foi usado, em especial pelos ingleses, para combater a tuberculose e infecções.

PARTES USADAS

Os dentes da raiz.

FORMAS EM QUE SE ENCONTRA

Fresco, desidratado ou em pó.
O período de safra em janeiro e fevereiro, embora nesta época o preço não seja o melhor.

COMO CONSERVAR

Fresco – (deve ter consistência firme e a polpa clara), conserve-o em lugar ventilado.
Desidratado ou em pó – guarde-o em recipiente fechado, em lugar protegido da umidade.

CURIOSODADES MÍSTICAS

Símbolo da saúde e fertilidade.
Planeta – Marte.
Pendurado na casa, ajuda a proteger.
Nos florais é usado para pessoas com esgotamento físico ou mental, hipocondríacas, com problemas de insônia.

USO GERAL

Além de ser uma raiz usada no mundo inteiro, para agregar um agradável sabor e aroma aos alimentos, o alho também é usado em remédios de propriedades específicas.

USO INDICADO EM ALIMENTOS

Quando fritar o alho, tenha cuidado para não queimá-lo, pois o prato ficará com um sabor ácido.
Para retirar o cheiro do alho das mãos, experimente esfregá-las debaixo da água corrente com uma colher de inox, como se fosse sabonete.
Para eliminar o desagradável hálito provocado pelo alho, masque salsa fresca ou grãos de café.

Fonte: www.hungryforchange.tv/www.brazuka.info/www.vitaminasecia.hpg.ig.com.br/www.plantaservas.hpg.ig.com.br/sounatural.com/www.chinaonline.com.br/www.rgnutri.com.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Painço

Painço

PUBLICIDADE Nos últimos anos, houve uma revolução alimentar saudável. Especialmente, com o aumento da consciência de …

Carotenoides

PUBLICIDADE Definição Distinguidos por seus pigmentos laranja, amarelo e vermelho, os carotenoides são encontrados em muitas …

Tiramina

Tiramina

PUBLICIDADE Definição A tiramina, um aminoácido encontrado no corpo e nos alimentos que contêm proteínas, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.