Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Açaí  Voltar

Açaí

 

Nome popular: açaizeiro; açaí-do-pará

Nome científico: Euterpeoleracea Mart.

Família botânica: Palmae

Origem: Brasil - Várzeas e margens dos rios da região amazônica.

Originária da região amazônica do gênero Euterpe oleracea. Além da fruta produzir um saboroso palmito, ele é muito rico em ferro energizante e, em seu estado puro, uma excelente maneira de se evitar o envelhecimento precoce.

 

Açaí
Açaí

A palmeira era explorada principalmente para produção de palmito, mas o fruto passou a ser o grande negócio

Várias alternativas surgiram para o aproveitamento integral dessa palmeira nas indústrias alimentícias, de corantes naturais, cosméticos, fármacos, celulose e papel, entre outras. Com a expansão do consumo do fruto do açaí, houve redução do corte para as indústrias processadoras.

A valorização do fruto trouxe benefício econômico para a população regional e ecológico prmovendo a conservação de açaizais.

Fruto

Os frutos são do tipo baga com 1 a 1,5 cm de diâmetro de cor violácea tornando-se quase negros depois de maduros. As áreas de cultivo e de manejo, que apresentam níveis satisfatórios de produtividade, alcançam cerca de 8 toneladas por hectare de frutos por ano.

O açaí possui excelentes propriedades nutricionais e valor calórico.

É rico em proteínas, fibras, lipídeos, vitamina E e minerais, além de apresentar elevado teor de pigmentos antocianinas, recomendados ao controle do colesterol.

Favorece a circulação do sangue e melhora as funções intestinais.

O açaí é um fruto consumido há muito tempo pelos indígenas e moradores da região amazônica, devido as suas qualidades nutritivas. É também largamente utilizado para a produção de um refresco (vinho de açaí). Nas regiões sul e sudeste vem sendo popularizado e consumido como complemento alimentar, principalmente pelas pessoas que buscam vigor físico.

Planta

O açaí é uma palmeira do norte do País, conhecida pelos indígenas como "içá-çai" ou a fruta que chora. É freqüente em solos alagados e várzeas. Pode atingir altura de até 25 m, possui caule de 15 a 25 cm de diâmetro e ocorre geralmente formando touceiras.

Devido à sua diversidade, o açaizeiro apresenta grande variação de tipos para os mais diversos caracteres de interesse, como precocidade, produtividade de frutos, rendimento de polpa e época de produção.

Os vários tipos de açaizeiro foram definidos de acordo com a coloração dos frutos, formas da inflorescência e cacho, número de frutos por cacho e diâmetro dos frutos, o que resultou em diversas denominações como açaí -roxo ou preto, açaí -branco, açaí-açu, açaí-espada, açaí-sangue-de-boi, entre outros.

Cultivo

Adaptado às condições elevadas de temperatura, precipitação pluviométrica e umidade relativa do ar, o açaizeiro encontra condições satisfatórias de cultivo nas faixas climáticas com regular distribuição de chuvas e em áreas que, mesmo com período seco definido, disponham de umidade satisfatória no solo, como em áreas de terra firme, principalmente quando localizadas próximas às várzeas e igapós.

A produção de frutos deixou de ser quase que exclusivamente extrativista e passou a ser obtida, também, de açaizais nativos manejados e de cultivos implantados em áreas de várzea e de terra firme, localizados em regiões com maior precipitação pluviométrica, em sistemas solteiros ou consorciados, com ou sem irrigação.

Estima-se que cerca de 80% da produção de frutos têm origem no extrativismo, enquanto os 20% restantes são provenientes de açaizais manejados e cultivados em várzea e terra firme.

A produção de frutos tem início a partir do 3o ano, sendo possível obter, nas duas primeiras safras, produtividades de aproximadamente 3 toneladas por hectare/ano. No período inicial de produção, é comum a desuniformidade de lançamento de cachos produtivos, mas com a tendência de uniformidade a partir do 5o ano, com maior concentração da produção de frutos no 2o semestre.

De modo geral, a produção estimada no quinto ano de produtividade é de até 4 toneladas e, a partir do sexto ano são esperados aumentos progressivos de produção, que poderá alcançar 10 toneladas de frutos no oitavo ano.

Usos

A principal utilização do açaizeiro é a extração do açaí, embora nos últimos anos tenham surgido alternativas para o aproveitamento integral dessa palmeira pelas indústrias alimentícias, de corantes naturais, cosméticos, fármacos, celulose e papel, entre outras.

Com a expansão do consumo do açaí houve redução da extração e venda de palmito para as indústrias processadoras.

A valorização do fruto teve efeito econômico e ecológico positivo sobre a conservação de açaizais.

Dos frutos do açaizeiro é extraído o vinho, polpa ou simplesmente açaí, como é conhecido.

Em sua origem, o açaí é consumido com farinha de mandioca, associado ao peixe, camarão ou carne, sendo o alimento básico para as populações de origem ribeirinha. Do fruto são fabricados sorvetes, licores, doces, néctares e geléias, podendo ser aproveitado, também, para a extração de corantes e antocianina.

Do caroço, correspondente a 85% do peso total, extrai-se a borra, que é utilizada na produção de cosméticos; as fibras, utilizadas em móveis, placas acústicas, xaxim, compensados, indústria automobilística, entre outros; os caroços limpos, na torrefação de café, panificação, extração de óleo comestível, fitoterápicos e ração animal; além de uso na geração de vapor, carvão vegetal e adubo orgânico. A polpa representa 15% e é aproveitada, de forma tradicional, no consumo alimentar e outros produtos derivados.

As folhas são usadas para a cobertura de casas e na confecção de chapéus. Sua madeira é utilizada em construções rústicas.

Pierre Vilela

Fonte: www.sebrae.com.br

Açaí

A Fruta é originária de uma palmeira que cresce nas várzeas do Rio Amazonas, o açai é uma frutinha arredondada e muito roxa, quase preta, lembrando uma jaboticaba pequena. Tem uma caroço proporcionalmente grande e pouca polpa

O açaí é uma palmeira típica da Região Amazônica.

Além de ter um sabor delicioso e refrescante, é rico em lipídios e vitamina E, que ajuda a combater os radicais livres.

A alta concentração de fibras melhora as funções intestinais, percebidas em duas semanas de consumo.

A presença de vitamina B1 e o teor elevado de pigmentos anticianianos que são antioxidantes, favorece a circulação sanguínea. Mas, seu componente mais importante é o ferro, indicado no tratamento de anemias e fortalecimento muscular.

Por ser rico em ferro, fibras, fósforo, minerais, gordura vegetal, cálcio, potássio e vitaminas, pode-se considerar a fruta da geração saúde. É recomendada para praticamente todos, sobretudo para os idosos e para os que têm problemas digestivos.

Quem está de dieta não deve eliminá-lo completamente, pois ele é indispensável no transporte de oxigênio para as células.

Por suas características microbiológicas o açaí é considerado uma das mais nutritivas frutas da Amazônia, perdendo apenas para a castanha-do-pará.

Colhe-se açaí abundantemente durante todo o ano, especialmente no outono.

Normalmente o açaí ao natural é servido em uma tigela, batido no liquidificador, com aparência de sorvete, com xarope de guaraná, suco de uma fruta, e acompanhado de granola, sobretudo no Norte e Nordeste do Brasil, regiões de origem da fruta.

A colheita de acaí é abundante durante o ano inteiro, especialmente no outono.

Características da planta

Palmeira de estipe delgado e elegante, podendo atingir até 25 m de altura. Folhas grandes, finamente recortadas em tiras, de coloração verde-escura atingindo frequentemente 2 m de comprimento. Flores pequenas, agrupadas em grandes cachos pendentes, de coloração amarelada, surgem predominantemente de setembro a janeiro, podendo aparecer quase o ano todo. Espécie muito semelhante ao palmito-doce (Euterpe ed ulis Mart.) da Mata Atlântica, diferenciando-se desta por crescer em tonceiras de 3 a 25 palmeiras.

Fruto

Os frutos que aparecem em cachos são de coloração violáceo, quase negra quando maduros. De forma arredondada ou ovóide, apresentam rica polpa comestível e um caniço duro. Produzidos durante boa parte do ano, porém com maior intensidade nos meses de julho a dezembro.

Cultivo

Pode ser propagada por meio de sementes ou pela retirada de brotos da base. Desenvolve-se bem em vários tipos de solo e clima, preferencialmente em regiões quentes. Cada palmeira produz de 3 a 4 cachos por ano; cada cacho 3 a 6 kg de fruto.

O açaizeiro, planta típica do trópico brasileiro, juntamente com o buriti, é parte indissociável da paisagem florestal amazônica.

O açaí se desenvolve bem tanto em terras firmes como em várzeas sujeitas a inundações periódicas, desde que haja renovação constante das águas. Cultura perene e ribeirinha, o açaizeiro torna-se importante, também, na proteção do solo em condições tropicais de grande pluviosidade.

Do açaizeiro tudo se aproveita. Frutos, folhas, raízes, palmito, tronco e cachos frutíferos.

As populações ribeirinhas do baixo Amazonas, desde Santarém até a Ilha de Marajó, sabem que podem contar com essa palmeira alta e esguia para o sustento e a nutrição de suas famílias praticamente ao longo de todo o ano.

As folhas do açaizeiro são usadas na cobertura das casas; suas fibras, na arte de tecer chapéus, esteiras, sacolas e rasas - cestas usadas como medida padrão na atividade extrativista em praticamente toda a Amazônia.

A madeira de seu estipe - nome que se dá ao tronco das palmeiras - quando seca, transforma-se em toras bastante duráveis e super - resistentes às pragas e aos insetos, sendo muito utilizada na construção de casas, pontes e trapiches. Até mesmo os cachos secos, após a extração dos frutos, são aproveitados como vassouras.

O açaizeiro é também fonte generosa na medicina popular: os frutos novos são utilizados no combate aos distúrbios intestinais; as raízes, empregadas como vermífugos; o palmito, em forma de pasta, atua como anti-hemorrágico, quando aplicado após extrações dentárias.

Mas, especialmente, o açaizeiro da o açaí, uma frutinha arroxeada, quase negra quando madura.

Trata-se de um pequeno coco de onde é extraído, por maceração, o tradicional e bastante apreciado "vinho ou suco de açaí;".

O açaí, transformado em suco, possui um grande mercado em toda a região amazônica, alcançando uma cifra de consumo fabulosa, estimada entre 100 mil a 180 mil litros por dia apenas na cidade de Belém.

Apesar de frutificar praticamente o ano inteiro, sabe o nativo que, quando a cigarra -"a mãe do Sol" - canta na boca do verão anunciando a estação seca, começa a melhor safra do açaí.

E é ele quem vai subir no alto das palmeiras, que chegam a 20 metros de altura, para extrair a fruta.

Com muita destreza, força e equilíbrio, o apanhador escala a palmeira até atingir seus cachos carregados auxiliado apenas pela peconha - espécie de alça feita com as folhas verdes do próprio açaizeiro - que lhe prende os pés e serve-lhe de apoio na subida.

Lá em cima, após cortar apenas os cachos maduros, no ponto ideal - fala-se tuirá, quando as frutas estão pretinhas com a casca esbranquiçada - o homem nativo começa a balançar o fino estipe em pêndulo, para ser lançado aos ares e alcançar outra palmeira próxima. Ali mesmo ou na embarcação à espera na beira do igarapé, os cachos são esbagoados e os frutos armazenados.

O açaí, no entanto, tem de ser processado diariamente em virtude de sua rápida fermentação, não resistindo mais do que 24 horas mesmo quando bem refrigerado. Assim, todos os dias, sete dias por semana, antes de clarear completamente a manhã, os calçadões próximos ao Mercado Ver-o-Peso, na capital paraense, ficam tomados por cestos, sacos e latas repletos da frutinha arroxeada que chega em caminhões e barcos vindos das regiões interioranas.

Depois de vendido no mercado, o açaí vai ser transformado em suco. Postos em água morna para amolecer e desgrudar a polpa dos caroços, os frutos são amassados a mão ou em máquinas apropriadas. Então, como bem descreve Camara Cascudo, "da massa sangüíneo-arroxeada, passada em peneira, se amassada a mão, dissolvida em várias águas, forma-se o vinho - a bebida acaí" Além do processamento comercial, é costume de inúmeras famílias do Pará produzir o "vinho de acaí" para seu consumo diário, vendendo o excedente na própria residência, que é identificada por uma pequena bandeirola vermelha colocada à porta de entrada.

Tradição provavelmente herdada dos grupos indígenas amazônicos, o açaí ocupa, atualmente, um papel básico na alimentação da população regional. É consumido a qualquer hora, sob a forma de refrescos e sorvetes, com ou sem açúcar; pela manhã, em substituição ao leite, sendo inclusive oferecido às crianças pequenas; em todas as refeições, engrossado com farinha d'água ou de tapioca, acompanhando peixes e camarão seco, carnes e arroz com feijão, ou ainda puro, quando não há outra mistura.

De fato, sabe-se que o açaí é um alimento essencialmente energético, com elevado valor calórico, apresentando 2,37% de teor de proteína e 5,96% de gordura.

Além de sua inegável importância no comércio, na dieta alimentar e na vida locais, o açaizeiro é hoje a principal fonte de extração do palmito no Brasil. Cerca de 95% de toda a produção nacional vêm dos açaizais amazônicos, uma vez que praticamente esgotaram-se as reservas nativas da Mata Atlântica cujos palmitais foram devastados sem preocupação preservacionista.

No sistema extrativo que atualmente vigora na exploração do açaizeiro, seus frutos destinam-se ao consumo local, e o palmito, à exportação.

Os plantios racionais ainda são raros, prosseguindo a destruição dos açaizais de forma sistemática, ilegal, desordenada e clandestina. Poucos têm se preocupado com a sua preservação.

Mas os resultados obtidos a partir de experiências realizadas por técnicos do Centro de Pesquisa Agroflorestal da Amazônia Oriental da EMBRAPA de Belém do Pará começam a despertar o interesse de agricultores e grupos empresariais, especialmente entusiasmados pelas perspectivas promissores do produto no mercado interno e externo.

Uma das características principais da palmeira açaí; é o fato de seu crescimento ocorrer em touceiras "reboladas" na linguagem popular - que, quando não desbastadas, podem chegar a agrupar em uma mesma moita uma média de 20 palmeiras de idades e vigor diversos. E é justamente o bom manejo e o desbaste racional das touceiras e brotações, bem como a seleção das plantas mais adequadas para a produção de frutos, para a extração do palmito e para o preparo de sementes, que permite o seu aproveitamento comercial e lucrativo.

Em relação ao açaí, este é o maior desafio para os próximos anos: explorar seus frutos de maneira racional, para preservá-lo para o futuro.

Açaí
Açaí

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

Açaí

O Açaí, Sua História e Seu Papel na Nutrição

O Euterpe oleracea Mart. ou açaizeiro é uma palmeira cujo fruto é o açaí.

É uma espécie nativa da Amazônia, encontrada em terrenos de várzea, igapós ou terra firme.

No Brasil, consome-se o palmito de açaizeiro ou mesmo o fruto, que é utilizado na forma de sucos, vinhos, sorvetes, cremes ou mesmo na forma in natura (Silva e Silva et al, 2007).

Açaí
Açaí

O açaizeiro pode ser utilizado não só na alimentação, mas também na produção de celulose, fabricação de ração animal, medicina caseira e corante natural. No entanto, o fruto e o palmito (substituto do palmiteiro) são o potencial econômico deste vegetal.

O açaizeiro é umas das mais importantes árvores frutíferas do norte do Brasil.

A obtenção da polpa do fruto é feita de forma artesanal e com baixo índice tecnológico. Esmaga-se e filtra-se o fruto, através de peneira fina, utilizando-se água em quantidades variadas, dependendo do produto desejado (Pereira et al, 2002).

Na Amazônia, a forma mais tradicional de consumir o açaí é gelado com farinha de mandioca ou tapioca. Um peixe assado ou camarão podem acompanhar.

Mas o suco grosso, na forma de creme acompanhado de frutas como a banana, com granola ou até mesmo batido com iogurte natural, são outras maneiras deliciosas de consumir este alimento.

A produção de açaí no Amazonas está na ordem de 1.100 toneladas, com valor de aproximadamente R$635mil por ano, segundo dados do IBGE em 2002. Mas o cultivo deste alimento tem saído dos limites da Amazônia, e crescido em outras regiões do Brasil, e o Pará é o principal produtor atualmente.

O açaí é considerado um dos frutos mais nutritivos cultivados na Amazônia.

Por tudo isso, é considerada uma planta medicinal e uma fonte alternativa de energia.

De acordo com Pereira et al (2002) a polpa do açaí é fonte de a-tocoferol (vitamina E), fibras, cálcio, magnésio e potássio.

Destaca-se quanto ao teor de lipídios, fornecendo aproximadamente 65% das necessidades de um homem adulto. São ácidos graxos de boa qualidade, 60% monoinsaturados e 13% polinsaturados. Já o fornecimento de proteínas varia entre 25-65%. No entanto, é pobre em açúcares totais.

Informações nutricionais por 100g de polpa de açaí: 

Calorias 490kcal
Proteínas 13g
Lipídios 48g
Açúcares totais 1,5g
Fibra 34g
Cálcio 286mg
Ferro 1,5g
Potássio 932mg
Fósforo 124mg
Magnésio 174mg
Vitamina E 45mg

O açaí é fonte de antocianinas, pigmentos naturais, pertencentes à família dos flavonóides e responsáveis pela coloração do açaí e por seu poder antioxidante.

A pasteurização (procedimento para esterilização por aquecimento e resfriamento rápido do líquido) da polpa de açaí é imprescindível para a segurança do produto, visto que doenças por protozoários podem ser transmitidas devido à falta deste cuidado.

A Doença de Chagas é um exemplo. Transmitida pelo inseto barbeiro, o protozoário Trypanossoma cruzi, entra na corrente sangüínea causando infecções e até morte.

O barbeiro faz ninho nas folhas do açaizeiro e quando é feita a colheita, o inseto é levado junto com o fruto e triturado na produção da polpa.

Estima-se que, a cada ano, 33 mil pessoas sejam infectadas pela doença, principalmente na ingestão de açaí ou caldo de cana.

A maior incidência está no norte do país, região onde o consumo de açaí é alto (Jornal UnB, 2005; Jornal UNICAMP, 2005).

Desta forma, a pasteurização do açaí antes da sua venda é necessária, visto que só o congelamento do produto não mata o protozoário.

É preferível, portanto, não comprar a polpa de açaí se não souber se esta sofreu a pasteurização.

O açaí é uma gostosa mania nacional de grande importância na economia de nosso país.

É altamente nutritivo, porém é calórico (devido ao alto teor de lipídeos), devendo ser consumido em quantidades moderadas.

Referências Bibliográficas

Embrapa www.embrapa.com.br - Sistemas de produção acessado em 11/09/2007
IBGE www.ibge.gov.br - acessado em 11/09/2007
Jornal Unicamp Sala de Imprensa Do caldo de cana ao suco de açaí Parte I - edição 283 (11 a 17 de abril de 2005) Universidade de Campinas
Jornal do Brasil, site UnB Acessória de Comunicação Perigo diluído no açaí e no caldo de cana - edição 4/04/2005.
Silva e Silva, BM, Moro, FV, Sader, R, Kobori, NN. Influência da Posição e da Profundidade de semeadura na emergência de plântulas de açaí. Rev. Bras. Frutic. v.29 n.1 Jaboticabal abr. 2007.
Pereira, EA, Queiroz, AJM, Figueiredo, RMF. Massa específica de polpa de açaí em função do teor de sólidos totais e da temperatura. Rev. Bras. de Eng. Agríc. e Ambient. vol 6 n 3. Campina Grande Set./Dez. 2002

Fonte: www.rgnutri.com.br

Açaí

O açaí é uma fruta arredondada e roxa, quase preta, lembrando uma jaboticaba pequena.

Cada tronco da palmeira do açaí produz até quatro cachos com frutos.

É uma planta que prefere os terrenos alagados e áreas úmidas. Por isso sua ocorrência é mais frequente nas margens dos rios, como o Amazonas. Como floresce e frutifica o ano todo, é possível encontrar na mesma árvore, desde flores até frutos maduros.

Açaí
Açaí

O açaí é uma palmeira típica da Região Amazônica. Além de ter um sabor delicioso e refrescante, é rico em lipídios e vitamina E, ajudando a combater os radicais livres. A alta concentração de fibras melhora as funções intestinais, percebidas em duas semanas de consumo.

A presença de vitamina B1 e o teor elevado de pigmentos anticianianos, os quais são antioxidantes, favorece a circulação sanguínea. Entretanto, seu componente mais importante É o ferro, indicado no tratamento de anemias e fortalecimento muscular.

Por causa de seus valores nutricionais, o açaí vem despertando o interesse de pesquisadores de todo o mundo.

Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Pará e coordenada pelo químico belga, Herve Rogez, levantou a tabela nutricional do açaí.

Açaí

Após sua análise, percebeu-se ser este é um ingrediente perfeito para um café da manhã reforçado e para praticantes de atividades esportivas, crianças e executivos. Por ser rico em ferro, fibras, fósforo, minerais, gordura vegetal, cálcio, potássio, a fruta parece ter saído do laboratório dos nutricionistas de encomenda para a geração saúde.

As qualidades protéicas do açaí começaram a ser disseminadas por praticantes de Jiu-jitsu, e hoje, a fruta é recomendada, sobretudo, para os idosos e para os que tem problemas digestivos. Quem está de dieta não deve eliminá-lo completamente, pois ele é indispensável no transporte de oxigênio para as células. Segundo Herve Roger "uma tigela da fruta contém o total de fibras diárias necessárias para o homem."

Por suas características microbiológicas o açaí é considerado uma das mais nutritivas frutas da Amazônia, perdendo apenas para a castanha-do-pará.

Colhe-se açaí abundantemente durante todo o ano, especialmente no outono.

Seu consumo é feito in natura, em sucos, como doces e sorvetes, entre várias outras formas, que são muito apreciadas, sobretudo no Norte e Nordeste do Brasil, sendo essas, as regiões de origem da fruta.

Fonte: www.phytoplanet.com.br

Açaí

Açaí
Açaí

Açaí é o fruto da palmeira conhecida como açaizeiro (Euterpe oleracea Mart., Palmae), planta típica de várzea. É nativo da Amazônia, onde seu consumo data dos tempos pré-colombianos.

O açaí é um alimento muito importante da dieta amazônica. Hoje em dia é cultivado não só na Região Amazônica, mas em diversos outros estados brasileiros, sendo introduzido para o resto do mercado nacional durante os anos 80 e 90.

O açaizeiro é muito semelhante à palmeira juçara (Euterpe edulis Mart.) da Mata Atlântica, diferenciando-se por crescer em touceiras de 3 a 25 estirpes (troncos de palmeira).

Da palmeira, tudo se aproveita: frutos (alimento e artesanato), folhas (coberturas de casas, trançados), estirpe (ripas de telhado), raízes (vermífugo), palmito (alimento e remédio anti-hemorágico).

É consumido na forma de bebidas, doces, geléias, sorvetes. O fruto é colhido subindo-se na palmeira com o auxílio de uma trançado de folha amarrado aos pés - a peconha.

Para ser consumido, o açaí deve ser primeiramente despolpado em máquina própria ou amassado manualmente (depois de ficar de molho na água), para que a polpa se solte, e misturada com água, se tranforme em um suco grosso também conhecido como vinho do açaí.

A forma tradicional na Amazônia de tomar o açaí é gelado com farinha de mandioca ou tapioca. Há quem prefira fazer um pirão com farinha e comer com peixe assado ou camarão e mesmo os que preferem o suco com açúcar (ainda assim, bem mais grosso que qualquer suco servido no sudeste).

As sementes limpas são muito utilizadas para artesanatos. Quando descartadas, servem como adubo orgânico para plantas.

Nas demais regiões do Brasil, as pessoas consomem o açaí congelado adicionando frutas, cereais e xarope guaraná.

O que não é bem visto pelos nativos da região norte, que encaram a mistura como um desperdício de açaí.

Conhecido como açaí na tigela, é um alimento muito apreciado por frequentadores de academias e desportistas.

Origem do Nome Açaí

O nome açaí teve origem quando, numa tribo indígena, existia uma mulher chamada Iaçá, ela era filha do cacique.

Como havia falta de alimento, o cacique decidiu que desde então se matasse toda a criança que nascesse na tribo. Certo dia Iaçá apareceu grávida e quando ela teve o bebe, o cacique tinha que cumprir com o que disse. Mandou matar a criança. Mataram e enterraram a criança perto da tribo.

Certo dia Iaçá,chorando, inconformada com a morte de sua filha, saiu para visitar o túmulo dela e percebeu que uma palmeira estava nascendo lá. Então todo dia Iaçá ia ver a palmeira, até que um dia, quando a palmeira já estava grande, ela viu a sua filha na direção da palmeira, Iaçá ficou assustada com aquilo.

Quando Iaçá abraçou a menina, viu que era a palmeira e morreu. No outro dia o cacique foi informado de que sua filha tinha morrido e quando ele chegou lá, viu sua filha abraçada na palmeira, então os Índios começaram a se alimentar daquela fruta que a palmeira produzia e em homenagem à sua filha, o cacique botou o nome daquela palmeira de açaí, que é o contrário de Iaçá.

E nunca mais faltou alimento na tribo, pois, agora eles tinham descoberto uma nova fonte de alimento, o açaí.

Porção de 67 g (1/2 copo = 200ml)

Quantidade por Porção % VD ( * )
Valor Enegético 182,2 Kcal = 765,4 Kj 9
Carboidratos 24,8 g 8
Proteínas 2,7 g 4
Gorduras Totais 8,0 g 15
Gorduras Satur. 0,0 g 0
Gorduras Trans. 0,0 g 0
Fibra Alimentar 2,0 g 8
Cálcio 79,1 mg 8
Ferro 8,0 mg 57
Sódio nd 0
Fósforo 0,3 mg 0
Vitamina A nd 0
Vitamina B1

0,2412 mg

20
Vitamina B2 0,0067 mg 1
Niacina 0,268 mg 2
Vitamina C 6,03 mg 13
*Valores Diários com base em uma dieta de 2.500 Kcal ou 8.400 Kj seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.
*ND = Não Disponivel

Comparando a composição química de polpa do açaí com leite bovino cru, o açaí contêm:

Valor energético 04 vezes maior; Lipídios 03 vezes mais; Carboidratos 07 vezes mais; Ferro 118 vezes mais; Vitamina B1 09 vezes mais; Vitamina C 08 vezes mais; Teor de proteína e cálcio equivalente
Possuindo ainda a metade de fósforo; E ainda, combate o colesterol e os radicais livres.

Fonte: www.acai.com

Açaí

Recentemente descoberto pela mídia, o suco de açaí, como é conhecido nas regiões Nordeste e Sudeste do Brasil, tornou-se febre entre os adeptos da saúde e freqüentadores de academias.

Já na região amazônica, o fruto do açaizeiro, importante na alimentação diária das populações locais por seus altos valores nutricionais, é também unânime preferência do povo do norte por seu singular paladar.

Origem

Região amazônica.

Frutificação

Durante o ano todo, em maior quantidade de julho a dezembro.

Palmeira que chega a 20 metros de altura e cresce formando touceiras. Como floresce e frutifica durante o ano todo, pode-se encontrar numa mesma planta vários estágios de desenvolvimento, de flores a frutos maduros.

O açaí é uma palmeira do norte do País. É conhecido pelos indígenas como "içá-çai", a fruta que chora.

A palmeira do açaí nasce em touceiras com cerca de 6 troncos, que são ligeiramente curvos.

Cada tronco apresenta até quatro cachos, onde nascem os frutos.

É uma planta que prefere os terrenos alagados e áreas úmidas. Por isso sua ocorrência é mais freqüente nas margens dos rios, como o Amazonas.

Como floresce e frutifica o ano todo, é possível encontrar na mesma árvore, diferentes estágios de maturação, desde flores até frutos maduros.

Dessa árvore, que chega a 30 m. de altura e tem nome e sobrenome (Euterpe oleracea Mart.) aproveita-se tudo. As folhas são usadas para cobertura de casas; a madeira é usada em construções rústicas; as fibras das folhas para tecer chapéus, esteiras e   rasas  , cestas utilizadas como medida-padrão no transporte e comércio da fruta; os cachos secos são aproveitados como vassouras.

Sendo típico da Amazônia, espalha-se por toda a região, chegando ao Maranhão, Guiana e à Venezuela.

O principal alimento extraído do açaí é o vinho, um suco feito da polpa e da casca de seus frutos.

Esse "vinho" é na verdade um macerado com a cor do suco de uvas.

Esse suco tem bastante densidade e é muito apreciado pelos habitantes da região.

É energético e nutritivo. Os moradores de Belém do Pará o consomem com farinha de mandioca e açúcar.

O açaí produz um saboroso palmito que vem sendo industrializado nos últimos anos.

Propriedades

Rico em ferro, contendo ainda cálcio, potássio, fibras e vitaminas do complexo B, C e E.

Recomendações

Tem um teor considerável de proteínas e antioxidantes favorecendo a nutrição e a conservação dos tecidos do organismo.

Restrições

Por ser rico em gorduras, o açaí é altamente calórico. Idosos devem consumir com moderação pela dificuldade de digestão de gorduras.

Uso culinário

O suco de açaí, feito com a polpa e a casca dos frutos maduros, pode ser consumido na composição de cremes, licores, geléias, mingaus, sorvetes e doces.

Há duas variedades de açaí:

Roxo
Branco

O roxo tem polpa cor de vinho.

Isso justifica o nome do suco que se extrai dessa polpa.

Do açaí branco faz se um suco creme-claro.

A fruta é pequenininha, arredondada e muito roxa, quase preta. Lembra uma jabuticaba em tamanho reduzido. Tem um caroço grande, e muito pouca polpa.

Para se obter um açaí saudável, o mais importante é a rapidez desde o "debuio" (que é como se diz lá, para o trabalho de tirar os frutos do cacho) até o processamento.

Quem diz isso é o Prof. Hervé Rogez, engenheiro químico, cientista e pesquisador da Universidade Federal do Pará, o "Papa" do assunto e fanático tomador de açaí.

O açaí é muito rico em antocianina, uma substância anti-oxidante, que ajuda no combate ao colesterol e aos radicais livres.

Folhas pinadas com segmentos pêndulos e flores pequenas de cor creme. Fruto tipo drupa, arredondado, de até 1,5 cm de diâmetro, de casca fina, arroxeada, quase negra, polpa pouco espessa, da mesma cor da casca.

A colheita é um trabalho arriscado, pois os coletores sobem no alto da palmeira e passam de uma planta para a outra, a fim de apanharem os cachos.

A planta toda pode ser aproveitada: dos brotos(na indústria do palmito) às folhas (servem como cobertura de casas) e caules (confecçâo de ripas).

A Fruta

O Açaí é originária de uma palmeira que cresce nas várzeas do Rio Amazonas, o açai é uma frutinha arredondada e muito roxa, quase preta, lembrando uma jaboticaba pequena.

Tem uma caroço proporcionalmente grande e pouca polpa

Normalmente o açaí; ao natural é servido em uma tigela, ou batido no liquidificador, com aparência de sorvete, com xarope de guaraná, suco de uma fruta, e acompanhado de granola.

Quem já experimentou diz que a segunda tigela "vicia".

Açaí
Açaí

A Árvore

A palmeira do açaí nasce em touceiras com cerca de 6 troncos, que são ligeiramente curvos.

Cada tronco dá até quatro cachos com frutos. É uma planta que prefere os terrenos alagados e áreas úmidas. Por isso sua ocorrência é mais freqüente nas margens dos rios, como o Amazonas.

Como floresce e frutifica o ano todo, é possível encontrar na mesma árvore, desde flores até frutos maduros.

Dessa árvore, que chega a 30 m. de altura e tem nome e sobrenome (Euterpe oleracea Mart.) aproveita-se tudo. As folhas são usadas para cobertura de casas; a madeira é usada em construções rústicas; as fibras das folhas para tecer chapéus, esteiras e ''rasas'', cestas utilizadas como medida-padrão no transporte e comércio da fruta; os cachos secos são aproveitados como vassouras.

A Lenda

Segundo a lenda, há muitos e muitos anos vivia uma tribo indígena, onde, hoje, está situada a cidade de Belém. Numa determinada época a escassez de alimentos se tornou um problema para seus habitantes, levando o cacique a decretar a proibição de nascimentos. Por ironia do destino, porém, a filha do cacique , que se chamava Iaça, ficou grávida.

O cacique não voltou atrás em sua decisão e mandou matar seu próprio neto. Iaça chorava dia e noite a perda do filho, até que uma noite ouviu o choro do filho vindo da direção de uma árvore que tinha umas frutinhas cor de vinho. No dia seguinte a índia Iaça foi encontrada morta, abraçada ao tronco dessa árvore. O cacique pediu, então, que os cachos da fruta fossem apanhados, tirando daí o vinho para alimentar os índios da tribo.

Às frutinhas ele chamou açaí, em homenagem à sua filha Iaça ( açaí ao contrário), e acabou revogou o decreto que proibia o nascimento de crianças, pois o açaí bastava para alimentar a todos.

Os Benefícios do açaí

O açaí é uma palmeira típica da Região Amazônica. Além de ter um sabor delicioso e refrescante, é rico em lipídios e vitamina E, que ajuda a combater os radicais livres. A alta concentração de fibras melhora as funções intestinais, percebidas em duas semanas de consumo.

A presença de vitamina B1 e o teor elevado de pigmentos anticianianos que são antioxidantes, favorece a circulação sanguínea. Mas, seu componente mais importante é o ferro, indicado no tratamento de anemias e fortalecimento muscular.

Por causa de seus valores nutricionais, o açaí vem despertando o interesse de pesquisadores de todo o mundo. Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Pará e coordenada pelo químico belga, Herve Rogez, levantou a tabela nutricional do açaí, permitindo concluir que este é o ingrediente perfeito para um café da manhã reforçado e para praticantes de atividades esportivas, crianças e executivos.

Por ser rico em ferro, fibras, fósforo, minerais, gordura vegetal, cálcio, potássio e vitaminas, a fruta parece ter saído do laboratório dos nutricionistas de encomenda para geração saúde

As qualidades protéicas do açaí começaram a ser disseminadas por praticantes de Jiu-jitsu, e hoje, a fruta é recomendada para praticamente todos, sobretudo para os idosos e para os que têm problemas digestivos. Quem está de dieta não deve eliminá-lo completamente, pois ele é indispensável no transporte de oxigênio para as células. Segundo Herve Roger "uma tigela da fruta contém o total de fibras diárias necessárias para o homem."

Por suas características microbiológicas o açaí ; é considerado uma das mais nutritivas frutas da Amazônia, perdendo apenas para a castanha-do-pará.

Colhe-se açaí abundantemente durante todo o ano, especialmente no outono.

Seu consumo é feito in natura, em sucos, como doces e sorvetes, entre várias outras formas, que são muito apreciadas, sobretudo no Norte e Nordeste do Brasil, regiões de origem da fruta. A colheita de acaí é abundante durante o ano inteiro, especialmente no outono.

Fonte: www.emater-rondonia.com.br

Açaí

Açaí
Açaí

Sua planta é formada por uma palmeira de estipe delgado e elegante, podendo atingir até 25 m de altura.

Folhas grandes, finamente recortadas em tiras, de coloração verde-escura atingindo frequentemente 2 m de comprimento. Pequenas flores, formadas em grupos com grandes cachos pendentes, de coloração amarelada, surgem predominantemente de setembro a janeiro, podendo aparecer quase o ano todo.

Do açaizeiro é aproveitado tudo. Folhas, frutos, palmito, raízes, tronco e cachos frutíferos. Produzidos durante boa parte do ano, porém com maior volume nos meses de julho a dezembro.

A região amazônica é responsável pela maior produção de açaí do Brasil.

O açaizeiro é fonte generosa na medicina popular: os frutos novos são utilizados no combate aos distúrbios intestinais; as raízes, empregadas como vermífugos; o palmito em forma de pasta atua como anti-hemorrágico quando aplicado após extrações dentárias.

Informações Nutricionais - Polpa de 100g

Calorias 250 kcal
Proteínas 4 g
Carboidratos 37 g
Gorduras Totais 12 g
Gorduras Saturadas 0 g
Colesterol 0 mg
Fibra 34 g
Cálcio 118 mg
Ferro 12 mg
Sódio 0 mg

Fonte: www.docemel.com.br

Açaí

O açaí é uma fruta naturalmente energética que vem das palmeiras da Amazônia (Açaizeiro).

Os frutos apresentam inicialmente coloração verde clara, tornando-se verde escuro na maturação. A polpa envolve o endocarpo esférico que é fibroso na parte externa.

Açaí
Açaí

A árvore

O açaizeiro apresenta farta perfilhação e alcança, no estado nativo, a 20 palmeiras por "touceira" (das quais pelo menos três em produção). Produz, cada uma, entre 6 e 8 cachos com 2,5 kg cada um, representando de 15 a 20 quilos de frutos por palmeira (em duas safras) e de 12 a 25 toneladas de frutos/ha/ano.

A polpa do fruto representa 17% do seu peso. É um alimento altamente energético e quando comparada com os outros dez principais frutos tropicais regionais, encontra-se na liderança em termos nutricionais.

A Fruta

Estudos revelam que a polpa de açaí da Amazônia contém:

Uma formidável concentração de antioxidantes que ajudam a combater o envelhecimento prematuro, contendo um volume 10-30 vezes maior de antocianinas (antioxidantes roxos) se comparado ao vinho tinto.

A antocianina é conhecida por suas potentes propriedades terapêuticas entre os quais inclui-se o tratamento de retinopatia diabética e de doença fibrocística da mama em seres humanos. Entre os potenciais efeitos fisiológicos das antocianinas incluem-se agentes radioprotetores, químioprotetores, vasoprotetores e antiinflamatórios.

A principal antocianina no açaí é a cianidina-3 glucosídeo. A cianidina-3 - glucosídeo é comprovadamente 3.5 vezes mais forte do que Trolox (análogo da vitamina E).

Uma sinergia de gorduras monoinsaturadas (saudáveis), fibras alimentares e fitoesteróis, que contribuem para o sistema cardiovascular e a saúde do trato digestivo.

Um complexo essencial quase perfeito de aminoácidos juntamente com valiosas substâncias minerais, vitais à adequada contração e regeneração musculares.

Fitoesteróis valiosos. Os Esteróies são componentes de membranas de células vegetais que oferecem inúmeros benefícios ao organismo humano, entre eles, a redução da colesterolemia.

Os esteróis vem atualmente sendo usados no tratamento de sintomas associados à hiperplasia benigna da próstata.

Provas preliminares sugerem que beta-sitosterol (o esterol predominante no açaí) possa ajudar na prevenção da fraqueza imunológica resultante de grave estresse físico.

Boa fonte de fibras, o açaí contém 2.0 gramas de fibra alimentar em uma porção.

As fibras promovem um sistema digestivo saudável. Acredita-se que o baixo teor de fibras na dieta americana seja fator que contribui para a alta incidência de câncer e de doenças cardíacas. Fibras solúveis podem ajudar a reduzir o colesterol sangüíneo; e acredita-se que fibras insolúveis possam ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento de certos tipos de câncer.

60% Oléico (Ômega 9), ácido graxo monoinsaturado essencial, que auxilia na redução dos níveis do LDL (colesterol ruim) enquanto mantém os do HDL (colesterol bom).
12% Linoléico (Ômega 6), ácido graxo poliinsaturado essencial, que comprovadamente reduz os níveis tanto do LDL quanto do HDL.

Ácidos graxos ajudam no transporte e absorção de vitaminas lipossolúveis, i.e., Vitaminas A, E, D, e K .

A taxa de ácido graxo do açaí assemelha-se à do azeite de oliva, a qual se acredita seja um fator que contribui para a baixa incidência de doença coronariana nas populações mediterrâneas.

Açai com Guaraná

O Guaraná é uma semente revitalizante utilizada por tribos indígenas amazônicas há séculos. Sua semente é triturada e freqüentemente consumida antes de uma luta ou longas viagens de caça. O Guaraná é reconhecido em todo o mundo por sua capacidade de manutenção da força e aguçamento da capacidade de percepção. Estudos experimentais comprovaram que Guaraná aumenta o metabolismo, a resistência física, a disposição e a memória. O Guaraná contém teobromina, composto semelhante à cafeína que se acredita, contribui para a sensação de euforia que certas pessoas têm ao consumir chocolate.

Nota-se que o Guaraná é efetivo no tratamento de dores de cabeça e resfriados. Outros usos incluem supressão de apetite, alívio na dor, além de papel relevante para aqueles que buscam abandonar o tabagismo.

Essa mistura especial resulta em:

Sustentação de energia e força
Percepção mais aguçada e melhor concentração mental
Intenso ataque aos radicais livres que roubam a vitalidade

Fonte: www.amazon-mania.com

Açaí

Tudo começou com os malhadores profissionais em academias de ginástica no Rio de Janeiro e São Paulo... Opa, não foi bem assim.

O açaí se tornou mesmo uma febre em meados dos anos 90 nesse ambiente, mas esse foi apenas seu lançamento na moda entre os viciados em esporte.

A verdade, porém, é que a fruta remota há séculos antes disso, entre os indígenas da Amazônia, desde o período pré-colombiano.

Muito bem guardado pela selva, o açaí ganhou fama e uma fama justificada, pois seus nutrientes superam quase todas as demais frutas em termos de trazer energia.

Açaí
Açaí

História

Espécie nativa da Amazônia, nascida especialmente em países como Venezuela, Colômbia, Equador e Brasil, o açaizeiro é uma árvore importantíssima para os habitantes da região desde o período pré-colombiano.

Logo descoberto como uma fruta rica e que rendia muita energia para o trabalho, o açaí permaneceu como um segredo da floresta por centenas de anos. Mas somente até a chegada dos anos 1990, quando se tornou uma febre urbana.

Hoje, o açaí ultrapassou os limites da região amazônica e ganhou cultivo e manufatura em muitos estados brasileiros.

O modo de consumo já não é o tradicional, baseado na própria fruta: hoje é muito comum encontrar o açaí já processado, moído, pronto para consumir com aditivos como granola ou outras frutas, como maracujá ou morango.

Características

O açaí (ou juçara, como é conhecido em algumas regiões amazônicas) é o fruto de uma palmeira, o açaizeiro.

Tendo como nome científico Euterpe oleracea, a planta pode atingir 25 metros de altura e se faz aproveitar inteirinha, com folhas e madeira que viram telhados e paredes para casas na floresta e frutos que rendem geleia, sorvete, compotas e o famoso açaí ; na tigela.

Nutrição

Além de ser rico em ferro, o açaí também é muito rico em fibras, sendo bastante indicado para pessoas com mau funcionamento do aparelho digestivo.

Apesar do alto teor calórico (100 g de açaí representam 247 kcal), a gordura presente na fruta é, em grande parte, do tipo monoinsaturada (60%) e poliinsaturada (13%) também presentes no abacate, por exemplo.

Essas gorduras, na verdade, auxiliam na redução do colesterol ruim e melhoram o bom colesterol, contribuindo inclusive na prevenção de doenças cardiovasculares.

Como comprar

O mais comum nos grandes centros urbanos é já comprar o açaí em polpa, em porções separadas em saquinhos que dão para uma ou duas pessoas. Em fruta, só é fácil encontrá-lo no Norte e Centro-Oeste do país.

Como guardar

Comprando a polpa, é crucial mantê-la gelada, abaixo dos 18ºC, para que não perca suas características nutricionais.

Como congelar

A polpa de açaí pode e deve ser mantida em congeladores ou mesmo no freezer, para que se preservem seus nutrientes. Por volta de uma hora antes do preparo, deve-se retirar a polpa do freezer e deixar degelar à temperatura ambiente.

Para preparar o tradicional açaí na tigela, basta esperar essa polpa amolecer um pouco e, então, colocá-la (esmigalhada) no liquidificador, batendo por alguns minutos.

Pode-se adicionar xarope de guaraná ao açaí moído, para ganhar mais sabor.

Açaí polpa congelada

TACO - Tabela Brasileira de Composição de Alimentos

Tabela de valor Nutricional

Porção de 100 gramas

  % VD*
Valor energético 58.1kcal = 244kj 3%
Carboidratos 6,2g 2%
Proteínas 0,8g 1%
Gorduras saturadas 0,7g 3%
Gorduras monoinsaturadas 2,0g -
Gorduras poliinsaturadas 0,4g -
Fibra alimentar 2,6g 10%
Fibras solúveis 0,1g -
Cálcio 35,2mg 4%
Piridoxina B6 0,1mg 8%
Fósforo 16,4mg 2%
Manganês 6,2mg 270%
Magnésio 17,0mg 7%
Lipídios 3,9g -
Ferro 0,4mg 3%
Potássio 123,6mg -
Cobre 0,2ug 0%
Zinco 0,3mg 4%
Riboflavina B2 0,0mg 0%
Sódio 5,2mg 0%

% Valores diários com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8.400kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades.

Fonte: gourmet.ig.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal