Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Alcaparra  Voltar

Alcaparra

 

Alcaparra - Capparis spinosa

Alcaparra
Alcaparra

Planta originária da Ásia. Na antiguidade, as alcaparras faziam parte da mesa das classes altas.

Os botões são colhidos e colocados em conserva e quanto menores eles forem, serão mais caros e mais apreciados. Uma vez colhida a alcaparra, esta é exposta ao sol durante um dia, para perder um pouco de água.

Logo após as alcaparras são colocadas em uma vasilha e cobertas com vinagre, na proporção de 1 kg de alcaparras para 1 litro de vinagre de boa qualidade.

Deve-se colocar uma placa na superfície e colocar um peso em cima, isto para manter as alcaparras submersas no vinagre. Algumas pessoas gostam de adicionar um pouco de sal no vinagre para acentuar o sabor.

Deve-se ter cuidado com os vasilhames utilizados, não podendo ser de metal, pois podem ser oxidados pelo vinagre. O ideal é utilizar vidro ou madeira. As alcaparras tem gosto picante e perfume característico. São ótimas para temperar molhos, peixes, carnes e filés de anchova. Indispensáveis no tão conhecido "molho tártaro"

Na França, são amassadas para aromatizar o molho branco. Utilizada como salmoura, além de acompanhar guarnições, molhos, saladas e carnes. Possui sabor forte, portanto, deve ser usada com moderação.

Utilizando

É muito empregado em pratos de peixe ou uma carne de sabor mais suave. Podem ser cozidas ou utilizadas da forma que se adquire no mercado. Pode ser utilizada em saladas, maioneses, e molhos e é fundamental no molho tártaro. Podem ser utilizadas tanto inteiras salpicadas já nos pratos prontos quanto picadinhas e incorporadas nos alimentos. Não combina com pimentas, e nem com condimentos mais pungentes.

São utilizadas, em geral, na forma de conserva em vinagre. Acrescentam sabor em molhos simples, como molho branco. Ingrediente indispensável no "steak tartare", para os amantes da carne crua. As alcaparras são também utilizadas em molhos frios, carnes frias, peixes cozidos e saladas. Para os molhos, as mais valorizadas são as de tamanho pequeno, que não precisam ser picadas.

Comprando

Quanto menor a alcaparra, melhor é o seu sabor. No comércio às vezes encontramos alcaparras enormes, e a um preço bem mais barato.

Conservando

Os romanos costumavam conservá-las em sal ou vinagre, um método ainda utilizado.

Combinando

Ao contrário da maioria dos temperos, as alcaparras guardam seu aroma e seu sabor depois do cozimento e se misturam muito bem com a cebola e azeitonas para caracterizar os pratos mediterrâneos.

Preparando

Não se recomenda colocar as alcaparras no início do cozimento, pois seus sabores se perdem.

Dicas

A alcaparra conservada no sal, antes de ser usada nas receitas, deve ser lavada sob o risco de salgar os pratos. Como aperitivo, a alcaparra deve ser lavada para retirar o sal.

Uso Medicinal

O princípio ativo mais importante da alcaparra é o ácido cáprico, que possui uma ação estimulante do apetite além de auxiliar a digestão. Pessoas hipertensas devem consumí-las com moderação, por ser conservada no sal.

Observação importante: Qualquer uso terapêutico deve sempre ser acompanhado por um médico.

Propriedades Nutricionais

Os botões de suas folhas são ricos em cálcio, ferro e fósforo.

Valor Calórico

100 gramas de alcaparra fornecem 35,2 calorias

Fonte: www.fleischmann.com.br

Alcaparra

Nome Cientifico: Capparis Spinosa L.

Características

Arbusto da família das caparídeas, cujo fruto se conhece como alcaparão. Existem muitas variedades, desde as menores e de sabor mais delicado, até as de regular tamanho e salgadas. Os casulos ou frutos tenros são curtidos em vinagre e sal dando origem à alcaparra.

Uso doméstico

São utilizadas na elaboração de molhos, vinagretes e preparação de comidas como pastéis de carnes, peixes e outros frutos do mar.

As alcaparras são os botões das flores de um arbusto que cresce pouco e tem grossas folhas, facilmente identificadas pelo seu maravilhoso tom de cor-de-rosa.

As flores se abrem de manhã e estão mortas ao meio-dia. Esses botões de flor têm sido usados desde os tempos bíblicos.

Elas crescem ao longo do Mediterrâneo, num clima seco e quente, e têm de ser colhidas manualmente, o que encarece seu preço. Seus arbustos são checados a cada manhã, à procura de novos botões prontos para desabrochar. As alcaparras são lavadas e, antes de murchar, colocadas em vidros com vinagre de vinho salgado e azeite de oliva. Alternativamente, a alcaparra pode ser preservada apenas no sal.

Algumas pessoas descrevem o sabor da alcaparra como queijo de cabra, com um amargo salgado que aparece quando é mordida.

Usos

Alcaparras picadas são usadas em um grande número de molhos clássicos, incluindo o tártaro, o molho ravigote e molhos italianos de tomate, e em receitas famosas como a de vitela fria (vitello tonnato).

Use-a com salmão e adicione limão. Alcaparras são usadas em outras áreas da culinária italiana, por exemplo para aromatizar antepastos e como coberturas para pizzas. Também aparecem em receitas de peixes e vegetais do norte e do leste da Europa.

QUANTIDADES SUGERIDAS PARA USO EM VÁRIOS PRATOS

1 colher (sobremesa) em 2 xícaras de queijo.
2 colheres (sobremesa) na salada com tomates, pepinos e azeitonas.

Fonte: www.fernandovillasboas.com.br

Alcaparra

Alcaparra
Alcaparra

Nome científico: Capparis spinosa

Família: Caparidáceas

Composição: Flavonóides e glicocaparósido.

Nome comum: Alcaparra, alcaparreira, alcaparrón (espanhol), câpre (francês), caper, spineless caper (inglês), cáppero (italiano)

Origem: Região do Mediterrâneo

Descrição e característica da planta

A alcaparreira é um arbusto perene com caules longos de um metro ou mais de comprimento, flexíveis e se desenvolve em regiões áridas (muito calor e sol), solo calcário, mesmo em solos pedregosos e pouco profundos, mas não tolera solos ácidos. As folhas são grandes e arredondadas. Os botões florais são emitidos na base das folhas e, quando abertas, a cor das pétalas é branca. A propagação é feita via sementes, estacas e por brotos produzidos ao redor da planta mãe.

Produção e produtividade

A alcaparra é produzida principalmente na Espanha, França, na região da Sicília e na Grécia. Não há informações sobre a produção no Brasil. As plantas iniciam a produção 3 a 4 anos após o plantio e pode sobreviver por até 30 anos. Para que ocorra boa produção, os ramos velhos devem ser podados, para provocar novas brotações, pois o florescimento ocorre em ramos novos do ano.

A produtividade varia de 1 a 3 quilos por planta ao ano de botões florais novos. Esta é a parte importante e usada no comércio, a alcaparra. Após a colheita, os botões são curtidos em vinagre e sal ou curtidos e conservados em mistura ideal de água, sal, vinagre e vinho.

Utilidade

Ela é usada como condimento em peixes, carnes, vinagretes, molhos com mostarda, em saladas, recheios e maioneses.

Como valor nutritivo, ela contém vitamina C, sais minerais (cálcio, magnésio), pigmentos, fibras vegetais, proteínas, carboidratos e considerada estimulante de apetite e digestiva.

Propriedades Medicinais

Antiespasmódico, cicatrizante, tônico fortalecedor dos vasos capilares. O extrato de alcaparra é indicado para lavar úlceras e feridas pois tem a propriedade de limpar os tecidos necrosados, favorecendo a cicatrização.

Fonte: globoruraltv.globo.com

Alcaparra

Alcaparra
Alcaparra

Nome Científico: Capparis Spinosa

Nome Família: Caparidáceas

Natural do Mediterrâneo, a alcaparra pode viver por 20 anos produzindo botões de flor, que são utilizados como condimento.

Famosa entre os grandes cozinheiros, por dar um sabor especial aos alimentos, a alcaparra geralmente é usada no preparo de pratos mais sofisticados, como carnes assadas, peixes, molhos e recheios.

Curiosidade

A alcaparra é natural das regiões do Mar Mediterrâneo e chegou ao Brasil pelos estados do sul do país.

Propriedades Nutricionais

Os botões de suas folhas são ricos em Cálcio, Ferro e Fósforo.

Valor calórico

100 gramas de alcaparra fornecem 35,2 calorias

Fonte: www.camiloalimentos.com.br

Alcaparra

Alcaparra
Alcaparra

Vulgarmente vendidas em conserva, as alcaparras são um botão de flor, de um arbusto que cresce nas regiões mediterrânicas.

Devem escolher-se as mais pequenas, e dado o seu sabor intenso e poderoso, convém usar-se com moderação.

São um ingrediente indispensável no molho tártaro, bife à tártaro e no molho da massa puttanesca.

Mas se gostas de sabores realmente fortes, experimenta-as na Tapenade – uma pasta à base de anchovas e alcaparras, muito típica da região de Marselha (podes encontrar a receita aqui no site Vaqueiro).

Fonte: www.vaqueiro.pt

Alcaparra

Alcaparra
Alcaparra

A alcaparra é um arbusto nativo da região do Mediterrâneo.

Mais conhecido por seus brotos comestíveis alcaparras, geralmente consumido em conserva.

Com ramos pendurados pode atingir 1 metro ou mais de comprimento; tem folhas grossas e arredondadas.

As flores brancas vistosas com estames longos surgem em intersecções das folhas em torno do caule, sustentadas por pedúnculos regulares.

Salgados ou em conserva alcaparras são usadas como aperitivo ou salada.

Eles são uma ingrediente comum na cozinha mediterrânica. Os frutos também são consumidos alcaparra, chamado alcaparrones, preparados de forma semelhante aos gomos.

Você sabia que a alcaparra é uma flor?

A alcaparra é a flor de um arbusto muito comum na região do mediterrâneo. É fonte de vitaminas C e K, fibras, sais minerais, proteínas e carboidratos. A alcaparra tem propriedades que estimulam o apetite e também são digestivas.

Valor nutricional

Alcaparras ter água como o maior componente, seguido pela proteínas e carboidratos. O seu teor de gordura é mínimo. O teor calórico da alcaparras é baixo, de modo que pode ser usado para dietas com baixa calorias.

Os teores de micronutrientes merece destaque o sódio, e, em muito menor grau de ferro.

Uma colher de sopa de alcaparras fornece cerca de 300 mg de de sódio que você tem que controlar sua ingestão em pacientes hipertensos. Relativo a vitaminas, apresenta pequenas proporções de vitamina E, vitamina C e riboflavina.

Os teores de micronutrientes merece destaque o sódio, e, em muito menor grau de ferro. Uma colher de sopa de alcaparras fornece cerca de 300 mg de de sódio que você tem que controlar sua ingestão em pacientes hipertensos. Relativo ao vitaminas, apresenta pequenas proporções de vitamina E, vitamina C e riboflavina.

Alcaparra
Alcaparra

Confira a tabela nutricional da alcaparra:

Quantidade: 100g
Carboidratos: 4,89g
Proteínas: 2,36g
Gordura total: 0,86g
Calorias: 23kcal
Vitamina A: 7mcg
Vitamina B6: 0,03mg
Vitamina B12: 0mcg
Vitamina C: 4,3mg
Vitamina E: 0,88mg
Vitamina K: 24,60mcg
Cálcio: 40mg
Ferro: 1,67mg
Cobre: 0,37mg
Magnésio: 33mg
Selênio: 1,2mcg
Potássio: 40mg
Fósforo: 10mg
Sódio: 2.964mg
Zinco: 0,32mg
Água: 83,85g
Açúcares: 0g
Colesterol: 0mg
Fibra: 3,2g
Ácidos saturados: 0,24g
Ácidos monossaturados: 0,07g
Ácidos poliinsaturados: 0,31g

Obs.: A informação nutricional de cada alimento pode sofrer alterações de acordo com a safra ou com o processo de industrialização. Os dados aqui apresentados são resumidos e não devem ser considerados como aconselhamento médico. Antes de iniciar um tratamento à base de produtos naturais, consulte o seu médico.

Calorias da Alcaparra

A Alcaparra é muito utilizada em molhos e vinagretes.

Possui poucas calorias:

Uma colher de sopa de alcaparra (13 g) contém 4 calorias.
Como podemos ver a alcaparra praticamente não influi numa dieta calórica.

Fonte: www.magrama.gob.es

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal