Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Alfazema  Voltar

Alfazema

Alfazema

Lavandula officinalis Chaich & Kitt - Lamiaceae (Labiatae)

A alfazema é uma erva muito cheirosa originária da Ásia. De acordo com a história, ela foi inicialmente batizada pelos gregos com o nome de "nardus", em alusão à sua origem ligada a Naarda, uma cidadezinha na Síria, perto da região do Rio Eufrates. Sua fama espalhou-se rapidamente pela Europa e foi ela a principal precursora do desenvolvimento e da expansão da arte da perfumaria e cosmética.

Seus benefícios são tão amplos que, na aromaterapia, ela é considerada o óleo essencial básico para praticamente todos os tratamentos. Seu aroma também é indicado especificamente para tranqüilizar o sistema nervoso, agindo sobre a emoção e deixando as pessoas mais serenas.

Sinônimo

Lavanda.

Outros Idiomas

Flores spicae (latim), lavender (inglês), espigolina (espanhol), lavande (francês), Lavanda vera, spigo, fior di spigo (italiano) e Echter Lavandel (alemão).

Descrição Botânica

A alfazema é uma planta de porte arbustivo, ciclo perene e que atinge até 1 metro de altura. As folhas são pequenas e lineares. Suas flores normalmente são de coloração rosa ou azul. Nas partes aéreas, possui glândulas aromáticas, concentradas principalmente nas flores.

Composição Química

Acetato de linalila, ácido rosmarínico, cânfora, cineol, cumarina, fitosteróis, flavonóides, geraniol, limoneno, linalol, princípios amargos e taninos.

Partes Usadas

Folhas, Flores, Óleo essencial e Haste.

Propriedades Medicinais

Analgésica, Anti-séptica, Antiemética, Antiespasmódica, Antiinflamatória, Antiperspirante, Aromática, Calmante, Carminativa, Cicatrizante, Desodorante e Tônica.

Usos

Culinária

Aromatizar geléias, vinagres doces, cremes e carne cozida à Provençal; as flores podem ser cristalizadas com açúcar para decorar pratos.

Beleza

Acne e foliculite, olhos cansados e congestionados, mau hálito, pernas inchadas, bolhas nos pés e mãos, edemas, reações alérgicas na pele, coceira causada por picadas de insetos, elaboração de perfumes, sabonetes, talcos e óleo para massagear o corpo.

Saúde

Dores de cabeça, enxaqueca, gota, flatulência, náuseas, pressão alta, congestão linfática, problemas digestivos e menstruais, tosse, problemas respiratórios, depressão, dores reumáticas e problemas circulatórios.

Contra-Indicações

Não foram encontradas na literatura consultada.

Efeitos Colaterais

Sonolência.

Cultivo e Conservação

Clima: temperado ameno.
Exposição solar: Meia-sombra e plena.
Propagação: sementes e estacas de ramos novos.
Tipo de Solo: leve, rico em nutrientes, bem drenado e com pH 6,7-7,3.
Adubação e correção: esterco de animal curtido, húmus ou matéria orgânica, incorporados a 30 centímetros de profundidade.
Necessidade de água: Moderada.

Colheita

Folhas: no início da floração, depois de um ano do plantio.
Flores: no início da floração, antes de sua abertura completa.

Secagem

Flores: na sombra, em local bem ventilado, ou no secador, com temperatura máxima de 30ºC.
Folhas: na sombra, em local bem ventilado, ou no secador, com temperatura máxima de 35ºC.

Acondicionamento

Folhas e Flores

Em recipientes de vidro ou sacos de papel ou plástico transparente.

Fonte: www.geocities.com

Alfazema

Histórico

A alfazema é uma erva muito cheirosa, originária da Ásia. De acordo com a História, ela foi inicialmente batizada pelos gregos com o nome de "nardus", em alusão à sua origem ligada a Naarda, uma cidadezinha na Síria, perto da região do rio Eufrates. Sua fama espalhou-se rapidamente pela Europa e foi ela a principal percursora do desenvolvimento e da expansão da arte da perfumaria e cosmética. Seus benefícios são tão amplos que, na aromaterapia, ela é considerada o óleo essencial básico para praticamente todos os tratamentos. Seu aroma é indicado especificamente para tranqüilizar o sistema nervoso, agindo sobre a emoção e deixando as pessoas mais serenas.

Uso culinário

Em receitas antigas era utilizada em pequenas quantidades para temperar carnes e legumes.

Uso terapêutico

Acredita-se que o chá de lavanda exerça um efeito contra dor de cabeça e ansiedade. O banho com óleo é anti-depressivo. Decorativa. Em sachês, além do delicioso aroma que exala, afasta traças e insetos.

Observação importante

Qualquer uso terapêutico deve sempre ser acompanhado por um médico.

Replantio

Para que sua planta continue a crescer e tenha maior longevidade é recomendado o replantio.

Em um vaso maior, em uma jardineira ou em um canteiro de jardim sua planta encontrará uma área de solo mais ampla, favorecendo a continuidade do desenvolvimento de sua raiz.

Respeite as características descritas no quadro abaixo. Elas indicam as condições ideais para o sucesso do replantio.

Dicas do agrônomo

A lavanda comum necessita de um certo período de frio para florescer. Nas cidades mais quentes é, portanto, difícil obter flores. Atualmente, as variedades de folhas recortadas estão sendo mais cultivadas no Brasil, pois o florescimento é mais precoce e não necessitam de baixas temperaturas.

Fonte: www.hortaemcasa.com.br

voltar 1234567avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal