Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Aspargo  Voltar

Aspargo

Aspargo

O aspargo é uma flor da família dos lírios. O seu cultivo já abrange todos os continentes, o que permite comermos esta iguaria durante o ano todo.

Curiosidade

Se você for servir aspargos como entrada, compre um quilo para 4 porções.

A água do cozimento do aspargo pode ser aproveitada para fazer molho, sopas ou suflês.

O aspargo é muito indicado para pessoas que fazem dieta porque é pouco calórico.

A maioria dos aspargos utilizados em conservas é cultivada no escuro, por isso são brancos.

Propriedades Nutricionais

O aspargo é um alimento muito nutritivo e contém vitaminas do Complexo B (ácido fólico), Betacaroteno (provitamina A), além dos minerais Cálcio, Ferro e Fósforo. Também é excelente fonte de glutationa, um antioxidante com forte atividade anticancerígena.

Propriedades Medicinais

Auxilia na digestão, tem ação diurética e sedativa.

Valor Calórico

100 gramas de aspargo cozido fornecem 18 calorias. Em conserva: 16 calorias

Como Comprar

Os aspargos devem estar com caules firmes e sua cor deve ser verde e brilhante.

Os aspargos de talos finos são mais saborosos.

Como Armazenar

Os aspargos frescos ficam na geladeira em vasilhas plásticas por cerca de 3 ou 4 dias, e devem estar bem embalados para que nada quebre suas pontas, que são muito macias.

Depois desse tempo, o melhor é cozinhar e com´-los logo. Só congele em último caso pois, apesar de manter suas propriedades, fica muito mole só servindo para cremes ou sopas.

Como Preparar

Corte as partes mais claras e duras do aspargo (todos devem ficar do mesmo tamanho), amarre-os suavemente em maços e coloque para cozinhar em uma panela estreita e alta.

As pontas macias devem ficar fora da água, porém cobertas com papel alumínio fechando toda a boca da panela. Assim as pontas vão ser cozidas no vapor.

Este cozimento leva cerca de 5 a 9 minutos, dependendo da espessura dos aspargos.

Os talos que você corta dos aspargos podem ser aproveitados em sopas.

Se estiverem muito duros depois de cozidos, retire-os da sopa e despreze-os porque eles já terão deixado suas vitaminas na água.

Isaura Pinho Caliari

Fonte: www.hortifruti.com.br

Aspargo

Aspargo

A planta do aspargo parece um pinheiro pequeno.

A parte comestível, usada na culinária, é o rebento, semelhante ao broto de bambu, que se desenvolve a partir da raiz e que deve ser cortado, à altura do chão, logo que sai da superfície.

Considerado um dos legumes mais delicados, o aspargo pode ser verde, branco ou rosado, dependendo da variedade da planta.

O aspargo tem pouco valor nutritivo, contendo apenas vitaminas A e C e alguns sais minerais, como ferro e cálcio.

Como é pobre em calorias e em hidratos de carbono, recomenda-se seu uso para pessoas que precisam manter ou perder peso.

Quando fresco, o aspargo é tenro mas firme, com as pontas fechadas e compactas.

Compre talos de cor uniforme, que não estejam machucados.

Para ter uma base de quanto comprar, considere que 1 kg de aspargo fresco dá para aproximadamente 4 pessoas.

Também é possível comprar aspargos industrializados, em lata ou em vidro, que já vêm prontos para serem consumidos.

Para conservar o aspargo fresco por 2 ou 3 dias, coloque os talos num saco plástico e guarde na gaveta da geladeira.

Ele também pode ser congelado depois de um tratamento especial.

Fonte: www.hortalimpa.com.br

Aspargo

O Vegetal Versátil

Aspargos officinalis é uma planta nativa da Euro-Asia, de talos brancos ou verdes. Com plantações espalhadas pelo mundo todo, ele cresce melhor em solos arenosos. O aspargo tem sido cultivado e prestigiado desde os tempos mais remotos até hoje, devido às suas propriedades benéficas e excelente sabor. Conhecido pelos romanos e egípcios, também era posto a secar pelos índios americanos para a cura de problemas na bexiga ou nos rins. Porém o aspargo só chegou à França no reinado de Louis XIV.

Atualmente existem muitas variedades de aspargos, tais como o aspargo Inglês (que nunca cresce com o talo muito grosso e é apreciado por seu sabor), Italiano (que tem uma cor violeta e é menos saboroso), e o Francês (que é uma variedade melhorada com talos menos grossos e uma ponta de cor violeta clara). A Holanda, Alemanha e Bélgica preferem os aspargos brancos, que são cultivados de maneira a não desenvolverem a clorofila. A estação do aspargo na Europa começa em março e se estende até o mês de junho.

Durante a estação da planta na Alemanha, os restaurantes produzem cardápios especiais servindo algumas das 45 espécies de aspargos existentes no país. Alguns outros tipos de aspargos selvagens também crescem na Europa, Austrália e Califórnia, mas tendem a ser mais amargos do que as espécies cultivadas.

Aspargos frescos devem apresentar o talo firme e uma cor uniforme. Eles são melhores aproveitados se comidos assim que forem comprados. Poderão ser armazenados até três dias em geladeira se forem postos em uma vasilha com seus talos submersos em um pouco de água que cubra-os (cerca de 2 cm, ou o suficiente para manter os talos umedecidos). Outro método de manutenção é enrolar as pontas cortadas em papel umedecido e colocar os aspargos dentro de uma vasilha fechada para ser refrigerada.

Para preparar os aspargos, lave-os em água fresca para remover a sujeira. Retire a parte mais dura do talo (de baixo), por ser muito fibroso. Os aspargos mais novos talvez só precisem que esse pedaço do talo seja removido, porém os mais velhos têm que ser descascados também. Cozinhe-os pelo menor tempo possível para que uma boa textura e coloração sejam garantidas.

Os aspargos são geralmente cozidos no vapor ou fervidos em água, porém seu sabor é tão delicado que é melhor que sejam cozidos para menos do que para mais. Use-os por si só ou servidos como parte de uma salada, preservados para dias de inverno, em sopas, refogados ou fritos rapidamente, em quiches e guisados. Os franceses costumam comê-los quentes com manteiga, enquanto os italianos comem-nos frios com vinagrete.

Uma fonte de vitamina A, B, C, cálcio e ferro, os aspargos também fornecem uma grande quantidade de fibras, com cerca de 3.6 gramas por xícara de vegetal. Depois do suco de laranja, ele é tido como a melhor fonte de ácido fólico, conhecido por diminuir os riscos de doenças do coração, câncer de cólon, doenças do fígado e da espinha. Os aspargos também são ricos em sais minerais, potássio e muitos micronutrientes. São também baixos em calorias, sem gorduras e colesterol.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, os aspargos também contém uma alta quantidade de glutadina, um dos maiores combatentes desta doença, além de possuírem propriedades anti-virais. Pesquisas nutricionais demostraram que a glutadina é o agente mais eficaz de desintoxicação no corpo humano.

Patrick Martin

Fonte: www.nutricaoempauta.com.br

 

voltar 12345678avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal