Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Cabeludinha  Voltar

Cabeludinha

Cabeludinha

Cabeludinha

Nome Popular

Cabeluda, cabeludinha.

Nome Científico

Eugenia tomentosa

Família Botânica

Myrtacea

Características Gerais

Árvore com cerca de 8 m de altura. Ramos eretos, glabros, escuros e flexíveis. Partes jovens da planta recobertas por pêlos brancos. Folhas opostas, na cor verde-escura, pecíolos curtos, elípticas e agudas nas duas extremidades com glândulas translúcidas na folha, num único ou poucos planos de inserção, de 4 a 7 cm de comprimento, nervura da face inferior saliente.

Flores brancas, pequenas e numerosas. Fruto baga, de forma quase globosa, coroado por uma cicatriz de restos da flor, casca grossa, na cor amarelo-canário, pubescente, possui uma ou duas sementes grandes, polpa suculenta e sementes com sabor adstringente.

Fonte: www.todafruta.com.br

Cabeludinha

Cabeludinha

Outros nomes comuns

Cabeluda.

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Árvore com cerca de 8 metros de altura. Ramos eretos, glabros, escuros e flexíveis. Partes jovens da planta recobertas por pêlos brancos. Folhas opostas, na cor verde-escuro, pecíolos curtos, elípticas e agudas nas duas extremidades com glâdulas translúcidas na folha num único ou poucos planos de inserção, de 4 a 7 cm de comprimento, nervura da face inferior saliente. Flores brancas, pequenas e numerosas. Fruto baga, de forma quase globosa, coroado por uma cicatriz de restos da flor, casca grossa, na cor amarelo-canário, pubescente, possui uma ou duas sementes grandes, polpa suculenta e sementes com sabor adstringente.

Cabeludinha

OBSERVAÇÕES ECOLÓGICAS E OCORRÊNCIA

Espécie nativa do Brasil, árvore originária do estado do Rio de Janeiro, São Paulo e parte do sul de Minas Gerais. Em Santa Catarina ocorre apenas em cultivo.

USOS MAIS FREQUENTES

Seus frutos tem sabor agradável, levemente ácido, ricos em vitamina e normalmente são consumidos ao natural. Também é utilizada como planta ornamental, graças as suas densas ramificações, elegante copa e folagem verde-escura.

Fonte: www.esalq.usp.br

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal