Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Camomila  Voltar

Camomila

Camomila

Matricaria chamomilla L. - Asteraceae (Compositae)

A camomila é uma planta originária do norte da África e que se espalhou com muita rapidez pelos territórios da Europa.

É usada principalmente na medicina e extremamente popular pelos seus efeitos calmantes e carminativos, ajudando a aliviar as cólicas dos recém-nascidos. É uma erva que se desenvolve com dificuldade, mas ajuda a manter a saúde das plantas que nascem ao seu redor nos canteiros. Na aromaterapia, é usada para despertar a autoconfiança, a capacidade de esperar e de ter paciência em relação ao futuro.

Sinônimos

Camomila-alemã, camomila-azul, camomila-comum, camomila-da-alemanha, camomila-dos-alemães e matricária.

Outros Idiomas

Chamomile (inglês), manzanilla alemana (espanhol), camomille (francês), camomilla comune (italiano) e Echte Kamile (alemão).

Descrição Botânica

A camomila é uma planta de porte herbáceo, ciclo anual e que atinge em média 35 centímetros de altura. Seu caule é ereto e ramificado.

Composição Química

Ácidos orgânicos, ácido salicílico, apigenina, borneol, cânfora, colina, cumarina, flavonóides, herniarina, saponina, mucilagem, pró-camazuleno, terpenosazuleno e umbeliferona.

Partes Usadas

Flores e Óleo essencial.

Propriedades Medicinais

Adstringente, Analgésica, Anti-séptica, Antialérgica, Antiinflamatória, Calmante, Carminativa, Cicatrizante, Desinfetante, Emoliente, Refrescante, Tônica e Vulnerária.

Usos

Culinária

Não é comumente usada.

Beleza

Peles secas, sensíveis e rachadas, acne e acne rosácea, manchas e sardas, inchaço do rosto, rugas, olhos cansados, dermatites, eczemas, queimaduras de sol, irritações pós-barba e pós-depilação, coceiras, vermelhidão e para iluminar cabelos claros.

Saúde

Reidratação oral, cólica uterina, cólica do recém-nascido e conjuntivite.

Contra-Indicações

Gestantes.

Efeitos Colaterais

Dermatite de contato, fotodermatite, náuseas, insônia e excitação nervosa.

Cultivo e Conservação

Clima

Temperado (temperaturas médias abaixo de 20ºC), com elevada umidade relativa do ar; não é resistente a secas prolongadas.

Exposição solar

Plena.

Propagação

Sementes (germinadas em sementeira).

Espaçamento

50 x 15 centímetros.

Tipo de Solo

Textura média, úmido, rico em nutrientes, bem drenado e com pH 6,7-7,3 (resiste até pH 8).

Adubação e correção

Esterco de animal curtido, húmus ou matéria orgânica, incorporados a 30 centímetros de profundidade; adubação mineral nitrogenada e potássica; calagem em solos muito ácidos.

Necessidade de água

Moderada.

Colheita

Flores

Quando estiverem completamente abertas, em dia seco e com sol.

Secagem

Flores

Ao ar livre, em local sombreado e bem ventilado, ou em secador, com temperatura máxima de 35ºC.

Acondicionamento

Flores

Em recipientes de vidros semi-abertos ou caixas de papelão.

Fonte: br.geocities.com

Camomila

Camomila

Originária da Europa e Norte da Ásia, a camomila, Matricaria recutita L. (ASTERACEAE) é uma das espécies integrantes do projeto "Produção, processamento e comercialização de ervas medicinais, condimentares e aromáticas", coordenado pela Embrapa Transferência de Tecnologia - Escritório de Negócios de Campinas (SP), a qual está sendo cultivada e multiplicada nas unidades demonstrativas da Embrapa Pantanal (Corumbá, MS), Embrapa Semi-Árido (Petrolina, PE) e nos Escritórios de Negócios de Dourados (MS), Canoinhas (SC) e Petrolina (PE). Esse projeto contempla também o treinamento de técnicos e a qualificação de pequenos agricultores e seus familiares na produção e manipulação de ervas, fundamentadas em boas práticas agrícolas.

DESCRIÇÃO BOTÂNICA

Planta anual, com cerca de 20 a 50 cm de altura, caule ereto muito ramificado, desprovido de pêlos; folhas verdes, lisas na parte superior, recortadas em segmentos estreitos e pontiagudos; flores organizadas em inflorescências (flores sem pedúnculos), brancas, e amarelas no centro, sobre receptáculo cônico e oco, flores centrais hermafroditas; frutos do tipo simples, secos, com uma única semente, cilíndricos, arqueados, pequenos e truncados no ápice.

COMPOSIÇÃO QUÍMICA

Óleos essenciais contendo camazuleno, bisabolol, colina, flavonóide, cumarina e sais minerais.

FORMA DE PROPAGAÇÃO

Sementes

CULTIVO

Reproduz bem em clima temperado com elevada umidade relativa do ar. Não tolera excesso de calor. Resistente às geadas no período vegetativo. Prefere solos férteis, estruturados e permeáveis com pH entre 6 e 7,5, ricos em matéria orgânica. Recomenda-se uma adubação com esterco de gado bem curtido, composto orgânico ou esterco de aves, quando necessário.

COLHEITA E BENEFICIAMENTO

As flores devem ser colhidas quando estiverem totalmente abertas e submetidas a uma boa secagem. Recomenda-se efetuar a colheita manual e diariamente, visando selecionar melhor o material vegetal.

REQUISITOS BÁSICOS PARA UMA PRODUÇÃO DE SUCESSO

Utilizar sementes e material propagativo de boa qualidade e de origem conhecida: com identidade botânica (nome científico) e bom estado fitossanitário

O plantio deve ser realizado em solos livres de contaminações (metais pesados, resíduos químicos e coliformes)

Focar a produção em plantas adaptadas ao clima e solo da região

É importante dimensionar a área de produção segundo a mão-de-obra disponível, uma vez que a atividade requer um trabalho intenso

O cultivo deve ser preferencialmente orgânico: sem aplicação de agrotóxicos, com rotação de culturas, diversificação de espécies, adubação orgânica e verde, controle natural de pragas e doenças

A água de irrigação deve ser limpa e de boa qualidade

A qualidade do produto é dependente dos teores das substâncias de interesse, sendo fundamentais os cuidados no manejo e colheita das plantas, assim como no beneficiamento e armazenamento da matéria prima

Além dos equipamentos de cultivo usuais, é neces sár ia uma unidade de secagem e armazenamento adequada para o tipo de produção

O mercado é bastante específico, sendo importante a integração entre produtor e comprador, evitando um número excessivo de intermediários, além da comercialização conjunta de vários agricultores, por meio de cooperativas ou grupos

REFERÊNCIAS

CORRÊA JÚNIOR, C.; MING, L. C.; SCHEFFER, M. C. Cultivo de plantas medicinais, condimentares e aromáticas. 2 ed. Jaboticabal, SP: FUNEP,1994, 162p: il.

FERRI, M. G.; MENEZES, N. L. de; MONTEIRO-SCANAVACCA, W. R. Glossário Ilustrado de Botânica. 1 ed. São Paulo, SP: NOBEL, 1981, 197p, il.

JACOBS, B. E. M. Ervas: como cultivar e utilizar com sucesso. São Paulo, SP: NOBEL, 1995, 215p. il.

LOW, T.; RODD, T.; BERESFORD, R. Segredos e virtudes das plantas medicinais: um guia com centenas de plantas nativas e exóticas e seus poderes curativos. Reader´s Digest Livros. Rio de janeiro, RJ. 1994, 416p. il.

PANIZZA, S. Plantas que curam. 28 ed. São Paulo, SP: IBRASA,1997, 279p. il.

SARTÓRIO, M. L.; TRINDADE, C.; RESENDE, P.; MACHADO, J. R. Cultivo de plantas medicinais. Viçosa, MG: Aprenda Fácil, 2000, 260p: il.

Fonte: www.campinas.snt.embrapa.br

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal