Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Camomila  Voltar

Camomila

 

Camomila
Camomila

Matricaria chamomilla L. - Asteraceae (Compositae)

A camomila é uma planta originária do norte da África e que se espalhou com muita rapidez pelos territórios da Europa.

É usada principalmente na medicina e extremamente popular pelos seus efeitos calmantes e carminativos, ajudando a aliviar as cólicas dos recém-nascidos. É uma erva que se desenvolve com dificuldade, mas ajuda a manter a saúde das plantas que nascem ao seu redor nos canteiros. Na aromaterapia, é usada para despertar a autoconfiança, a capacidade de esperar e de ter paciência em relação ao futuro.

Sinônimos

Camomila-alemã, camomila-azul, camomila-comum, camomila-da-alemanha, camomila-dos-alemães e matricária.

Outros Idiomas

Chamomile (inglês), manzanilla alemana (espanhol), camomille (francês), camomilla comune (italiano) e Echte Kamile (alemão).

Descrição Botânica

A camomila é uma planta de porte herbáceo, ciclo anual e que atinge em média 35 centímetros de altura. Seu caule é ereto e ramificado.

Composição Química

Ácidos orgânicos, ácido salicílico, apigenina, borneol, cânfora, colina, cumarina, flavonóides, herniarina, saponina, mucilagem, pró-camazuleno, terpenosazuleno e umbeliferona.

Partes Usadas

Flores e Óleo essencial.

Propriedades Medicinais

Adstringente, Analgésica, Anti-séptica, Antialérgica, Antiinflamatória, Calmante, Carminativa, Cicatrizante, Desinfetante, Emoliente, Refrescante, Tônica e Vulnerária.

Usos

Culinária: Não é comumente usada.
Beleza:
Peles secas, sensíveis e rachadas, acne e acne rosácea, manchas e sardas, inchaço do rosto, rugas, olhos cansados, dermatites, eczemas, queimaduras de sol, irritações pós-barba e pós-depilação, coceiras, vermelhidão e para iluminar cabelos claros.
Saúde:
Reidratação oral, cólica uterina, cólica do recém-nascido e conjuntivite.

Contra-Indicações

Gestantes.

Efeitos Colaterais

Dermatite de contato, fotodermatite, náuseas, insônia e excitação nervosa.

Cultivo e Conservação

Clima: Temperado (temperaturas médias abaixo de 20ºC), com elevada umidade relativa do ar; não é resistente a secas prolongadas.
Exposição solar:
Plena.
Propagação:
Sementes (germinadas em sementeira).
Espaçamento:
50 x 15 centímetros.

Tipo de Solo

Textura média, úmido, rico em nutrientes, bem drenado e com pH 6,7-7,3 (resiste até pH 8).

Adubação e correção: Esterco de animal curtido, húmus ou matéria orgânica, incorporados a 30 centímetros de profundidade; adubação mineral nitrogenada e potássica; calagem em solos muito ácidos.
Necessidade de água:
Moderada.

Colheita

Flores: Quando estiverem completamente abertas, em dia seco e com sol.

Secagem

Flores: Ao ar livre, em local sombreado e bem ventilado, ou em secador, com temperatura máxima de 35ºC.

Acondicionamento

Flores: Em recipientes de vidros semi-abertos ou caixas de papelão.

Fonte: br.geocities.com

Camomila

Originária da Europa e Norte da Ásia, a camomila, Matricaria recutita L. (ASTERACEAE) é uma das espécies integrantes do projeto "Produção, processamento e comercialização de ervas medicinais, condimentares e aromáticas", coordenado pela Embrapa Transferência de Tecnologia - Escritório de Negócios de Campinas (SP), a qual está sendo cultivada e multiplicada nas unidades demonstrativas da Embrapa Pantanal (Corumbá, MS), Embrapa Semi-Árido (Petrolina, PE) e nos Escritórios de Negócios de Dourados (MS), Canoinhas (SC) e Petrolina (PE). Esse projeto contempla também o treinamento de técnicos e a qualificação de pequenos agricultores e seus familiares na produção e manipulação de ervas, fundamentadas em boas práticas agrícolas.

DESCRIÇÃO BOTÂNICA

Planta anual, com cerca de 20 a 50 cm de altura, caule ereto muito ramificado, desprovido de pêlos; folhas verdes, lisas na parte superior, recortadas em segmentos estreitos e pontiagudos; flores organizadas em inflorescências (flores sem pedúnculos), brancas, e amarelas no centro, sobre receptáculo cônico e oco, flores centrais hermafroditas; frutos do tipo simples, secos, com uma única semente, cilíndricos, arqueados, pequenos e truncados no ápice.

COMPOSIÇÃO QUÍMICA

Óleos essenciais contendo camazuleno, bisabolol, colina, flavonóide, cumarina e sais minerais.

FORMA DE PROPAGAÇÃO

Sementes

CULTIVO

Reproduz bem em clima temperado com elevada umidade relativa do ar. Não tolera excesso de calor. Resistente às geadas no período vegetativo. Prefere solos férteis, estruturados e permeáveis com pH entre 6 e 7,5, ricos em matéria orgânica. Recomenda-se uma adubação com esterco de gado bem curtido, composto orgânico ou esterco de aves, quando necessário.

COLHEITA E BENEFICIAMENTO

As flores devem ser colhidas quando estiverem totalmente abertas e submetidas a uma boa secagem. Recomenda-se efetuar a colheita manual e diariamente, visando selecionar melhor o material vegetal.

REQUISITOS BÁSICOS PARA UMA PRODUÇÃO DE SUCESSO:

Utilizar sementes e material propagativo de boa qualidade e de origem conhecida: com identidade botânica (nome científico) e bom estado fitossanitário
O plantio deve ser realizado em solos livres de contaminações (metais pesados, resíduos químicos e coliformes)
Focar a produção em plantas adaptadas ao clima e solo da região
É importante dimensionar a área de produção segundo a mão-de-obra disponível, uma vez que a atividade requer um trabalho intenso
O cultivo deve ser preferencialmente orgânico: sem aplicação de agrotóxicos, com rotação de culturas, diversificação de espécies, adubação orgânica e verde, controle natural de pragas e doenças
A água de irrigação deve ser limpa e de boa qualidade
A qualidade do produto é dependente dos teores das substâncias de interesse, sendo fundamentais os cuidados no manejo e colheita das plantas, assim como no beneficiamento e armazenamento da matéria prima
Além dos equipamentos de cultivo usuais, é neces sár ia uma unidade de secagem e armazenamento adequada para o tipo de produção
O mercado é bastante específico, sendo importante a integração entre produtor e comprador, evitando um número excessivo de intermediários, além da comercialização conjunta de vários agricultores, por meio de cooperativas ou grupos

REFERÊNCIAS

CORRÊA JÚNIOR, C.; MING, L. C.; SCHEFFER, M. C. Cultivo de plantas medicinais, condimentares e aromáticas. 2 ed. Jaboticabal, SP: FUNEP,1994, 162p: il.
FERRI, M. G.; MENEZES, N. L. de; MONTEIRO-SCANAVACCA, W. R. Glossário Ilustrado de Botânica. 1 ed. São Paulo, SP: NOBEL, 1981, 197p, il.
JACOBS, B. E. M. Ervas: como cultivar e utilizar com sucesso. São Paulo, SP: NOBEL, 1995, 215p. il.
LOW, T.; RODD, T.; BERESFORD, R. Segredos e virtudes das plantas medicinais: um guia com centenas de plantas nativas e exóticas e seus poderes curativos. Reader´s Digest Livros. Rio de janeiro, RJ. 1994, 416p. il.
PANIZZA, S. Plantas que curam. 28 ed. São Paulo, SP: IBRASA,1997, 279p. il.
SARTÓRIO, M. L.; TRINDADE, C.; RESENDE, P.; MACHADO, J. R. Cultivo de plantas medicinais. Viçosa, MG: Aprenda Fácil, 2000, 260p: il.

Fonte: www.campinas.snt.embrapa.br

Camomila

Camomila
Camomila

Detalhes Específicos

Indicada nos quadros de ansiedade e insônia, nas síndromes febris, dispepsia, flatulência, náuseas, vômito, inflamações bucais e do aparelho geniturinário.

Uso externo: dores de origem reumática e como clareadora dos cabelos (utilizada pela indústria cosmética para preparo de shampoos).

Tem atividade reguladora das funções gastrointestinais e ação sedativa. Constatou-se experimentalmente ações antiinflamatória, antiespasmódica, analgésica, anti-séptica, antimicrobiana, anti-helmíntica (nas parasitoses intestinais) e cicatrizante. Reações adversas são tênues e incluem distúrbios dermatológicos.

Modo de preparo

Para dores estomacais, intestinais, insônias, perturbações da menopausa, menstruação dolorosa e excessiva (Plantas que curam, Dr. Sylvio Panizza): em 1 xíc. de chá coloque 1 colher de chá de flores secas e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xíc. de chá 3 vezes ao dia, podendo adicionar o suco da metade de um limão, por dose.

Fonte: biovida.site50.net

Camomila

Alívio para pele com irritações e inflamações

Ela foi conhecida primeiramente na Europa, norte da África e Ásia Ocidental, hoje ela é cultivada em toda América, e seus benefícios conhecidos em todo o mundo. As pequenas e delicadas flores da Camomila concentram potentes óleos voláteis, responsáveis pelos efeitos antiinflamatórios, antiespasmódicos, antialérgico, antiséptico e sedativo. “Esses óleos acalmam músculos e nervos internos, o que explica seu uso nas cólicas de bebês e menstruais, bem como exercem efeito emoliente sobre a pele”, explica a farmacêutica Célia Dias von Lisingen.

Segundo ela o responsável por essas maravilhas é o óleo essencial da camomila, chamado azuleno, um ingrediente muito utilizado pela moderna indústria cosmética.

Uma das principais utilidades da camomila é no tratamento de asma, rinite ou eczema, que torna a pessoa mais predisposta à dermatite atópica, ou seja, a alergias na pele. Os surtos ocorrem quando há contato com substâncias irritantes como, por exemplo, sabões ou alvejantes, ácaros ou após modificações ambientais, como calor ou frio, além de poder ocorrer sem nenhuma causa aparente. “É comum o indivíduo sentir uma intensa coceira. As lesões mais freqüentes são a eritema (vermelhidão), edema (inchaço), exsudação (secreção na pele), crostas e descamação, além da pele ressecada e manchas brancas (pitiríase Alba)”, explica Célia.

A camomila é ideal para tratar e aliviar as inflamações e irritações da pele, como esses eczemas, rachaduras e assaduras em bebês. “A novidade é que a camomila também já pode ser encontrada a um preço bem acessível, em farmácias, na forma de gel, feita a partir do extrato seco da planta e atua impedindo a formação de substâncias que induzem à inflamação, caracterizada por inchaço, vermelhidão e calor”, comenta.

Também chamada de dermatite, o eczema é uma reação inflamatória na pele, que se manifesta de inúmeras formas, geradas pelo contato com determinados materiais ou substâncias como produtos de limpeza, tintas, solventes, borracha, bijouterias, cimento, entre outros.

Nas crianças surge aos dois ou três meses de idade nas bochechas, nas regiões de dobras do corpo, como punhos, antebraços, pernas, pescoço, tornozelos, podendo afetar também mãos, pés, nádegas ou ainda as áreas que estão em contato com as fraldas. Nas crianças maiores e nos adultos, a pele pode apresentar lesões secas e desbotadas ou mesmo rosadas, localizadas na face e nos braços, e são acentuadas no verão.

A camomila atua como antiinflamatório, impedindo a formação de substâncias que induzem a inflamação.

Fonte: apartamentoterapeutico.wordpress.com

Camomila

Camomila
Camomila

De entre as diversas plantas vulgarmente designadas por macelas e camomilas, e como tal utilizadas em farmacopeia familiar, são possíveis inúmeras confusões.

Estas confusões não têm geralmente consequências graves, se bem que a camomila vulgar seja mais ativa que as suas afins, pelo que seria lamentável substituíla por outra.

É fácil distingui-la devido a três características: as lígulas brancas dos capítulos curvam-se para baixo no final da floração; o receptáculo é cónico, oco e desprovido de brácteas entre as flores; as folhas são recortadas em finas lacínias. Muito divulgada em algumas regiões da Europa, é uma planta das searas, das bermas dos caminhos e dos terrenos baldios.

Na Grécia, a camomila florescia abundantemente, distinguindo-se desde a Antiguidade pelo seu aroma peculiar.

É curioso verificar que as descobertas empíricas de Dioscórides sobre a ação emenagoga desta pequena camomila foram confirmadas por trabalhos laboratoriais 19 séculos mais tarde.

As pessoas nervosas são susceptíveis de, ao ingeri-la mesmo em doses pouco elevadas, sentir uma excitação generalizada e insónias.

Família:Asteráceas (Compostas).
Componentes:
Óleos essencial com camazuleno, que se torna castanho com a luz, flavonóides, cumarina, álcool, ácidos gordos, heterósidos, potássio, vitamina C.
Propriedades:
Antálgico, anti-espasmódico, anti-inflamatório, anti-séptico, emenagogo, eupéptico, sedativo, tónico.

Uso Tradicional

Boca, cabelo, cefaleia, ferida, gripe, insolação, menstruação, nevralgia, pele.

Produtos C.H.I. com Camomila: Enziflame (Got.).

Fonte: www.chi.pt

Camomila

Camomila
Camomila

Nome científico: Chamomilla recutita  (anterior Matricaria chamomilla) 

Família:  Compostas 

Outros nomes vulgares: camomila dos alemães, matricária. 

Aspectos botânicos:  de origem européia, asiática e norte americana, planta herbácea de mais ou menos 50cm, anual, de talo ramificado e folhas divididas, pétalas brancas com disco amarelo no centro e ovalado.  

Parte usada:  capítulos florais secos. 

Constituintes:  óleos essenciais, alfabisabolol, flavonóides, umbeliferona, herniarina, princípios amargos, azuleno, cumarina. 

Indicações terapêuticas:  antiinflamatória, antisséptico (bactericida e fungicida), cicatrizante e antiespasmódico. Indicado em afecções orais - erupção dentária dolorosa, monilíase oral (candidíase), odontalgias (coadjuvante); afecções gastrointestinais - cólicas abdominais (inclusive do lactente), gases intestinais, cólicas menstruais, diarréia (coadjuvante).

Observação:  a superdosagem pode causar náuseas, excitação nervosa, insônia. 

Uso não indicado: gestantes. 

Usar com cautela em queimaduras de 3º grau ou concomitante com antibioticoterapia. 

Apresentação:  embalagem de 25g de flores secas de Chamomilla recutita com doseadores de 2,5g. 

Modo de Preparo: preparar o chá na forma de infusão. Verter água fervente sobre o recipiente com a quantidade indicada das flores e abafar com tampa por 10 minutos. Não adoçar. 

Preparo do chá para uso interno:  6 doseadores (15g) em 500ml de água. 

Posologia: 

Como antisséptico: 1 xícara (150ml) antes das refeições;
Como antiflatulento:
  1/2 xícara (75ml) após as refeições; 
Como antiespasmódico e analgésico:
1 xícara 3 a 4 vezes ao dia;
Para faringite e amigdalite:
1 xícara 3 a 4 vezes ao dia.
Lactentes:
1 doseador (2,5g) em 240ml de água (mamadeira); 
Para cólicas, erupção dentária dolorosa: tomar 60ml 3 a 4 vezes ao dia. 

Uso tópico:      

4 doseadores em 200ml de água.
Bochechos e gargarejos:
2 a 4 vezes ao dia;
Lactentes:
usar com algodão, várias vezes ao dia.

Conservação: armazenar em local seco e arejado. Evitar  exposição à luz e calor. 

Seguimento: Afecções orais em geral: observar efeito sobre irritabilidade e alterações do sono e apetite. No caso de monilíase oral avaliar quantidade de lesões esbranquiçadas e intensidade do eritema. Solicitação de retorno de acordo com a gravidade do caso.

Fonte: www.hospvirt.org.br

Camomila

Camomila
Camomila

A Camomila é uma planta de uso medicinal, cosmético, alimentar e de outras utilidades, usada pelos antigos egípicios e pelos gregos. Sua origem é européia, onde é muito comum em jardins públicos. Nasce espontaneamente na Europa e algumas regiões da Ásia. Os beneficios no tratamento cosmeticos são conhecidos há quatro mil anos. Além de ornamental ela produz um chá calmante e digestivo, suaviza a pele e embeleza os cabelos.

A Camomila é uma erva conhecida desde a Antiguidade. Os antigos egípcios tratavam uma doença semelhante à malária com o chá de suas flores.

Na Espanha, ficou conhecido também um tipo de vinho aromatizado com o odor da camomila que era usado como digestivo. Faz parte da sabedoria popular brasileira onde é usada para combater gases, gastrites, insônia, reumatismo, dores na coluna, dores ciáticas, etc.

O chazinho de camomila é muito usado para cuidados com os bebês, seja para acalmar cólicas ou na higiene.

A camomila é uma erva da família das compostas e adapta-se praticamente a qualquer tipo de terreno. É uma planta herbácea anual que alcança, em média, de 30 a 50 cm de altura. Suas flores miúdas, semelhantes a margaridas brancas com o miolo amarelo, exalam um perfume delicado e doce enfeitam canteiros e vasos, além de ser uma planta aromática que atrai as abelhas e pequenos besouros. O caule é ramificado e suas folhas bem recortadas.

A camomila prefere clima ameno, mas é capaz de adaptar-se bem a outros climas desde que não seja muito quente.

NOME CIENTIFICO: Matricaria camomilla

DESCRIÇÃO

Planta que atinge de 30 a 50 cm de altura, com caule ramificado e folhas bem recortadas. Suas flores são delicadas com pétalas brancas com miolo amarelo, porém pequenas, são semelhantes às margaridas.

AROMA E SABOR

Tem intenso aroma, com perfume e sabor adocicados.

ORIGEM

Europa

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Calmante. Diminui a ansiedade.
Digestiva. Combate os gases intestinais.
Anti-séptica.
Sedativa. Combate a insônia.
Anti-espasmódica. Alívio das colicas intestinais cólicas do aparelho digestivo, em especial, as dos bebês.

PROPRIEDADES COSMÉTICAS

Higieniza a pele. O chá pode ser usado como demaquilante, ou seja, para retirar a maquiagem com algodão embebido no mesmo. É um adstringente natural e não agride ou irrita a pele mesmo as sensíveis e ainda tonifica. Banhos aromáticos com as flores da camomila acalma e faz bem para pele.

CURIOSIDADES MISTICAS

O incenso de camomila, atua como calmante e purificador do ambiente.

Quando plantada no entorno da casa traz prosperidade aos moradores.

USO GERAL

Os chás feitos com as suas flores são muito usados na medicina alternativa. Na cosmética, o chá natural quando usado diariamente realça o brilho e clareia os cabelos.

Compressas embebidas no chá de camomila suavizam olheiras e inchaço nos olhos. Flores secas, usadas no miolo do travesseiro, acalmam e diminuem a ansiedade.

Fonte: naturamistica.com.br

Camomila

Nome popular: Camomila, Camomila-verdadeira

Nome científico: Chamomilla recutita (L.) Rauschert

Família: Compositae (Asteraceae).

Origem: Europa.

Propriedades: Digestivo, sedativo.

Camomila
Camomila

Características

Planta herbácea anual, aromática, de até 1 metro de altura. Foi aclimatada na região sul do Brasil, sendo amplamente utilizada em todo o mundo, inclusive nos estados do sul e sudeste do Brasil.

Industrialmente a camomila é usada na extração da essência, que tem largo emprego como aromatizante na composição de sabonetes, perfumes, xampus e loções, bem como para conferir odor e sabor agradáveis a uma grande variedade de alimentos e bebidas.

Parte usada: Capítulos (flores) secos ao ar e conservados ao abrigo da luz.

Usos: É uma das plantas de uso mais antigo pela medicina tradicional européia, hoje incluída como oficial nas Farmacopéias de quase todos os países.

Forma de uso / dosagem indicada: É usada tanto na medicina científica quanto na popular, na forma de infuso e decocto, como tônico (restaura energia) amargo, digestivo, sedativo, para facilitar a eliminação de gases, combater cólicas e estimular o apetite, agindo também por via tópica (externa) pela aplicação de compressas do infuso ainda quente sobre o abdômen no tratamento de cólicas em crianças.

O cozimento das flores (decocto), misturado ou não à água oxigenada, é usado para clarear os cabelos.

A infusão aquosa das flores ou o próprio óleo essencial são empregados ainda em pomadas e cremes, e em preparações farmacêuticas de uso externo utilizadas para promover a cicatrização da pele, no alívio da inflamação das gengivas, e como antiviral, no tratamento das herpes.

Referências bibliográficas

Lorenzi, H. et al. 2002. Plantas Medicinais no Brasil.
Vieira, L. S. 1992. Fitoterapia da Amazônia.

Fonte: www.cultivando.com.br

Camomila

Camomila
Camomila

NOME CIENTIFICO: Matricaria camomilla

DESCRIÇÃO DA PLANTA: Planta que atinge de 30 a 50 cm de altura, com caule ramificado e folhas bem recortadas. Suas flores brancas com miolo amarelo, embora menores, são semelhantes às margaridas.

AROMA E SABOR: Tem intenso aroma, com perfume e sabor adocicados.

ORIGEM: Europa.

PROPRIEDADES

Calmante
Digestiva
Anti-inflamatória
Anti-séptica
Sedativa
Antiespasmódica

FUNÇÕES TERAPÊUTICAS

Diminui a ansiedade
O chá feito com as flores da camomila, suaviza a pele e embeleza os cabelos
Combate gases intestinais
Combate vermes
Gastrite
Insônia
Reumatismo
Dores musculares
Dores ciáticas
Alivia cólicas de bebés

HISTÓRIA

Os antigos egípcios usavam o chá feito com as flores da camomila, para tratar uma doença semelhante à malária.

Na Espanha,um vinho aromatizado com as suas flores, era usado como digestivo.

Antigamente, por acreditarem que a camomila ajudava a atrair dinheiro, antes de jogos importantes, os jogadores costumavam lavar suas mãos com chá de camomila.

PARTES USADAS: Flores.

FORMAS EM QUE SE ENCONTRA: Seca.

COMO CONSERVAR: Conserve-a em recipiente fechado, em local protegido da luminosidade e umidade.

CURIOSIDADES MISTICAS: O incenso de camomila, atua como calmante e purificador.

USO GERAL

Os chás feitos com as suas flores são muito usados na medicina alternativa. Na cosmética, o chá natural realça o brilho e clareia os cabelos.

Compressas embebidas no chá de camomila suavizam olheiras e inchaço nos olhos.

Flores secas, usadas no miolo do travesseiro, acalmam e diminuem a ansiedade.

USO INDICADO EM ALIMENTOS

Chás

Fonte: sensibilidadeesabor.com.br

Camomila

Camomila
Camomila

Nome Popular: Camomila, Camomila-Verdadeira, Camomila-Nobre, Camomila-Vulgar, Macela-do-campo

Principais Substâncias: Óleos essênciais, Apigenina, flavonóides, cumarina.

Nome Cientifico: Matricaria recutita, também a Matricaria chamomila

Caracteristicas: Planta herbácea muito cultivada no Brasil. Tem cerca de 30 cm adulta. Apresentam flores amarelas, aromáticas e sabor amargo.

Utilidades: As flores tem propriedades calmantes e também são usadas como tônico digestivo. Pode ser usada externamente nos casos de reumatismo. Usada para clarear cabelos, na forma de creme para a pele oferecendo um aspecto revigorante. Cólicas.

Forma de Uso: Geralmente empregada como em forma de chá.

Plantio

A propagação é feita por sementes, que pode ser feita de agosto a fevereiro, em canteiros destorroados e adubados, o transplante das mudas é feito quando elas atingem 8 a 10 cm de altura. O espaçamento pode ser de 30 x 20 cm. Tem seu ciclo completo em 90 dias, tendo seu cume de florescimento na primavera-verão.

A planta é de auto semeadura a partir do segundo ano.

Fonte: www.useplanta.com.br

Camomila

Camomila
Camomila

A história da camomila no Brasil confunde-se com a história da imigração européia no país. Trazida pelas mãos de ucranianos, poloneses, alemães e italianos no final do século 19, a planta frágil e de aroma doce teve o poder de transformar as cidades por onde fincou raízes.

Que o diga Mandirituba, município localizado a 45 quilômetros de Curitiba, no Paraná, conhecido como a capital brasileira da camomila.

No entanto, foi somente na década de 50 do século 20 que a planta começou a ser cultivada comercialmente. De acordo com dados da Secretaria de Estado da Agricultura do Paraná, em 2002 foram produzidas 491 toneladas de camomila. O valor da produção ultrapassou 3 milhões de reais, ou seja, 21% do total do grupo de 48 especiarias que o estado produz, entre plantas aromáticas, medicinais e condimentares. Os cerca de 60 produtores de Mandirituba são responsáveis por quase 90% da produção de camomila do Paraná.

Em 1994, o engenheiro agrônomo Cirino Corrêa Júnior, da Emater-PR, concluiu na Unesp de Jaboticabal uma pesquisa na qual selecionou as melhores camomilas de Mandirituba.

O resultado foi a caracterização de uma nova variedade, batizada com o nome da cidade. O estudo constatou que o teor de óleo essencial da planta mandiritubense, que contém o princípio ativo da planta, é de 0,86%, acima da média mundial, que é de 0,70%.

Cosméticos

Das 120 substâncias extraídas do óleo, duas têm importância econômica. O chamazuleno, utilizado pela indústria de cosméticos, e o alfa-bisabolol, presente na indústria farmacêutica. Popularmente, a planta é usada contra problemas digestivos, gases intestinais, ataque de vermes, gastrites, insônias, reumatismo, dores musculares e como calmante.

Para plantar camomila, o cuidado a ser tomado é com o solo, que não precisa ser muito fértil, mas recomenda-se que não seja muito argiloso e encharcado. Apesar de a planta ser resistente a pragas e doenças, a área plantada não deve ficar infestada por ervas daninhas, que prejudicam seu crescimento. Os meses ideais para o plantio são maio e junho, época em que os termômetros nas regiões de clima temperado marcam temperaturas abaixo de 15 graus centígrados e que o solo está úmido após as chuvas de verão.

A camomila suporta geadas no período vegetativo, mas não agüenta clima quente.

Outro fator importante é que a camomila precisa de luz para se desenvolver. Por isso, não se pode enterrar a semente, que deve ser lançada sobre o terreno. Por ser muito pequena, recomenda-se misturá-la com fubá para que a semeadura seja uniforme. Um rolo de superfície lisa deve ser passado sobre o terreno, fazendo com que a semente se junte ao solo sem precisar ser enterrada.

É aconselhável que a camomila seja plantada junto com outras culturas, pois isso quebra o ciclo de pragas e doenças. Além disso, por ser utilizada pela indústria farmacêutica e alimentícia, é recomendado o cultivo orgânico. O produtor deve atentar para o ponto ideal de colheita, quando as pétalas brancas da planta estão na horizontal.

Passado esse estágio, a camomila começa a perder óleo. Segundo Cirino, outro cuidado que se deve observar é com relação à temperatura de secagem da flor, que deve estar entre 38 e 40 graus centígrados.

O custo da plantação pode chegar a 1.200 reais por hectare, e o retorno do investimento se dá em três anos. Além desse valor, o produtor pode gastar ainda 50 mil reais para comprar o secador e ter uma unidade de beneficiamento. O rendimento por hectare varia de 400 a 600 quilos. O quilo da flor seca é vendido, em média, a 7 reais.

Planta nasce espontaneamente junto a estradas e campos desertos

NOME CIENTÍFICO: Chamomilla recutita (L.) Rauschert.

NOMES POPULARES: Comumente chamada de camomila, essa planta é também conhecida por camomila-comum, camomila vulgar, camomila-dos-alemães, matricária, macela e maçanilha. Esse último nome vem do espanhol manzanilla, que quer dizer pequena maçã.

Isso porque a origem da palavra camomila vem do grego antigo e significa maçã-da-terra, pois o seu aroma lembra o do fruto.

CLASSIFICAÇÃO: Planta pertencente à família das compostas (Asteraceae), a mesma do girassol, da margarida, da alface e da alcachofra. Uma outra espécie de camomila é a romana, cientificamente denominada por Anthemis nobilis.

DISTRIBUIÇÃO: É nativa dos campos da Europa Central, facilmente encontrada nos países de clima temperado. No Brasil, há plantações no Sul do país, principalmente no Paraná, o maior produtor brasileiro de camomila. A planta nasce espontaneamente junto às estradas, campos desertos e zonas agrícolas.

CARACTERÍSTICAS

A camomila é uma planta herbácea, anual e aromática. Pode chegar a 70 centímetros de altura. Possui um caule ereto, folhas estreitas e bastante divididas em segmentos finos e numerosos. Minúsculas flores amarelas agrupam-se, formando uma inflorescência central. Flores brancas de pétalas longas ficam ao redor dessa estrutura, fazendo com que a planta se pareça com uma margarida. Apresenta florescimento contínuo, o que exige, em média, uma colheita a cada dez dias.

Bibliografia

Plantas Medicinais no Brasil - Nativas e Exóticas, Harri Lorenzi e F.J. Abreu Matos, Instituto Plantarum; Plantas que Curam, Sylvio Panizza, Ibrasa.

Fonte: revistagloborural.globo.com

Camomila

Outros Nomes: Marcela, Matricária, Camomila-alemã, Camomila-azul, Camomila-comum, Camomila-da-alemanha

Nome Científico: Matriarcaria chamomilla

As partes usadas são as flores.

A Camomila alemã, também conhecida como Camomila silvestre, possui capítulos de aproximadamente 19 milímetros de largura com cerca de quinze flósculos brancos, ligulados, e numerosas florzinhas tubulosas amarelas.

É freqüente em milharais e tem um forte aroma, parecido com o da Camomila comum (A. nobilis), porém menos aromática, enquanto que a Camomila de milho com a qual se assemelha é inodora.

A camomila (Matricaria chamomilla) é uma planta herbácea anual originária da Europa de onde disseminou-se por áreas silvestres e hoje é aclimatada em praticamente todos os continentes. Ela cresce ao longo de sebes, margens de estradas e em campos abertos ensolarados do sul do Canadá ao Norte dos Estados Unidos e no oeste de Minnesota. Com caule ereto, ramificado e oco, ela cresce até atingir aproximadamente 50 centímetros de altura. Suas folhas de um verde claro são delgadas, bipinuladas e divididas com elegância. As flores que se assemelham às margaridas, tem aproximadamente 2,5 centímetros de lado a lado e florescem de maio a outubro. As flores contêm vários óleos voláteis incluindo os proazulenos. Também utilizadas em cosmética como agentes anti-alérgicos.

As flores da camomila alemã, apesar de aromáticas, têm um sabor bastante amargo. Elas contém um óleo volátil e um ácido extrativo amargo e um pouco tânico.

Utilizando: Muito utilizada em infusões.

Comprando: Encontrada seca em saquinhos plásticos, em saquinhos para chá ou em potes de vidro.

Preparando:

Como preparar: infusão de 15 gramas de flores secas em 1 litro de água.
Dose:
de 4 a 5 xícaras diárias.

Dicas

O chá de camomila é muito fácil de preparar e tem um sabor suave e agradável. O chá obtido de flores silvestres normalmente tem um sabor superior. Para a aplicação é importante que as flores conservem suas cores brancas e amarelas e exalem um aroma fresco. Flores amareladas, mal conservadas ou pouco fragrantes devem ser evitadas.

Uso Medicinal

Tônico, estomáquico, anódino, antiespasmódico, laxativo, diaforético, analgésico, carminativo, anti-inflamatório, sedativo.

A camomila tem múltiplas aplicações: interna - ingerido na forma de chá, externa - em casos de nevralgia e eczema. A infusão de 14 gramas de flores secas em 1/2 litro de água fervente pode ser ministrada livremente, em colheradas, a crianças para cujas indisposições ela é um excelente remédio. A infusão tem ação sedativa e atua como tônico no canal gastrointestinal. As flores secas são usadas como repelentes de insetos, sua infusão como xampu - especialmente para cabelos ralos. A infusão é empregada também como nutriente e tônico líquido para plantas, efetivo no combate a numerosas doenças. O óleo essencial obtido da planta integral é utilizado como condimento e para fabricar perfumes.

Observação importante: Qualquer uso terapêutico deve sempre ser acompanhado por um médico.

Ajuda

Combate dor de estômago, diarréia, náuseas, inflamações da boca e vermes. Também utilizadas em cosmética como agentes anti-alérgicos. O chá de camomila é usado como sedativo e é excelente para a insônia e outras condições nervosas. O chá tem propriedades anti-inflamatórias e é indicado para o reumatismo, artrite e outras inflamações dolorosas. Possui qualidade antiespasmódica para cólicas intestinais e menstruais, alivia a flatulência, age como um moderado porém eficiente laxativo e relaxa músculos contraídos.

Outras aplicações: as flores secas são usadas como repelentes de insetos, sua infusão como xampu - especialmente para cabelos ralos. A infusão é empregada também como nutriente e tônico líquido para plantas, efetivo no combate a numerosas doenças. O óleo essencial obtido da planta integral é utilizado como condimento e para fabricar perfumes.

Fonte: www.fleischmann.com.br

Camomila

NOME POPULAR: Camomila

Família: Asteraceae

Nome científico: e Matricaria Recutita, M.chamomilla L proparte, Chamomilla recutita L Rauschert

Indicações

Gases estomacais ou intestinais, para atenuar alergias e doenças de pele e para acalmar. Utilizada para prevenir rachaduras de peles secas. Contra câimbras do estômago, ar preso, cólicas espasmódicas, constipação atônica, clorose, dismenorréia, febres, histerismo, indigestão e vermes intestinais. Na área de pediatria, é utilizada para acalmar, restaurar as forças, para combater verminoses e auxiliar digestivo. Utilizada na tensão pré-menstrual por seu efeito sedativo, relaxante muscular, contra insônia.

Contra-indicação

Deve ter o uso moderado por gestantes ou pessoas alérgicas a algum de seus componentes.

Sua origem mais provável é a Europa, onde é muito comum nos jardins públicos. Sendo que as partes mais usadas são as flores e as folhas.

Surpreende por suas utilidades: além de ornamental, produz um chá calmante e digestivo, suaviza a pele e embeleza os cabelos. Trata-se de uma das ervas mais antigas que a humanidade já utilizou.

O intenso aroma despertou o interesse pela planta e antigos pesquisadores, atraídos pelo doce perfume, acabaram por descobrir várias das propriedades que tornaram a camomila tão famosa. Os antigos egípcios tratavam uma doença semelhante à malária com o chá de suas flores.

Ficou muito conhecido também um tipo de vinho aromatizado com flores de camomila. Na Espanha, por exemplo, esse vinho era usado como digestivo.

Como lenda diz que atrai dinheiro se plantada ao redor da casa afasta o olho gordo; simboliza a prosperidade.

Pode ser usada das mais diversas formas, caseiro, culinário, Aromaterapia, pois seu óleo essencial é sedativo e anti-fúngico. Bom para queimaduras solares.

Efeitos colaterais como toda erva têm certas restrições de uso. Não deve ser utilizada por quem estiver fazendo tratamento radioterápico, pois como tem efeito anti-oxidante, a camomila impede que a radiação destrua as células sadias e as malignas.

Cultivo

É anual, possui uma haste ereta cresce de 25 a 50 cms com folhas delgadas e bem recortadas, suas flores lembram pequenas margaridas brancas. Planta de clima temperado, se dá bem em locais onde faça um pouco de frio,com sol pleno, solos bem drenados, argilo-arenosos e férteis; assegura a saúde das plantas ao redor, convive bem com as couves, cebolas, mentas e repolho.

Uso Medicinal

Os egípcios a usavam no tratamento da malária, devido a sua ação anti-inflamatória, é indicada para má digestão, cólica uterina, sedativa (infusão flores ou chá da flor de camomila); para queimaduras de sol (ajuda a refrescar a pele e evita o vermelhidão da pele), conjuntivite e olhos cansados (compressas com infusão do preparado das flores).

Para criança ajuda combater vermes. Como chá usado diáriamente diminui as dores musculares, tensão menstrual, stress e insônia, diarréia, inflamações das vias urinárias; misturado ao chá de hortelã com mel combate gripes e resfriados; banho com sachê de camomila é sedativo e restaurador de forças, e especial para hemorróidas.

Na forma de infusão é útil para o fígado, antialérgico, dores de reumatismos, nevralgias; ajuda a purificar o organismo e aliviar a irritação causada pela poluição. Age como sudorífico.

Não deve ser utilizada em doentes que tomem medicamentos com varfarina, pois os riscos de hemorragia são aumentados.

Estético

A camomila é vulgarmente utilizada para aclarar o cabelo. A planta atua progressivamente nos pigmentos capilares de forma a atribuir ao cabelo um tom mais claro, chegando mesmo ao louro natural.

Existem disponíveis no mercado dezenas de champôs de camomila e ainda outras loções aclaradoras que também recorrem a este processo natural.

A camomila é, igualmente, muito utilizada em cremes, devido à ação suavizadora da pele. Em determinados casos, a camomila atua na pele atribuíndo-lhe luminosidade e retirando o ar seco e envelhecido.

Aviso

Este site é apenas informativo, todas as informações foram colhidas na Internet, livros e revistas. NÃO UTILIZE ERVAS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA. O uso indevido é de responsabilidade do usuário, auto medicação traz grandes riscos à saúde.

Fonte: www.ecologiaonline.com

Camomila

Delicada e ornamental, a camomila ainda apresenta boas propriedades medicinais: seu chá é digestivo e sedativo. Na forma de compressas e aplicado sobre a pele, suaviza inflamações e irritações.

A camomila (Matricaria chamomilla) pode surpreender por suas utilidades: além de ornamental, produz um chá calmante e digestivo, suaviza a pele e embeleza os cabelos. Trata-se de uma das ervas mais antigas que a humanidade já utilizou.

O intenso aroma despertou o interesse pela planta e antigos pesquisadores, atraídos pelo doce perfume, acabaram por descobrir várias das propriedades que tornaram a camomila tão famosa.

Os antigos egípcios tratavam uma doença semelhante à malária com o chá de suas flores. Ficou muito conhecido também um tipo de vinho aromatizado com flores de camomila. Na Espanha, por exemplo, esse vinho era usado como digestivo.

Popularmente, a planta é usada contra problemas digestivos, gases intestinais, ataque de vermes, gastrites, insônias, reumatismo, dores musculares, dores na coluna e dores ciáticas. O conhecido "chazinho de camomila" é muito usado nos cuidados com os bebês, seja para acalmar as cólicas ou na higiene, limpando as crostinhas da cabeça. As pequenas e delicadas flores da camomila concentram potentes óleos voláteis responsáveis pelos efeitos antiinflamatório, antiséptico, sedativo e antiespasmódico.

Esses óleos atuam de duas formas: acalmam os músculos e nervos internos (o que explica o uso em cólicas nos bebês e cólicas menstruais) e exercem um efeito emoliente sobre a pele.

O tradicional chá de camomila é reconhecido como um relaxante e tranqüilizante natural, que ajuda a tratar problemas provocados por tensão nervosa, como insônia, dores de cabeça, etc.

Na cosmética, seus poderes são conhecidos há mais de 4 mil anos. O chá natural é usado para realçar o tom dourado dos cabelos louros. Em compressas, suaviza olheiras e inchaço dos olhos. O responsável por essas maravilhas é o óleo essencial da camomila, chamado azuleno - um ingrediente muito utilizado pela moderna industria cosmética.

A ornamentai vai do jardim para o bule

A camomila é uma erva da família das Compostas e adapta-se praticamente a qualquer tipo de terreno. É uma planta herbácea anual que alcança, em média, de 30 a 50 cm de altura. Suas flores miúdas, semelhantes a margaridinhas brancas com o miolo amarelo, exalam um perfume delicado e enfeitam canteiros e vasos.

O caule é ramificado e suas folhas bem recortadas. Originária da Europa, a camomila prefere clima ameno, mas é capaz de adaptar-se bem, desde que o clima não seja muito quente.

Plantio

Por meio de sementes, no período de abril a maio. Para o cultivo em vasos ou jardineiras, recomenda-se que eles tenham pelo menos 20 cm de altura. As sementes não devem ser enterredas muito fundo, pois necessitam de luminosidade para brotar.

Regas

Manter o solo úmido, sem encharcar e diminuir as regas no inverno.

Cuidados

A camomila precisa receber luz solar direta por pelo menos 5 horas diárias. Recomenda-se a adubação orgânica, mas deve-se evitar o uso de qualquer tipo de produto químico, uma vez que a erva é usada na preparação de chás. Métodos naturais de controle de pragas podem ser muito úteis, no caso de suspeita de ataque de pragas.

Colheita

As flores, onde se concentram as propriedades medicinais da planta, devem ser colhidas no período de junho a setembro. Normalmente após a colheita é preciso fazer o replantio, pois seu ciclo de vida é anual. Para conservação das flores, deixe-as secando à sombra, em local ventilado, depois guarde-as em um recipiente de vidro bem tampado.

Dicas de uso

Contra a insônia: Use flores secas de camomila para fazer travesseiros. Seu aroma delicado e suave ajuda a acalmar e diminuir a ansiedade.
Compressas:
Para combater inflamações e inchaços dos olhos, recomenda-se aplicar compressas com o chá de camomila. Utilize um pano bem limpo, embebido no chá morno, coloque suavemente sobre os olhos.
Banho calmante e relaxante:
Coloque um punhado de flores secas na água morna da banheira. É ideal para acalmar a agitação dos bebês e favorecer um sono tranqüilo.
Suavizante da pele:
O óleo de camomila (encontrado nas boas farmácias de manipulação) é um ótimo suavizante para queimaduras e irritações da pele.
Para limpar as crostinhas da cabeça do bebê:
Misture uma colher (sopa) de flores de camomila a uma xícara (café) de óleo de cozinha. Leve ao fogo, em banho-maria, por 3 horas. Coe num pano fino e esprema bem. Use embebido em algodão, passando delicadamente sobre as crostinhas.
Para aliviar dores:
Faça o mesmo preparado explicado para as crostinhas do bebê, só que no final acrescente 1 pedra de cânfora. Aplique o óleo e cubra a região dolorida com gaze ou uma fralda de pano limpa.

Curiosidade

Dizem que a camomila dá muita sorte e ajuda a atrair dinheiro, por isso, em tempos remotos, os jogadores costumavam lavar suas mãos com chá de camomila antes de jogos importantes.

Fonte: asm.asmrpg.com.br

Camomila

Nome Botânico: Matricaria chamomila, Linné.

Família: Compositae.

Parte Utilizada: Capítulos florais.

Constituintes

Óleo essencial (0,3-1,5%), composto de sesquiterpenos cíclicos como o a-bisabolol (45%)
Pró-camazuleno
Matricina
Flavonóides (apigenina)
Colina
Aminoácidos
Ácidos graxos
Sais Minerais
Terpenos
Cumarinas como a herniarina e umbeliferona
Mucilagens
Ácidos orgânicos

Ação

Antiespasmódica
Antiflogística
Carminativa
Calmante
Cicatrizante
Tônica
Emoliente
Refrescante
Anti-séptica
Anti-alérgica
Vulnerária
Antiinflamatória

Propriedades Farmacológicas

A atividade terapêutica da camomila é determinada pelos princípios ativos lipofílicos e pelos hidrofílicos.

A atividade predominante do extrato aquoso é espamolítica, enquanto o extrato alcoólico apresenta uma atividade antiflogística.

O camazuleno possui reconhecida atividade antiinflamatória, que é reforçada pela presença de matricina e a-bisabolol.

O a-bisabolol possui propriedades antiflogísticas, antibacterianas, antimocóticas e protetora de mucosas agindo assim contra úlceras.

Sua atividade espasmolítica musculotrópica é equivalente a da papaverina.

Outros princípios ativos também apresentam propriedades espasmolíticas como os flavonóides e as cumarinas, sendo que à estas últimas atribui-se o efeito inibitório do crescimento de certos microorganismos.

A colina apresenta propriedade antiflogística.

As mucilagens retén água, levando a uma ação emoliente e protetora de peles secas e delicadas, pela formação de uma fina película sobre a pele.

O princípio responsável pela coloração é a apigenina, flavonóide que complexa-se com sais metálicos naturais (Ca, Al). Estes complexos, em condições ideais de pH e forças iônicas, fixa-se às fibras queratínicas, revestindo-as sem penetrar no núcleo destas.

Os flavonóides não são apenas absorvidos pela superfície da pele após aplicação cutânea, mas penetram nas camadas mais profundas da pele, o que é importante para seu uso como antiflogístico

Indicações

Fitoterápico

No sistema digestivo a camomila possui atividade em casos de inflamações agudas e crônicas da mucosa gastrintestinal, podendo ser utilizada em casos de colite, cólicas biliares e meteorismos e como auxiliar na reconstituição da flora bacteriana normal.

As preparações de camomila são utilizadas sob diversas formas, como pomadas e loções, em casos de eczemas, úlceras externas, dermatite e afecções da pele.

Fitocosmético

Como preventivo de rachaduras de peles sensíveis e secas, e para clarear os cabelos. Uso em shampoos com destino a clarear e hidratar os cabelos.

PROPRIEDADES E EMPREGOS TERAPÊUTICOS

O Extrato Cosmético de Camomila tem ação: emoliente, cicatrizante, suavizante, lenitiva, refrescante, antiinflamatória, descongestionante, protetora dos tecidos, anti-acnêica, filtrante das radiações solares e anti-alergênica (para peles facilmente irritáveis).

Poderá ser incorporado em cremes, loções cremosas, hidroalcoólicas ou tônicas, em shampoos, géis, produtos para banho, loção de limpeza, máscaras faciais, produtos pós-barba, produtos para ante e depois do sol e outros produtos cosméticos.

Indicado somente para uso externo em concentração de até 10%.

Atenção: O Extrato Cosmético de Camomila deve ser adicionado no final da preparação cosmética, com o produto em, temperatura abaixo de 45 C.

CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS

Aparência: Líquido fluído de baixa viscosidade.
Cor:
Castanho amarelado a Castanho escuro amarelado.
Odor:
Característico. o pH (sol. 10%, 25 C): 4,5 a 6,5. a Densidade (25 C): 0,950 a 1,050. Solubilidade: Solúvel em propilenoglicol, glicerina, sorbitol, etanol e água (1:2).

Estocagem

Deve ser estocado hermeticamente fechado, ao abrigo da luz solar direta e do calor.

Prazo de validade

24 meses a partir da data de fabricação.

Observação

Poderá ocorrer formação de precipitado e/ou turbidez durante a estocagem, sem alterar as propriedades.
Alterações de cor são esperadas por modificação dos compostos coloridos das plantas.

Fonte: www.napie.com.br

Camomila

Chamomilla recutita

1. INTRODUÇÃO

A camomila é uma planta herbácea pertencente à família Asteraceae, anual, muito ramificada, com até 50 cm de altura. As folhas são alternas, filiformes; as flores reúnem-se em inflorescência do tipo capítulo, sendo as flores centrais hermafroditas, com corola tubular amarela, e as flores marginais femininas, com corola ligulada branca e os frutos são do tipo aquênio.

Somente as flores são comercializadas, pois contém óleos essenciais aromáticos e medicinais que devem encontrar-se no teor mínimo de 0,4%. Dentre as diversas propriedades medicinais da camomila temos as ações antipiréticas, estomáquicas, digestivas, antiespasmódicas, calmantes, tônicas, anti-reumáticas, emenagogas e carminativas. É também muito utilizada na indústria de cosméticos.

2. CLIMA E SOLO

2.1 Clima: É planta de clima temperado, resistente a geadas durante a fase vegetativa, não tolerando excesso de calor e secas prolongadas.
2.2 Solo:
Os solos recomendados são os argilo-arenosos, soltos, férteis, permeáveis o suficiente para evitar excesso de umidade na zona das raízes e com pH entre 6,0 - 7,5.

3. CULTIVAR

A própria espécie botânica.

4. CALAGEM E ADUBAÇÃO

Elevar o índice de saturação por bases para 70%, sempre que a análise de solo indicar valores inferiores a este.

A adubação, segundo Boletim n° 200 - IAC, deve ser:

De plantio: 30 kg/ha de N, 20 a 120 kg/ha de P2O5 e 20 a 80 kg/ha de K2O.
Em cobertura:
30 kg/ha de N, aos 30 dias após plantio.

Outras fontes também recomendam uma adubação orgânica de plantio, com 5,0 kg/ha de esterco curtido de curral ou composto orgânico, ou, 2,5 kg/m2 de esterco de aves.

As adubações nitrogenada e potássica aumentam o número de flores e o rendimento de óleo essencial.

5. PLANTIO

A semeadura pode ser feita em local definitivo a lanço ou e em sulcos com um gasto de sementes da ordem de 4-8 kg/ha, misturando-se areia fina com as sementes para distribuição, logo em seguida, passar corrente ou prancha no terreno, aumentando assim, o contato da semente com o solo. A época de plantio para a semeadura direta é de abril a maio.

Em áreas muito infestadas com plantas invasoras pode-se produzir mudas em sementeiras para posterior transplante, com um gasto de sementes de 2 g/m2 ou 50 g/ha. A semeadura é feita de março a maio e o transplante definitivo de maio e junho.

O espaçamento recomendado é de 30 x 25 cm.

6. TRATOS CULTURAIS

O controle de plantas invasoras deve ser realizado através de capinas.

Irrigar sempre que necessário, evitando-se encharcamento do solo. O tipo de irrigação utilizada é por aspersão.

Efetuar o desbaste quando a semeadura for direta,conforme espaçamento recomendado.

7. COLHEITA E SECAGEM

As flores de camomila devem ser colhidas quando estiverem em floração plena, ou seja, quando as flores com lígulas brancas estiverem com as mesmas em ângulo reto, nem inclinadas para cima (começando a abrir) e nem curvadas para baixo (muito maduras), pois é nessa fase que encontram-se com o maior teor de óleo essencial.

A colheita se inicia em junho e vai até setembro, em vários repasses. É feita manualmente ou com pentes manuais, próprios para a colheita de flores de camomila.

A produtividade normal é de 400 a 600 kg/ha de flores secas. A secagem deve ser realizada à sombra ou em secadores a uma temperatura máxima de 35° C.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CORRÊA, C. et. al. Cultivo de plantas medicinais, aromáticas e condimentares - EMATER-PR, 1991.
VON HERTWIG, I.F. Plantas aromáticas e medicinais, Ed. Ícone, 4l4 p, 1991.
Boletim 200 - IAC, 1995.

Fonte: www.cati.sp.gov.br

Camomila

Nome científico: Matricaria chamomilla (sinonímia: Chamomilla recutita, Matricaria recutita)

Família: Asteráceas (sinonímia: Compostas)

Nome comum: camomila, matricária, camomila-romana, camomila-comum, camomila-verdadeira, camomila-vulgar, camomila-dos-alemães.

Origem: Europa

Descrição e característica da planta

A planta é herbácea, anual, com 25 a 50 centímetros de altura. As folhas são finas, bem recortadas, de coloração verde-clara a verde-escura. As flores lembram pequenas margaridas brancas, onde as pétalas são brancas e a parte central da flor, uma área compacta, é amarela. As sementes são produzidas nessa área central. As flores são hermafroditas (têm os dois sexos na mesma flor) e autocompatíveis (ocorre a autofecundação das flores).

As condições favoráveis ao bom desenvolvimento e florescimento das plantas são: temperatura amena a não muito quente, solos permeáveis, férteis, ricos em matéria orgânica e boa disponibilidade de água durante todo o seu desenvolvimento vegetativo. A propagação é feita através de sementes.

Produção e produtividade

A 4 é uma planta amplamente cultivada em quase todo o mundo. No Brasil, os estados das regiões Sul e Sudeste são os maiores produtores. A produtividade varia de 400 a 600 quilos de flores secas por hectare (um hectare corresponde a uma área de 10.000 metros quadrados).

Utilidade

A flor é a parte mais importante da planta, usada como aromática e medicinal. A essência é usada como aromatizante na composição de sabonetes, perfumes, xampus e loções e para conferir odor e sabor agradáveis às bebidas e aos alimentos. Na forma de chá, é considerada um relaxante, tranqüilizante natural, estimula o apetite, digestiva, elimina gases e combate a cólica. Existem outras indicações com efeito medicinal, mas é sempre importante a orientação de técnicos especialistas da área. Os efeitos medicinais das flores são conferidos pelo óleo essencial que contém principalmente chamazuleno e bizaboleno.

Fonte: globoruraltv.globo.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal