Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Carambola  Voltar

Carambola

 

Nome popular: Carambola.

Nome cientifico: Averhoa carambola.

Luminosidade: Pleno sol.

Porte: Até 7 metros de altura.

Frutos: Dezembro.

Carambola
Carambola

A carambola, fruto da caramboleira, é uma árvore ornamental de pequeno porte, de flôres brancas e purpúreas, largamente usada como planta de arborização de jardins e quintais.

Originária da Índia, e muito conhecida na China, foi introduzida no Brasil em 1817. Plantada em quase todo o território nacional, começa a produzir frutos em torno de 4 anos de existência, dando em média 200 frutos, podendo durar de 50 a 70 anos.

De sabor agridoce, cor variando do verde ao amarelo, dependendo do grau de maturação, rica em sais minerais (cálcio, fósforo e ferro) e contendo vitaminas A , C e do complexo B, a carambola é considerada uma fruta febrífuga (que serve para combater a febre), antiescorbútica (que serve para curar a doença escorbuto - carência de vitamina C, e que se caracteriza pela tendência a hemorragias) e, devido a grande quantidade de ácido oxálico, estimulador do apetite, sendo ainda usada pela medicina popular no tratamento de afecções renais.

Seu suco, além de possuir um delicioso sabor, é usado para tirar manchas de ferro, de tintas e ainda limpar metais.

Sua casca, por possuir alto teor de tanino, cujo poder adstringente pode prender o intestino, é utilizada como antidesintérico.

Embora considerada uma fruta de quintal, pois seu cultivo não é feito em escala, sendo produzida apenas em sítios, quintais, granjas e pomares de fazendas, a carambola está sempre presente na mesa do pernambucano.

Carambola
Carambola

Embora considerada uma fruta de quintal, pois seu cultivo não é feito em escala, sendo produzida apenas em sítios, quintais, granjas e pomares de fazendas, a carambola está sempre presente na mesa do pernambucano.

Pode ser consumida ao natural ou no preparo de geléias, caldas, sucos e compotas. Cortada em fatias e deixada no fogo brando com açúcar, fica quase da mesma consistência e sabor do doce de ameixa-preta. Na Índia e na China são bastante consumidas como sobremesa, assim como as flôres e os frutos verdes, que são utilizados nas saladas.

Descrição e Variedades da Carambola

Carambola
Frutos, folhas e sementes de caramboleira

A caramboleira caracteriza-se como uma pequena a média árvore tropical, perene, de crescimento lento, alcançando até 15,0 m de altura aos 25 anos de idade, que é considerado o período de vida útil para esta espécie.

Possui porte piramidal quando jovem, copa densa e arredondada, simétrica ou irregular, com 6,0-7,5 m de diâmetro, apresentando ramos abertos, facilmente conformados por meio de podas. O tronco é encurtado, torcido, áspero, de coloração marrom-café, tendendo a produzir ramos baixeiros. Os ramos jovens estão recobertos com pêlos curtos suaves de coloração amarela. As folhas são compostas (2-5 pares), geralmente imparimpenadas, completas, ovaladas ou oval-lanceoladas.

As flores surgem em panículas suportadas por ramos delgados, ramificados desde a base, com 1,0-8,0 cm de comprimento, com ráquis arroxeado e pubescente, em sua maioria, situado nas axilas das folhas, embora também se desenvolvam em ramos velhos sem folhas e nos terminais.

A maioria dos frutos é produzida nas partes expostas à insolação indireta. O fruto é uma baga carnosa, com forma ovóide ou elipsoidal, variando no tamanho entre 50-250 mm de comprimento e 30-100 mm de diâmetro, com peso comercial entre 100-250 g..

As sementes são brilhantes, delgadas, de coloração marrom (café)-clara, forma ovóide e aplainada, com 6,0-13,0 mm de comprimento, envolvidas por um arilo gelatinoso.

Variedades

As variedades cultivadas de caramboleira só foram selecionadas a partir das décadas de 30 a 40, pois não havia até então variedades, sendo a carambola classificada em dois tipos: doce e ácida.

Em vários países asiáticos, foram feitas seleções de plantas de sementes, as quais passaram a ser propagadas vegetativamente e constituem-se na maioria das atuais variedades comerciais. Algumas delas foram introduzidas no Brasil.

CURIOSIDADES

A carambola tem uma forma curiosa, de gomos achatados, que, quando cortados no sentido transversal, têm o aspecto de uma estrela.

Fonte: www.geocities.com

Carambola

Originária da Ásia Tropical, a carambola foi introduzida no nordeste, em 1817, mais precisamente em Pernambuco, de onde se expandiu para todo o litoral brasileiro.

Fruta muito rica em sais minerais, vitaminas A, C, e complexo B, é ainda, fonte natural de ácido oxálico.

O fruto quando cortado no sentido transversal adquire a forma de uma perfeito estrela de cinco pontas, característica que lhe concedeu o nome mundial de "star fruit".

O Nome Popular da fruta pesquisada é Caramboleira (Carambola), seu nome científico é Arrohoa, pertencente a Família: Ariehoal.

A carambola é originária da Índia e é muito conhecida na China.

No Brasil foi introduzida, em 1817, em Pernambuco, região Nordeste a partir daí se espalhando por todo o país. Atualmente é cultivada nos trópicos em ambos os hemisférios.

A carambola é considerada uma fruta de quintais e de pomares caseiros. Em torno dos 4 anos ela já começa dar seus frutos, quando a caramboleira cresce, às vezes, seus galhos são bastante flexíveis quase chegam a tocarem o chão, escondendo quase que completamente o tronco. Antes de se transformarem em belos frutos, as pequenas flores da caramboleira, de cor violeta no centro e esbranquiçadas nas bordas, cobrem toda a árvore, ajuntando-se aos montinhos.

A carambola é uma fruta muito bonita bem diferente, tem uma forma delicada e cinco gomos, é uma fruta bonita, e curiosa.

Desde pequenas, como miniaturas de cera, mantém sua forma delicada: sempre com cinco gomos longitudinais bastante pronunciados, A polpa da carambola é, em geral, de consistência rígida. Seu sabor pode variar muito, de árvore para árvore e de fruto para fruto, mas costuma ser adocicado quando amadurece e um tanto ácido e adstringente quando ainda está verde.

Seu cultivo é mais indicado nas regiões de Climas quentes e Úmidos.

Os Principais Produtores e Exportadores, além do Brasil seus maiores produtores são, a Índia, Tailândia, Israel, e alguns países da África. Mas por ser uma fruta com tantos nutrientes ainda não é produzida o quanto é necessário.

Em relação ao grau nutritivo da Fruta é bastante rica em sais minerais (cálcio, fósforo e ferro) contendo ainda vitaminas A, C e algumas do complexo B, é também fonte natural de ácido oxálico. Por efeito desse ácido, que, em grandes quantidades, é prejudicial ao organismo humano.

Influência na Culinária: Com a Carambola podemos fazer vários tipos de receitas entre elas saladas, sucos, geléias, compotas, doces, sorvetes e coquetéis tropicais.

Aplicações

A polpa pode ser utilizada na preparação de sucos, sorvete, vinhos, licores ou doces.

Colheita

Durante o ano todo.

Carambola
Carambola

Composição (100g):

Calorias 29kcal
Umidade
91.70g
Proteínas
0.50g
Fibra
0.50g
Cálcio
30.00mg
Fósforo
11.00mg
Ferro
2.90mg
Vitamina B1
0.04mg
Vitamina B2
0.02mg
Niacina
0.30mg
Vitamina C
35.00mg
pH
2.75
Brix
6.36%
Acidez
0.53%

Temos a sugestão de algumas dessas receitas:

Salada de Carambola: Corte algumas carambolas em tiras finas, acrescente sal a gosto, vinagre, cebolinha, pimentão, tomate, salsa e azeite.
Suco:
Bater no liquidificados com leite, água ou leite condensado.Servir gelado.

Por ser uma fruta meio azeda pode ser comida in natura,com açúcar, ou com leite condensado..

A Carambola também exerce funções medicinais. A folha serve para fazer chá contra a diarréia, também combate à febre e lesões da pele, o sumo da folha é usado para combater o veneno de bichos e insetos.

Carambola
Carambola

Influência na Arte

Ela é usada aqui no Brasil também para fazer vários tipos de arranjos por ser uma fruta muito delicada e bonita, se você corta-la ao meio no sentido vertical terá uma linda flor é muito usada em arranjos nas ceias de Natal entre outros objetos e bibelôs. Além de serem retratados em pinturas de paisagens tropicais.

A influência na moda é visivelmente percebida. Como todos sabem o Brasil é um país tropical, de cores alegres e leves, assim como é a nossa maravilhosa fruta, sendo assim podemos nesse verão encontrar suas cores e estampas nas roupas e acessórios como bolsas, roupas de banho, etc.,na maioria das lojas e shoppings do País.

Descobrimos que essa fruta é bastante curiosa.Tem o formato de uma estrela, parece um lindo pingente de ouro. E o seu caldo também é usado para tirar manchas de ferrugem.

Fonte: www.coresesaborestropicais.hpg.ig.com.br

Carambola

Carambola
Carambola

Carambola
Carambola

Aspectos Gerais

A caramboleira - Averrhoa carambola L., Dicotyledoneae, Oxalidaceae - é planta originária da Ásia Tropical (oeste da Malásia), encontrada na região tropical de ambos hemisférios; foi introduzida no Brasil pelo agronomo francês Paul Germain (Pernambuco, 1817) e é cultivada em todo país menos em regiões frias ou sujeitas à geadas.

É árvore pequena, de ordinário com 3 a 5m. de altura, mas pode alcançar 8 a 9m., tem copa piramidal (jovem) e arredondada (adulta), folhas alternas com 2 a 5 folíolos, flores pequenas purpurinas ou amareladas dispostas em racimos.

O fruto é uma baga oblongo-oval, de colorido amarelo-claro, verde ou vermelho com 7 a 12cm. de comprimento, cinco gomos salientes; a polpa é abundante, sucosa e agridoce; cada lóculo pode conter 2-3 sementes pequenas, chatas, oblongas, marrons e pouco viáveis.

Existem tipos de caramboleira que produzem frutos ácidos e outros que produzem frutos doces.

Tipos há cujos frutos maduros tem cor verde, outros tem frutos maduros amarelo-claro e tipos com frutos maduros cor vermelha.

Usos da Caramboleira

A árvore é decorativa, ornamental; as folhas integram a farmacopeia indiana e as flores, ao natural, são aproveitadas em saladas.

O fruto

É considerada uma fruta de quintal, pois seu cultivo não é feito em escala comercial.

Tem uma forma curiosa, de gomos achatados, que, quando cortados no sentido transversal, têm o aspecto de uma estrela.

A cor varia do verde ao amarelo, dependendo do grau de maturação da fruta.

Em relação ao sabor, ela é adocicada quando madura e um pouco ácida e adstringente quando ainda está verde.

A carambola é rica em sais minerais (cálcio, fósforo e ferro) e contém vitaminas A, C e do complexo B.

A fruta pode ser consumida ao natural ou no preparo de geléias, sucos e compotas.

As flores também são comestíveis em saladas. O suco da carambola tem a particularidade de eliminar manchas em objetos de metal.

A carambola - comestível quando maduro, é consumido fresco ou sob forma de compotas, geléias, vinhos, passa, doces; o suco da polpa é refrigerante saudável e tem uso medicinal no tratamento de febres, escoburto e desinteria.

O sumo do fruto - rico em acído oxálico - serve para tirar manchas de tintas, de ferrugem, e para limpar metais. Ainda o fruto é fonte de vitaminas A e C.

É comum em pomares e chácaras.

Carambola crua

TACO - Tabela Brasileira de Composição de Alimentos

Tabela de valor Nutricional

Porção de 100 gramas:

  % VD*
Valor energético 45.7kcal = 192kj 2%
Carboidratos 11,5g 4%
Proteínas 0,9g 1%
Fibra alimentar 2,0g 8%
Cálcio 4,8mg 0%
Vitamina C 60,9mg 135%
Fósforo 10,8mg 2%
Manganês 0,1mg 4%
Magnésio 7,4mg 3%
Lipídios 0,2g -
Ferro 0,2mg 1%
Potássio 132,6mg -
Cobre 0,1ug 0%
Zinco 0,2mg 3%
Tiamina B1 0,1mg 7%
Sódio 4,1mg 0%

* % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8.400kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades

Necessidades da Planta

A caramboleira é fruteira de zona tropical, clima quente e úmido, não suporta frio e geadas. Requer temperatura média anual de 25ºC e chuvas acima de 1.000mm. anuais bem distribuídos, boa luminosidade (pelo menos 2.000 horas/luz/ano) e umidade relativa do ar em torno de 80%.

Embora medre em solos desde arenosos a argilosos a planta prefere solos areno-argilosos profundos, bem drenados, em terrenos planos a ligeiramente ondulados, não sujeitos a encharcamento e pH entre 6,0 e 6,5.

Propagação/Formação de Mudas

A propagação da caramboleira dá-se por sementes ou por enxertia ou alporquia.

Via sementes

As sementes devem ser sadias, vigorosas, de frutos isentos de doenças/pragas e provenientes de plantas precoces, produtivas e sadias.

O semeio é feito em canteiro (feito de barro e esterco curtido) onde as sementes são lançadas em sulcos paralelos espacejados de 10cm. ou em sacos de polietileno, com dimensões 18cm. x 30cm. e cheios com mistura 1:2:1 (barro:esterco:areia lavada) onde adiciona-se 2,5Kg. de superfosfato simples e 1Kg. de cloreto de potássio por m3 de mistura. Lança-se 3 a 5 sementes (1-2cm. de profundidade) por saco.

Quando mudinhas tiverem 5cm. de altura desbasta-se para uma, a mais vigorosa; 7 a 11 meses pós semeio, muda com 25cm. de altura estará apta ao plantio em local definitivo.

Via enxertia: os porta-enxertos (obtidos de sementes) devem ter o caule com 1cm. de diâmetro (0,6cm. a 1,3cm.), estarem em sacolas sob ripado; o método garfagem lateral embutida exige garfos retirados de ramos maduros também com 1cm. de diâmetro.

Plantio

Espaçamento para plantio varia de 4m. x 4m. a 6m. x 6m.; o plantio, em formato quadrangular, possue densidade de 625 a 277 plantas por hectare.

Covas devem ter dimensões mínimas de 40cm. x 40cm. x 40cm.; na sua abertura separar a terra dos primeiros 15cm. de altura; devem ser abertas 30 dias antes do plantio.

A adubação de fundação é feita colocando-se 300 gramas de calcário dolomítico e 20l. de esterco de curral bem curtido no fundo da cova (na sua abertura) cobrindo-se com um pouco de terra.

Um pouco antes do plantio misturar 300g. de superfosfato simples e 100g. de cloreto de potássio à terra separada e lançar na cova.

Efetuar o plantio no início da estação chuvosa e em horas frescas do dia; retirar o saco, plantar e irrigar a cova com 15 litros de água.

Tratos Culturais

Em caso de falta de chuvas irrigar a cova, semanalmente, com 20 litros de água por 4 a 6 semanas.
Evitar concorrencia de ervas daninhas com capinas e roçagens. Manter "coroamento" em torno da muda.
Podar ramos em número excessivo (dentro da copa), ramos secos e doentes, ao longo da vida da planta.
Adubação em cobertura:
por planta/por vez/incorporada ao solo.

1º ano: 55g. de ureia e 35g. de cloreto de potássio no pegamento e final da estação chuvosa.
2º ano:
65g. de ureia, 220g. de superfosfato simples e 50g. de cloreto de potássio no início e final das chuvas.
3º ano (diante):
120g. de ureia, 300g. de superfosfato simples e 70g. de cloreto de potássio no início e fim da estação chuvosa.

OBS: no início da estação chuvosa pode-se aplicar 15l. de esterco (2º ano) e 20l. de esterco (3ºano) por cova, sob copa.

Manter mosca-das-frutas sob controle com pulverizações em cobertura total com fentiom 50 (Lebaycid - 100ml./100l. de água) ou com iscas tóxicas com insetícidas à base de malatiom (Malatol) ou triclorfom (Dipterex).

Colheita/Rendimento

Plantas oriundas de sementes iniciam frutificação a partir do 3º ano e enxertadas 2º ano. No 5º ou 6º ano a frutificação entra em escala comercial e permanece por 20 anos.

A caramboleira por produzir/pé/ano de 1.000 a 2.000 frutos (45 a 120kg. de frutos).

Fonte: www.seagri.ba.gov.br

Carambola

Nome popular: caramboleira

Nome científico: Averrhoa carambola L

Familia botânica: Oxalidaceae

Origem: Ásia

Características da planta

Árvore de até 8 m de altura, tronco tortuoso com ramos flexíveis. Folhas formando uma copa densa. Flores peque- nas, brancas e púrpuras, frequentemente presas aos ramos.

Fruto

Longo e ovalado, com cinco gomos salientes de coloração amarelo-ouro na maturação. Contém 2 sementes pequenas em cada gomo.

Carambola
“Ai quem me dera chupar uma carambola de verdade
e ouvir um sabiá com certidão de idade!” Canção do Exílio/ Murilo Mendes

A carambola é originária da Ásia tropical. Segundo Pio Corrêa, apesar de nunca ter sido encontrada em estado silvestre, sua pátria deve ser, provavelmente, a Índia. No Brasil, ainda de acordo com o mesmo autor, parece ter sido introduzida, em 1817, no nordeste, mais precisamente em Pernambuco. Dali a árvore teria se espalhado por todo o litoral brasileiro.

Atualmente cultivada nos trópicos em ambos os hemisférios - além do Brasil, constam como produtores de carambola, a Índia, a Tailândia Israel e alguns países da África - a carambola permanece sendo considerada como uma fruta de quintais e de pomares caseiros.

A carambola é uma fruta muito bonita bem diferente, tem uma forma delicada e cinco gomos, é uma fruta bonita, e curiosa.

Desde pequenas, como miniaturas de cera, mantém sua forma delicada: sempre com cinco gomos longitudinais bastante pronunciados, A polpa da carambola é, em geral, de consistência rígida. Seu sabor pode variar muito, de árvore para árvore e de fruto para fruto, mas costuma ser adocicado quando amadurece e um tanto ácido e adstringente quando ainda está verde.

Seu cultivo é mais indicado nas regiões de Climas quentes e Úmidos.

Os Principais Produtores e Exportadores, além do Brasil seus maiores produtores são, a Índia, Tailândia, Israel, e alguns países da África. Mas por ser uma fruta com tantos nutrientes ainda não é produzida o quanto é necessário.

Fruta bastante rica em sais minerais (cálcio, fósforo e ferro), contendo ainda vitaminas A, C e algumas do complexo B, é também fonte natural de ácido oxálico.

Por efeito desse ácido, que, em grandes quantidades, é prejudicial ao organismo humano, o caldo da carambola é usado, popularmente, para eliminar ou atenuar manchas de ferrugem em panos e em objetos de metal.

Contra Indicação/cuidados

Pessoas com intestino preso devem evitar o consumo.

Usos Medicinais

Folhas amassadas- aplicações externas- picadas venenosas.
Suco da Fruta- Vermífugo , febres.
Fruto- eczemas, asfecções dos rins e bexiga.
Decocção das folhas- Diabetes.

Curiosidades

O caldo da Carambola é usado popularmente para eliminar ou atenuar manchas de ferrugem em panos e em objetos de metal.

Fonte: www.brasilcult.pro.br

Carambola

Partes Usadas: Frutos e folhas.

Família: Oxalidaceae

Características

Originária da índia ou da Malásia é árvore de porte médio, de crescimento lento, com tronco tortuoso e ramos flexíveis. Os frutos são lisos e brilhantes, possuem cinco gomos bem pronunciados e adquirem o aspecto perfeito de estrela, quando cortados no sentido transversal.

Dicas de Cultivo

Espalha-se por todo o país, excetuando as zonas mais frias. Propaga-se por enxertia.
Outros Nomes: Caramboleira; Esp.: carambolo; Ing.: star fruit.

Princípios ativos

Ácidos orgânicos, glicosídeos, vitaminas A, C e quantidades razoáveis de vitaminas do complexo B, em sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro e fonte de ácido oxálico, pectina, lipídios, esteróis e ácidos graxos dentre outros.

Propriedades

Depurativa, hipotensora e antitérmica.

Indicações

Uso externo suas folhas são utilizadas sob forma de cataplasma para liviar picadas de insetos, aplicadas duas vezes por dia. Seus frutos são utilizados como antitérmico e antihipertensivo, em sucos 1 a 3 vezes ao dia.

 

Carambola
Carambola

A caramboleira, pequena árvore da família da Oxalidáceas, é originária da Índia, tendo sido aclimatada no Brasil.

Utilidades Medicinais

Diurese - O suco de carambola age como um bom diurético, auxiliando na limpeza dos  rins.
Eczema
- Convém ingerir diariamente um copo de suco fresco de carambola.
Picadas Venenosas
- Embora não substitua os antídotos convencionais, a aplicação externa das folhas bem amassadas de carambola ajuda a evitar complicações, segundo conceito popular.

Fonte: www.agrobyte.com.br

Carambola

Nome científico: Averrhoa carambola L.

Carambola
Carambola

Carambola
Carambola

Árvore geralmente de até 8 metros, tronco tortuoso com ramos flexíveis, tem copa piramidal quando jovem e arredondada quando adulta.

Folhas formam copa densa

Flores pequenas purpurinas ou amareladas dispostas em racimos.

Frutos cor amarelo-claro, verde ou vermelho, cinco gomos salientes. A polpa é abundante, sucosa e agridoce. A carambola tem uma forma curiosa, de gomos achatados, que, quando cortados no sentido transversal, têm o aspecto de uma estrela.

Cada lóculo pode conter 2 a 3 sementes pequenas, chatas, oblongas, marrons e pouco viáveis. Existem tipos de caramboleira que produzem frutos ácidos e outros que produzem frutos doces.

Fructificação primavera e verão.

A árvore é decorativa, ornamental.

As folhas integram a farmacopéia indiana e as flores, ao natural, são aproveitadas em saladas.

O fruto, comestível quando maduro, a carambola, é consumido fresco ou sob forma de compotas, geléias, vinhos, passas, doces.

Carambola
Carambola

Carambola
Carambola

O suco da polpa é refrigerante saudável e tem uso medicinal no tratamento de febres, escorbuto e desinteria.

O sumo do fruto, rico em ácido oxálico, serve para tirar manchas de tintas, de ferrugem, e para limpar metais.

Ainda o fruto é fonte de vitaminas A e C.

É comum em pomares e chácaras.

Carambola
Carambola

Fonte: www.arara.fr

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal