Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Chicória  Voltar

Chicória

Chicória

Chicorium intybus

Família

Compostas.

Sinônimo

Escarola, endívia.

Parte utilizada

Raiz e folhas. Principais constituintes: Chicorina (glucosídio), óleo essencial, inulina, tanino, matérias mucilaginosas, resinosas, pépticas, princípio amargo (intibina), insulina, lactocopicrina, ácido chicorésico, sal de potássio.

Propriedades

Colagogo, estomáquico, depurativo, diurético, laxativo.

Indicação

Usado nos embaraços digestivos e biliares, produzindo efeito diurético e laxativo, na insuficiência biliar, hepatismo, anemia, astenia, estimula o metabolismo, artrite. Raramente empregado como febrífugo.

Fonte: www.emedix.com.br

Chicória

Chicória

Considerações gerais

A chicória, botanicamente Cichorium indívia, L., pertencente às famílias das Compostas, é encontrada sob duas formas ou tipos: lisa, também conhecida por escarola e crespa. As chicórias do primeiro grupo são as mais apreciadas e entre elas destacam-se a “Lisa Imperial”, “Lisa da Batavia” e “Branca de coração cheio”.

Como principais representantes do segundo grupo encontramos a “Crespa de Ruffec” e a “Crespa de Meaux”. Ambos os tipos são consumidos sob a forma de saladas ou cozidos.

Plantio e adubação

A adubação mais aconselhável para os terrenos de cultivo desta cultura só pode ser recomendada após o exame da fertilidade do solo, contudo, quando a plantação for executada em solos de média fertilidade a seguinte adubação poderá satisfazer plenamente as exigências da cultura:

Esterco de curral bem curtido: 8 kg/m2
Adubo químico 10-10-10: 100g/m2

O espaçamento mais recomendado é de 30 x 30 cm.

A época de plantio mais aconselhável está condicionada à variedade que se vai cultivar, embora o cultivo possa ser executado o ano todo.

A chicória Lisa Imperial e a Crespa de Meaux produzem melhor de agosto a janeiro, nas condições do planalto paulista e a Crespa de Ruffec prefere os meses de março a junho.

A semeadura desta hortaliça é realizada da seguinte maneira: primeiramente, nos canteiros de semeação, procede-se a semeadura utilizando-se 4g/m2 de sementes.

Após ter transcorrido quatro a cinco semanas as plantinhas terão 4 a 6 folhas, momento do transplante para o local definitivo.

Tratos culturais

Rega-se abundantemente.

Para se conseguir chicórias de melhor apresentação, mais claras e tenras, recorre-se ao estiolamento, procedendo da seguinte forma: amarra-se um cordão ou material similar de modo a proteger o “coração” da planta dos raios solares e mantendo-se neste estado por uns 15 dias. As regas não deverão atingir o “coração” da planta.

Outros tratos culturais importantes são as irrigações freqüentes e em bom número de escarificações, mantendo o solo fofo, a fim de possibilitar à planta melhores condições de desenvolvimento.

Colheita

A colheita será realizada de 80 a 90 dias após a semeadura, com rendimento aproximado de 25 a 30 toneladas por hectare.

Fonte: www.criareplantar.com.br

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal