Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Cupuaçu - Página 11  Voltar

Cupuaçu

Cupuaçu

Nome da fruta: Cupuaçu
Nome científico: Theobroma Grandiflorum
Família: Sterculiaceae
Categoria: Ácida

O cupuaçu possui as vitaminas C, A, B1 e B2. Sais minerais presentes na fruta: potássio, selênio, cálcio, fósforo, ferro, além de proteínas.

Seu fruto possui pectina, dois aminoácidos em média, 316 mg de lisina e 60 mg de triptofano. O triptofano no nosso estômago se transforma em serotonina, que é o hormônio da alegria e do bem-estar.

Fruta muito saborosa e de cor marrom, o cupuaçu tem a casca dura. Os índios a utilizam como adubo e ela corresponde a cerca de 40% do seu peso. O fruto pesa em média 2 quilos; existem frutos que chegam a pesar em torno de 4 quilos. Cada um tem em média 35 sementes.

Da sua polpa (encontramos no mercado brasileiro e estrangeiro) são feitos sucos, por sinal de ótima qualidade, e cremes, bastante utilizados na culinária amazônica e na paraense. Também é empregada na elaboração de sorvetes, geleias, bombons, iogurtes etc. e tem vasta utilização como cosmético.

Essa fruta brasileira que poucos conhecem é mais uma dádiva da natureza, considerado – assim como a uva (extrato), o pêssego e a maçã – um alimento dos deuses.

Atualmente é pesquisado em vários países do mundo, sendo dissecado procura de seus nutrientes para logo o fazerem sintético.

E lamentavelmente os estrangeiros descobriram suas propriedades medicinais antes de nós.
Essa fruta, nativa da Floresta Amazônica, muito consumida pelas tribos indígenas, é encontrada com facilidade na Alemanha, Inglaterra, Japão e França.

O cupuaçu apresenta baixo valor calórico, inclusive 4 vezes menos do que o açaí. Em 100 gramas de cupuaçu há 60 calorias.

As suas sementes são ricas em gorduras e proteínas (presentes mais nas sementes do que na polpa) e possuem uma substância, o cupulate, que é uma espécie de chocolate, que já vem sendo utilizado em substituição ao cacau, assim como a alfarroba. As sementes são transformadas também em pó e utilizadas para fazer leite e manteiga.

Fonte: poderdasfrutas.com

Cupuaçu

Lei classifica cupuaçu como fruta nacional

Cupuaçu

O cupuaçu (fruto do cupuaçuzeiro) um dos maiores exemplos de biopirataria no Brasil, finalmente é classificado como fruta nacional do Brasil. A lei 11.675 que estabelece o produto como fruta nacional foi sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e publicada na edição de 20/05/2008 do Diário Oficial.

O cupuaçu é uma fruta tipicamente nacional. Do mesmo gênero do cacau, é alimento dos povos indígenas da região amazônica. Dela se faz sucos, cremes, sorvetes, geléias, doces e, mais recentemente, chocolate.

O projeto para transformar o cupuaçu em fruta nacional, de autoria do senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), tramitava no Congresso Nacional desde setembro de 2003.

À época, ONGs que atuam na Amazônia compraram uma briga pela paternidade da fruta, mobilizadas pela contestação à concessão dos direitos de comercialização da marca "cupuaçu" à empresa japonesa Asahi Foods.

A Asahi criou uma espécie de subsidiária, a Cupuacu International [sem cedilha], que pediu também o registro de patente para os métodos de produção industrial do cupulate, o chocolate obtido a partir da semente da fruta. A campanha "O Cupuaçu é Nosso" virou, à época, um símbolo da luta de ONGs contra a biopirataria.

Finalmente, o governo brasileiro tomou uma decisão para proibir o registro ou o uso indevido por outros países do nome "cupuaçu".

"Essa fruta faz parte da biodiversidade brasileira, mas o nome cupuaçu estava sendo usado de forma irregular no exterior", explicou Maria Clara da Cruz, da unidade de inovação tecnológica da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

A patente do cupuaçu era questionada pelo Brasil no exterior. Técnicos do Ministério da Agricultura lembraram que, no ano 2000, a empresa japonesa Asahi Foods fez um pedido de patente do cupuaçu no Japão e na Europa.

Além disso, a empresa japonesa registrou a marca "cupulate" (tipo de chocolate feito com amêndoas de cupuaçu, desenvolvido no Brasil) como sua propriedade.

Os pedidos provocaram grande polêmica, já que o cupuaçu é originário da floresta amazônica, o que levou o departamento do governo japonês responsável pelo registro de patentes a recusar o pedido da empresa para o processo de obtenção da marca "cupulate".

Um dos principais derivados do cupuaçu é o chocolate. Além disso, a fruta é usada na culinária da região amazônica, principalmente no Pará. A colheita do cupuaçu acontece entre os meses de janeiro e março, informaram técnicos da Embrapa.

Fonte: www.jardimdeflores.com.br

Cupuaçu

Cupuaçu

O Cupuaçu é o fruto de uma árvore originária da Amazônia brasileira (Theobroma grandiflorum; ex-Sterculiaceae), parente próxima do cacaueiro. A árvore é conhecida como cupuaçuzeiro, cupuaçueiro ou cupu.

Características

A árvore alcança uma média de 10 a 15 m de altura. Há referências de exemplares com até 20 m. As folhas são longas, medindo até 60 cm de comprimento e apresentam uma aparência ferruginosa na face inferior.

As flores são grandes, de cor vermelho-escura e apresentam características interessantes: são as maiores do gênero, não crescem grudadas no tronco, como nas outras variedades de theobromáceas, mas sim nos galhos.

Os frutos apresentam forma esférica ou ovóide e medem até 25 cm de comprimento, tendo casca dura e lisa, de coloração castanho-escura. As sementes ficam envoltas por uma polpa branca, ácida e aromática. Os frutos surgem de janeiro a maio e são os maiores da família.

Solo

Solos de terra firme e profundos, com boa retenção de água, fertilidade e com boa constituição física, pH entre 6,0 e 6,5 são tidos como ideais para o desenvolvido do cupuaçu.

Mudas

Pode-se multiplicá-la através de enxertia e por sementes.

Polêmica sobre propriedade intelectual

Nos últimos anos, o cupuaçu esteve no centro de um debate internacional sobre biopirataria. A empresa japonesa Asahi Foods teve seu registro de uso exclusivo do nome cupuaçu cancelado na União Européia, Japão e Estados Unidos.

Esse resultado só foi alcançado após esforços conjuntos de ONG's do Brasil e o Governo brasileiro, passando por ações junto à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal, contra a empresa japonesa.

Cupuaçu

Fruta cupuaçu aberta

Clique na imagem para ampliar

Usos

Os melhores usos do cupuaçu são obtidos na forma de sorvetes, sucos e vitaminas que são muito consumidos e admirados em todo o País. Doces a base de cupuaçu são também muito admirados, tais como a musse, compotas e geléias. Dentre outros usos importantes se acham o "vinho" (refresco sem álcool) e licores.

O cupuaçu é utilizado também tradicionalmente como ingrediente na confecção de bombons, que obtiveram reconhecimento em todo o País.

Outro uso relevante do cupuaçu é na fabricação do cupulate que é um produto cujo sabor se assemelha ao chocolate

Na Bolívia é fabricada uma bebida feita do cupuaçu que é vendida para vários países da Europa.

Há diversos estudos científicos, tanto no Brasil quanto no exterior, que utilizam as sementes do cupuaçu e sua polpa para tratar doenças no trato gastro-intestinal. Estas pesquisas apontam também o uso do cupuaçu como antioxidante e base para desenvolvimento de produtos de beleza.

Referências

Vasconcelos, M. N. L.; Silva, M. L. da, Maia, J. G. S., and Gottlieb, O. R. (1975). "Estudo químico de sementes do cupuaçu" (in Portuguese) (PDF). Acta Amazonica 5: 293–295. Retrieved on 2006-08-24.
Lourido, G., Silva, N.M., Motta, C.S. 2007. "Biological parameters and damage by Macrosoma tipulata Hübner (Lepidoptera: Hedylidae), in Cupuaçu tree [Theobroma grandiflorum (Wild ex Spreng Schum)] in Amazonas, Brazil". Neotropical Entomology, 36(1):102-106.

Fonte: pt.wikipedia.org

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal