Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Kiwi - Página 2  Voltar

Kiwi

Aspectos Gerais

Kiwi

Planta originaria de colinas e montanhas (entre 300 e 1.400m. de altitude) do sul da China onde a planta crescia em estado selvagem até 1.900 e explorada extrativamente até a década de 40; levada para a Nova Zelândia (principal produtor mundial) daí espalhou-se pelos continentes (Europa, América do Norte, América do Sul).

Em 1990 destacavam-se, como principais produtores mundiais do fruto, os países Nova Zelândia, França, Itália, Estados Unidos, Japão, Chile, Austrália e África do Sul; dentre eles a maior produtividade - 40 t. de frutos/ha - foi encontrada no Chile. A América do Norte é a principal compradora dos frutos do kiwi.

No Brasil plantios de kiwi (450 ha - 1996) concentram-se nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina; essas áreas utilizam tecnologia desenvolvida em outros países e os técnicos recomendam prudência na instalação de pomares extensos (condições climáticas requeridas, mercado para o produto, pesquisa em estagio inicial, ...). A falta de tradição no plantio do kiwi expõe o produtor a risco elevado.

Botânica/Descrição/Variedade

A planta é conhecida como Actinidia chinensis, Planck, Dicotyledonea, Actinidaceae; tem, como outros nomes vulgares, quiui ou quivi (Brasil), Kiwi fruit e chinese goosebery (groselha) na Nova Zelândia, e mihoutao e yangtao na China.

É planta trepadeira que necessita de tutoramento (como a parreira); é dióica (flores masculinas e femininas em indivíduos diferentes). O pomar de kiwi deve ter um mínimo de nove plantas, seis a oito plantas femininas e uma masculina plantada no centro (esta serve de polinizadora). Os períodos de floração das plantas masculinas e femininas devem estar coincidentes para assegurar a fecundação. A raiz da planta é fasciculada.

O fruto tem cor externa marrom; a cor interna varia do verde ao amarelo. O fruto de alguns cultivares apresentam cor avermelhada ao redor da semente. O formato do fruto é variado; segundo a cultivar (variedade) pode ser redondo, ovóide ou alongado, coberto com pelos também de tamanho variado. Fruto pode pesar até 100g.

A composição de 100g. de polpa de fruto é:

Proteína (1g.)

Carboidratos (15g.)

Fibra (1g.)

Vit. A (17g.)

Vit. C (80-300mg.)

Ferro (0,4g.)

Cálcio (26g.)

Sódio (5,2g.)

Magnésio (30g.)

Potássio (280-340g.)

Fósforo (20-40g.)

Variedades de Kiwi

ABBOT: tem floração e frutificação precoces, fruto oval de tamanho médio
BRUNO: fruto alongado com pelos curtos
HAYWARD: floração e frutificação tardia, frutos grandes, ovalados, saborosos e cor marrom-avermelhada;
MONTY: tardia, fruto oval achatado na base.

Ainda pode-se encontrar variedades com fruto coberto de espinho (setosa), frutos com pelo duro (híspida) e fruto com pelos macios (chinensis).

Utilidades do Kiwi

A polpa do fruto do kiwi pode ser consumido ao natural.

Necessidades da Planta

Clima

Planta típica de clima temperado, temperatura em 15ºC ou abaixo; segundo a cultivar são necessárias 400-600 horas com temperaturas abaixo de 7,2ºC para quebra de dormência (na ausência recorre a aplicação de químicos).

Chuvas abundantes (1500mm/ano pelo menos) e bem distribuídas ao longo do ano. Irrigar se o período de seca prolongar-se.

Os ventos devem ser brandos; para proteger o local de plantio dos ventos dominantes implantar cortinas vegetais 3-4 anos antes da instalação do pomar. O requerimento de luminosidade pela planta é baixo. Quebra-ventos e sombra são úteis ao desenvolvimento do quiui.

Solos

Devem ter de média a boa fertilidade, não devem ser alcalinos, pH em 5,5 bem providos de matéria orgânica, com boa capacidade de retenção de água, bem drenados (prevenir a doença fusariose).

Formação do Pomar

Propagação do kiwi

Faz-se através de sementes (pomares caseiros) e através mudas enxertadas - garfagem com fenda dupla - (para pomares comerciais) realizados no início da primavera. Estacas provenientes da poda de inverno, tratadas com ácido indol butirico (2.000 ppm durante 10 segundos) podem enraizar.

Formação do Pomar

Propagação do kiwi

Faz-se através de sementes (pomares caseiros) e através mudas enxertadas - garfagem com fenda dupla - (para pomares comerciais) realizados no início da primavera. Estacas provenientes da poda de inverno, tratadas com ácido indol butirico (2.000 ppm durante 10 segundos) podem enraizar.

Tratos

Culturais

Eevitar a concorrência de ervas a 1,5m. da planta, efetuar podas cortando-se no verão os lançamentos do ano após crescimento de 60-80cm. (enrolam-se nos fios de arame); no inverno são eliminados os ramos fracos ou com enfermidades deixando-se os mais vigorosos (com 6 a 8 gemas).

Sanitárias

As podas devem permitir arejamento do pomar; solos bem drenados previnem o aparecimento da fusariose.

Colheita

Planta provenientes de mudas enxertadas entram em produção aos 3-4 anos pós plantios. Os frutos podem ser colhidos ainda firmes podendo esperar maturação em 6-8 semanas em ambiente ventilado ou em 4-6 meses em frigorifico (1 a 2ºC positivos).

Plantações bem cuidadas podem produzir 25t./ha de frutos.

Bibliografia

Revista Hortisul
Vol 1 - nº2 - 1990 (pg. 36)
Kiwi no Brasil: Um cultivo que requer cuidados.

Editora Abril S. A
Guia Rural Plantar - 1991

Editora Globo
Revista Globo Rural - Abril 1997

Fonte: www.seagri.ba.gov.br

Kiwi

Actinidea chinensis

Nome científico: Actinidia deliciosa (sinônimo: Actinidia chinensis)
Família: Actidiniáceas
Nome comum: kiwi, quiui, quivi, quiwifruit
Origem: Sudeste da China

Kiwi

Os médicos da antigüidade usavam o kiwi como uma espécie de elixir da juventude. Tinham razão. A fruta, de polpa verde e gostosa, é rica em vitamina C e fortalece as células.

Natural da China o kiwi (o nome homenageia um pássaro australiano, sem asas, cuja cor é ferruginosa como a casca da fruta) entrou no Brasil em 1970.

Descrição e característica da planta

A planta é conduzida em suportes por apresentar caules longos e trepador, embora não apresente gavinhas como nas videiras. As folhas são grandes com até 20 centímetros de diâmetro, de contorno circular ou elíptica, bordos serrilhados e caem durante o inverno.

As flores são formadas em número de 2 a 8, na base das folhas de brotações novas. Para que haja frutificação, há necessidade de se plantar variedades que produzem flores femininas (produtoras) e aquelas que produzem flores masculinas (polinizadoras), na proporção de 8:1. Plantas com essa característica de reprodução são denominadas dióicas.

Existem muitas variedades produtoras de frutos (plantas femininas), destacamos algumas: Abbot, Bruno, Allison, Monty e Hayward e os polinizadores: Matua e Tomuri.

Os frutos são alongados, cobertos por pêlos pardos e com muitas sementes pequenas, lisas, brilhantes e pretas. A cultura é perene e a planta necessita uma poda anual de produção, no fim do inverno.

O solo deve apresentar boa drenagem, fértil, com boa disponibilidade de água durante o desenvolvimento dos frutos e recomenda-se o plantio em regiões com baixa temperatura durante o inverno.

Algumas variedades produzem em regiões de clima mais quente, mas necessita aplicação de produtos químicos para uniformizar a brotação e aumentar a produção. A propagação pode ser feita por enxertia, enraizamento de estacas e sementes.

A enxertia é a mais indicada. A produção comercial ocorre 3 a 4 anos após o plantio. Os frutos devem ser colhidos ainda bem firmes e mantidos em depósito para completar a sua maturação.

Produção e produtividade

O kiwi é uma cultura de introdução relativamente recente no Brasil. Os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná e Minas Gerais são os maiores produtores, mas o país importa grande parte das suas necessidades do Chile.

A produtividade em algumas propriedades de Santa Catarina chega a 25 toneladas por hectare. Os maiores produtores mundiais são: Itália, China, Nova Zelândia, Chile, Irã, França e Grécia.

Utilidade

A principal forma de consumo é ao natural, na forma de fruta fresca ou sucos naturais e industrializadas na forma de conserva enlatada, polpa seca (passa), sorvetes, geléias, vinagre, vinho e aguardente. O fruto e as folhas apresentam propriedades medicinais.

Parte utilizada: Fruto

Ajuda a tratar de: Anemia, cansaço físico e mental, debilidade orgânica, digestão difícil, fadiga e fraqueza generalizada.

O CULTIVO DO KIWI

O kiwi (Actinídia chinenesis Planch) é uma planta trepadeira de origem chinesa, que produz um fruto que, atualmente, é apreciado em todo o mundo. Sua cultura se difundiu pelo mundo, com maior força, durante a década de 70, onde a produção dos Estados Unidos deu sua primeira “arrancada”.

Por ser uma planta de clima temperado, no Brasil ela se adapta melhor em toda a região sul e até no estado de São Paulo, grande produtor desta fruta. A principal variedade, para fins comerciais é a, já mencionada, Actinidia chinensis Planch, caracterizada pelo seu pêlo macio.

Na China, onde se originou, o kiwi se desenvolve em altitudes que variam de 300 a 1.400m e que apresentam uma variação muito grande de temperatura.

# Apesar disso, é uma planta que prefere temperaturas mais baixas, sendo as melhores entre 15 ºC e O ºC. Não gosta do sol direto, necessita de solo fértil ou corrigido através da adubação e precisa de um grande volume de chuvas ou de uma boa irrigação, mas que seja bem distribuída durante todo o ano.

O plantio do kiwi é feito através de sementes ou enxertos, que produzem sua florescência entre 3 e 4 meses após o plantio. No caso da utilização de sementes, a florescência ocorre mais tardiamente. Os frutos devem ser colhidos quando ainda estiverem bem firmes na trepadeira.

O valor de mercado para o kiwi, atualmente, é muito bom. É uma fruta utilizada para sucos e sobremesas finas e para ser consumida in natura. Consumida em todo o país e encontra boas ofertas de comercialização.

Fonte: www.frutas.radar-rs.com.br

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal