Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Laranja  Voltar

Laranja

Originária do sul da Ásia e levada para a península ibérica pelos árabes, a laranja é uma das frutas mais apreciadas. Consumida em estado natural ou em sucos e doces, seu cultivo estendeu-se a todos os continentes.

Laranja é o fruto da laranjeira (Citrus sinensis e C. aurantium), árvore do gênero Citrus e da família das rutáceas, espinhosa, de altura mediana -- de três a seis metros de altura, embora possa ser mais alta. Suas folhas são aromáticas, semicoriáceas, brilhantes e de cor verde-escura. As flores são brancas, pequenas e de suave fragrância. A laranja é uma fruta arredondada, carnuda, de tamanho variável e formada por gomos de polpa sumarenta e doce. Apresenta grande variedade de formas, resultante do cultivo e da hibridação de diferentes espécies. O sabor e a cor da laranja são mais ou menos intensos, conforme sua variedade. Em geral, tem gosto agradável e refrescante. Apresenta grande valor alimentício, tanto por seu elevado conteúdo de vitamina C, quanto de diversos minerais, como cálcio, potássio e ferro.

Há muitas variedades, ou subespécies, de laranja, algumas bem diferentes da espécie original. A laranja-da-baía, originária do estado da Bahia e depois cultivada também na Califórnia, caracteriza-se por ser muito grande e sem sementes. O apêndice polposo característico dessa subespécie lhe valeu o nome de laranja-de-umbigo.

A laranja-da-terra, também conhecida como laranja-amarga ou laranja-azeda, é de cor amarelo-forte, casca espessa e áspera, mesocarpo grosso, esponjoso e branco, com que se fazem excelentes compotas. Do epicarpo, da flor e da folha, extraem-se óleos essenciais conhecidos por essência de laranja-amarga e de flor de laranjeira. É a mais utilizada pela medicina, por possuir propriedades sedativas sobre o sistema nervoso. É empregada no fabrico da água de flor de laranjeira, do conhecido licor de curaçau, do óleo de nerol e da essência de flores, usada em perfumaria. A parte branca do fruto contém hesperina, princípio ativo de alto valor tônico.

A laranja-lima tem frutos mais arredondados e a casca fina, mas levemente enrugada. Seu suco é bastante doce e quase sem acidez, pelo que é a mais recomendada para as crianças e pessoas de digestão delicada. A laranja-pêra, cuja forma alongada lembra a de uma pêra, tem frutos de tamanho médio e poucas sementes, de cor amarela variável. Outra laranja especial é a toranja, toronja ou grape-fruit (C. maxima), duas ou três vezes maior que uma laranja comum. Por ser muito ácida, só é consumida, ao natural, com açúcar, mas também se emprega no preparo de doces e refrescos.

O cultivo da laranja exige clima temperado ou quente, livre de geadas, e terrenos profundos, de terra fofa. A laranjeira começa a dar frutos três anos após o plantio, mas seu pleno rendimento só é alcançado muito mais tarde.
O suco de laranja tornou-se item importante na pauta do comércio internacional de muitos países, alguns dos quais, como Israel, não possuíam originalmente condições climáticas para sua produção, mas as alcançaram graças a avançadas técnicas de irrigação e fertilização.

Fonte: biomania.com

Laranja

Laranja

Laranja, fruta originária da Ásia, especialmente da China e do arquipélago malaio, é o nome genérico dado a várias frutas que pertencem ao grupo dos citrus (dentro deste grupo estão também o limão, a lima, a cidra, o grapefruit, etc.).

Quase todas as variedades de laranja têm forma arredondada, casca fibrosa e polpa suculenta. Entre as várias espécies de laranja, as híbridas (produto da mistura de duas ou mais espécies diferentes) são as de maior tamanho, têm melhor sabor e maior quantidade de suco.

Seus nutrientes diferem conforme a variedade da fruta. Porém, de forma geral, qualquer tipo de laranja contém quantidades apreciáveis de sais minerais, principalmente cálcio, potássio, sódio e fósforo.

A laranja é rica em vitaminas do complexo B, contém um pouco de vitamina A e é considerada a melhor fonte de Vitamina C (duas laranjas por dia fornecem a quantidade de vitamina C de que o organismo precisa). Além disso, contém açúcares simples, que são facilmente assimilados pelo organismo. Da flor e da folha extraem-se óleos e essências usados na medicina caseira.

A vitamina C, o nutriente mais importante da laranja, se oxida e se perde com muita facilidade.

Por isso, deve-se tomar alguns cuidados para evitar que isso aconteça:

Evite consumir laranjas muito maduras. Elas devem estar no ponto certo de maturação.

A vitamina C começa a desaparecer quando a polpa entra em contato com o ar. Portanto, só descasque a laranja na hora em que for consumí-la. Da mesma maneira, não guarde o suco de laranja, mesmo que seja na geladeira. Se a fruta fizer parte da merenda das crianças, retire a casca, mas deixe a parte branca (que funciona como uma proteção).

Para cortar a laranja, use somente faca de aço inoxidável. Outros metais oxidam a vitamina C.

O suco da laranja deve ser servido fresco e gelado. Aquecido, ele perde a vitamina C. Por isso, as receitas à base de laranja não podem ser consideradas fontes dessa vitamina.

Quanto mais ácida for a laranja, maior é o seu conteúdo de vitamina C.

No Brasil, as variedades mais cultivadas e conhecidas de laranjas são:

Laranja-da-baía

Também conhecida como laranja-de-umbigo porque tem uma saliência na parte de baixo. Tem sabor adocicado, polpa muito suculenta e casca amarelo-gema. Dá bastante suco, podendo ser consumida ao natural, em refrescos ou como ingrediente de pratos especiais. Por ser pouco ácida, seu suco pode ser misturado ao de outras variedades (como laranja-pêra e laranja-barão) com bons resultados. É o tipo de laranja que contém a maior quantidade de vitamina C.

Laranja-da-terra

Conhecida em algumas regiões como laranja-cavala e em outras como laranja-azeda ou laranja-bigarada, tem cor amarelo-forte com tons avermelhados, forma achatada e não é muito grande. De sabor ácido e polpa suculenta, pode ser consumida em forma de suco, masa melhor maneira de prepará-la é a compota, tipo de doce em que a casca também pode ser usada.

Laranja-lima

É a variedade menos ácida, sendo, por isso, muito recomendada para bebês. Tem casca fina de cor amarelo-clara, sabor suave e doce e polpa muito suculenta. É ótima para ser comida em gomos, mas não se presta a outros preparos culinários.

Laranja-seleta

Quase do tamanho da laranja-da-baía, é bem suculenta, tem sabor adocicado, pouco ácido, e casca amarelo-clara. Excelente para ser consumida ao natural ou em sucos, não se presta para preparações culinárias.

Laranja-pêra

Menor que as outras variedades, tem casca fina e lisa, cor amarelo-avermelhada e polpa suculenta. Tem sabor adocicado, e é especial para o preparo de sucos e geléias.

Laranja-barão

Embora com formato parecido ao da laranja-pêra, é menor e tem cor mais clara. Sua casca é fina e lisa e a polpa muito suculenta, sendo recomendada para o preparo de sucos e pratos especiais.

Na hora da compra, dê preferência às laranjas mais pesadas, pois são as que têm maior quantidade de suco. Verifique se a cor está de acordo com a variedade, porque mudanças na coloração indicam má qualidade da fruta.

Alguns tipos de laranja têm a casca lisa, e outras, porosa. Nas primeiras, quanto mais fina for a casca, mais suculenta é a fruta. Nas variedades de casca amarelo-forte, manchas marrons são indício de que a fruta está bem doce e suculenta.

A laranja-seleta deve ter um pedacinho do galho, sinal de que foi colhida corretamente. Em geral, a fruta boa para o consumo deve ser firme, sem ceder à pressão dos dedos. Também é possível comprar suco de laranja enlatado, concentrado ou congelado. A geléia ou a casca cristalizada ou em compota são outras formas de industrialização da laranja. As essências e a água de flor de laranjeira são encontradas em farmácias especializadas.

A laranja deve ser conservada em lugar fresco e arejado, de preferência fora da geladeira. O suco enlatado ou congelado precisa ser mantido no congelador. O suco pronto pode ser conservado na geladeira, mas ele perde toda a vitamina C.

DICAS CULINÁRIAS

Para tirar o amargor do doce de laranja-da-terra, junte 1 colher (sopa) de sal à calda na hora em que começar a ferver.

As carnes gordas de ave ou de porco ficam deliciosas quando combinadas com o sabor ácido da laranja. Pernil, presunto e pato podem ser assados em suco de laranja, para que fiquem mais macios e saborosos.

Os coquetéis de champanha poder ser servidos com casca de laranja. Os de vermute ou uísque podem ser preparados com suco de laranja.

A casca de laranja seca ao sol ou no forno serve para aromatizer suflês e omeletes.

A casca de laranja fresca pode ser usada em pratos doces à base de leite, como arroz-doce, cremes e crepres.

Para que a membrana branca da laranja saia com mais facilidade, deixe a fruta de molho em água fervente por 5 minutos ou leve-a ao forno moderado pelo mesmo tempo.

Para adoçar a laranja azeda, descasque, corte em gomos e polvilhe cada um comuma pitada de sal.

Esfregue em seguida.

Para que o doce de laranja-da-terra fique mais gostoso, rale a fruta em lugar de descascar.
Para a sobremesa, sirva gomos de laranja polvilhado com coco ralado.

CURIOSIDADES

A infusão de folha de laranjeira é ótima para casos de enxaqueca e ajuda a baixar a febre.

A casca de laranja moída é um excelente remédio para eliminar os gases intstinais e combater a prisão de ventre.

Para resolver o problema de insônia, pingue algumas gotas de água de flor de laranjeira no travesseiro.

A infusão de flor de laranjeira é um excelente calmante. Junte um punhado de flores a 1 litro de água fervente. Deixe descansar durante algumas horas, coe e beba.

As primeiras laranjeiras brasileiras foram plantadas no litoral do Estado de São Paulo.

Apalavra laranja vem do persa narang, através do árabe naranya.

Foram os portugueses que introduziram a laranja doce na Europa.

Colombo, na sua segunda viagem, introduziu os cítricos na América.

Durante as travessias de Colombo foram descobertas as propriedades antiescorbúticas dos cítricos.

Fonte: www.geocities.com

 

Laranja

Laranja

Clique na imagem para ampliar

 Citrus aurantium L

Partes usadas

Folhas, flores e frutos.

Família

Rutáceas

Características

Originária da Ásia Central, no Brasil cultivam-se muitas variedades, em diversas regiões. Árvore de ramos espinhosos, que atinge de 2 a 5 m de altura.

As folhas são perenes, têm um pecíolo alado em forma de pequeno coração. As flores são brancas e dispostas nas axilas das folhas. Os frutos são as conhecidas laranjas.

Dicas de Cultivo

Vegeta e produz satisfatoriamente em regiões com as mais variadas condições ecológicas. Época de plantio: período das chuvas, ou fora dele com irrigação.

Outros Nomes

Esp.: naranjo [agrio], naranjo dulce, naranjo de la china; Fr.: oranger; Ing.: orange tree.

Princípio ativo

Essencias aromáticas, limoneno e linalol, glicosídeos, flavonóides

Propriedades

Antiespasmódica, sedativa, tônico digestivo e sedativo.

Indicações

Insônia, nervosismo, irritabilidade, enxaquecas, dores de cabeça causadas por espasmos arteriais, transtornos digestivos, palpitações cardíacas, desmaios e desfalecimentos.

Toxicologia

As pessoas que sofrem da vesícula biliar devem evitar comer laranjas em jejum. Por sua ação colagoga, provocam um esvaziamento brusco da vesícula, que pode causar ligeiros incômodos abdominais, como peso no estômago ou sensação de distensão.

Fonte: www.cantoverde.org

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal