Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Lentilhas  Voltar

Lentilhas

 

Nome científico: Lens esculenta
Família:
Fabáceas (sinonímia: Leguminosas)
Nome comum:
lentilha
Origem:
Ásia

Lentilhas
Lentilhas

Descrição e característica da planta

Lentilha é uma planta anual, ereta, herbácea, originária de clima temperado quente e tolerante à seca e com 20 a 50 centímetros de altura.

As folhas são constituídas de folíolos de tamanho médio, cor verde-clara.

As flores são de cor branca com listas azuladas, hermafroditas (têm os dois sexos na mesma flor) e autoférteis. Em geral, formam-se duas vagens por pedúnculo e uma a duas sementes por vagem.

As sementes têm o formato achatado, a superfície lisa com cores mescladas de marrom, verde e alaranjada.

As plantas se desenvolvem e produzem bem em condições de clima frio a ameno, solos férteis, ricos em matéria orgânica e com boa disponibilidade de água durante o ciclo da planta, embora apresentem tolerância à seca.

A propagação é feita através de sementes, plantadas diretamente no campo. O ciclo da planta varia de 70 a 110 dias, para variedades precoces, e em torno de 140 dias, para as variedades de ciclo mais longo.

Produção e produtividade

A lentilha é apreciada em muitos países, e têm a Turquia e a Índia como grandes produtores mundiais. No Brasil, o cultivo ocorre nos estados da região sul. A produtividade normal varia de 800 a 1.500 quilos por hectare. Um hectare corresponde a uma área de 10.000 metros quadrados.

Utilidade

Diz o ditado popular que a lentilha simboliza riqueza e por isso é alimento que não pode faltar na ceia da passagem do ano. As sementes são usadas na alimentação humana e contêm fibras, substâncias antioxidantes, sabor agradável, alto valor nutritivo, sendo fonte de proteínas, amido, fibras solúveis, vitaminas do complexo B, minerais, como ferro, potássio, zinco, sódio, cálcio, magnésio, cobre e iodo. Essa leguminosa é usada também como adubo verde e como forragem para alimentação de animais.

Fonte: globoruraltv.globo.com

Lentilhas

As lentilhas (Lens esculenta L.) são originárias da região mediterranica.

No Oriente cultivavam-se já nos mais remotos tempos. Formam matas anuais, que produzem frutos em vagem (leguminosas).

As lentilhas podem ser utilizadas para preparar guisados, saladas, empadões ou sopas, manjares que não só são relativamente baratos, mas que também são muito bem aceitos.

O purê de lentilhas e o purê de ervilhas são a parte fundamental de muitos pratos de sopa.

Cultivada na região mediterrânea e em muitas partes da Europa central e ocidental, a lentilha é uma das leguminosas mais utilizadas no mundo, tanto no Ocidente quanto na Ásia e no norte da África.

Lentilha (Lens esculenta) é uma planta herbácea, com ciclo de vida anual, da família das leguminosas, que inclui também outras espécies importantes como os feijões e as ervilhas.

É um arbusto que cresce de 15 a 45cm.

Tem folhas compostas, com folíolos ovalados e gavinhas, ou folhas modificadas, com as quais a planta busca apoio para subir em planos verticais.

As flores são pequenas, brancas ou azuladas.

O fruto é uma vagem pequena e achatada que contém duas sementes acinzentadas, mais grossas no centro que nas bordas, ricas em proteínas, vitamina B, ferro e fósforo, e muito apreciadas como alimento.

A lentilha cresce melhor em solos leves e secos, mas tolera terrenos pobres e até com certo teor de cal.

Precisa de pouco trabalho de arado e de pouca adubação.

Entre as variedades mais importantes estão a lentilha francesa, de sementes amareladas, e a egípcia, de cor avermelhada.

Lentilhas
Lentilhas

Composição e Propriedades

As lentilhas são também de bastante interesse sob o ponto de vista dietético. Contêm, como as ervilhas secas ou o feijão branco, elevada quantidade de ferro (lentilhas, 9 mg %; ervilhas 6 mg%; feijão branco 10 mg %), cobre (0,7%), fósforo (1.200 mg % de anidrido fosfórico em 100 g), cálcio (100 mg%).

O seu valor nutritivo é muito alto, devido ao conteúdo de proteína de 22 g% e de 50 g% de hidratos de carbono. Especial menção merece também o conteúdo em vitamina B1 (500 gamas em 100 g), em vitamina B2 (320 gamas em 100 g) e lecitina. Também estão presentes a vitamina A (175 U. I. em 100 g), o ácido nicotínico (3 mg em 100 g) e a vitamina E.

O ferro é uni elemento vital, pois é o principal componente da hemoglobina e de diversos fermentos (fermentos respiratórios, catalases, oxidases), que participam nos processos de respiração celular (processos de oxidação).

Quando o corpo humano é pobre em magnésio -- o que pode ser averiguado medindo o conteúdo em magnésio do plasma sanguíneo, cujo nível nunca deve baixar de 2,2 a 1 mg% -- a concentração de colesterinas e produtos da degradação das proteínas como substâncias obrigatórias na urina encontra-se elevada.

O metabolismo do cálcio encontra-se em estreita correlação com o magnésio. Uma alimentação com alto teor em cálcio eleva também as necessidades em magnésio; por outro lado, um consumo elevado de magnésio aumenta a eliminação de cálcio.

As necessidades de ácido fosfórico são geralmente cobertas se a alimentação contiver cálcio suficiente. O ácido fosfórico é necessário para a estruturação dos ossos, sendo além disso um fator fundamental para a manutenção correta do equilíbrio ácido-básico, intervém no metabolismo dos hidratos de carbono e faz parte ainda de numerosas proteínas do corpo. A administração suficiente de fósforo assegura a capacidade de trabalho da musculatura corporal.

Sobre o papel das vitaminas do grupo B no metabolismo e para os nervos não é necessário insistir neste lugar.

Emprego das Lentilhas na Alimentação

Desta curta exposição da composição das lentilhas pode concluir-se que devem ter um lugar proeminente na alimentação das pessoas delicadas, subdesenvolvidas, nervosas, anêmicas e desnutridas. Contudo, como o teor proteínico das lentilhas não é completo e, por outro lado, não são facilmente digeríveis, devem complementar-se com muitas batatas, legumes e saladas.

A água da cocção das lentilhas pode utilizar-se como bebida para ajudar o tratamento das parasitoses por vermes intestinais.

As lentilhas não escurecem por cocção se forem acompanhadas de algumas batatas descascadas, que se deixam esfriar em conjunto.

As lentilhas, como outros frutos de vagens, devem ser conservadas em lugares frescos. Misturadas com duas colheres de sopa de sal podem ser conservadas sem que sejam atacadas por nenhuma afecção (gorgulhos).

Fonte: www.geocities.com

Lentilhas

Lentilha (Lens esculenta)

Lentilhas
Lentilhas

Especificidades

Originariamente provenientes do mediterrâneo oriental da Ásia (pensa-se que eram cultivadas no Egipto há cerca de 8000 anos) e mais tarde cultivadas em todo o médio oriente e na Índia.

Acredita-se que estas leguminosas atraem a boa sorte no âmbito financeiro.

Existem variadas espécies no mercado descascadas ou com casca. Ricas em ferro, cálcio, fósforo, potássio e cobre e vit. B (em especial B12), C.

Uso culinário

Lentilhas
Lentilhas

Usado em sopas, saladas, molhos, cremes, croquetes, guisados.

Fonte: www.vivasaudavel

Lentilhas

Lentilhas
Lentilhas

A lentilha é um tipo de feijão, no entanto possui propriedades que fazem esta leguminosa essencial para quem deseja ter uma vida saudável, entre elas mais facilidade de digestão, controle dos diabetes e do colesterol.

Existem vários tipos de lentilhas que se diferenciam pela cor: verdes, louras, vermelhas ou castanhas, negras e lentilhas laranja.

A lentilha é fonte de vitaminas e minerais fundamentais para a saúde do organismo, de amido, fibras solúveis, ácifo fólico, proteínas e é rica em ferro, que fornece energia para o organismo; além disso tudo, a lentilha é pobre em gorduras.

Nesta receita a lentilha é preparada com um toque diferente e muito saboroso, de maneira prática e rápida.

Lentilhas
Lentilhas

Vamos à receita:

Ingredientes:

1 pacote de 500 g de lentilha
1 litro de água
1 laranja pera cortada ao meio com 3 cravos da índia espetados na casca
½ colher (chá) de tomilho
3 dentes de alho picados
1 cebola picada
2 colheres (sopa) de azeite
sal e pimenta do reino preta moída na hora
½ xícara (chá) de suco de laranja

Modo de Preparo:

Em uma panela, coloque a lentilha na água com a laranja e o tomilho.
Leve ao fogo baixo e cozinhe com a panela semitampada por 15 minutos. Enquanto isto refogue o alho e a cebola no azeite até murchar.
Despeje na panela da lentilha, mexa e continue cozinhando até ficar macia, mas sem desmanchar.
Junte o suco de laranja e apague o fogo. Retire a laranja com os cravos e tempere com sal e pimenta.
Sirva quente ou em temperatura ambiente.

Bom Apetite!!!

Lentilhas
Lentilhas

Fonte: www.petitchef.es

Lentilhas

 

Lentilhas
Lentilhas

lentilha  é um tipo de feijão,no entanto possuí propriedades que fazem desta leguminosa essencial para quem deseja ter uma vida saudável , entre elas mais facilidade de digestão, controle dos diabetes e do colesterol.

Existem vários tipos de lentilhas que se diferenciam pela cor: verdes, louras, vermelhas ou castanhas, negras e lentilhas laranja.

A lentilha também é fonte de vitaminas e minerais fundamentais para a saúde do organismo, de amido, fibras solúveis, para além de isso tudo a lentilha é pobre em gorduras.

Modo de utilização:

Compre a lentilha seca e ponha de molho , 2 horas em água quente, 10 horas em água à temperatura ambiente.
Coza a lentilha, como faz com o feijão, e depois pode utilizar em saladas, sopas, cozidos ….

Benefícios:

Rica em ferro,  que fornece energia para o organismo;
Contribui para o bom funcionamento do intestino;
Previne infecções

Fonte: www.espacomulher.org

Lentilhas

Lentilha: conheça seus benefícios

Reza a lenda que quem deseja fartura e dinheiro no próximo ano não pode deixar de consumir ao menos uma colher de lentilha na ceia de virada de ano.

Essa pequena semente esverdeada pertence à família das leguminosas da qual faz parte o feijão, a soja, o grão-de-bico e fava.

Várias pesquisas apontam a lentilha teve origem na Ásia central e o seu consumo remonta há cerca de 8000 anos, pois foi um dos primeiros alimentos a ser cultivado na pré-história. Durante milênios, a lentilha foi ingerida juntamente com cevada e trigo, devido à combinação agradável destes alimentos, assim foram difundidos por toda a África e Europa durante as migrações e explorações de tribos culturais.

Atualmente, os principais produtores desta leguminosa, a nível mundial, são a Índia, Turquia, Canadá, China e Síria.

A lentilha é um tipo de “feijão”, no entanto possui propriedades que fazem desta leguminosa essencial para quem deseja ter uma vida saudável, entre os vários benéficos é importante destacar que ela é de fácil digestão, auxilia no controle do diabetes e do colesterol.

São classificadas de acordo com o seu tamanho, em pequenas ou grandes, existindo dezenas de variedades de cada, que se distinguem pela cor que exibem: verde, castanho, preto, amarelo, vermelho ou cor-de-laranja.

A lentilha também é fonte de vitaminas e minerais fundamentais para a saúde do organismo, de amido, fibras solúveis, além de isso tudo a lentilha é pobre em gorduras. Comparando com outras leguminosas, as lentilhas apresentam tempos de preparação e confecção mais curtos. As verdes e castanhas mantém melhor a sua forma após cocção, enquanto as restantes geralmente apresentam consistências mais suaves. O sabor também varia com o seu tipo, apresentando, porém, na sua maioria um sabor pouco acentuado.

A lentilha é um alimento pequeno, mas com grande densidade e qualidade nutricional. Fornece quantidade considerável de fibra solúvel e insolúvel, a primeira em especial, apresenta uma ação benéfica na redução do colesterol plasmático e na regulação dos níveis de açúcar no sangue, pois forma um gel com a bile, rica em colesterol, excretando-o e, juntamente com a ação dos hidratos de carbono complexos, promovem uma absorção mais lenta da glicose, evitando a hiperglicemia (açúcar elevado no sangue).

A fibra insolúvel contribui para aumentar o bolo fecal, prevenindo a constipação e patologias digestivas como síndrome do cólon irritável e diverticulose. Assim, a ingestão regular de alimentos ricos em fibra, como as lentilhas, melhora consideravelmente função digestiva e cardiovascular.

É importante destacar, também, que a lentilha é uma excelente fonte de ferro, cujas necessidades estão particularmente aumentadas em grupos de risco da sua deficiência, como as grávidas, lactentes, crianças e adolescentes e, também, mulheres menstruadas, devido às perdas sanguíneas. Contudo, a biodisponibilidade do ferro é otimizada quando da ingestão desta leguminosa esta associada a um alimento rico em vitamina C, como limão, laranja ou acerola.

Como comprar e conservar

As lentilhas estão disponíveis nos supermercados durante todo o ano. Tal como outros alimentos disponíveis a granel, certifique-se que os recipientes que contêm as lentilhas estão bem acondicionados e que a loja, onde as adquire, tem uma boa rotatividade do produto de modo a garantir a sua máxima frescura.

Nunca se esquecendo de verificar a data de validade. Armazene as lentilhas num recipiente hermeticamente fechado, local fresco e seco.

Desta forma, serão conservadas até 12 meses. Se achar melhor, mesmo ainda crua, você pode congelar a aumentar o tempo de validade do produto

Modo de utilização

Compre a lentilha seca e ponha de molho por aproximadamente 2 horas em água em temperatura ambiente. Cozinhe em panela normal e tempere como se fosse feijão, ou se achar melhor pode utilizar como salada.

Salada de Lentilha

Para temperar (molho)

Ingredientes:

½ xícara (chá) de azeite de oliva;
2 colheres de sopa (chá) de vinagre de maçã;
sal a gosto;
½ xícara (chá) de folhas de salsinha ou de coentro fresco picadas;
½ xícara (chá) folhas de hortelã.

Modo de Preparo: Numa tigela, misture bem todos os ingredientes. Reserve.

Para a salada

Ingredientes:

200 g de lentilha;
2/3 xícara (chá) de amêndoas ou castanha do Pará;
3 colheres (sopa) de hortelã picada.

Modo de Preparo

1. Numa panela, coloque as lentilhas e cubra com bastante água. Leve ao fogo médio por 15 minutos ou até que os grãos estejam al dente, ou seja, cozidos, mas ainda durinhos. Quando estiverem no ponto, escorra a água e transfira as lentilhas para uma tigela.
2.
Com as lentilhas ainda quentes, regue com o molho preparado. Assim que esfriar, leve à geladeira.
3.
Numa panela com água fervendo, coloque as amêndoas e deixe aferventar por 3 minutos. Enquanto isso, prepare uma tigela com água e gelo. Escorra as amêndoas e mergulhe-as na tigela. O choque térmico faz com que a pele das amêndoas se solte facilmente. Deixe esfriar por 2 minutos e retire a pele, uma a uma.
Numa tábua, corte as amêndoas em metades. Se quiser, toste as amêndoas numa frigideira sobre fogo médio, chacoalhando até que estejam douradas e perfumadas. Transfira para um prato imediatamente, caso contrário irão queimar.
4.
Na hora de servir, misture bem as amêndoas na salada. Sirva fria ou à temperatura ambiente.

Marcela Mori

Fonte: www.marcelamori.com.br

Lentilhas

Lentilhas
Lentilhas

Lentilha e Azeite de Oliva Espanhol

Da família das leguminosas, a lentilha, uma planta trepadeira originária da Ásia Central, já fazia parte do cardápio humano desde os tempos pré-históricos, sendo cultivada há 8 mil anos. Era conhecida pelos egípcios e persas, mas somente ganhou destaque na alimentação depois que chegou à Grécia.

Assim como os outros alimentos da sua família (feijão, soja, ervilha, fava e grão-de-bico) a lentilha é rica em proteínas, cálcio, vitaminas do complexo B. e, em particular, fibras.

Lentilha: fibras em abundância

O maior benefício da lentilha é a sua elevada quantidade de fibras. Uma porção de 100 g contém 30 g de fibras, o que já representa 50% a mais do que a recomendação diária. Por ser tão rica em fibras, a lentilha pode ser um coadjuvante importante na redução da taxa de gordura do sangue, quando elas estão acima do limite.

Outro grande benefício das fibras da lentilha foi constatado por um grupo de pesquisadores da Universidade de Saskatchewan (Canadá) que estudou o efeito do consumo diário de 130 g de lentilha. Para isso, ele selecionou adultos de 19 a 38 anos do sexo masculino e testou uma dieta saudável e equilibrada em nutrientes, por três semanas.

Após este período, o funcionamento intestinal foi melhor e bem mais intenso.

O melhor funcionamento intestinal traz dois beneficios claros para a saúde: ajuda a reduzir a taxa de colesterol do sangue e diminui o risco de aparecimento de câncer do intestino.

Lentilhas
Lentilhas

Não é dificil perceber que preparações feitas com Azeite de Oliva e lentilhas são muito saudáveis e trazem benefícios para a saúde.

Conheça um bom exemplo para essa união: uma deliciosa receita de lentilha, cebola, ervas e azeite de oliva espanhol.

Fonte: www.azeite.com.br

Lentilhas

Lentilhas
Grãos de lentilha, leguminosa usada como alimento há mais de 4 mil anos.

Planta da família das leguminosas, subfamília das papilionáceas, de grãos alimentícios. Usada como alimento desde a Antiguidade, cresce no Egito, no sul da Europa, no sul do Brasil, nos Estados Unidos da América e no oeste da Ásia.

Seus longos frutos, ou vagens, assemelham-se aos da ervilha e do feijão. As sementes da lentilha são a parte utilizada como alimento. São castanho-avermelhadas, cinzentas ou pretas e atingem, no máximo, 13 mm de diâmetro. As sementes têm o formato de lentes. O nome lentilha vem, aliás, da palavra latina lenticula, que significa pequena lente.

As sementes da lentilha estão entre as leguminosas mais nutritivas. São ricas em proteínas e carboidratos. Em geral, são usadas para fazer guisados, saladas e sopas. É um prato comum em todo o sul do Brasil.

A lentilha cresce melhor em solos arenosos e secos. As plantas cultivadas em solo muito fértil não produzem grande quantidade de vagens. Pode ser usada como forragem (alimentação) para carneiros, cavalos e bois. A lentilha, um dos primeiros alimentos cultivados, já era conhecida no ano 2200 a.C. Segundo a Bíblia (Gênese, 25: 34), Esaú vendeu o seu direito de progenitura por um prato de lentilhas.

As lentilhas

As lentilhas são leguminosas, sementes de uma planta cujo nome botânico é Lens ensculenta. Crescem em vagens que contêm uma ou duas sementes.

Lentilhas
Lentilhas

As lentilhas classificam-se conforme são grandes ou pequenas em tamanho com dúzias de variedades para cada uma que se cultiva.

Enquanto os tipos mais comuns são verdes ou castanhas, as lentilhas também estão disponíveis nas cores preto, amarelo vermelho e laranja. Estes discos redondos, ovais ou em forma de coração são pequenos em tamanho, muitas vezes menores que a ponta de borracha de um lápis. São vendidos inteiros ou cortados em metades.

Os diferentes tipos oferecem consistências variáveis, com os verdes e castanhos retendo melhor a sua forma após a cozedura, enquanto os outros se tornam mais macios e pastosos. Embora o sabor difiram ligeiramente entre as variedades, apresentam geralmente um denso sabor semelhante a nozes.

São bastante nutritivas no que diz respeito ao seu contributo para a nutrição humana.

NUTRIENTES QUANT. DDR (%)

DENSIDADE DO NUTRIENTE

CLASS.
molibdênio 148.50 mcg 198.0 15.5 excelente
folatos 357.98 mcg 89.5 7.0 excelente
fibras 15.64 g 62.6 4.9 muito bom
triptofanos 0.16 g 50.0 3.9 muito bom
manganÉsio 0.98 mg 49.0 3.8 muito bom
ferro 6.59 mg 36.6 2.9 bom
proteÍnas 17.86 g 35.7 2.8 bom
fósforo 356.40 mg 35.6 2.8 bom
cobre 0.50 mg 25.0 2.0 bom
vitamina B1 (tiamina) 0.33 mg 22.0 1.7 bom
potÁssio 730.62 mg 20.9 1.6 bom

Lentilhas secas cozidas

Quantidade 1 xícara
Água (%) 72
Calorias 215
Proteína (g) 16
Gordura (g) 1
Ácido Graxo Saturado (g) 0,1
Ácido Graxo Monoinsaturado (g) 0,2
Ácido Graxo Poliinsaturado (g) 0,5
Colesterol (mg) 0
Carboidrato (g) 38
Cálcio (mg) 50
Fósforo (mg) 238
Ferro (mg) 4,2
Potássio (mg) 498
Sódio (mg) 26
Vitamina A (UI) 40
Vitamina A (Retinol Equivalente) 4
Tiamina (mg) 0,14
Riboflavina (mg) 0,12
Niacina (mg) 1,2
Ácido Ascórbico (mg) 0

Benefícios para a Saúde

Anemia
Prisão de Ventre
Diabetes
Colesterol
Gravidez

Fonte: www.klickeducacao.com.br/www.alimentacaosaudavel.org

Lentilhas

Tipos

Lentilhas
Lentilhas

Estes são tres tipos de lentilhas: a da esquerda, pequenininha, esverdeada é a lentilha Puy, de uma região de solo volcânico na França - Velay.Minhas favoritas pois seu sabor é divino. A de cor laranja à direita é conhecida por lentilha vermelha partida (red split lentils) .

São bem comuns por aqui, cozinham bem rápido, ótimas em sopas, purês, e não vem inteiras mas partidas ao meio como o nome mesmo diz. E as do centro são as verdes, que acho se encontra no Brasil.

Tirando as vermelhas os outros dois tipos preservam o seu formato quando cozidos. Depois que descobri a Puy confesso que não como outra. Elas são um pouco mais caras que a média.

Origem

Originárias do Médio Oriente, estão atualmente difundidas na Europa, África e Ásia.

Eram cultivadas no Egipto antigo há mais de 8000 anos.

Atualmente cultivam-se sobretudo na Turquia, Índia, Canadá, Bangladesh, China e Síria. Os escritos hindus sagrados consideram-nas como doces, adstringentes, refrescantes e favorecendo o sono.

Existem vários tipos de lentilhas, que se diferenciam pela cor:

Lentilhas verdes
Louras
Vermelhas ou castanhas
Negras
Lentilhas laranja

Classificação

Classificam-se igualmente segundo o seu tamanho: a variedade macrospermae (grande) e a variedade microspermae (pequena).

A lentilha contém 22 a 25% de proteínas. É rica em vitamina A, tiamina (B1), riboflavina (B2) e sais minerais, particularmente em cálcio, ferro, manganésio, potássio, fósforo, zinco e enxofre.

Muito nutritiva e sem dúvida a mais digesta de todas as leguminosas, pois normalmente não provoca flatulência.

Estimula o estômago, expulsa a bílis. É muito remineralizante e o cobre que contém reforça a sua ação anti-anémica. Possui virtudes galactogénicas. É um alimento completo para trabalhos físicos, e deve consumir-se sobretudo durante a estação fria. Cozidas e esmagadas utilizam-se em cataplasmas para abcessos e todas as feridas purulentas ou inflamadas. Convém nos casos de úlceras na boca, dores cardíacas e hemorróides.

O seu consumo pode ainda ser benéfico em casos de fadiga intelectual, convalescência, insónia e insuficiência biliar.

A mistura "lentilhas-cereais" é excelente, pela complementaridade de aminoácidos que proporciona. No Próximo Oriente são consumidas com cevada ou trigo, e na Índia com arroz. Podem ser consumidas em grão completo, em grão descascado, em farinha, em puré, em croquetes, com massas, em patês, em estufados, germinadas, na sopa, na salada, em associação com espinafres ou acelgas.

Escaldadas em água a ferver antes de cozinhadas facilitam a digestão. É importante evitar que cozam demasiado, pois transformam-se em puré.

As lentilhas são suculentas quando o seu gosto é realçado com plantas condimentares como o alho, louro, salsa, alecrim, segurelha e salva.

Fonte: www.centrovegetariano.org

Lentilhas

Vários apontamentos históricos indicam que a Lentilha tive origem na Ásia central e o seu consumo remonta há cerca de 8000 anos, pois foi um dos primeiros alimentos a ser cultivado na pré-história.

Lentilhas
Lentilhas

Durante milénios, a Lentilha foram ingeridas juntamente com cevada e trigo, devido à combinação agradável destes alimentos, foram difundidos por toda a África e Europa durante as migrações e explorações de tribos culturais.

Um século AC, a Lentilha foi introduzida na Índia, um país cuja cozinha tradicional utiliza, num prato conhecido por “dal”, Lentilhas picantes como ingrediente-chave. Os países católicos utilizam com frequência a Lentilha durante o período da quaresma.

Atualmente, os principais produtores desta leguminosa, a nível mundial, são a Índia, Turquia, Canadá. China e Síria.

A Lentilha é a semente de uma planta pertencente à espécie Lens ensculenta, que é constituída por vagens que contêm uma ou duas sementes.

São classificadas de acordo com o seu tamanho, em pequenas ou grandes, existindo dezenas de variedades de cada, que se distinguem pela cor que exibem: verde, castanho, preto, amarelo, vermelho ou cor-de-laranja.

As Lentilhas podem ostentar forma redonda, oval ou de coração. Estão disponíveis inteiras ou divididas em metades. As diferentes variedades apresentam consistências também diferentes.

Comparando com outras leguminosas, as Lentilhas apresentam tempos de preparação e confecção mais curtos. As verdes e castanhas mantém melhor a sua forma após cocção, enquanto as restantes geralmente apresentam consistências mais suaves. O sabor também varia consoante a variedade, apresentando, porém, na sua maioria um sabor pouco acentuado.

Absorvem facilmente o sabor dos alimentos e temperos com os quais entram em contato.

Informação e Valor nutricional

A Lentilha corresponde a um alimento de elevado valor nutricional, pois contém quantidades apreciáveis de proteínas, hidratos de carbono, dos quais se destaca o teor em fibra alimentar, e são praticamente isentas de gordura.

Apresenta, também, um perfil em micronutrimentos bastante interessante devido à riqueza em vitaminas, especialmente do complexo B como ácido fólico, minerais como magnésio, fósforo e potássio, e oligoelementos como molibdénio, manganésio, ferro, cobre.

Vantagens e desvantagens

A Lentilha é um alimento pequeno mas com grande densidade nutricional. Fornece quantidades consideráveis de fibra solúvel e insolúvel, a primeira em especial, apresenta uma ação benéfica na redução do colesterol plasmático e na regulação dos níveis de açúcar no sangue, pois forma um gel com a bile, rica em colesterol, excretando-o e, juntamente com a ação dos hidratos de carbono complexos, promovem uma absorção mais lenta da glicose, evitando a hiperglicemia (açúcar elevado no sangue).

A fibra insolúvel contribui para aumentar o bolo fecal, prevenindo a obstipação e patologias digestivas como síndrome do cólon irritável e diverticulose.

Desta forma, a ingestão regular de alimentos ricos em fibra, como as Lentilhas, melhora consideravelmente função digestiva e cardiovascular.

A saúde cardiovascular é promovida, não só devido ao teor em fibra, pelo já descrito, como também ao teor em folatos e magnésio. O folato ajuda a diminuir os níveis de homocisteína, um fator de risco para a doença cardiovascular e o magnésio melhora a circulação sanguínea e a oxigenação dos tecidos.

Corresponde, também, a uma fonte considerável de ferro, cujas necessidades estão particularmente aumentadas em grupos de risco da sua deficiência, como as grávidas, lactentes, crianças e adolescentes e, também, mulheres menstruadas, devido às perdas sanguíneas. O ferro é um componente da hemoglobina, molécula responsável pelo transporte de oxigénio dos pulmões para os tecidos e também integra os principais complexos enzimáticos para a produção de energia.

Contudo, a biodisponibilidade do ferro é optimizada aquando da ingestão desta leguminosa juntamente com um alimento rico em vitamina C, como limão, laranja ou salsa.

A Lentilha é, ainda, rica em purinas. Um composto cuja ingestão excessiva pode aumentar os níveis séricos de ácido úrico. A ingestão de alimentos ricos em purinas deve ser moderada em indivíduos com hiperuricemia.

Como comprar e conservar

As Lentilhas estão disponíveis nos supermercados durante todo o ano.
Apresentam-se, habitualmente, em embalagens ou em silos.
Tal como outros alimentos disponíveis a granel, certifique-se que os recipientes que contêm as Lentilhas estão bem acondicionados e que a loja, onde as adquire, tem uma boa rotatividade do produto de modo a garantir a sua máxima frescura.
Quer adquira as Lentilhas a granel ou numa embalagem, verifique se estão íntegras e intactas, isenta de marcas de esmagamento, indícios de humidade e marcas de insetos.
Pode encontrar em alguns locais Lentilhas em conserva, desta forma pode preservar o seu valor nutricional desde que sejam cozinhadas durante um curto período de tempo. Por sua vez, as Lentilhas secas, além de necessitarem de ser demolhadas, necessitam também de um tempo de cocção mais longo.
Leia atentamente a rótulo das conservas desta leguminosa e prefira as que não contêm adição de sal ou aditivos.
Armazene as Lentilhas num recipiente hermeticamente fechado, local fresco, seco e escuro. Desta forma, serão conservadas até 12 meses.
Se adquirir Lentilhas em momentos diferentes, conserve-as em locais separados, porque podem encontrar-se em fases distintas de secura, e, por essa razão, exigirem diferentes tempos de cocção.
Após cozimento, pode armazená-las no frigorífico durante três dias, dentro de um recipiente hermeticamente fechado.

Fonte: www.nestle.pt

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal