Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Maçã  Voltar

Maçã

 

Nome popular: macieira
Nome científico: Malus sp
Família botânica: Rosaceae
Origem: Europa e Ásia
Partes usadas
- Folhas e frutos.

Maçã
Maçã

Maçã
Maçã

"A macieira cresce espontaneamente em muitas regiões da Ásia ocidental. Encontram-na, no estado selvagem,disseminada nos bosques e florestas de quase toda a Europa. Sua cultura é antiqüíssima.Os habitantes das cidades lacustres da Suiça consumiam macas em alta escala. Na mais alta antiguidade fabricavam a sidra.Da Europa trouxeram-na para o Brasil, aclimatando-a nas regiões de clima mais frio".

Características da planta

Árvore que chega a 10 m de altura. Tronco de casca parda, Lisa e copa arredondada.

Fruto

Fruto globoso ou deprimido com uma profunda depressão no ponto de inserção da haste que o prende aos ramos. De coloração vermelha ou verde podendo apresentar pequenas manchas esverdeadas ou amareladas. Surge de fevereiro a abril.

Cultivo

Exige clima temperado para se desenvolver. Solo sílico-argiloso e profundo.

As variedades mais cultivadas são: gala, golden delicious e fuji, que variam na textura e sabor da polpa.

Se o mangostão é considerado como"a rainha das frutas tropicais" a maçã, por sua vez, é "a rainha das frutas européias. Nas regiões temperadas, a macieira é cultivada há muitos milênios.

A antiguidade da participação da maçã na vida do homem é um fato de notório saber: histórias envolvendo os frutos da macieira podem ser encontradas em lendas e em mitos provenientes de distintas civilizações, habitantes de localidades muito distantes.

A esse respeito, cabe mencionar o fato de que a maçã, no episódio bíblico do Velho Testamento que narra o pecado original, está associada com a fruta utilizada pela serpente para levar Adão e Eva ao pecado.

Um pouco mais próximo no tempo, cabe também uma referência à história da Branca de Neve, um dos mais conhecidos contos de fada da infância na cultura ocidental: ali, é a maçã envenenada pela madrasta malvada, transformada em bruxa, o elemento portador do feitiço e da infelicidade.

Até os dias de hoje não se sabe, ao certo, quando e onde se originou a macieira, e qual ou quais foram as espécies silvestres que deram origem à maçã contemporânea, cujas variedades são atualmente conhecidas. Podem ser, por exemplo, a Malus sylvestris, originária da Europa, a Malus prunifolia, originária da Sibéria e do norte da China, ou a Malus pumila, originária do Cáucaso e de parte da Rússia, ou todas elas em conjunto.

A maçã é, talvez, a fruta que engloba a maior quantidade de variedades conhecidas: estima-se algo entre 5 e 20 mil. Dessas, de 3 a 4 mil são cultivadas, em maior ou menor escala, em diferentes partes do mundo. O certo é que este número vem crescendo a cada dia que passa, com o aprimoramento e com o desenvolvimento de novas variedades em estações experimentais.

A maçã é, como diz Eurico Teixeira, "por demais conhecida para que se lhe descreva o fruto". Em suas variedades, os frutos da macieira podem ser distinguidos e agrupados por suas qualidades de sabor, tamanho, forma, aparência e consistência da polpa e da casca, e por suas distintas utilidades.

Basicamente, as maças podem ser de três tipos: de mesa, de cozinhar ou próprias à fabricação da sidra ou do vinagre. Apesar das inúmeras variedades de maças existentes, uma mesma árvore pode fornecer frutos com diferentes aproveitamentos, de acordo com a sua classificação.

Assim, após passarem por uma primeira seleção, as maças cuja forma, cor, tamanho e aparência da casca apresentem melhor aspecto comercial, são embaladas cuidadosamente para o consumo in natura, e as frutas com algum dano de qualidade ou fora das especificações são destinadas ao fabrico de subprodutos, tais como: suco, sidra, vinagre, álcool, geléias, compotas, doces, etc.

No Brasil, os primeiros cultivares que chegaram da Europa durante os anos 20, com o objetivo de se estabeleceram plantações comerciais, foram instalados no sul de Minas Gerais, na região de Maria da Fé. Ali, as macieiras se deram muito bem, em virtude da altitude e do clima que se aproxima ao das regiões temperadas.

No entanto, por aqui, até os anos 60, a maçã era fruta rara, difícil de se encontrar, guardada para ocasiões especiais ou, então, reservada para a nutrição de crianças pequenas e para o restabelecimento e a convalescência de pessoas enfermas.

De fato, por seu alto teor de potássio e pela capacidade de produzir boas quantidades de fibras, a maçã é fruta indicada para a manutenção da saúde, para a prevenção de doenças cardíacas e de excesso de colesterol no sangue, e para dietas alimentares de emagrecimento.

Além disso, muito apreciada por seu delicado sabor e fácil digestão, as possibilidades de consumo e de utilização da maçã são bastante amplas e incentivam a imaginação dos cozinheiros: in natura, crua, cozida ou assada; com ou sem casca; inteira, em mordidas crocantes e suculentas, em pedaços, ralada, raspada ou em purê; como ingrediente para doces, geléias, compotas, bolos, tortas, crepes e strudels; como acompanhamento para carnes e no preparo de inúmeros pratos salgados; ou como bebida, em sucos, "vitaminas", chás, vinhos e sidras; ou ainda como vinagre.

Desde a metade dos anos 70, o Brasil transformou- se em um grande produtor de maçãs, existindo, inclusive, inúmeras variedades da fruta desenvolvidas no próprio país, tais como a Rainha, a Soberana e a Brasil. Destaca-se, nesse sentido, o trabalho de seleção e de adaptação de variedades conduzido pelo Instituto Agronômico de Campinas, que gerou cultivares capazes de produzir satisfatoriamente em condições de inverno pouco frio. São também bastante cultivadas as variedades Gala da Nova Zelândia, Golden do Canadá e dos Estados Unidos, Anna de Israel e Fuji do Japão.

Muito bem adaptadas aos climas regionais, as maças encontradas nos mercados brasileiros provem, especialmente, do sul e do sudeste do pais, onde os Estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná são responsáveis pela quase totalidade do volume produzido. As maças brasileiras chegam, atualmente, a ultrapassar, em qualidade e preferência do consumidor brasileiro, os produtos de reputação tradicional, como as famosas maças argentinas.

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

Maçã

Fruta das regiões temperadas, a maçã, além de saborosa, tem considerável valor nutritivo.

Contém vitaminas B1, B2, Niacina e sais minerais como Fósforo e Ferro.

As vitaminas do Complexo B em geral ajudam a regular o sistema nervoso, o crescimento, evitam problemas de pele, do aparelho digestivo e queda dos cabelos.

O Fósforo previne a fadiga mental, além de contribuir para a formação de ossos e dentes.

O Ferro é importante na formação do sangue.

É rica em quercetina, substância que ajuda a evitar a formação dos coágulos sanguíneos capazes de provocar derrames.

A maçã é recomendada para pessoas com problemas de intestino, obesidade , reumatismo, gota, diabetes, enfermidades da pele e do sistema nervoso. A sua casca seca é empregada como chá para purificar o sangue e como diurético.

Para melhor aproveitamento das suas vitaminas, o ideal é consumi-la ao natural com casca, pois é junto dela que estão a maior parte das suas vitaminas e os sais minerais.

Na hora de comprar, escolha as de casca de cor acentuada e brilhante, polpa firme, pesadas, sem partes moles, furos ou rachaduras. Nessas condições ela se conserva até um mês na geladeira.

Seu período de safra vai de janeiro a abril. Daí até setembro só existem as importadas.

Cem gramas fornecem 58 calorias.

A maçã

A maçã é um produto de uma árvore de porte mediana,da família das Rosáceas, originária da Ásia Central e das regiões do Cáucaso.

Da Europa foi trazida ao Brasil, aclimatou aos Estados do Sul.

Ajuda a tratar de eliminação de toxinas do sangue, escorbuto, gripes, intestino preguiçoso, pele cansada, desidratada e congestionada, prisão de ventre, problemas digestivos, proteção da mucosa, retenção de líquidos, reumatismo, tensão nervosa.

Pode ser utilizada na prevenção de várias doenças como: arteriosclerose, esgotamento nervoso, reumatismo, gota e tosse.

A maçã é uma das frutas mais conhecidas do mundo, principalemente por ser a importante protagonista de lendas e histórias muito famosas, como a de Adão e Eva, na Bíblia, e de contos infantis como o da Branca de Neve.

Ela é um fruto da macieira, tem forma arredondada, tamanho variável entre 5 e 10 cm de diâmetro, sua cor muda segundo o tipo, podendo ser vermelha, amarela ou verde.

A cor da polpa da maçã varia entre o branco e o amarelo, assim como sua consistência, que, segundo a variedade pode ser compacta ou esfarelada. No brasil, as variedades de maçã mais conhecidas são a amarela ou dorada e a vermelha. A maior parte das frutas que se encontra no mercado é importada, principalmente de países com climas temperados. Na cozinha, a maçã tem inúmeros usos e pode ser preparada de muitas maneiras, acompanhando pratos salgados ou para fazer vários tipos de doces.

Ela contém quantidades razoáveis de vitamina A, B1, B2 e C e de sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro. Como também fornece bastante calorias, nem sempre é permitida nas dietas de emagrecimento. O teor de água e vitamina C que a maçã tem torna-a um bom alimento para as crianças, pois, além de nutrir, é um excelente hidratante. É de fácil digestão e aconselha-se consumi-la ao natural e com casca para aproveitar melhor as vitaminas.

É encontrada em feiras livres, supermercados e quitandas. O preço varia conforme o país e região de importação. As melhores são as de cor acentuada, firmes e mais pesadas em relação ao volume.

Procure maçãs de casca lisa e limpa e evite as que têm depressões ou machucados na casca. Nos supermercados também encontramos suco de maçã concentrado, enlatado e congelado, maça dessecada, geléias, compotas e purê de maçãs em vidros (preparado para crianças).

A maçã é uma fruta que se conserva bem durante bastante tempo. Quando vai ser consumida logo, guarde na gaveta da geladeira ou deixe em uma fruteira em local ventilado, tomando cuidado para que a parte do cabo fique para baixo, ao abrigo da umidade.

Para guardar por períodos maiores, mantenha a maçã no congelador com a temperatura um pouco acima do ponto de congelamento (2 Graus C)

História

Apesar da macieira ter vindo para o Brasil com os primeiros colonizadores Europeus, sua cultura entre nós sempre ficou limitada a pomares domésticos, não tendo expressão econômica. Até a década de 60, somente a Região de Valinhos/SP tinha alguns pomares comerciais, cultivados com variedades de baixo valor comercial e que eram vendidas embaladas em caixas de tomate.

A moderna pomicultura brasileria surgiu em 1962, através da Safra - Sociedade Agrícola Fraiburgo Ltda, empresa tripartite formada pelos senhores René e Arnoldo Frey - fundadores de Fraiburgo -, Gabriel Evrard, Henri Evrard e Roland Mayer - empresários franco argelinos - e Albert Mahler - empresário europeu.

Para melhor conhecer as potencialidades da região, a Safra implantou um grande pomar experimental, onde foram plantadas todas as espécies temperadas com valor comercial, dando ênfase a uva, maçã e frutas de caroço. O pomar experimental abrangia mais de 70 hectares e era dirigido tecnicamente pelo Engenheiro Agrônomo Roger Biau, que trabalhava com os Evrard na Argélia.

Em 1965, dentro do objetivo do Governo Militar, que desejava diminuir a dependência externa do País, o Ministro do Planejamento, Dr. Roberto Campos, solicitou aos Estados Unidos e à França apoio técnico para a implantação da pomicultura em nosso meio. O Governo Americano enviou, em 1965, uma missão técnica formada por especialistas do Departamento de Agricultura, que visitaram as Regiões de Valinhos/SP, São Joaquim/SC, Vacaria, Veranópolis e Pelotas/RS, concluindo que, segundo eles, "o Brasil não tinha condições climáticas para a cultura da macieira em bases comerciais".

Em 1966, a França enviou o Viveirista George Delbard, mundialmente conhecido e que com o apoio do Governo Francês tinha auxiliado na modernização da fruticultura no Marrocos e Irã (Pérsia). Delbard foi levado aos mesmos locais visitados pelos americanos, mas, como tinha fornecido mudas para a Safra em 62/63, incluiu Fraiburgo no roteiro de visitas.

Ao visitar os pomares experimentais da Safra, o grupo técnico oficial encontrou macieiras das variedades Starkrinson e Golden Spur com uma ótima produção, mostrando a viabilidade econômica da cultura em nosso meio e recomendou a utilização da tecnologia desenvolvida em Fraiburgo para o desenvolvimento da cultura no Brasil.

Em 1969, o Governo Federal Incluiu a macieira na Lei de Incentivos Fiscais Para Reflorestamento, que permitiu o surgimento dos primeiros pomares comerciais na Região de Fraiburgo (Nodarisa e Renar).

No Início da década de 70, a Secretaria da Agricultura, através de Luiz Gabriel - secretário na época -, criou o Programa de Fruticultura de Clima Temperado - Profit, encarregando a Acaresc, sobre a direção do Engenheiro Agrônomo Glauco Olinger, de implantar o referido programa que beneficiava pequenos e médios produtores. A experiência do Profit foi posteriormente levada ao Paraná e Rio Grande do Sul.

A maçã (Pyrus malus) é tão antiga quanto a história da humanidade. Vem acompanhando o homem desde sua origem, com a imagem frequentemente relacionada com o proibido, o tentador, o pecado. E até hoje, a maçã permanece tentadora.

Mas com uma grande diferença: agora o pecado é não comer. A maçã tem propriedades reguladoras únicas. Uma maçã por dia ajuda a digestão. Modera o apetite. Controla o colesterol. Previne alergias e irritações físicas. Evita a formação de cálculos. Limpa o sangue, previne o câncer digestivo, age no aquecedor médio, baço e pulmão. Possui sabor doce-ácido, propriedades refrescantes e adstringente.

A maçã foi uma importante fonte alimentícia em todos os climas frios e, provavelmente, a macieira é a árvore cultivada há mais tempo. São a espécie de fruta, à exceção dos cítricos, que pode ser conservada durante mais tempo, conservando boa parte de seu valor nutritivo.

As maçãs de inverno, colhidas no final do outono e guardadas em câmaras ou armazéns acima do ponto de congelamento, têm sido um alimento destacado durante milênios na Ásia, Europa e nos Estados Unidos (desde 1800).

Informação Nutricional

A maçã é excelente para prevenir e manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis, através da ingestão de uma maçã por dia. Esse efeito é devido ao alto teor de pectina, encontrada na casca. Também tem um efeito acentuado para emagrecimento, pois a pectina dificulta a absorção das gorduras, da glicose e elimina o colesterol. O alto teor de potássio contido na polpa da maçã faz eliminar o sódio excedente, eliminando o excesso de água retida no corpo.

A Maçã produz uma ação benéfica sobre o coração atuando de duas formas: pelo elevado teor de potássio e pela presença de pectina, que evita a deposição de gorduras na parede arterial, evitando a arteriosclerose. Por tudo isto, melhora a circulação sanguínea, reduzindo o trabalho cardíaco, prolongando a vida útil do coração.

Também tem propriedades medicinais, ao ser suavemente usada como uma espécie de laxante, pois ajuda na eliminação das fezes.

Ela atua da seguinte maneira: durante a digestão ela absorve a água e durante a eliminação ela libera esta água que ficou armazenada, assim, não deixando que as fezes sequem, causando problemas posteriores como a prisão de ventre.

A maçã possui as seguintes vitaminas: B1, B2 e Niacina, além de sais minerais, como fósforo e ferro.

A maçã fermentada é utilizada para elaborar bebidas alcoólicas como a sidra asturiana, o Calvados francês e a sagardua basca.

Propriedades

Rica em fibras, vitaminas e sais minerais.

Recomendação

A maçã é recomendada para pessoas com problemas intestinais, obesidade, diarréia e catarro no peito. A casca também é usada como chá diurético.
O ideal é consumir a maçã com casca, pois, é nela que se encontram a maior parte das vitaminas e sais minerais.

Compra

Escolha as maçãs de casca lisa, sem amassados, cortes, defeitos e manchas. Prefira as de cor acentuada e brilhante, polpa firme e pesada. Nessas condições, as maças duram até um mês na geladeira.

Higienização do fruto

Para lavar, use uma bacia com 2 litros de água e 3 gotas de detergente. Deixe mergulhado durante 3 minutos. Depois lave com esponja e enxágue bastante. Por último, coloque o alimento numa mistura de 1 litro de água e 1 colher de água sanitária. Espere 5 minutos, enxágue e seque bem antes de armazená-lo. Assim você diminuirá o risco de contaminação por bactérias.

Valor nutritivo

A maçã contém quantidades razoáveis de vitamina A, B1, B2 e C e de sais minerais, como cálcio, fósforo, e ferro.
O teor de água e vitamina C que a maçã tem, torna-a um bom alimento para as crianças, pois, além de nutrir, é um excelente hidratante.
É de fácil digestão e aconselha-se consumi-la ao natural e com a casca para aproveitar melhor suas vitaminas.

Utilidades Medicinais

Catarro Pulmonar - Cozinhar a maçã, bem picada, em um pouco de água e mel.Filtrar. Tomar o caldo quente às colheradas,várias vezes ao dia.Substituir algumas refeições por maçãs cruas, exclusivamente.
Constipação Intestinal
- Comer maçãs cruas com casca , bem lavadas,juntamente com mamão, mel de abelha e pão integral torrado.Mastigar bem.Comer também as sementes da maçã.
Palpitações do Coração
- Comer purê de maçã com um  pouco de mel em substituição de algumas refeições. Esmagar com garfo a polpa de maçã cozida e acrescentar mel puro.
Diarréia
- Cozinhar maçãs e tomar o caldo. Fazer refeições de maçã cozida com torrada. Comer também maçãs crua.
Faringite
- Recomenda-se usar maçãs frescas raladas ou suco de maçã durante a fase aguda.
Obesidade
- Passar vários dias só a maçãs, ou substituir refeições normais por maçã.
Prisão de Ventre
- Ver constipação Intestinal
Olhos Inflamações dos
- Lavar os olhos duas vezes ao dia com algodão embebido em suco de maçã ácida.Pode-se fazer cataplasmas com maçãs maduras raladas.

Fonte: www.vitaminasecia.hpg.ig.com.br/www.agrobyte.com.br

Maçã

Maçã
Maçã

Em numerosos cruzamentos com tipos da Europa, e da Ásia, apareceram as variedades hoje conhecidas, que passa de 600. Pertence à família das Rosáceas.

Composição: 83,9% de água, 0,4% de proteína, 0% de gordura, 13,3% de hidrato de carbono, 0,65% de amidos de fruta, 0,6% de minerais, 1,7% de excesso de bases, 59% de calorias. Além de sódio, potássio, magnésio, fósforo, enxofre e cloro, provou-se a presença do ácido salicílico e de alumínio.

Aplicação: Catarro gastrintestinal, disenteria ou paratifo.

A maçã incha, absorvendo água e produtos intestinais tóxicos. O grande conteúdo em tanino da maçã atua como adstringente contra inflamação. Em casos de diarréia e disenteria infantil. A pectina encontrada na casca da maçã quando na corrente sangüínea tem a propriedade de acelerar o processo de coagulação, o que a torna um remédio eficaz para a hemofilia (hemofílicos) - lavar bem a casca devido a aplicação de agrotóxicos.

Para inflamações renais, hidropisia, doenças do coração e dos vasos, favorece ainda os rins e o fígado.

Usada também em regimes de emagrecimento. Para anêmicos e intelectuais devido ao arsênio, ferro e fósforo. A criança que comer a maçã todos os dias ficará protegida contra as infecções. Remédio tônico e sedativo, o suco é refrescante.

A prisão de ventre é tratada com êxito, pela sidra de maçã, e em todas as enfermidades inflamatórias do sistema nervoso central. Se usada diariamente exerce um efeito fortalecedor e tônico, que convém ser utilizado como reforço na gota, reumatismo, doenças de fígado e rins, hipertensão, transtornos cardíacos e erupção cutânea.

Pelo seu conteúdo em fósforos constitui a infusão de maçã um alimento natural para o sistema nervoso, especialmente para as crianças.

Intelectuais e doentes deveriam substituir o café e o álcool pelo suco de maçã.

Excelente alimento para o cérebro, pois contém ácido fosfórico numa forma facilmente digerível. Contribui para um sono tranqüilo, impede a formação de cálculos, evita a indigestão e previne a infecção da garganta. Excelente agente para prevenir o manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis, através da ingestão de uma maçã/dia. Esse efeito é devido ao alto teor de pectina, encontrada em sua casca, a qual entra no metabolismo do colesterol. Depurativo do sangue, em virtude de conter em seu conteúdo o ácido málico, que elimina detritos provenientes do metabolismo.

Valor nutricional

Para o cérebro e a memória: fósforo (8 mg), para o coração e o sangue: cobre (0,10 mg), ferro (0,23 mg) e baixo teor de lipídios (0,4g), para digestão e intestinos: celulose (1g) para os rins: potássio (135 mg), para os ossos: cálcio (4 mg) para os músculos: carboidratos (13,8 mg), para todo o organismo: sódio (2mg), vitamina A (0,03 mg), vitamina B (0,04 mg) e vitamina C (4 mg).

100 gramas contem em média:

Energia 63,20 kcal
Água 84,40 g
Carboidratos 14,20 g
Proteínas 0,40 g
Lipídios 0,50 g
Cinzas 0,42 g
2 vitamana A 4 re
Vitamina B1 (Tiamina) 45,00 mcg
Vitamina B2 (Riboflavina) 100,00 mcg
Vitamina B3 (Niacina) 0,50 mg
Vitamina C (Ácido ascórbico) 8,00 mg
Potássio 127,00 mg
Fósforo 12,00 mg
Sódio 11,00 mg
Magnésio 8,00 mg
Enxofre 7,00 mg
Cálcio 7,00 mg
Silício 4,00 mg
Ferro 1,00 mg

A maçã além de ótimo alimento é remédio. Uma maçã por dia ajuda a combater o câncer, infarto, é indicado nas doenças do sistema nervoso, artritismo em geral, doenças infantis, doenças respiratórias, digestivas, dietas alimentares, baixa a febre, fornece fosfatos ao cérebro, cálcio aos ossos, ferro ao sangue, purifica o organismo, desinfeta e cura sem prejudicar, entre outras.

Cientistas norte-americanos, ao estudarem a casca e a polpa da maçã, concluíram que 100 gramas de maçãs frescas podem ser mais benéficas que um comprimido de 1.500 miligramas de vitamina C, considerada saudável por seus efeitos antioxidantes.

Em testes de laboratório os cientistas da Universidade de Cornell, EUA, concluíram que extratos retirados da casca da maçã inibiam o crescimento das células cancerígenas em cerca de 43% e os provenientes da fruta em si reduziram este aumento em 29%. Testes similares com células de câncer de fígado resultaram ainda mais eficazes. Extratos da casca reduziram o crescimento dessas células em 57% e os da polpa em 40%.

Cientistas da faculdade de medicina da Califórnia afirmam que comer maçã ou beber o suco dessa fruta pode ajudar a reduzir os riscos de doenças cardíacas. O estudo foi publicado na revista "Journal of Medicinal Food" e os autores dizem que a maçã tem o mesmo efeito protetor do vinho. Essa fruta contém antioxidantes que combatem o mau colesterol (o LDL), responsável pela formação de rombos nas artérias. É muito depurativo e está indicado como útil nas doenças do sistema nervoso dos adultos, em especial na debilidade nervosa.

O éter contido na maçã atua como potente sedativo do sistema nervoso e das fibras musculares. É um nervino mais ativo que a valeriana, e por isso favorece o sono, acalma as dores e enxaquecas, assim como alivia as cólicas menstruais.

A maçã é especialmente indicada em todas as afecções ligadas direta ou indiretamente ao artritismo, tais como a gota, reumatismo, ciática, herpes, eczema e litiases de toda a espécie, e nos próprios casos de cálculos ou pedras renais, hepáticas e vesiculares e em todas as afecções provenientes da intoxicação úrica.

É útil para as crianças que padecem de disenteria, de dispepsia aguda ou crônica e de colite simples ou mucosa, que geralmente cedem a esse tratamento, fazendo descer a febre, tornando as fezes normais.

A polpa desse, além de conter todos os predicados curativos para vencer as enterites, causadoras principais da mortalidade infantil, contém todos os predicados alimentares de alta qualidade para nutrir convenientemente. Produz rápidos e surpreendentes resultados no tratamento da enterite ou diarréia infantil, basta suprimir-lhes o leite e todas as drogas que as terapêuticas alopáticas costumam prescrever em tais casos, e ministrar-lhe a polpa de maçãs.

Graças ao seu conteúdo de ferro, a maçã fornece resultados especiais no tratamento de tuberculose, bronquite e asma. É o mais apropriado fruto para doentes dos órgãos digestivos. Combate à acidez do estômago porque provoca abundante secreção salivar. Desinfetante intestinal em razão do ácido málico que possui, o qual neutraliza a ação dos germens patológicos. Ótima para os intestinos. Remédio por excelência na maioria dos males do aparelho digestivo.

Para as pessoas que se preocupam com a manutenção do peso, a maçã é um alimento que oferece quantidades mínimas de gordura. Entre os hidratos de carbono, o mais importante que fornece é a frutose, um elemento energético que vai diretamente para o sangue. Quando comida em jejum e antes das refeições principais, devido ao seu conteúdo em celulose, sais de frutos, açúcar e substâncias derivadas, faz o efeito de um laxante suave.

Indicação

Indicado também para o tratamento de doenças crônicas da pele, sífilis e obesidade.
Uma das capacidades mais importantes da maçã é a de dissolver os cálculos renais vesiculares e de se opor a própria formação do ácido úrico.
Normalizador por excelência e eupéptico de valor incontestável.
Por conter bromo, a tornam recomendável para ser ingerida a noite, proporcionando um sono tranqüilo e restaurador.
É um alimento quase completo que traz benefícios para as pessoas de vida sedentária, assim como nos casos de astenia física e intelectual, esgotamento, convalescença, ulceras gástricas, gastrite, cefaléia, afecções brônquicas, prisão de ventre e colite.
É um excelente rejuvenescedor dos tecidos.
Também liberado para diabéticos.
Possui a propriedade de impedir a precipitação do colesterol e ainda favorecer a sua eliminação.
No uso tópico o suco da maçã ajuda a firmar os tecidos.
As afecções da garganta em geral se curam com uma dieta de maçãs.
Desinfeta a boca (assepsia).

Fonte: www.psleo.com.br

Maçã

Maçã
Maçã

Maçã
Maçã - Macieira

Fruteira típica de clima temperado, a cultura da maçã é uma das atividades que mais recebe investimento em tecnologia e qualidade no país

Nome popular da fruta: Maçã

Nome científico: Malus domestica Borkh.

Origem: Oriente Médio e Leste Asiático.

Fruto

Fruto globoso com uma profunda depressão no ponto de inserção da haste, que o prende aos ramos.

De coloração vermelha ou verde, pode apresentar pequenas manchas esverdeadas ou amareladas.

Planta

A macieira é uma frutífera típica de clima temperado, da família Rosaceae, com pequena exigência de frio, apresentando-se apta para produzir satisfatoriamente em condições de inverno brando. A árvore chega a 10 metros de altura. Possui tronco de casca parda, lisa e copa arredondada. As flores são brancas ou róseas, e aromáticas.

Cultivo

No Brasil, a produção de maçã se concentra em duas cultivares, ‘Gala’ e ‘Fuji’, que representam em torno de 90% da área plantada. Outras cultivares plantadas são a ‘Eva’, ‘Golden Delicious’, ‘Brasil’, ‘Anna’, ‘Condessa’, ‘Catarina’, ‘Granny Smith’.

As cultivares ‘Eva’, ‘Anna’ e ‘Condessa’ possuem baixa exigência em frio, o que as torna recomendáveis para plantio em regiões mais quentes e com produção entre dezembro e a primeira quinzena de janeiro.

A ‘Gala’ vem sendo gradativamente substituída por clones de coloração mais vermelha dos frutos, como a ‘Royal Gala’, ‘Imperial Gala’ e ‘Galaxy’. Seus frutos são colhidos nos meses de janeiro e fevereiro.

A ‘Fuji’ e seus clones ‘Fuji Suprema’ e ‘Kiku’, que também tem frutos mais avermelhados, produzem no mês de abril e maio, sendo uma fruta de sabor doce e muito suculenta. A ‘Fuji’ apresenta, ainda, a vantagem de ser mais resistente ao armazenamento que a ‘Gala’.

Os programas de melhoramento genético vêm criando cultivares com menor exigência em frio e resistentes a doenças, destacando-se a ‘Imperatriz’, ‘Daiane,’ ‘Baronesa’, ‘Catarina’ e ‘Joaquina’, as últimas duas resistentes a sarna, importante doença fúngica que ataca folhas e frutos das macieiras.

Para início do pomar é imprescindível o plantio de mudas enxertadas e sadias, em porta-enxertos clonais ou de sementes da própria macieira.

Por se tratar de cultura perene e de polinização cruzada, deve-se consorciar no plantio variedades interpolinizantes.

A produtividade média da maçã no Brasil varia de 15 a 30 t/ha de frutos em pomares adultos e conduzidos dentro das modernas técnicas. Essa variação ocorre em função do espaçamento, cultivar e manejo.

Usos

A maçã tem como principal destino o consumo fresco. Diversos tipos de processamento da fruta são possíveis, produzindo produtos como doces, geléias, compotas, sucos, bebidas e vinagre.

Mercado

O produtor deve estar atento sobre a capacidade de armazenamento dos frutos na região onde pretenda produzir. No Brasil, a capacidade de armazenamento de maçãs é de 511.525 t, cerca de 60% da produção nacional, com boa parte dessa capacidade instalada em Santa Catarina. Sem o armazenamento, o produtor é obrigado a vender sua produção em um período muito curto de tempo, ficando sujeito à pressão baixista de preços.

O mercado consumidor é altamente exigente tanto para o preço quanto para a qualidade das frutas, o que demanda um beneficiamento capaz de selecionar criteriosamente as frutas com potencial de mercado in natura, com bases em infestações de doenças e em defeitos físicos, o que tem levado nos últimos anos a um descarte em torno de 30% da produção nacional. Esse descarte é normalmente direcionado à industrialização. Esse percentual de industrialização no país tende a aumentar, devido à demanda crescente no mercado interno pelo suco pronto para consumo.

Na indústria processadora de maçã, o suco é considerado um dos principais produtos. Do resultado de sua extração surge o bagaço, chamado de descarte sólido, que é uma mistura principalmente de casca, polpa e semente. O rendimento médio nas indústrias que utilizam a prensagem na extração de suco é de 65% de suco e 35% de bagaço. Novas tecnologias permitem uma relação de 84% de suco e 16% de bagaço.

No Brasil, o bagaço tem como principal destino o solo, como adubo orgânico, ou a utilização como ração animal. Uma série de estudos avalia seu aproveitamento na fabricação de álcool, bebida alcoólica, fibras para enriquecimento de alimentos e outros produtos.

O vinho de maçã, além do consumo direto, constitui a base para a sidra, bebida frisante, e para a produção de destilados envelhecidos como o calvados ou para a produção de blends como o pommeau.

Pierre Vilela

Fonte: www.sebrae.com.br

Maçã

Maçã
Maçã

Maçã
Maçã

Originária do sudeste europeu e do sudoeste asiático, há mais de 1500 variedades de maçã.

Graças à dominação romana, o cultivo da maçã se difundiu em grande parte da Europa, até a Inglaterra e Alemanha. Na época do descobrimento da América, já eram conhecidas muitas centenas de variedades de maçãs.

Os primeiros colonizadores trouxeram consigo sementes e plantas das melhores variedades, razão pela qual, a cultura desta fruta se difundiu na América com muita rapidez. O mesmo aconteceu com o leste Asiático. É bem antiga a introdução do plantio de maçãs no Brasil. Santa Catarina destaca-se por apresentar clima mais adequado.

As variedades mais conhecidas são: a Gala, a Fuji, Granny Smith, Golden Delicious e Red Delicious.

Gala: De formato redondo e alongado e cor vermelho-clara, muito doce. Muito boa para ser consumida crua, tem polpa bem firme e ligeiramente ácida. Também pode ser utilizada em receitas assadas.
Fuji:
Tem sabor doce e ácido, redonda, de casca vermelha rajada, polpa dura, textura suculenta.
Red delicious:
De casca vermelho brilhante e escura. É a mais doce de todas e não é muito ácida. São parecidas com as argentinas. Ótimas para comer ao natural, e em preparações assadas.
Golden Delicious:
Vermelha com tons avermelhados. Boa para doces e também em saladas.
Granny Smith:
Também conhecida como maçã verde, tem a casca verde e azeda. Ótima para doces e compotas.

NUTRIÇÃO

Calorias cada 100g têm em média 63 calorias.

As maçãs médias pesam cerca de 150g, com um total de 95 calorias.

Contém vitaminas B1, B2, A, além de fósforo, ferro e potássio. É rica em fibras e ajuda no processo digestivo.

Rica em pectina, substância que protege a mucosa do aparelho digestivo e que ajuda a dar ponto em geléias. A pectina é uma das melhores fibras de alimentos para controlar os teores de colesterol. Ela também torna a absorção de glicose menos eficiente, fazendo com que o açúcar penetre no sangue mais lentamente.

Isto é bom para os diabéticos, evitando desta maneira que não ocorra aumento da glicemia, em pico da insulina.

Tem substâncias fitoquímicas como o ácido elágico que pode ajudar a prevenir alguns tipos de câncer e o octacosanol que ajuda a prevenir a doença de Parkinson.

O ácido málico ajuda a tirar as impurezas do sangue e também é ótima para o cérebro, pois contém ácido fosfórico numa forma facilmente digerível.

Contribui para um sono tranqüilo, principalmente consumindo o chá da casca da maçã.

Impede a formação de cálculos.

O ideal é consumi-la ao natural com casca, pois assim você vai aproveitar mais suas vitaminas e os sais minerais.

Aproveite pois esta é a melhor época para comprar maçãs. O período de safra vai de janeiro a abril.

DICAS DE USOS:

Para a pele é ótima como máscara descongestionante. Misture 1 maçã ralada, 1 colher de sopa de fécula de batata e 1 colher de sopa de iogurte.
Utilize a verde, em saladas, cortadas bem finas com a casca e borrifadas com suco de limão para não oxidar.
Em vitaminas e sucos.
Assadas no microondas. Fure-a e leve por 3 a 4 minutos na Potência Alta. É ótima na hora do lanche para enganar a fome.
Em chás para evitar insônia. Coloque a casca de uma maçã e 1 miolo de alface em uma panela com água e deixe cozinhar até reduzir à metade. Coe e sirva. Se gostar polvilhe canela em pó.
Em suflês doces e musses.
Como purê para acompanhar carnes de porco.

Dicas de Cultivo

É imprescindível o plantio por meio de mudas enxertadas e sadias, em porta-enxertos clonais ou de sementes. Por se tratar de cultura permanente e exigente de polinização cruzada, é importante consorciar no plantio variedades que se interpolinizem.

Outros Nomes: Port.: macieira, maçãzeira, pereiro; Esp.: manzano, manzanal, pomera, camueso, maguillo, maillo, pero, perón; Fr.: pommier; Ing.: apple tree.

Princípio ativo: Ácidos, glicídeos, minerais, lipídios, protídeos, taninos, pectina dentre outros.

Propriedades: Antidiarréica, laxante, diurética e depurativa.

Indicações: Reguladora das funções intestinais, combate artrite, reumatismo, cálculos urinários, diminui o colesterol.

Fonte: www.xenicare.com.br

Maçã

Maçã
Maçã

Maçã
Maçã

Fruta das regiões temperadas, a maçã, além de saborosa, tem considerável valor nutritivo.

Contém vitaminas B1, B2, Niacina e sais minerais como Fósforo e Ferro. As vitaminas do Complexo B em geral ajudam a regular o sistema nervoso, o crescimento, evitam problemas de pele, do aparelho digestivo e queda dos cabelos.

O Fósforo previne a fadiga mental, além de contribuir para a formação de ossos e dentes.

O Ferro é importante na formação do sangue.

É rica em quercetina, substância que ajuda a evitar a formação dos coágulos sanguíneos capazes de provocar derrames.

A maçã é recomendada para pessoas com problemas de intestino, obesidade , reumatismo, gota, diabetes, enfermidades da pele e do sistema nervoso. A sua casca seca é empregada como chá para purificar o sangue e como diurético.

Para melhor aproveitamento das suas vitaminas, o ideal é consumi-la ao natural com casca, pois é junto dela que estão a maior parte das suas vitaminas e os sais minerais.

Na hora de comprar, escolha as de casca de cor acentuada e brilhante, polpa firme, pesadas, sem partes moles, furos ou rachaduras. Nessas condições ela se conserva até um mês na geladeira.

Seu período de safra vai de janeiro a abril. Daí até setembro só existem as importadas.

Fonte: www.ebarbrasil.com.br

Maçã

Maçã
Maçã

Uma maçã (bem nutrida) com mais ou menos 100 gramas, oferece os seguintes teores de nutrientes.

Fósforo (8mg)
Cobre (0,10mg); Ferro (0,23 mg) e Baixo Teor de lipídios (0,4g)
Celulose (1g)
Potássio (135mg)
Cálcio (4mg)
Carboidratos (13,8mg)
Sódio (2mg), Vitamina A (0,03mg), Vitamina B (0,04mg) e Vitamina C (4mg).

A maçã, além de saborosa, tem considerável valor nutritivo.

Contém vitaminas B1, B2, Niacina e sais minerais como Fósforo e Ferro.

As vitaminas do Complexo B em geral ajudam a regular o sistema nervoso, o crescimento, evita problemas de pele, do aparelho digestivo e queda dos cabelos.

O Fósforo previne a fadiga mental, além de contribuir para a formação de ossos e dentes.

O Ferro é importante na formação do sangue. Além disso, é muito rica em substâncias chamadas Flavóides. Essas substâncias diminuem a oxidação do colesterol, impedindo que ele se acumule nas artérias.

É rica em quercetina, substância que ajuda a evitar a formação dos coágulos sanguíneos capazes de provocar derrames.

A maçã é recomendada para pessoas com problemas de intestino, obesidade, reumatismo, gota, diabetes, enfermidades da pele e do sistema nervoso.

A sua casca seca é empregada como chá para purificar o sangue e como diurético.

A pessoa que come pelo menos cinco maçãs por semana, respira melhor. Em recentes estudos realizados por diversos pesquisadores, homens que comeram quase uma maçã por dia, tiveram função pulmonar mais forte do que os que excluíram a fruta do cardápio. Pela sua propriedade antioxidante, a maçã retarda o envelhecimento, além de prevenir o aparecimento de cânceres, pois fitonutrientes da maçã preservam as células.

Para melhor aproveitamento das suas vitaminas, o ideal é consumi-la ao natural com casca, pois é nela que se encontra a maior parte das suas vitaminas e os sais minerais.

Confira o que os principais componentes da maçã podem oferecer ao organismo:

PECTINA: Fibra solúvel não absorvida pelo intestino que retém água e diversas substâncias residuais. Facilita a eliminação de toxinas juntamente com as fezes e ajuda a manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis. Auxilia no tratamento da diarréia, pois a pectina promove a proteção da mucosa intestinal
TANINOS:
São adstringentes e antiinflamatórios.
ÁCIDO MÁLICO:
Tem efeito alcalinizante (antiácido) no sangue e nos tecidos. Depurativo do sangue elimina detritos provenientes do metabolismo.
FLAVONÓIDES:
São antioxidantes encontrados em vários alimentos de origem vegetal

Fonte: www.segs.com.br

Maçã

Maçã
Maçã

A maçã é um fruto crocante, de interior esbranquiçado eGranny Smith casca com tonalidades de vermelho, amarelo ou verde, dependendo da variedade.

De igual forma, o sabor pode também variar de um adocicado refrescante até uma agradável acidez.

A macieira faz parte da família botânica das Rosaceae, da qual fazem também parte a roseira, o pessegueiro ou o morangueiro, por exemplo.

No hemisfério norte a época das maçãs dura aproximadamente de meados do Verão até cerca da chegada do Inverno. Contudo muitas variedades estão disponíveis ao longo de todo o ano graças quer a métodos de conservação por refrigeração, quer a importações realizadas a partir do hemisfério sul.

Benefícios para a saúde

Já dizia o ditado inglês “An apple a day keeps the doctor away” (uma maçã por dia mantém o médico afastado), o que parece ter um fundo de verdade segundo estudos recentes. A riqueza das maçãs em fibra, flavonóides e frutose traduz-se num bom contributo para a nossa saúde.

As maças contêm fibras solúveis assim como não solúveis. Em média 150g de maçã descascada fornecem 3g de fibra, mais de 10% da dose diária recomendada.

As fibras presentes na maçã são um forte aliado contra os altos níveis de colesterol, reduzindo assim os riscos de endurecimento das artérias, ataques cardíacos e enfartes.

Estudos realizados sustentam a hipótese de reduzir 16% o nível de colesterol com apenas 2 maçãs na alimentação diária.

As fibras da maçã são também um bom contributo para a regularidade intestinal, uma vez que ajudam a nivelar a quantidade de água presente nas fezes, ajudando a atenuar problemas quer de prisão de ventre quer de diarreia.Golden e Starking

Para além da regularidade, as fibras dão também uma sensação de saciedade, portanto um bom auxilio no controlo de peso e obesidade.

Outro benefício das fibras consiste na sua capacidade de captação de potenciais substâncias tóxicas (como metais pesados) que depois ajudam a eliminar do corpo através das fezes.

As maçãs são uma fonte muito rica e importante de fitonutrientes, incluindo flavonóides e fenóis.

Há muito que se sabe que a maçã é uma excelente fonte de flavonóides que agem como antioxidantes varrendo os radicais livres que podem danificar o ADN. Foi recentemente descoberto que os flavonóides presentes na maçã ajudam a proteger contra doenças coronárias e contra o cancro de uma forma que não apenas antioxidante.

Estudos sugerem que um tipo de flavonóides presente apenas nas maçãs contribui para a atenuação da degradação óssea que ocorre durante o período da menopausa.

As maçãs são uma excelente fonte de antioxidantes quando comparadas com outros frutos comummente consumidos. Nos EUA foram consideradas como tendo o segundo nível mais alto de atividade antioxidante.

Os efeitos protetores da maçãs contra os radicais livres atingem o seu pico 3 horas após a sua ingestão e começam a decrescer após 24 horas. Boa razão para comer pelo menos uma maçã por dia.

A capacidade antioxidante de 100 g de maçã (com casca) equivale ao efeito antioxidante de 1500 mg de vitamina C. No entanto a quantidade de vitamina C em 100 g de maçã é de em média apenas 5.7 mg.

Quase toda a capacidade antioxidante das maçãs advém de uma variedade de outros compostos.

Proteção contra os raios UV

A casca da maçã contém altas concentrações de antioxidantes especiais chamados fenóis.
Além dos fenóis serem úteis na prevenção de várias doenças crónicas parece que os fenóis presentes na casca de certo tipo de maças pode ajudar a pele na proteção contra os raios ultravioleta.
Quando comparada com outros frutos, a maçã ficou em segundo lugar relativamente à concentração de fenóis. Têm ainda a mais alta concentração de fenóis livres. (fenóis que não estão ligados a outros compostos podendo estar mais disponíveis para absorção pelo organismo).
A frutose, um açúcar simples que confere à maçã a sua doçura, é assimilada pelo corpo a uma taxa relativamente lenta, o que ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue em valores estáveis.

História

A macieira é originária da região da Europa de leste eCesto Maçãs sudoeste asiático. Está agora disseminada pela maioria das regiões temperadas do globo, e conta com cerca de 7000 variedades.

A maçã está associada à história bíblica de Adão e Eva, mas na mitologia escandinava a maçã tem um papel bem mais lisonjeiro: uma maçã mágica que confere juventude.

Como comprar e armazenar:

Escolha as maçãs de coloração mais viva, um bom indicador da sua qualidade.
Entre as várias qualidades, considere as suas preferências: a variedade Golden Delicious é das mais adocicadas enquanto que a Granny Smith é das mais ácidas.As maçãs em si têm mais vantagens nutricionais que o sumo de maçã. Ainda assim se optar por sumos, escolha os “néctares”, pois estes conservam mais propriedades benéficas.
Maçãs bem maduras apresentam maiores níveis de atividade anti-oxidante.
As maças com casca conservam mais propriedades antioxidantes que os sumos ou polpas, não só têm mais fibra como o processo de extração de sumo parece reduzir drasticamente a concentração de fitonutrientes poli fenólicos.
Assim como quase todos os frutos, as maçãs atingem o seu pico nutricional quando estão bem maduras. Prefira então o fruto com casca e bem maduro.

Dicas de preparação:

Lave bem as maçãs em água corrente. Se a maçã for deSumo de Maçã origem biológica coma-a com casca, pois a casca contém nutrientes que atuam em conjunto com os nutrientes da polpa.
Enquanto prepara uma receita (salada de fruta, por exemplo), ponha a maçã já cortada de molho em água com um pouco de sumo de limão, para evitar a sua oxidação (torna-se castanha nas partes em contato com o ar).
Pode também guardar a maçã já cortada no congelador para posterior uso.

Sugestões:

Adicione cubos de maçã a saladas de frutas ou de vegetais.
Substitua sobremesas de doces por maçãs, inteiras ou cortadas, em saladas ou combinação com outros alimentos, ou mesmo por si só.
Na área de sobremesas doces, prove, por exemplo, tarte de maçã ou maçã com queijo.

Segurança:

Os pesticidas e outros químicos são usados comummente na produção e armazenagem das maçãs.
Infelizmente isso repercute-se no fruto, principalmente na casca. Por isso, antes de comer maçãs lave-as bem em água corrente ou descasque-as mesmo, para evitar ingerir eventuais substâncias tóxicas.
Logicamente que é recomendável consumir frutos de origem biológica para evitar este tipo de problemas.

Nutrientes por cada 100 Gramas de maçã com casca

Proximatos

Água g 85.56
Energia kcal 52
Energia Kj 218
Proteína g 0.26
Lípidos, total g 0.17
Cinzas g 0.19
Carboidratos por diferença g 13.81
Fibra dietética, total g 2.4
Açúcares, total g 10.39
Sacarose g 2.07
Glicose (dextrose) g 2.43
Frutose g 5.90
Lactose g 0
Maltose g 0
Galactose g 0
Amido g 0.05

Minerais

Cálcio , Ca mg 6
Ferro , Fe mg 0.12
Magnésio , Mg mg 5
Fósforo , P mg 11
Potássio , K mg 107
Sódio , Na mg 1
Zinco , Zn mg 0.04
Cobre , Cu mg 0.027
Manganésio, Mn mg 0.035
Fluoreto, F mcg 3.3
Selénio , Se mcg 0

Vitaminas

Vitamina C mg 4.6
Tiamina mg 0.017
Riboflavina mg 0.026
Niacina mg 0.091
Ácido pantoténico mg 0.061
Vitamina B-6 mg 0.041
Folatos, total mcg 3
Ácido fólico mcg 0
Folatos (proveniente do alimento) mcg 3
Folatos (EDF) mcg_EDF 3
Colina, total mg  3.4
Betaína mg 0.1
Vitamina B-12 mcg 0
Vitamina B-12, adicionada mcg 0
Vitamina A, IU IU 54
Vitamina A, RAE mcg_RAE 3
Retinol mcg 0
Vitamina E, Alfa-tocoferol mg 0.18
Vitamina E, (adicionada) mg 0
Tocoferol, beta mg 0
Tocoferol, gama mg 0
Tocoferol, delta mg 0
Vitamina K mcg 2.2

Lípidos

Ácidos gordos saturados, total g 0.028
4:0 g 0
6:0 g 0
8:0 g 0
10:0 g 0
12:0 g 0
14:0 g 0.001
16:0 g 0.024
18:0 g 0.003
Ácidos gordos monoinsaturados, total g 0.007
16:1 indiferenciado g 0
18:1 indiferenciado g 0.007
20:1 g 0
22:1 indiferenciado g 0
Ácidos gordos polinsaturados, total g 0.051
18:2 indiferenciado g 0.043
18:3 indiferenciado g 0.009
18:4 g 0
20.4 indiferenciado g 0
20:5 n-3 g 0
22:5 n-3 g 0
22:6 n-3 g 0
Colesterol mg 0
Fitoesteróides mg 12

Aminoácidos

Triptofano g 0.001
Treonina g 0.006
Isoleucina g 0.006
Leucina g 0.013
lisina g 0.012
Metionina g 0.001
Cistina g 0.001
Fenilalanina g 0.006
Tirosina g 0.001
Valina g 0.012
Arginina g 0.006
Histidina g 0.005
Alanina g 0.011
Ácido aspártico g 0.070
Ácido glutâmico g 0.025
Glicina g 0.009
Prolina g 0.006
Serina g 0.010

Outros

Álcool g 0
Cafeína mg 0
Teobromina mg 0
Beta-caroteno mcg 27
Alfa-caroteno mcg 0
Beta-Criptoxantina mcg 11
Licopeno mcg 0
Luteína + Zeaxantina mcg 29
*(EDF) equivalentes dietéticos de folatos
USDA National Nutrient Database for Standard Reference, Release 20 (2007)

Fonte: www.abc-alimentos.com

Maçã

ORIGEM

Fruto da macieira da família “rosaceae” do gênero “malus” no Brasil existem inúmeras variedades as mais populares são: fugi e a gala, trata-se de uma das frutas mais antigas cultivada há milênios, destaca-se como um alimento de primeira linha, apresenta frutas resistentes que, quando refrigeradas podem durar longo tempo sem estragar, muitas vezes colhidas numa estação e consumidas em outra, a exemplo do que ocorre na Ásia, Europa e Estados Unidos as quais são colhidas no outono para serem consumidas no inverno.

USO MEDICINAL DA MAÇÃ

Excelente para o sistema digestivo e imunológico, elimina as toxinas e dissolve o ácido úrico, reduz o colesterol, previne o câncer digestivo, evita alergias, é ótima para dissolver cálculos dos rins e da vesícula, desinfetante bucal elimina o mau hálito, prisão de ventre, bom para herpes eczema.

Combate o artritismo, gota, reumatismo, dor ciática, calmante por natureza proporciona sono relaxante. Atua também no combate a doenças crônicas de pele, na sífilis, auxilia na obesidade promovendo a saciedade, depurador sanguíneo, distúrbios intestinais, colite, tônico cardíaco previne o infarto do miocárdio, infecções da garganta, fortalece o cérebro, ossos, facilita o funcionamento do fígado indicado ainda na tuberculose, bronquite e asma. Purifica o organismo como um todo, desinfeta e cura sem prejudicar. Como pudemos constatar a maçã é uma fruta de primeira grandeza, que não pode faltar na alimentação de nenhuma pessoa que queira viver de forma saudável.

COMPOSIÇÃO

VALOR NUTRICIONAL P/ 100G

Energia 63,20 kcal
Água 84,40 g
Carboidratos 14,20 g
Proteínas 0,40 g
Lipídios 0,50 g
Cinzas 0,42 g
2 vitamana A 4 re
Vitamina B1 (Tiamina) 45,00 mcg
Vitamina B2 (Riboflavina) 100,00 mcg
Vitamina B3 (Niacina) 0,50 mg
Vitamina C (Ácido ascórbico) 8,00 mg
Potássio 127,00 mg
Fósforo 12,00 mg
Sódio 11,00 mg
Magnésio 8,00 mg
Enxofre 7,00 mg
Cálcio 7,00 mg
Silício 4,00 mg
Ferro 1,00 mg

Fonte: www.vigorevida.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal