Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Manjericão - Página 5  Voltar

Manjericão

Manjericão

Outros nomes

Manjericão de folha larga, remédio de vaqueiro, alfavaca da américa.

Planta muito cheirosa.

Indicações

Calmante, diurética e sudorífera. Ótima para fazer banhos ou bafos para o tratamento de tosses, gripes e resfriados. Usa-se também nos casos de febres, ardor no ato de urinar, combate aftas, hematomas, reumatismos, regula o sono e é antiinflamatório.

Uso

As folhas amassadas também ajudam a cicatrizar e curar feridas. Colher e secar na sombra as folhas e as sementes. Após oito dias fazer o chá e tomar dois copos por dia, em goles. Descansar cinco dias e repetir a dose.

Manjericão

Família

labiadas

Outros nomes

Basilico grande, alfavaca, basilicão, manjericão da folha garnde.

Da família da labiadas; a mesma do alecrim, mentas, oréganos, etc. O gênero Ocimun possui várias espécies, que no Brasil são conhecidas pelos nomes de alfavaca e manjericão, o que muitas vezes causa confusão na classificação botânica. Originária da Ásia Central e Índia, onde existem numerosas variedades.

A planta não tolera temperaturas baixas, prefere climas amenos ou quentes. É planta companheira do tomate e das pimentas.

Manjericão

Indicações

Anti-espasmódico, sedativo, estomáquico, peitoral e galactogogo. Vermífugo e estimulante do estômago. O sumo é usado para aliviar dor de ouvido. Dor de estômago; em forma de chá. Fazer compressas no caso de lactentes que têm rachaduras no bico dos seios. Gargarejos e bochechos de chá morno ajudam a aliviar problema de aftas na boca. Má digestão, espasmos gástricos, cólicas intestinais, enxaquecas. Combate a falta de apetite. Estafa mental, intelectual e nervosa.

Atonia gástrica, depressão, digestão difícil, dismenorréia, estafa, fadiga mental.

Recomendado o uso nos casos de vômitos e dores de estômago. É um sedativo suave e o chá pode ser usado para dor de cabeça, enxaqueca e gastrites. Ajuda no combate aos gases intestinais e contrações musculares bruscas do estômago.

Nos casos de febres, tosses, ardor na urinação; no combate a aftas, inchaços, hematomas e reumatismos; também regula o sono.

Uso

Banhos nos casos de inflamações nos testículos, inchaços e hematomas. As folhas amassadas podem ajudar a curar feridas. O chá das folhas ou das sementes maceradas, são feitas compressas para as mães lactentes porem nos bicos dos seios afetados. Contra a asma e insônia deve ser ingerida. Para afecções das vias respiratórias, amigdalites, faringites, laringites e aftas, através de gargarejos feitos com a infusão das folhas. Apesar de não ser recomendado para gestantes, a alfavaca pode ser muito útil a mulheres em fase de amamentação e que possuem pouco leite, uma vez que tem a propriedade de estimular a secreção láctea e normalizar a produção de leite.

O óleo tem mostrado atividades anti-bacterianas no laboratório contra Bacilus Subtilis, Escherichea colli, Estaphilococos aureus, pseudomona auriginosa, além da atividade fungicida contra Cândida albicans e outros fungos.

OBS: o sumo do manjericão pode ser narcótico suave. Dois produtos, safrol e estragol, encontrados no óleo, são considerados cancerígenos e indicam cuidados no uso do óleo essencial purificado. A alfavaca não deve ser fervida e, de preferência, deve ser usada a planta fresca, já que ela perde muitos de seus princípios ativos quando fervida e seca.

Efeitos colaterais

Não encontrados na literatura pesquisada.

Contra indicação

Bradicardia (diminuição do ritmo cardíaco). Não é recomendada durante a gestação.

Fonte: Revista Ervas & Saúde, de volta à cura pela natureza, nº 2 ano 2. Editora Escala LTDA, São Paulo/SP.

Revista Ervas & Plantas que Curam, nº 2. Ed Escala LTDA.

Manjericão

Também conhecido como alfavaca cheirosa, por ser cultivado em todo o Brasil. Apresenta flores pequenas e brancas de sabor aromático.

Indicações

O chá das folhas do manjericão facilitam a digestão, combate o espasmo, é diurético, sudorífero, anti-reumático e é usado também para combater o diabete.

Uso

Colher as folhas e as sementes logo após o sol esquentar. Secar na sombra e com pequenas partes fazer o chá tomando um copo por dia durante cinco dias. Deixar o tratamento 6 a 8 dias e repetir a dose outras vezes.

Fonte: www.todafruta.com.br

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal