Breaking News
Home / Obras Literárias / De um tão felice engenho produzido (1668)

De um tão felice engenho produzido (1668)

Sonetos de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

De um tão felice engenho, produzido

de outro, que o claro Sol não viu maior,

é trazer cousas altas no sentido,

todas dinas de espanto e de louvor.

Museu foi antiquíssimo escritor,

filósofo e poeta conhecido,

discípulo do Músico amador

que co som teve o Inferno suspendido.

Este pôde abalar o monte mudo,

cantando aquele mal, que eu já passei,

do mancebo de Abido mal sisudo.

Agora contam já (segundo achei),

Passo, e o nosso Boscão, que disse tudo

dos segredos que move o cego Rei.

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.